POR ICFUT – Sob vaias e gritos de timinho, Brasil empata com Holanda

 

Seleção voltou a jogar no país após quase dois anos e não conseguiu sair do 0 a 0 contra algoz da Copa

FONTE – IG

Sem gols, comemorações, nem festa. Assim foi a volta da seleção brasileira ao país após quase dois anos. Em um empate de 0 a 0 contra a Holanda, o time de Mano Menezes foi vaiado no Serra Dourada desde o primeiro tempo da partida e ouviu gritos de timinho antes do jogo terminar.

 

A corneta da torcida começou antes do intervalo, quando a equipe escalada com três atacantes na frente – Neymar, Fred e Robinho – não conseguiu criar nenhuma oportunidade clara de gol nos primeiro 45 minutos de partida. No segundo tempo, o time até melhorou, mas não o suficiente para marcar um único gol. Fred e Elano foram os jogadores mais vaiados pela torcida.
Assim como na eliminação para a Holanda na Copa do Mundo, o time não conseguiu nem terminar a partida com 11 jogadores em campo. Ramires foi expulso aos 33 minutos do segundo tempo.

A seleção volta a jogar nesta terça-feira em São Paulo contra a Romênia. O jogo marcará a despedida de Ronaldo. Logo após partida, Mano Menezes divulgará a lista dos 22 convocados para a Copa América, que acontece em julho na Argentina.

Neymar fez seu primeiro jogo com a camisa da seleção em território nacional

Neymar fez seu primeiro jogo com a camisa da seleção em território nacional

O jogo

O amistoso começou equilibrado sem nenhuma equipe conseguir chegar próximo ao gol adversário. Com erros de passe, as duas seleções não criavam oportunidades. O Brasil foi o primeiro a entrar na área adversária. Neymar fez jogada pelo meio da área e tocou para Robinho na direita. O jogador do Milan até cruzou para Ramires concluir, mas o auxiliar já havia marcado impedimento. A torcida chegou a comemorar, mas o gol não valeu.

Aos 22 minutos, ocorreu a chance mais clara de gol no primeiro tempo. E foi da Holanda. Van Pierse ajeitou de cabeça para Affelay na esquerda da área, que chutou em cima de Julio Cesar. O Brasil até tentava atacar, mas com poucos acertos. Robinho era o mais recuado dos três atacantes e tentava buscar a bola no meio campo. Sem sucesso.

Robinho briga pela bola com Kuyt

 

Aos 29 minutos, a Holanda volta a criar uma chance de gol na área do Brasil, novamente com Van Pierse e Affelay, que chutou da entrada da área para a defesa de Julio Cesar.

Sem o Brasil conseguir jogar bem, a torcida começou a se incomodar. A primeira vaia foi para Elano, que errou um passe, aos 39 minutos, após uma bobeada do goleiro holandês Tim Krul na saída de bola. O meia santista não conseguiu aproveitar o lance para servir Neymar, que estava próximo à área, e não foi perdoado pelos torcedores que foram ao Serra Dourada.

Minutos depois já se podiam ouvir os gritos de “Lucas, Lucas, Lucas”. O meia-atacante são-paulino estava no banco de reservas. No final do primeiro tempo, com o placar zerado e sem o Brasil criar uma chance clara de gol em 45 minutos, os torcedores voltaram a vaiar o time.

Os times voltaram sem mudanças para o segundo tempo. Mano continuou apostando em Neymar, Fred e Robinho na frente e Elano como jogador mais avançado do meio campo.

No primeiro minuto do segundo tempo, o entrosamento dos santistas dá certo. Elano toca para Neymar dentro da área. O atacante domina e chuta, para a defesa de Krul. Três minutos depois, o camisa 11 teve nova chance. O goleiro da Holanda defende outra vez, mas dá rebote, que André Santos desperdiça.

O Brasil passava a ter mais posse de bola e tentar o ataque. Recuada, a Holanda esperava um erro do adversário. Com a bola, a seleção até criou oportunidades. Em uma jogada de Neymar pela esquerda, Fred recebeu um cruzamento e furou. Foi o suficiente para a torcida pegar no pé do atacante do Fluminense. “Tira o Fred, tira o Fred!”, era o coro que vinha das arquibancadas.

Aos 19 minutos do segundo tempo, Mano Menezes resolveu mudar o time. Queridinho da torcida, Lucas entrou no lugar de Elano, que foi vaiado ao sair. Já Lucas Leiva deixou o time, substituído por Sandro. O técnico da Holanda também mexeu no time. Bert van Marwijk trocou, De Jong por Maduro, Kuyt por Elia e Van Pierse por Huntelaar. As mudanças não alteraram muito a timidez dos holandeses que raramente chegavam ao campo de ataque.

Faltando 15 minutos para o fim do jogo, Mano tirou Fred para testar Leandro Damião. O atacante do Fluminense foi o principal alvo das vaias da torcida. Elias entrou lugar de Robinho.

A situação ficou pior para o Brasil aos 33 minutos do segundo tempo, quando Ramires foi expulso. O meia cometeu falta em Robben e levou o segundo cartão amarelo. Com um a menos, o Brasil não conseguiu nem mais ter a posse de bola e ficou no empate sem gols.

 

Empate ruim da seleção não deixa Mano Menezes muito animado

 

FICHA TÉCNICA – BRASIL 0 X 0 HOLANDA

Data: 4 de junho de 2011 (sábado)
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Árbitro: Carlos Amarilla (Paraguai)
Assistentes: Rodney Aquino e Cesar Franco (ambos do Paraguai)
Cartões amarelos: Ramires, Daniel Alves, Lucas (BRA), Van der Wiel, Heitinga (HOL)
Cartão vermelho: Ramires (BRA)
Público: 31.019 pagantes
Renda: R$ 3.120.625,00

BRASIL: Júlio César; Daniel Alves, Lúcio, Thiago Silva e André Santos (Adriano); Ramires, Lucas Leiva (Sandro) e Elano (Lucas); Robinho (Elias), Fred (Leandro Damião) e Neymar.
Técnico: Mano Menezes

HOLANDA: Krul; Van der Wiel (Boulahrouz), Heitinga, Mathijsen e Pieters; De Jong (Maduro), Strootman (Schaars) e Afellay; Robben, Kuyt (Elia) e Van Persie (Huntelaar).
Técnico: Bert van Marwijk

Por ICFUT – Presos no Paraguai, torcedores do Santos são expulsos do país

59 torcedores que foram detidos por vandalismo no Paraguai deverão deixar o país apenas na segunda-feira

Fonte – LANCENET

Os 59 torcedores do Santos que estão presos no Paraguai serão expulsos do país. A decisão foi tomada pelo Departamento de Migração. Detidos por atos de vandalismo, agressão e até assalto na madrugada da última quinta-feira nas cidades de Assunção, e São Lourenço, os santistas devem deixar o Paraguai na próxima segunda-feira.

O governo paraguaio já divulgou que a expulsão acontecerá sem a Justiça decidir o caso. Os torcedores ainda não deixaram o país, pois não encerraram a fase de depoimentos a polícia. Até o momento, cerca de 40 torcedores já se explicaram sobre o ocorrido no Paraguai.

Após serem atacados pelos torcedores do Cerro Porteño dentro do estádio Olla Azulgrana, os santistas cometeram o ato de vandalismo quando deixaram o local do jogo rumo ao Brasil. O circuito interno de uma lanchonete invadida pelos brasileiros flagrou o momento em que os vândalos quebraram o vidro da loja e espancaram um torcedor do Cerro.

A decisão de expulsar os torcedores santista foi com base na lei migratória, que determina que determina que a autoridade judicial ou administrativa decida pela expulsão de um estrangeiro que descumpra a lei do país.

O Santos empatou com o Cerro Porteño por 3 a 3 na última quarta-feira, no estádio Olla Azulgrana, pelas semifinais da Copa Libertadores da América. O resultado garantiu a equipe santista o direito de disputar a decisão da competição, já que os santistas venceram o jogo de ida por 1 a 1, no Pacaembu.

Por Rogerinho – São Paulo acerta renovação de contrato de patrocínio com BMG

 

Novo acordo, costurado há dias, terá reajustes e duração de seis meses

BMG estampa frente e costas da camisa tricolor

 

FONTE – LANCENET

.

O São Paulo e BMG já acertaram todos os detalhes para a renovação do patrocínio master, restando apenas a assinatura do contrato, prorrogado por seis meses. O vínculo em vigência acaba no fim deste mês e o novo acordo, que vinha sendo concretizado há algum tempo, deve ser prorrogado novamente por seis meses no fim do ano.

 

O clube não revela os valores da negociação, mas haverá reajuste com relação ao primeiro acordo – foram R$ 25 milhões para estampar frente e costas da camisa. O São Paulo pretende receber algo em torno de R$ 35 milhões por ano, chegando assim perto dos R$ 40 milhões estipulados anteriormente.

 

Além do BMG, a cúpula continuará em busca de acertos pontuais, que têm gerado receitas, mas anteriormente era vetado. Esse tipo de patrocínio deve crescer a partir do momento em que Luis Fabiano fizer sua reestreia, ainda sem data prevista por conta da cirurgia que fez em um dos tendões da coxa direita, próximo ao joelho.

 

Por outro lado, o clube já expõe a marca Garmin nas placas do CT da Barra Funda. A empresa passou a fornecer aparelhos GPS para ajudar na preparação física dos atletas em troca de publicidade. Os aparelhos ainda não estrearam, o que deve acontecer nos próximos dias.

Por Edgar Santista – Pechincha, Por R$ 4.928.000,00 você leva o Neymar em ouro.

Neymar é o cara! E vale muito mais do que ouro!

Escrito por Odir Cunha em junho 4, 2011


Neymar, o símbolo do jovem brasileiro bem-sucedido, irreverente, que faz o seu próprio caminho (Foto: revista VIP)

Era a Seleção Brasileira, mas a maior parte das pessoas que foram ao treino, em Goiânia – onde o Brasil enfrenta a Holanda, hoje, às 16h10m – queriam ver Neymar. Desde Pelé, o Santos não tinha o maior astro da Seleção. E a própria Seleção há um bom tempo não tinha um ídolo assim. Neymar é o cara do futebol brasileiro! Tão importante que vale muito mais do que seu peso em ouro.

Esta última frase não é só um jogo de palavras. Há um tempo, participando do programa de Leandro Quesada e Alexandre Pretzel, defini Neymar como o “Menino de Ouro” da Vila Belmiro. Quesada gostou e repetiu: “Golden Boy”. Sim, mas esta definição já ficou defasada. O garoto vale muito mais do que o reluzente e cobiçado metal.

Para se comprar um quilo de ouro – que, por sinal, tem se valorizado muito – é necessário, aproximadamente, 77 mil reais. Neymar pesa 64 quilos. Faça as contas. Por R$ 4.928.000,00 você leva o Neymar em ouro. Sem contar a mão de obra do escultor, claro.

Se os 11 titulares do Santos pesam, em média, 75 quilos, isso dá um total de 825 quilos, o que, em ouro, vale R$ 63.525.000,00. Ou seja, por 63 milhões e meio de reais, menos de 30 milhões de euros, dá para levar o time inteiro do Santos em ouro maciço (sugiro que coloque as estátuas do Zé Eduardo e do Pará nos fundos, para não espantar as visitas).

Se Fernando Torres foi negociado por 69 milhões de euros…

O tempo das grandes navegações já se foi há 600 anos; o colonialismo teve o seu auge há dois séculos, mas mesmo assim os europeus continuam achando que com miçangas e fitinhas coloridas conseguirão roubar os tesouros da América do Sul.

Ora, se o caneleiro do Fernando Torres foi negociado por 69 milhões de euros, chega a dar vontade de rir essas notícias de que o Chelsea ou o Barcelona ou querem tirar Neymar do Santos e do Brasil pelo dinheiro de pinga de 40 milhões de euros. Ora, só se a diretoria do Santos fosse formada por um bando de idiotas, que, ponho a mão no fogo por isso, sei que não é.

Se aos 19 anos, sem sair do País, sem ser campeão da Libertadoras ou do mundo pelo Santos e sem disputar uma Copa, Neymar é cantado em prosa e verso como o único capaz de rivalizar com Messi, quanto seu passe não valerá depois da Copa do Mundo do Brasil?

Quanto vale Messi hoje? 200, 250 milhões de euros? Mesmo que Neymar, por enquanto, só equivalha a 60% do valor de mercado do grande jogador do Barcelona, ainda assim seu preço não poderia ser inferior a 120 milhões de euros. Menos do que isso seria uma pechinha abominável.

Neymar é o Pelé dos novos tempos. Não vale a pena vende-lo

Todo santista que eu conheço dá graças a Deus a Athié Jorge Cury, Modesto Roma e aos diretores da época por não terem vendido Pelé. Mesmo que com o dinheiro o Santos tivesse construído o maior estádio do mundo e hoje fosse um clube riquíssimo. Ainda assim teria perdido o privilégio único de ter sido o time do Rei do Futebol.

Como já disse um cronista esportivo carioca, do qual não me recordo o nome agora, o santista nem deveria discutir futebol. Pois se o seu time teve Pelé por 17 anos, e se com ele e mais um bando de craques, fez tudo que um time de futebol pode fazer, por que perder tempo em discutir com os outros?

E Neymar é o Pelé dos novos tempos. Não estou dizendo que joga como Pelé. Ainda não. Mas está começando a representar para o futebol brasileiro o que Pelé representou. Todos querem ver Neymar. Todos querem ter uma história, uma opinião sobre Neymar. Ele simboliza o talento e a irreverência que todos gostaríamos de ter tido.

Sai o ídolo mocorongo, entra o ídolo pop

Com todo o respeito aos velhos ídolos do futebol brasileiro, mas todos, com raríssimas exceções, foram bregas, mocorongos, chatos. Sempre a mesma história da infância sofrida, das promessas aos pais, do sonho de comprar a casinha pra mãe… Neymar nunca veio com esses papos.

Neymar venceu exclusivamente pelo talento e pela personalidade. Se fosse o coitadinho que se apequena com as críticas, não teria sobrevivido aos hipócritas que queriam execrá-lo por discutir com Dorival Junior. Se fosse pipoqueiro, não iria, sempre, para cima de zagueiros que dão o dobro dele.

Ele prova que coragem não se mede por músculos e que popularidade não se ganha dizendo amém ao poder e se comportando como um bom moço temente a Deus. Só um cara como Neymar poderia ter dito não aos milhões do Chelsea, há um ano, e ser chamado de louco pela imprensa inglesa.

Só o futebol europeu ganharia com a saída de Neymar

É óbvio dos mais ululantes que manter Neymar no Brasil representará um divisor de águas nesse processo imperialista dos clubes europeus, que tratam o futebol dos outros continentes como meros fornecedores de mão de obra talentosa e barata. Não passam de extrativistas, que substituíram o pau-brasil e o ouro por uma mercadoria humana mais valiosa.

O futebol brasileiro e o sul-americano não ganham absolutamente nada com a saída de Neymar. Todo o dinheiro, por mais que seja, a ser pago por ele, não seria compensador. Sem Neymar, nosso futebol voltaria a ser um deserto de arte, movimentos e idéias em campo, dominado por veteranos presunçosos e decadentes e jovens religiosos ambiciosos e mocorongos que querem comprar a casinha pra mãe.

Neymar é a novidade. Por isso todos querem vê-lo. Nem todos o amam, mas ninguém é indiferente a Neymar. Ele é o novo jovem brasileiro: mestiço, bonito, inteligente, talentoso e de bom gosto. E de muita personalidade! Que é um bom filho, será um bom pai, mas precisa não pedir a benção a ninguém. Pois ele faz o seu caminho. Quem quiser, que o siga.

Onde está escrito que é preciso ir para a Europa para ser considerado o melhor do mundo? Isso foi implantado nos cérebros dos colonizados sul-americanos para facilitar a ida de nossos craques para lá. Neymar, já é, no mínimo, o segundo melhor jogador do mundo. E o mais carismático.

Gosto do Messi, claro. Ele é agilíssimo. Usa sua pequena estatura (1,69m) e arranque muscular para imprimir uma velocidade incrível às jogadas. Parece um mussaranho, aquele bichinho que, pelo seu metabolismo acelerado, come sem parar.

Um baixinho habilidoso leva muita vantagem no futebol, pois joga mais equilibrado do que os outros, mesmo em movimento. São como essas ginastas anãs, quase perfeitas, mas que parecem miniaturas de gente. Admiro, mas prefiro jogadores com corpos normais.

Neymar é magrelo, já o chamaram de filé de borboleta, lembra? Seu físico não tem nada de especial, mas tudo se transforma quando está com a bola. Aí, o mundo para, o jogo para e os adversários param à sua frente, esperando o ele que poderá fazer.

O plano para segurar Neymar envolve todos nós

Criar condições para que Neymar continue jogando no Brasil não é só um problema do santista, mas da comunidade futebolística brasileira. O pior que pode acontecer com o Santos é vende-lo, arrecadar uma fortuna e daqui a algum tempo revelar mais um craque, ou dois, ou três…

Agora, pense comigo: em um país em que um apresentador de tevê ganha 5,5 milhões de reais por mês para apresentar um programa semanal, e milhões de reais voam daqui pra lá e de lá pra cá em transações oficiais para preparar o país para a Copa do Mundo, por que justamente uma das maiores atrações desta Copa vai embora? Seria uma idiotice, não?

O retorno de imagem que Neymar dá, hoje, ao futebol brasileiro, é incomensurável. Fico imaginando se vier o título da Libertadores e se o mundo tiver seis meses para especular como será o seu provável encontro com Messi, no Japão. Não me lembro de outro duelo assim, a não ser entre Pelé e Eusébio pela final do Mundial Interclubes de 1962.

Bem, mas é apenas um sonho. Para chegar lá há uma grande montanha a ser escalada, que merece todo o respeito e que se chama Peñarol. Aliás, esta final da Libertadores veio para resgatar o orgulho do futebol sul-americano, para mostrar ao mundo que, por mais que seqüestrem nossos ídolos, por mais que desvalorizem nosso futebol e nossos jogadores, o talento ainda floresce por aqui.

Olha só como os gringos veem o astro pop Neymar:

ICFUT – Maradona chama Fifa de museu de dinossauros

Fonte: uol.com.br

fa-de-tenis-diego-maradona-acompanha-a-partida-entre-novak-djokovic-e-tomas-berdych-em-londres-1290439980055_300x300

Maradona descreveu a Fifa como "um museu cheio de dinossauros" durante apresentação em Dubai

O argentino Diego Armando Maradona descreveu a Fifa como "um museu cheio de dinossauros" durante sua apresentação oficial neste sábado em Dubai como técnico do clube Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos, segundo a imprensa local.

"A Fifa é um museu cheio de dinossauros que não querem abandonar o poder", declarou o ex-jogador argentino em entrevista coletiva em um hotel na exclusiva região de Jumeirah.
Maradona se mostrou muito crítico com a organização internacional e revelou que em algum momento lhe pediram que se unisse "à família da Fifa".
"Eu lhes digo: ‘Que família?’ Não lido com corruptos", apontou Maradona, segundo a versão online do jornal "The National".
"Eles (os responsáveis da Fifa) são arrogantes e têm muito poder. Todos os dias há corrupção. Isso não é futebol", concluiu ao afirmar que não haverá um futebol "justo e limpo" até que os responsáveis da Fifa saiam do poder.
Em 16 de maio, a imprensa anunciou que o argentino tinha assinado um "lucrativo" contrato de dois anos para ser treinador do Al Wasl.
Durante a entrevista coletiva deste sábado, quando um jornalista mencionou a possibilidade que tenha assinado um contrato de US$ 8 milhões ao ano, o ídolo argentino sorriu e respondeu:
"Estamos longe desses números", apontou Maradona, que lembrou que agora é treinador e são os jogadores oque cobram mais.

ICFUT – Técnico deixa Romênia antes de amistoso com Brasil

Fonte: estadao.com.br

A seleção da Romênia ficou sem técnico pouco antes do amistoso contra a seleção brasileira, que será disputado na terça-feira, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo e marcará a despedida oficial de Ronaldo do futebol. Neste sábado, o treinador Razvan Lucescu se demitiu do cargo, depois de comandar a equipe na vitória por 3 a 0 sobre a Bósnia, na sexta-feira, em duelo válido pelas Eliminatórias da Eurocopa de 2012.

Lucescu foi muito criticado nos últimos meses por causa da campanha ruim da seleção romena no torneio classificatório. A Federação Romena de Futebol confirmou a saída do treinador, que tem efeito "imediato" e acrescentou que o fim da passagem do técnico pela equipe aconteceu de modo "amigável, civilizado e sem qualquer conflito".

A seleção romena disputou 21 partidas sob o comando de Lucescu desde junho de 2009, com sete vitórias, sete empates e sete derrotas. A equipe está em quarto lugar no Grupo D das Eliminatórias da Eurocopa. Ainda sem um novo técnico definido, a Romênia viaja na noite deste sábado para a América do Sul, onde, além de enfrentar o Brasil, disputará amistoso contra o Paraguai no dia 11 de junho.

ICFUT – Amistoso entre Nigéria e Argentina é investigado pela Fifa

Fonte: folha.com

A Fifa está investigando o amistoso disputado na última quarta-feira entre Nigéria e Argentina, que teve vitória da seleção africana por 4 a 1, devido o número elevado de apostas realizadas durante a disputa, informa o jornal britânico "Daily Telegraph" neste sábado.

Os nigerianos venciam por 4 a 0 até o último minuto de jogo, quando Boselli diminuiu em cobrança de pênalti após nove minutos de acréscimos. Segundo o "Daily Telegraph", houve um número elevado de apostas de que após o 4 a 0 aconteceria outro gol.

Nigeriano Uche Ikechukwu passa pelo argentino Insua Emiliano

Nigeriano Uche Ikechukwu passa pelo argentino Insua Emiliano

Sem suas principais estrelas, a Argentina perdeu seu primeiro jogo disputado no continente africano desde a eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo-2010 (na África do Sul), quando foi derrotada pela Alemanha.

O zagueiro argentino Zabaleta declarou neste sábado que chegou a desconfiar do árbitro. "Ele fazia coisas que não entendíamos. Para um jogo desse nível, seria necessário um árbitro em melhores condições", disse o jogador do Manchester City.

"Não quero entrar nesse assunto das apostas. Se a Fifa está investigando o caso, deverá tomar medidas. Só posso falar que foi vergonhoso", completou Zabaleta.

ICFUT – Para celebrar estádio, corintianos fazem churrasco em Itaquera

Fonte: terra.com.br

 . Foto: Reinaldo Marques/Terra

Obras do estádio corintiano tiveram início na última segunda
Foto: Reinaldo Marques/Terra

A manhã deste sábado foi de festa para torcedores e curiosos que foram a Itaquera, Zona Leste de São Paulo, participar de um churrasco organizado por corintianos. A celebração aconteceu em frente ao terreno onde será erguido o estádio do Corinthians, cotado para receber a abertura da Copa do Mundo de 2014.

Ao som de "El, el, el, tem estádio para a Fiel", os alvinegros celebraram o início das obras da arena corintiano. Segundo Luis Paulo Rosenberg, vice-presidente de marketing do clube, o término da construção está previsto para o fim de 2013. Ou seja, seis meses antes do Mundial.

Embora boa parte dos presentes tenha comemorado o andamento da edificação, Sidnei Beires, um dos líderes do movimento "Amor 100 limites", responsável pela realização do churrasco, assegura que não foi o pontapé dos trabalhos que motivou a reunião. Segundo ele, a iniciativa é para apoiar o clube.

"É um movimento que partiu de amigos para o torcedor corintiano, sem patrocínio. Já estava coordenado antes mesmo do começo das obras do estádio. Se eu não me engano estava programado desde o dia 8 de maio, na primeira final do Paulista", afirmou o assistente jurídico, 28 anos.

De acordo com uma faixa estendida próximo à churrasqueira, pelo menos uma vez por mês os amigos se encontrarão em frente ao terreno para observar o andamento dos trabalhos. "O intuito deste churrasco é simplesmente dizer que estamos de olho na construção do estádio, mas não estamos pressionando ninguém. Não fazemos cobrança. Estamos apoiando o Corinthians".

Segundo Beires, a iniciativa não está vinculada a nenhuma torcida organizada. É um evento destinado totalmente aos aficionados pelo clube do Parque São Jorge.

"O churrasco é totalmente comunitário. Por isso que pedimos um engradado de cerveja ou quilo de carne para poder participar da festa. Ninguém aqui tem condição de bancar. Não temos verba do governo, do clube e de nenhuma entidade", disse.

    ICFUT – Bia Antony abre o coração e fala sobre relação com Ronaldo

    Fonte: lancenet

    Mulher do ex-jogador, que nunca tinha falado da polêmica do craque com travestis, acha que ninguém tem a ver com isso

    Muito discreta e reservada, Bia Antony sempre evitou de falar sobre sua vida pessoal. No entanto, parece que a moça resolveu abrir um pouco seu coração. Em entrevista à “Vogue”, ela foi fotografada na casa onde mora com o ex-jogador, em São Paulo, e falou sobre assuntos como maternidade e o início do relacionamento com o eterno craque.

    Sobre a polêmica de Ronaldo com travestis, na época em que os dois estavam no início do relacionamento, Bia tentou explicar o que sente.

    “Ninguém passa nem vai passar pela situação em que eu estava, portanto, qualquer pergunta sobre isso era mera curiosidade, e não sinto nenhuma necessidade de responder”, afirmou.

    Ela contou ainda que tem uma ótima relação com Ronald, filho de Ronaldo com Milene, e Alex, filho dele com Michele Umezu.

    ICFUT – Após caso com Brenda Aniscar, Tévez pede "perdão" a esposa no programa Susana Giménez

    Fonte: futebolinterior

    Ele já conquistou também Natalia Fassi, Vanesa Carbone, Mariana Paesani e Claudia Ciardone

    Brenda: Polêmica ninfeta de Tévez

    Um dos jogadores mais bem sucedidos do futebol mundial, o atacante argentino Carlitos Tévez vive um drama fora de campo. Após inúmeros escândalos e casos extraconjugais, o jogador do Manchester City fez uma declaração de amor a sua ex-mulher Vanesa Mansilla, no programa Susana Giménez, do canal Telefe.

    "Quero reconquistar minha esposa Vanessa. Eu estou tentando. Por vezes cometemos erros e não percebemos quando temos uma mulher de ouro ao nosso. Não gosto da fama, acredito em Deus. Quase perdi minha família para a fama", desabafou Tévez.

    Durante sua carreira, o ex-jogador do Corinthians foi acusado vários vezes de adultério. A gota d’águara para Vanessa, namorada desde a infância e com quem tem duas filhas, foi o affair com a cantora e atriz argentino Brenda Aniscar.

    O “Apache”, como é conhecido pelos torcedores aregentinos, tem uma vasta lista de conquistas. Entre elas, modelos estonteantes como Natalia Fassi, Vanesa Carbone, Mariana Paesani e Claudia Ciardone.

    0002047912203_img

    0002047912205_img

    Veja mais fotos