Por Edgar Santista – Dívida do Milan por Ibrahimovic pode levar Thiago Silva para o Barcelona

Segundo jornal espanhol, clube espanhol poderia pedir transferência do zagueiro brasileiro para completar o valor do atacante sueco

thiago silva gávea (Foto: Rafael Cotta / Fla Marketing)Thiago Silva garante que não foi procurado pelo
Zlatan Ibrahimovic pode ser o responsável pela transferência de Thiago Silva do Milan para o Barcelona. Segundo o jornal espanhol “Marca”, o clube espanhol poderá pedir o zagueiro brasileiro como pagamento da dívida que os italianos ainda têm pela negociação do atacante sueco.

Para contratar Ibra no ano passado, o Milan fez um acordo para dividir o pagamento de € 40 milhões (R$ 90 milhões) ao Barcelona. No momento, o clube rubro-negro estaria devendo € 24 milhões (R$ 54 milhões), valor considerado pelo Barça como ideal para tirar Thiago Silva da Itália.

O brasileiro é visto pela diretoria do time catalão como o substituto ideal de Puyol, que tem 33 anos e perdeu alguns jogos importantes na temporada passada por causa de lesões. Aos 26, Thiago Silva assumiria aos poucos o lugar do capitão na defesa do Barça.

Na última quarta, o ex-atleta do Fluminense participou do “Arena SporTV” e garantiu que ainda não recebeu proposta do Barcelona:

– Nada de concreto chegou. Eu estou muito contente no Milan. Se eu não tivesse feliz no Milan não teria renovado há dois meses até o final de 2016 – disse.

ICFUT – Ballack anuncia despedida da seleção alemã, e adeus será contra o Brasil

Decisão foi tomada após meia se reunir com o treinador Joachim Löw

Ballack e o treinador Joachim Löw (Foto: Reuters)Ballack e o treinador Joachim Löw em Bratislava

Depois de Ronaldo se despedir da Seleção Brasileira, agora será a vez de Ballack deixar o selecionado alemão. Após reunião com o treinador Joachim Löw nesta quinta-feira em Bratislava (ambos estão na Eslováquia para uma conferência), ficou decidido que o meia do Bayer Leverkusen não será mais convocado para jogos oficiais, indicando, assim, uma despedida justamente no amistoso contra o Brasil, dia 10 de agosto.

Aos 34 anos, Michael Ballack é o capitão do quadro germânico, onde estreou em 1999. Vice-campeão mundial em 2002 (quando a Alemanha foi derrotada pelos brasileiros na final), o jogador disputou também a competição em 2006, ficando de fora da última Copa devido a uma lesão.

Além de defender equipes do futebol alemão (Chemnitzer, Kaiserslautern, Bauer e Bayern de Munique), Ballack atuou também na Inglaterra, sendo um dos destaques do Chelsea entre 2006 e 2010.

Vivendo seguidas lesões, o meia já vinha desfalcando a equipe comandada por Joachim Löw. O jogo de despedida, contra o Brasil, será o de número 99 de Ballack com a camisa do time germânico

Por Cezar Alvarenga – Volante Casemiro do São Paulo pode ir para a Itália.

Fonte: Folha.com

Dirigentes de um grande clube de Milão desembarcam na próxima semana na capital paulista e pretendem fazer uma proposta para levar o volante Casemiro, do São Paulo. Ele atraiu os cartolas durante o Sul-Americano sub-20. Segundo quem esteve em contato com os italianos, a oferta para tirar o atleta do Morumbi deverá ser de cerca de 8 milhões (R$ 18 milhões). No São Paulo, ele recebe aproximadamente R$ 15 mil mensais.

A informação é da coluna Painel FC, assinada por Bernardo Itri e Eduardo Ohata e publicada na edição desta quinta-feira na Folha. A íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.

Como seu salário não é muito alto, não é descartada a hipótese de Casemiro se transferir para outro clube brasileiro, a um custo de R$ 15 milhões, para levá-lo. A diretoria do São Paulo deverá iniciar negociações para aumentar o salário do volante ainda neste mês.

Por Cleber Aguiar – Edmundo está ‘abatido’ e diz que ‘confia na Justiça’, conta delegado

Fonte: Globo.com

Ex-jogador foi preso nesta madrugada em um flat em SP.
Ele está em uma cela sem janela e sem colchão.

Letícia Macedo Do G1 SP, com informações da Globo News

edmundo cela (Foto: Paulo Toledo Piza/G1)Eduardo Castanheira (à frente) foi responsável pela prisão do ex-jogador Edmundo (Foto: Paulo Toledo Piza/G1)
 O delegado Eduardo Castanheira, responsável pela detenção do ex-jogador de futebol Edmundo, afirmou na manhã desta quinta-feira (17) que o jogador estava “abatido”, mas teria dito que “confia na Justiça”. Edmundo foi localizado pela polícia paulista em um flat no Itaim Bibi, região nobre de São Paulo, durante esta madrugada. Por volta das 9h, ele foi transferido da sala do delegado titular do Setor de Investigações Gerais (SIG), da 3ª Seccional em Pinheiros, na Zona Oeste, para uma cela na carceragem da delegacia. O ex-jogador assinou documentos relativos à sua prisão.

Edmundo estava em uma cela de 6 metros quadrados, sem colchão e janela. Segundo Castanheira, até as10h30, o ex-jogador havia recebido a visita de dois amigos, que levaram sanduíches e achocolatado para o café da manhã. O delegado informou ainda que a equipe da Polícia Civil fluminense que vem buscar o ex-jogador já deixou o Rio de Janeiro.

“Por parte da polícia paulista já foram tomadas todas as medidas cabíveis, já foi comunicado ao juiz corregedor. Resta apenas a chegada dos policiais do Rio de Janeiro para levá-lo”, disse o delegado.

Policiais deixaram o Rio por volta das 9h desta quinta para buscar Edmundo. A assessoria da Polícia Civil, no entanto, não deu detalhes do número de carros e de agentes que farão a escolta do ex-jogador até o Rio. Castanheira afirmou que a expectativa é que os policiais fluminenses cheguem em São Paulo por volta das 14h. Segundo o delegado, os policiais deverão apresentar o mandado de prisão, assinarão o termo de recibo do preso e conduzirão Edmundo até o Rio de Janeiro.

Às 10h, Edmundo aguardava equipes da polícia fluminense para levá-lo ao Rio de Janeiro. O advogado Arthur Lavigne, que defende o ex-jogador, ainda não havia chegado a São Paulo. Entretanto, um outro defensor foi enviado para acompanhar os trâmites.

Na madrugada, Edmundo passou por exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal de São Paulo. Castanheira afirmou ainda que o jogador não precisará passar por outro exame no IML da capital paulista.

Durante a abordagem, ocorrida por volta das 2h, o ex-jogador tentou ligar para seu advogado, mas não conseguiu. Segundo Castanheira, o ex-jogador não esboçou reação ao ser abordado por policiais civis.

Edmundo era considerado foragido da Justiça. A Vara de Execuções Penais (VEP) do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) expediu mandado de prisão contra Edmundo na noite desta terça (14).

O ex-jogador foi condenado em 1999 a quatro anos e seis meses de prisão por homicídio culposo, após o juiz rejeitar a alegação da defesa de prescrição do processo em que Edmundo responde por acidente de carro, em 1995.

“Recebemos denúncia anônima dando conta que ele estava em um flat na Rua Amauri. O recepcionista nos levou ao seu apartamento. Ele não esboçou nenhuma ação. Solicitei que ele tomasse banho e se arrumasse”, disse Castanheira.

A polícia do Rio informou que vai buscar ainda nesta quinta-feira o ex-jogador. O delegado titular da Polinter do Rio, Rafael Willis, disse que está se informando a respeito dos trâmites legais para a transferência. O delegado verifica, por exemplo, se Edmundo será levado em um carro da Polícia Civil.

flat edmundo (Foto: Caroline Hasselmann/G1)Edmundo foi localizado pela polícia em flat da Rua Amauri, no Itaim Bibi, região nobre da capital paulista (Foto: Caroline Hasselmann/G1)

Rio
Doze agentes da Polinter percorreram quatro endereços diferentes registrados em nome do ex-jogador no Rio, mas ele não foi localizado na quarta-feira. O delegado titular da Polinter, Rafael Willis, chegou a dizer que as buscas tinham sido interrompidas temporariamente.

Em um dos endereços onde a polícia foi, estava a mulher de Edmundo que informou aos policiais que ele esteve no local pela manhã e saiu sem dizer para onde ia.

Segundo o TJ-RJ, a defesa do ex-jogador ainda pode recorrer da decisão. O advogado Arthur Lavigne informou na terça que ia entrar com pedido de habeas corpus. No entanto, nesta quarta, ele não foi encontrado para confirmar se já deu entrada no documento.

HUMOR ICFUT – Coisas de Corinthiano …

Fonte: Kibeloco.com.br

ROLO

Gilmar Fubá, ex-Corinthians, pode ser indiciado por receptação de carro roubado

***

Qual o melhor comentário sobre a notícia acima?

a) É aquela velha história: a pessoa sai do Corinthians, mas o Corinthians não sai da pessoa.

b) Um atira no amigo, o outro compra carro roubado… o Corinthians e essa eterna mania de querer ser o Flamengo.

c) E olha que o Adriano nem estreou, hein!

ICFUT – Wilson Mano relembra sedentarismo de Neto e como ele ‘rachou’ o grupo em 1991

Fonte: Portal Uol

Renan Prates

Um dos ícones de polivalência no Corinthians na década de 1990, Wilson Mano tem muitas histórias para contar sobre sua passagem pelo clube. Uma delas é a respeito do seu parceiro Neto. Hoje dono de um posto de gasolina na cidade de Bariri (SP) e com 47 anos, ele relembrou o sedentarismo do colega de equipe e explicou o porquê de ele ter ‘rachado’ o grupo em 1991, um ano depois da inédita conquista do Campeonato Brasileiro.

MÃO NO PESCOÇO DE MARCELINHO

  • Folha Imagem/ArquivoWilson Mano relembrou um episódio dos bastidores do Corinthians que pouca gente conhece. Segundo o ex-jogador, houve uma discussão com Marcelinho Carioca em que ele se descontrolou. “Em 94 teve um jogo que eu acabei falhando, ele reclamou e eu acabei pegando no pescoço dele no vestiário. Depois ele pediu desculpa, pois viu que errou”.Mano disse que o episódio foi esclarecido e que os dois são amigos hoje em dia. “Fui treinador do Mixto-MT e tentei levar ele para lá. Só não levei porque ele quis ganhar mais”.

Segundo Wilson Mano, o técnico Nelsinho Baptista decidiu que iria colocar Neto isolado na frente, sem ter a obrigação de marcar. Em contrapartida, caberia a ele a missão de ser o ‘homem-gol’ do Corinthians.

“Para ele foi ótimo, pois como meia teria que acompanhar o volante. Como não tinha condição física, só jogava no ataque. De vez em quando vinha fazer média e dar carrinho só para a torcida gritar”, disse ao UOL Esporte.

Só que a estratégia caiu por terra quando Neto atravessou um mau momento técnico em 1991, e os jogadores do Corinthians passaram a questionar os seus privilégios. “Em 90, que ele estava em estado de graça, o grupo todo aceitou isso, com exceção de um ou outro que ficou com o nariz torcido. Em 91 começou a Libertadores e o Brasileiro, e aí ele, além de não correr, pegou uma fase ruim e o grupo começou a chiar, dizer que era f… começar sempre com um jogador a menos. É aquele velho ditado: quando o filho fica rico, todo mundo quer ser pai”.

Mas Wilson Mano estava entre os que apoiaram a iniciativa de que Neto deveria ficar na frente e não ajudar na marcação. “Tem que entender que se falasse que o Paulo Sérgio não iria correr eu iria brigar, pois o homem corria pra caramba”.

BOICOTADO POR PARREIRA NA SELEÇÃO

  • Antonio Gaudério/FolhapressWilson Mano teve uma breve, porém inesquecível para ele, passagem na seleção brasileira. Ele foi convocado para dois amistosos em 1992 (EUA e Finlândia) e atuou por volta de cinco minutos com a camisa amarelinha. Mas a história que ele ficou magoado é justamente a da não convocação do então técnico Parreira no jogo contra a Argentina.“O Parreira mandou me chamar dentro do avião e disse: acompanho a sua carreira há muito tempo, você nunca teve oportunidade de jogar. Esse jogo contra a Argentina vai ser sua oportunidade. Você vai ter que provar se tem condição ou não de seguir. Para minha surpresa, nem convocado fui”.

Wilson Mano e Neto foram dois dos principais nomes da conquista do título brasileiro de 1990, que ficou marcado na história dos torcedores do Corinthians por ter sido o primeiro (de um total de quatro). Hoje, os dois são amigos, e reeditam a parceria nos jogos do time corintiano de masters.

Mas a amizade de hoje não impede Mano de ‘cornetar’ o ídolo corintiano e seu preparo físico ruim da época. “Ele era um jogador sedentário, não era culpa dele, e sim do condicionamento físico que ele tinha…o Neto não era preguiçoso, mas o biotipo não permitia que ele fizesse uma caminhada para acompanhar a gente. No linear, enquanto a gente fazia 12 km o dele era de 5, 6 km/h no máximo”.

Neto conhecia as suas fracas condições físicas e por isso focava os treinos no que mais sabia fazer e o que o consagrou: cobrar faltas. “Ele pegava um saco com 20 bolas, botava barreira, pegava o terceiro ou o quarto goleiro, ficava batendo falta, todo dia aperfeiçoava bem. O que ele não tinha na parte física, compensava na parte técnica”.

Mano revelou outra característica curiosa de Neto na época: a sorte que ele tinha na hora de balançar as redes. “Era um jogador largo. Estava sempre na área, a bola sobrava e ele fazia”, brincou. “Sempre zuei com ele pra caramba. Ele falava: sou f… mesmo, que se f… corre aí que eu penso [risos]”.

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA EXCLUSIVA

‘Esquecido’ pelos torcedores

NA ÉPOCA DO TECO-TECO

Divulgação/TV Record
Vou falar uma coisa para você. Sempre teve maria chuteira. Na nossa época, 90% era feia que ia atrás da gente. Não é igual a hoje não, que tem o Dentinho saindo com a Mulher Samambaia. Hoje é só avião, na nossa época era teco-teco

“Dificilmente [é reconhecido]. Vou ao shopping, ando, como, bebo, e de vez em quando 1% das vezes aparece um cara e pergunta: você é o Wilson Mano, né? Mas só isso. Não tem mais aquele negócio. Às vezes no interior, talvez pela divulgação do masters do Corinthians, os mais velhos vem, tiram fotos, explicam para os filhos que eu joguei no Corinthians”.

Marias chuteiras mais feias

“Vou falar uma coisa para você. Sempre teve maria chuteira. Na nossa época, 90% era feia, que ia atrás da gente. Não é igual a hoje não, que tem o Dentinho saindo com a Mulher Samambaia. Hoje é só avião, na nossa época era teco-teco”.

“Titularíssimo” no Corinthians de Tite

“Acredito que com certeza absoluta [seria titular]. Joguei muito tempo de lateral, segundo volante, várias vezes de quarto zagueiro. Seria tranquilíssimo ser titular do Corinthians em qualquer uma dessas três posições”.

Longe do futebol

“Trabalhei como treinador até o início do ano retrasado, depois parei. Faz dois anos que não estou mais. Dei uma parada, até porque andei rodando dez anos pelo Brasil afora e não teve oportunidade de aparecer coisa melhor. Quero continuar trabalhando, mas se aparecer coisa boa em São Paulo. Pode ser até em outro Estado. Mas você parado dificilmente vai aparecer”.

Por Cleber Aguiar – Operários negam acordo e greve no Mineirão é mantida

Fonte: Portal Terra

31 de maio de 2011  - Grande rival de São Paulo para receber a abertura do Mundial, principal estádio de Minas Gerais terá capacidade para 74 mil .... Foto: Sylvio Coutinho/Divulgação

Operários que trabalham na reforma do Mineirão decidiram manter a greve nesta quinta
Foto: Sylvio Coutinho/Divulgação

Após chegarem a um acordo prévio, a empresa Minas Arena, responsável pela reforma do Mineirão, e o Sindicato dos Trabalhadores da Indústria da Construção de Belo Horizonte e Região (STIC BH) chegaram a um novo impasse. Nesta quinta-feira, os operários decidiram manter a greve nas obras do estádio, ressaltando a necessidade de melhores condições de trabalho.

Uma manifestação foi realizada em frente ao estádio e contou com um número significativo de trabalhadores. De acordo com o presidente do sindicato, os funcionários não aceitaram as novas condições propostas pela empreiteira e seguem sem trabalhar. A Minas Arena, que nesta última quarta-feira chegou a ceder a alguns pedidos dos trabalhadores, prometeu discutir as solicitações do sindicato.

Nesta quarta-feira os operários da obra iniciaram uma greve, requisitando melhores condições de trabalho, aumento nos salários, cestas básicas e reajuste do valor das horas extras em 100%.

Por Cleber Aguiar – Após audiência em Curitiba, Thiago Neves perde BMW para ex-noiva

Fonte: Portal Terra

Os jogadores do Flamengo se reapresentaram nesta terça-feira após dois dias de folga e fizeram um trabalho físico na praia do Recreio dos .... Foto: Fábio Borges/Vipcomm/Divulgação

Processado pela ex-noiva, meia do Flamengo compareceu a audiência no Paraná
Foto: Fábio Borges/Vipcomm/Divulgação

Vitor Machado

Thiago Neves não saiu derrotado da audiência em Curitiba, mas o saldo foi negativo. O jogador chegou a um acordo com a ex-noiva, Danyelle Camargo, que ficou com a BMW dele para compensar os bens que não lhe foram devolvidos após o rompimento do casal, em 2007. A própria moça não fez questão de dividir os bens adquiridos durante o relacionamento. O camisa 7 escapou, pelo menos, de perder metade de uma cobertura no Rio, onde morou com Danyelle por um ano.

“Foi tudo tranquilo, ficou tudo resolvido. Eu fiquei meio nervosa, chorei, mas já passou. O meu advogado propôs um acordo, e o Thiago e eu concordamos. É mais ou menos o valor das coisas que eu queria, que tinham ficado no Rio. Fiquei com o carro”, disse a modelo, 23 anos.

O jogador chegou ao Tribunal acompanhado de sua mulher. À moça, com quem morou um ano no Japão e outro no Rio, ofereceu desprezo. Danyelle estava na expectativa para saber como Thiago Neves reagiria ao reencontrá-la. E ficou decepcionada.

“Eu não esperava que ele me abraçasse, mas ele nem olhou na minha cara. Fingiu que não me conhecia”, disse Danyelle, que declarou ter sido a segunda vez que eles se viram desde o fim do noivado.

“Eu já o havia visto aqui em Curitiba, em um bar. Ele ainda não era casado, e eu fui lá porque sabia que ele iria. Ele falava comigo no MSN, no Orkut, mas na hora do vamos ver… nada”, afirmou.

Chamada na rua de Dany Neves, a jovem lamenta o estigma. “Vou carregar essa sombra pelo resto da vida”