ICFUT – Semi Finais – Copa do Brasil 2011

Fonte: Terra.com.br

Ceará chega a Curitiba e treina no CT do Atlético-PR

O elenco e a comissão técnica do Ceará já estão em Curitiba, onde o time alvinegro enfrentará no Estádio Couto Pereira, nesta quarta-feira às 21h50, a equipe do Coritiba, pela segunda partida da semifinal da Copa do Brasil.

O técnico Vagner Mancini comandará os trabalhos do elenco cearense no Centro de Treinamento do Caju, que pertence ao Atlético-PR. O local deverá ser aproveitado apenas na tarde desta sexta-feira por Mancini, que pretende realizar trabalhos técnicos e treinamento de jogadas de bola parada.

Enquanto isso, os jogadores que não foram relacionados para a partida de quarta-feira e permaneceram em Fortaleza participam de atividades na sede do clube, em Porangabuçu, sob o comando dos auxiliares técnicos Alcino Rodrigues e Júnior Fontoura.

Para chegar à final da Copa do Brasil, o Ceará precisa conquistar uma vitória simples ou um empate com gols contra o Coritiba.

Torcedores do Avaí “pintam” ruas de azul e esperam igualar rivais

 . Foto: Fabrício Escandiuzzi/Especial para TerraNa expectativa pela vaga na final da Copa do Brasil, torcida do Avaí enfeitou casas e saiu às ruas uniformizada
Foto: Fabrício Escandiuzzi/Especial para Terra
Fabricio Escandiuzzi
Direto de Florianópolis

Torcedores do Avaí “pintaram” as ruas de Florianópolis com azul e branco nesta quarta-feira, horas antes do jogo decisivo contra o Vasco da Gama, que vale uma vaga na final da Copa do Brasil 2011. O clube tenta igualar a façanha de Criciúma e Figueirense, que já chegaram à decisão do torneio.

Bandeiras foram hasteadas em casas e dezenas de torcedores não se acanharam em ir trabalhar com a camiseta do clube. “Separei uma para usar hoje e outra amanhã, independente do resultado”, afirma a vendedora Rosane Basso, 25 anos. “Acredito muito na vitória, mas estou desde ontem muito nervosa”.

No bairro Carianos, localizado próximo ao Estádio da Ressacada, além de várias casas pintadas de azul os moradores colocaram bandeiras nas sacadas. Pelo centro de Florianópolis, as cores predominantes eram a do uniforme avaiano.

“Vamos vencer por 2 a 1 e fazer história”, afirma o vendedor ambulante Valdeci José Assign, 46 anos, que foi um dos primeiros a comprar ingresso para o jogo desta quarta-feira e não perde a oportunidade de provocar o rival local. “Só que iremos fazer bem mais do que o Figueirense fez”.

Em 87 anos de história, o Avaí – dono de 15 títulos estaduais e um brasileiro da Série C – nunca chegou tão longe em uma competição nacional. Os avaianos querem, ao menos, igualar o feito do arquirival Figueirense, que em 2007 chegou à final contra o Fluminense.

Na época, o time alvinegro revelou jogadores como os meio-campistas Henrique e Marquinhos Paraná, mas acabou com o vice-campeonato depois de ser derrotado por 1 a 0 em seus domínios.

Mas para boa parte da torcida, chegar à final não basta: é preciso vencer a Copa do Brasil, façanha conquistada por apenas um time de Santa Catarina. Em 1991, o Criciúma, comandado pelo então desconhecido técnico Luiz Felipe Scolari, desbancou o favorito Grêmio e foi o único clube do estado a vencer a competição.

A boa notícia do dia para a torcida do Avaí foi o efeito suspensivo para o atacante Rafael Coelho, artilheiro do time na Copa do Brasil ao lado de William, com cinco gols.

Ele ficou de fora dos últimos três jogos após a punição imposta pela pancadaria ocorrida ao final da partida contra o Botafogo, ainda pelas oitavas de final da competição.

Coritiba troca treino por conversa para enfrentar o Ceará

 . Foto: Coritiba/Divulgação

Treinador Marcelo Oliveira preferiu trocar treino por conversa com os jogadores do Coritiba
Foto: Coritiba/Divulgação

Elaine Felchacka
Direto de Curitiba

Esta última segunda-feira foi dia de reapresentação no Coritiba, mas o tradicional treino foi deixado de lado no primeiro dia de preparação para a semifinal da Copa do Brasil, com o Ceará, que acontece nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Couto Pereira.

O treinador Marcelo Oliveira optou por uma longa conversa para colocar tudo nos eixos depois de três jogos sem vencer e com a derrota para o Atlético-GO na estreia do Brasileiro, em partida que antecedeu o jogo decisivo com o Ceará.

“Tivemos uma conversa mais demorada na segunda-feira. Achei necessário, às vezes, é mais útil que propriamente o treinamento e conversamos sobre toda situação, o jogo que passou, o que aconteceu de bom e o que não saiu”, contou Marcelo Oliveira.

O treinador gostou da resposta e já sentiu diferença no seu grupo após a longa conversa. O resultado poderá ser acompanhado nesta quarta, após o jogo com o Ceará se vier a confirmação da vaga na final da Copa do Brasil.

“Estamos nos preparando para esta decisão. Sinto um clima de muita alegria, espírito de decisão, de que vamos fazer um grande jogo. Isso nos traz uma confiança muito grande do que pode acontecer”, reforçou Marcelo.

Para o meia Davi, a conversa estava na hora de acontecer pelos erros cometidos nos últimos jogos e assim fazer as correções para esta quarta-feira.

“Ele (Marcelo Oliveira) nos motiva bastante. E depois do jogo de domingo tínhamos que levar um puxão de orelha, mas estamos cientes de que contra o Ceará não podemos errar e que precisamos da vitória”, reforçou o meia.

Absolvido por confusão contra o Fla, Ceará paga R$ 750 por atraso

Washington garantiu a classificação com dois gols - no jogo de ida, o Ceará venceu o Flamengo por 2 a 1. Foto: Agência Lance

Jogo terminou empatado em 2 a 2 e o Ceará avançou à semifinal
Foto: Agência Lance

O Ceará não recebeu do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nenhuma punição pela confusão envolvendo jogadores do Flamengo, arbitragem e policiais no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. No julgamento desta terça-feira, os semifinalistas foram obrigados a arcar apenas com R$ 750.

A multa é pelo atraso de um minuto da equipe no retorno do intervalo na partida de ida, quando venceu o Flamengo por 2 a 1 no Engenhão, no Rio de Janeiro. A pena foi decidida por maioria de votos pela Segunda Comissão Disciplinar do STJD.

O clube, porém, não foi responsabilizado pela postura considerada “truculenta” dos policiais. No intervalo do confronto de volta, que terminou 2 a 2, os policiais, para protegerem o árbitro Sandro Meira Ricci, atingiram Ronaldinho Gaúcho e David com seus escudos e sofreram represálias de Vanderlei Luxemburgo, Felipe e o preparador físico Antônio Mello.

Se fosse punido neste caso, o Ceará estaria enquadrado no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) por “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: desordens em sua praça de desporto”. A multa seria uma multa de até R$ 100 mil pela confusão no Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.

Mesmo preparado, F. Prass não crê em decisão por pênaltis

Ambas equipes entraram em campo com times reservas, pois priorizam a disputa das semifinais da Copa do Brasil. Foto: Agência LanceFernando Prass disse, como o reserva Alessandro, está preparado para uma eventual decisão por pênaltis
Foto: Agência Lance

Para o goleiro Fernando Prass, dificilmente a semifinal contra o Avaí, quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no Estádio da Ressacada, irá ser decidida nas cobranças de pênaltis. O camisa 1 vascaíno lembrou que tanto o time do técnico Ricardo Gomes como o adversário não irão passar os 90 minutos apenas se defendendo.

Prass ressaltou que, além dele, Alessandro, o goleiro reserva, também treinou defesas de pênalti. “Treino pênaltis quase sempre, não só agora. Treinamos eu e Alessandro, mas, sinceramente, dificilmente esse jogo vai para os pênaltis. São dois times que não vão apenas defender o resultado”.

O camisa 1 acredita que a equipe catarinense será agressivo em campo com o apoio da torcida, mas exalta a equipe de São Januário. “O Avaí vai ter uma postura com com certeza agressiva, o Vasco não vai encontrar um Avaí fechado, como no primeiro tempo lá de São Januário. A grande maioria vai ser de torcedores do Avaí, mas o importante é dentro de campo. Estamos bem, tem Diego Souza, Eder Luis… Temos um time de qualidade, isso nos anima muito, apesar da torcida contra”.

Por Cleber Aguiar – Botafogo anuncia acerto com Elkeson.

Fonte: Globo.com

Meia assina contrato de quatro anos e já treina na tarde desta quarta-feira

Por GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

elkeson botafogo apresentação (Foto: Satiro Sodré/Divulgação AGIF)Elkeson fecha com o Botafogo e já treina nesta
quarta (Foto: Satiro Sodré/Divulgação AGIF)

Fim da novela. O Botafogo anunciou a contratação do jogador Elkeson, adquirindo 100% de seus direitos federativos, que eram divididos entre Vitória e Benfica, de Portugal. O meia assinou contrato de quatro anos com o Alvinegro e já realizará seu primeiro treino na tarde desta quarta-feira no Engenhão.

– Estou muito feliz e orgulhoso de estar no Botafogo. É uma satisfação muito grande vestir essa camisa, que tantos grandes jogadores já usaram. Felizmente, deu tudo certo. Agora, quero mostrar meu futebol e fazer o meu melhor pelo clube – afirmou Elkeson, em entrevista ao site oficial do clube.

Depois de meses de negociação – o presidente do Vitória, Alexi Portela, confirmou que o clube procurou o Botafogo em dezembro de 2010 -, o jogador chegou ao Rio de Janeiro nesta quarta-feira. O Fluminense também tinha indicado interesse pelo meia, mas a negociação não foi concluída.

Com a compra de 100% dos direitos federativos do jogador, o Botafogo pagou cerca de R$ 4,7 milhões pelo novo reforço. O Vitória recebeu R$ 2,3 milhões e o Benfica levou R$ 2,4 milhões. Além da quantia, o clube baiano também terá três jogadores do atual elenco alvinegro em troca. Um deles deve ser Rodrigo Mancha, volante que foi pedido pela diretoria nordestina. Os outros dois atletas serão definidos em um prazo de 45 dias.

FICHA TÉCNICA:

Nome: Elkeson de Oliveira Cardoso
Posição: meia
Nascimento: 13 de julho de 1989, em Coelho Neto (MA)
Altura e Peso: 1,80m e 77kg
Clubes: Vitória e Botafogo

ICFUT – Campeonato Brasileiro Série B – 2011

Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1  Portuguesa-SP 4 2 1 1 0 5 1 4 66.7
2  Paraná-PR 4 2 1 1 0 3 2 1 66.7
3  Ponte Preta-SP 3 1 1 0 0 5 0 5 100.0
4  Sport-PE 3 1 1 0 0 1 0 1 100.0
5  Vitória-BA 3 1 1 0 0 1 0 1 100.0
6  Goiás-GO 3 1 1 0 0 1 0 1 100.0
7  ASA-AL 3 2 1 0 1 2 6 -4 50.0
8  Criciúma-SC 1 1 0 1 0 2 2 0 33.3
9  Guarani-SP 1 1 0 1 0 2 2 0 33.3
10  Salgueiro-PE 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
11  Duque de Caxias-RJ 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
12  ABC-RN 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
13  São Caetano-SP 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
14  Bragantino-SP 1 1 0 1 0 1 1 0 33.3
15  Americana-SP 1 2 0 1 1 2 3 -1 16.7
16  Ituiutaba-MG 0 1 0 0 1 1 2 -1 0.0
17  Gremio Barueri-SP 0 1 0 0 1 0 1 -1 0.0
18  Icasa-CE 0 1 0 0 1 0 1 -1 0.0
19  Vila Nova-GO 0 1 0 0 1 0 1 -1 0.0
20  Náutico-PE 0 1 0 0 1 0 4 -4 0.0

Asa 2 x1 Americana 2011

ASA vence o Americana (SP) por 2×1 e esquece goleada

O ASA entrou em campo em busca da primeira vitória no Campeonato Brasileiro da Série B e conseguiu. O placar não foi tão elástico, mas o que vale é que o Alvinegro conquistou os três primeiros pontos, ao vencer a Americana-SP, nesta terça-feira (24), pelo placar de 2×1. O Alvinegro também recuperou-se da goleada sofrida, no último sábado, para a Ponte Preta, por 5×0 – na rodada de estreia da competição.

A partida foi válida pela 2ª rodada da Série B e o time alvinegro jogou ao lado de sua torcida, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. Mas em uma noite fria e de muita chuva naquela cidade, o Alvinegro contou com a presença de um público pequeno no estádio, pouco mais de dois mil torcedores.

Com essa vitória, para dar moral ao time, o Alvinegro saiu da lanterna da competição e passou para a sétima colocação, com os três primeiros pontos conquistados. No dia 3 de junho (sexta-feira) os alagoanos vão enfrentar o Goiás, às 21 horas, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia-GO. E a Americana desceu para o 15º lugar, com um ponto, e na próxima rodada vai encarar o Paraná Clube, no sábado (4), às 16h20, no Estádio Décio Vitta, em Americana-SP.

1º tempo sem gols

O time da Americana começou levando certo perigo ao ASA, obrigando o goleiro Tutti a fazer boas defesas. A boa oportunidade do ASA veio aos 10 minutos, quando teve chance de abrir o placar, mas perdeu quando o atacante Alexsandro chutou mal, deu uma furada e não aproveitou, com o goleiro da Americana já batido.

E o Alvinegro teve outra boa oportunidade, quando Alexsandro encarou a defesa da Americana, girou, bateu e a bola sobrou para Raul que chutou e colocou no fundo na rede, mas o assistente já estava com a bandeira levantada, marcando jogada de impedimento, e o gol do Alvinegro foi anulado.

Aos 30 minutos, foi a vez de Raul fazer o lançamento para Alexsandro, que foi derrubado, mas o árbitro Marielson Alves disse que não houve nada.

O jogo era equilibrado, com chances para as duas equipes, mas todas foram desperdiçadas e o gol acabou não saindo para nenhuma delas, uma vez que não souberam finalizar. E o primeiro tempo foi encerrado com o placar de zero a zero.

Vitória do ASA no 2º tempo

Logo no início da segunda etapa, aos 5 minutos, um susto para o ASA, quando Fumagalli quase abriu o marcador em favor do time da Americana. Depois de cobrança de falta de Paulo Sérgio, o goleiro Tutti defendeu e Fumagalli pegou o rebote, mas quando chutou foi para fora, para alívio do torcedor alvinegro que a essa altura já se impacientava nas arquibancadas, pedindo que o técnico Vica fizesse substituições na equipe.

O ASA errava muitos passes no início dessa etapa, não conseguia se encontrar. Diante disso, o técnico Vica fez logo duas substituições. Colocou Didira no lugar de Raul e Vitinha no lugar de Marielson. E deu certo. Aos 16 minutos, Vitinha levantou a bola na área para Didira e ele abriu o placar, com o gol escancarado, entrou com bola e tudo, com o goleiro Jailson já batido: 1×0.

Mas a alergia do ASA durou pouco, quando Rafael Chorão, que havia acabado de entrar em campo, deixou tudo igual, aos 23 minutos. Um belo chute de fora da área, com a bola entrando no ângulo, sem chances para a defesa do goleiro Tutti: 1×1.

A resposta do ASA foi imediata. Aos 25 minutos, o time alagoano passou de novo à frente do marcador, com um gol assinalado por Sérgio Bueno. Didira serviu a Alexsandro, que mandou para Sérgio Bueno e ele bateu cruzado, de fora da área. A bola foi cheia de veneno e morreu no fundo da rede, sem chances para o goleiro Jailson: 2×1.

No finalzinho do jogo, o meio-campista Alê, da Americana, acabou sendo expulso. Ele já tinha recebido o cartão amarelo em um lance anterior e cometeu falta violenta em Vitinha. Resultado: acabou indo para o chuveiro mais cedo. E assim foi o jogo, com a vitória do Alvinegro: 2×1.

FICHA TÉCNICA

ASA 2×1 Americana – 2ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B

Data: 24/05/11 – Horário: 21 horas

Local: Estádio Coaracy da Mata Fonseca – Arapiraca-AL

Árbitro: Marielson Alves Silva

Assistentes: Adailton José de Jesus Silva e José Dias da Hora

Renda: R$ 14.450,00 – Público pagante: 1.407 – Público Total: 2.115

Cartões amarelos: Sérgio Bueno (ASA); e André Luiz (Americana)

Cartão vermelho: Alê (Americana)

Gols: Didira (16’) e Sérgio Bueno (25’) – 2º tempo – ASA; Rafael Chorão (23’) – Americana – 2º tempo

EQUIPES

ASA – Tutti; Sérgio Bueno, Thiago Alves, Leandro Cardoso, Toninho e Maurin; Marcelo Costa, Galiardo, Raul (Didira) e Marielson (Vitinha); Alexsandro (Anderson). Técnico: Vica.

Americana – Jailson; Paulo Sérgio, Jorge Luiz, Thiago Gomes e Magal (Diego Dedoné); Alê, Júlio César (Rafael Costa), Leo Silva e Fumagalli (Rafael Chorão); Lúcio Flávio e André Luiz. Técnico: Toninho Cecílio.

Paraná 1×1 Portuguesa – 2011

Fonte: Gazetaesportiva.net

Paraná cede empate para a Lusa e perde chance de liderar

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

O Paraná Clube perdeu a chance de liderar de forma isolada a Série B do Campeonato Brasileiro ao ceder o empate em 1 a 1 para a Portuguesa, na Vila Capanema. A equipe paranista chegou a jogar toda a primeira etapa com um jogador a mais e à frente no placar, mas permitiu o gol do adversário depois do intervalo. O resultado deixa os dois times com quatro pontos, na ponta da tabela, mas aguardando o complemento da rodada.

A Lusa teve Jael expulso logo aos três minutos de bola rolando e, para piorar sua situação, tomou o primeiro gol aos sete minutos, com Wellington, que pegou sobra de bola para completar para as redes. Os paulistas empatam aos 27 minutos da etapa final, com um belo gol de Henrique.

Na próxima rodada o Paraná Clube encara o Americana, apenas no sábado, dia 04 de junho, no interior de São Paulo. Já a Portuguesa era pela frente na sexta-feira, dia 03 de junho, no Estádio do Canindé, o ABC.

O jogo – A partida começou movimentada, mas, logo aos três minutos, Jael agrediu Léo e foi expulso, deixando a Lusa com um jogador a menos logo no início. Com um jogador a mais, o Tricolor aproveitou para crescer e, aos sete minutos, Wellington aproveitou sobra de bola para arrematar para o fundo do gol. O detalhe é que o jogador, ainda com a camisa do Arapongas, marcou o gol que rebaixou o time no Estadual.

A pressão era total do Paraná, que estava mais próximo do segundo gol. Aos 15 minutos, Serginho cobrou falta e carimbou a barreira. Aos 18 minutos, boa jogada individual de Henrique, que invadiu a área e arrematou em cima da defesa. A equipe da casa ficou no quase mais uma vez aos 20 minutos, com Lima, que mandou um petardo, com muito perigo, pela linha de fundo.

O torcedor se animava na arquibancada com um Tricolor muito mais agressivo do que no início da temporada. Aos 25 minutos, Wellington bateu falta e Weverton se esticou para fazer grande defesa. Sem conseguir ampliar a vantagem, os paranaenses tomaram um susto aos 33 minutos, em cobrança de falta e Marco Antônio que bateu na trave. Os paulista reagiram e, aos 44 minutos, Henrique chutou forte e Zé Carlos salvou.

Na segunda etapa, a partida recomeçou quente e, aos cinco minutos, foi a vez de Thiago Santos ser expulso, igualando em números os atletas das equipes. Aos oito minutos os jogadores pedirem vermelho para Guilherme, que pegou forte Kevin, mas ficou no amarelo. Aos 10 minutos, Wellington cobrou falta com violência e Weverton espalmou. Na resposta, Marcelo Cordeiro bateu cruzado e ninguém completou na área.

O jogo era equilibrado, mas o ritmo caiu um pouco, com chances reais de gol escassas. Os dois treinadores aproveitaram então para colocar sangue novo nos times. Aos 19 minutos, Diego tentou invadir a área, mas foi desarmado pela defesa da Lusa. Ate que, aos 27 minutos, Henrique entrou com facilidade na zaga paranista e chutou no cantinho para empatar com um belo gol.

A Portuguesa, satisfeita com o empate arrancado na casa do adversário, cadenciava o jogo, enquanto o Tricolor saía para o desespero. Aos 31 minutos, Diego chegou a ensaiar o drible no goleiro, mas foi interceptado pelo camisa 1. Henrique, com um chute torto, perdeu mais uma chance aos 36 minutos. Aos 40 minutos, foi a vez de Packer disparar o míssil para boa defesa de Weverton. A torcida, que começou esperançosa, para varar, foi embora na bronca.

FICHA TÉCNICA
PARANÁ CLUBE 1 X 1 PORTUGUESA

Local: Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba (PR)
Data: 24 de maio de 2011, terça-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Jefferson Schmidt (SC)
Assistentes: Angelo Rudimar Bechi e Eberval Lodetti (ambos de SC)
Cartões amarelos: Thiago Santos, Diego e Serginho (Paraná); Mateus, Guilherme e Rogério (Portuguesa)
Cartões vermelhos: Thiago Santos (Paraná); Jael (Portuguesa)

Gols:
PARANÁ: Wellington, aos sete minutos do primeiro tempo
PORTUGUESA: Henrique, aos 27 minutos do segundo tempo

PARANÁ: Zé Carlos; Henrique, Luciano Castán, Cris e Lima; Serginho, Wellington (Packer), Leandro Oliveira e Thiago Santos; Kelvin e Leo (Diego) (Maycon Freitas)
Técnico: Ricardo Pinto

PORTUGUESA: Weverton; Marcos Pimentel, Jaime, Mateus e Marcelo Cordeiro; Guilherme, Henrique, Ananias (Cleiton) e Marco Antônio (Leandro Love); Jael e Luís Ricardo (Ivo)
Técnico: Jorginho

1ª RODADA
20/05 – 21h00 Goiás-GO 1 x 0 Gremio Barueri-SP
20/05 – 21h00 Salgueiro-PE 1 x 1 São Caetano-SP
20/05 – 21h00 Bragantino-SP 1 x 1 ABC-RN
21/05 – 16h20 Portuguesa-SP 4 x 0 Náutico-PE
21/05 – 16h20 Americana-SP 1 x 1 Duque de Caxias-RJ
21/05 – 16h20 Ponte Preta-SP 5 x 0 ASA-AL
21/05 – 16h20 Vitória-BA 1 x 0 Vila Nova-GO
21/05 – 16h20 Criciúma-SC 2 x 2 Guarani-SP
21/05 – 16h20 Sport-PE 1 x 0 Icasa-CE
21/05 – 21h00 Ituiutaba-MG 1 x 2 Paraná-PR
2ª RODADA
24/05 – 21h00 ASA-AL 2 x 1 Americana-SP
24/05 – 21h00 Paraná-PR 1 x 1 Portuguesa-SP
27/05 – 21h00 São Caetano-SP x Ituiutaba-MG
27/05 – 21h00 Gremio Barueri-SP x Bragantino-SP
27/05 – 21h00 Vila Nova-GO x Ponte Preta-SP
28/05 – 16h20 Icasa-CE x Vitória-BA
28/05 – 16h20 Guarani-SP x Sport-PE
28/05 – 16h20 Duque de Caxias-RJ x Criciúma-SC
28/05 – 16h20 Náutico-PE x Goiás-GO
28/05 – 21h00 ABC-RN x Salgueiro-PE

Por Cleber Aguiar – Traição e censura põem Manchester em crise

Fonte: O Estado de São Paulo

Traição e censura põem Manchester em crise

Galês Giggs teve caso extraconjugal e tentou evitar que a informação fosse divulgada pela imprensa britânica

PAULO VINÍCIUS COELHO – O Estado de S.Paulo

LONDRES – Um caso de traição e censura envolvendo Ryan Giggs colocou o Manchester United em crise quatro dias antes da decisão da Liga dos Campeões contra o Barcelona, no sábado, às 15 horas de Brasília, em Wembley. O galês foi capa de todos os jornais ingleses nesta terça-feira, não por seu affair, mas por tentar censurar a divulgação da informação.

Robin Parker/EFE
Robin Parker/EFE
Artilheiro. Wayne Rooney marcou 13 de seus 15 gols pelo Manchester United desde janeiro

Na segunda-feira, o deputado do Partido Liberal Democrata, John Hemming, escancarou o caso em sessão plenária, afirmando: “Eu posso dizer o nome de Ryan Giggs, porque 75 mil pessoas no Twitter já disseram.”

Como o deputado tem imunidade parlamentar, não corre risco de ser processado por Giggs, que bloqueou na Justiça a possibilidade de os jornais divulgarem que teve um caso extraconjugal com a ex-miss País de Gales, Imogen Thomas, famosa no Reino Unido por participar do Big Brother britânico.

O caso vinha sendo tratado há três semanas pelos jornais, com mistério sobre o nome do “famoso jogador profissional.” Nesta terça, o The Sun anunciou em sua capa: “It”s Ryan Giggs! (É Ryan Giggs!)”. O escândalo teve repercussão no Manchester, que tirou o galês do treino desta terça e o impediu de dar entrevistas.

Peça importante. Na temporada, Giggs é o integrante do Manchester com maior número de passes para gols na Liga dos Campeões, tornou-se o atleta mais velho a fazer um gol na história do torneio e é um símbolo da seriedade da atual geração britânica. Nesta terça, questionado sobre a importância de Giggs para sua equipe, Alex Ferguson disse que “todos os nossos jogadores têm a mesma importância.”

Na segunda metade da temporada, a torcida dividiu-se entre Wayne Rooney, Chicharito Hernández e Ryan Giggs. O primeiro marcou 13 de seus 15 gols na temporada a partir de janeiro. O segundo firmou-se como titular e é o artilheiro do clube na Liga dos Campeões. Giggs joga pelo Manchester há 19 anos.

Por Cleber Aguiar – Últimas do Bahia .

Fonte: Globo.com

Pelo Twitter, Bahia confirma chegada do meia Ricardinho

Jogador estava sem clube desde o início de abril, quando foi dispensado pelo Atlético-MG, e chega a Salvador até o fim desta semana

Ricardinho no treino do Atlético-MG (Foto: Bruno Cantini / Site Oficial do Atlético-MG)Ricardinho é confirmado no Fazendão (Foto: Bruno
Cantini / Site Oficial do Atlético-MG)

Os torcedores já esperavam e a notícia foi confirmada no final da tarde desta terça-feira pelo Twitter oficial do clube: o meia Ricardinho vai reforçar o Bahia na Série A do Campeonato Brasileiro. O jogador de 35 anos foi pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira de 2002 e estava sem clube, depois de ser dispensado pelo Atlético-MG no início de abril.

Quem está animado com a chegada do meia é o atacante Souza. Nesta terça, o jogador se mostrou entusiasmado com a confirmação do novo colega tricolor.

– Vai ser muito bom tê-lo no Fazendão. Ele é um jogador experiente, um bom meia, que sabe mandar a bola lá na frente para a gente – afirmou Souza.

A data de chegada de Ricardinho ainda não está confirmada, mas o jogador deve aterrissar em Salvador até o fim desta semana.

O Esquadrão de Aço ainda aguarda resposta de mais dois jogadores. O clube baiano fez propostas para ter o volante Marcos Assunção, que está no Palmeiras, e o zagueiro Paulo Miranda, que disputou o Paulistão pelo Oeste, de Itápolis.

FICHA DO JOGADOR
Nome: Ricardo Luis Pozzi Rodrigues
Data de Nascimento: 23/05/76
Local de Nascimento: São Paulo(SP)
Altura: 1,76m
Peso: 73,5 kg

Clubes:
– 94/95/96/97: Paraná Clube
– 97/98: Boudeaux (França)
– 98/99/00/01/02: Corinthians
– 2002/03: São Paulo
– 2003: Middlesbrough (Inglaterra)
– 2004/05: Santos
– 2006: Corinthians
– 2006/07/08: Besiktas (Turquia)
– 2008/09: Al-Rayyan (Catar)
– 2009/10/11: Atlético Mineiro.

Títulos:
Pentacampeão Mundial em 2002
Tricampeão Paranaense 1995/96/97
Bicampeão Paulista 1999/2001
Bicampeão Brasileiro 1998/99
Campeão Mundial Interclubes da FIFA 2000
Campeão da Liga Rio São Paulo 2002
Campeão da Copa do Brasil 2002
Campeão Brasileiro 2004
Campeão da Copa da Turquia temporada 2006/07
Campeão Mineiro 2010

Empresário confirma transferência: ‘Nikão já é do Bahia’

César Silva já foi informado pelo Atlético-MG sobre o empréstimo ao Tricolor. ‘Só falta assinar’, diz o empresário

Por Eric Luís Carvalho e Tamires Fukutani, com informações da TV Bahia Salvador

NIkão no Atlético-MG (Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal)Vira-casaca: Nikão troca Barradão pelo Fazendão
(Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal)

A novela em torno da situação do meia-atacante Nikão acabou. No início da noite desta terça-feira, o empresário e padrasto do jogador, César Silva, confirmou, por telefone, que o meia vai vestir a camisa do Bahia.

– Nós recebemos a ligação do Maluf (Eduardo Maluf, diretor de futebol do Atlético-MG) para nos comunicar que o Vitória já foi notificado e Nikão será “repatriado”, porque ele pertence ao Atlético. Eles nos passou que Nikão será emprestado ao Bahia – revelou Silva.

De acordo com o empresário, falta apenas assinar o contrato para oficializar a transferência. Maluf teria instruído o jogador a esperar em casa até se apresentar ao Bahia.

César Silva ainda revelou o conteúdo da reunião da tarde desta terça, na Toca do Leão, com a diretoria do Vitória. Segundo ele, o diretor de futebol rubro-negro, Beto Silveira, havia sido informado sobre a decisão do Galo, mas ainda iria tentar reverter a situação.

– Conversamos com Beto. Ele entendeu que seria melhor conversar um pouco mais com o presidente do Atlético-MG (Alexandre Kalil) para tentar resolver. Só que o Maluf nos ligou e disse que Nikão já é do Bahia – contou.

Xodó do Barradão, o meia chegou ao Vitória como desconhecido, mas estourou no Campeonato Baiano. Durante o estadual, alcançou a respeitável média de um gol por jogo. Logo, o jovem de 18 anos chamou atenção de outros clubes. O próprio Atlético-MG chegou a cogitar o retorno do jogador, graças a elogios do treinador Dorival Jr. No entanto, a transferência para o arquirrival tricolor surpreendeu a torcida de ambos os times. Mas Silva afirma que a rivalidade entre os clubes baianos não será problema.

– Feliz ele está com Salvador. Ele não queria sair da cidade, queria continuar a mostrar seu futebol aqui, independente do clube onde estiver – garantiu.

A negociação entre o Galo e o Esquadrão de Aço teria sido motivada por uma insatisfação de Alexandre Kalil diante da transferência de Elkeson, meia-atacante rubro-negro, para o Botafogo. O Atlético-MG estaria interessado no jogador. No entanto, o diretor de futebol do Vitória, Beto Silveira, afirma que jamais recebeu proposta do clube mineiro pelo meia. Outro motivo para o descontentamento do Galo com o Leão, seria uma possível recusa de negociação em torno do lateral Nino Paraíba – versão também refutada pela diretoria do Vitória. De acordo com o presidente Alexi Portela, o Rubro-negro teria pedido apenas mais tempo para dar andamento ao acerto.

Proposta do Bahia trava renovação de Marcos Assunção no Palmeiras

Após reunião, empresário mostra pessimismo com permanência de volante, e tem oferta de baianos nas mãos. Clube diz que não participa de leilão

Por Diego Ribeiro São Paulo

marcus assunção palmeiras (Foto: Marcos Ribolli/Globoesporte.com)Com proposta do Bahia, futuro de Assunção fica
indefinido (Foto: Marcos Ribolli/Globoesporte.com)

A renovação que era dada como certa agora corre riscos. Uma alta proposta do Bahia é o motivo pelo qual o volante Marcos Assunção ainda não assinou o novo contrato com o Palmeiras, alinhavado na semana passada entre o clube e o empresário do jogador, Ely Coimbra Filho. Nesta terça-feira, Coimbra se reuniu com o presidente Arnaldo Tirone, mas saiu do encontro sem definições. O tom do empresário, que quer uma melhora na proposta palmeirense, é de pessimismo. O atual vínculo vence no fim de julho.

Do outro lado, o Bahia oferece salário bem maior e a garantia de que Assunção será o principal jogador do time. Aos 34 anos, o volante está prestes a assinar aquele que deve ser seu último contrato como profissional. O Verdão ofereceu vínculo até o fim de 2012, e só espera o OK do empresário para redigir e assinar o novo contrato.

– Está nas mãos deles, nós fizemos nossa parte e oferecemos uma boa proposta. Na minha visão estava bem encaminhado, mas não vamos entrar em um leilão – afirmou o vice-presidente Roberto Frizzo.

Nas últimas partidas, Marcos Assunção voltou a aparecer bem na equipe. Contra o Coritiba, pela Copa do Brasil, fez um golaço de falta na vitória por 2 a 0 no Pacaembu. Diante do Botafogo, domingo passado, atuou bem mais uma vez e acertou uma falta no travessão. Caso dispute mais de seis jogos pelo Palmeiras no Campeonato Brasileiro, ele não poderá se transferir para outro clube da elite.

– O Assunção é um dos jogadores mais importantes do grupo, claro que o queremos aqui. Mas por valores dentro de nossa realidade – ressaltou Frizzo.

Tirone tem viagem marcada e só volta ao Palmeiras no fim da semana. Por isso, o vice ficará à frente do caso. Agora, só uma pessoa pode decidir onde vai jogar o Campeonato Brasileiro: o próprio Marcos Assunção.

Por Cleber Aguiar – Vuvuzela pode espalhar doenças, diz estudo

Fonte: Folha Online

DA BBC BRASIL

As vuvuzelas, cornetas que ficaram famosas na Copa do Mundo de 2010, não apenas causam poluição sonora como podem espalhar doenças, afirmaram especialistas.

Segundo estudo realizado pela Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, um breve sopro na vuvuzela cria uma espécie de chuva de saliva semelhante a um espirro, que viaja a uma intensidade de quatro milhões de gotas por segundo.

De acordo com o estudo, publicado pelo site de compartilhamento científico PLoS One, em lugares onde há multidões, uma pessoa soprando uma vuvuzela pode infectar várias outras com doenças transportadas pelo ar como gripe ou tuberculose.

Schalk van Zuydam – 9.jun.2010/AP
As vuvuzelas fora as estrelas das arquibancadas na Copa-2010
As vuvuzelas fora as estrelas das arquibancadas na Copa-2010

“Assim como em tosses ou espirros, é preciso adotar medidas para evitar a transmissão da doença, e pessoas com doenças infecciosas devem ser orientadas a não tocar vuvuzelas perto de outras”, disse a doutora Ruth McCerney, autora do estudo.

A equipe de McCerney investigou os danos potencialmente causados pela vuvuzela usando um aparelho a laser, para medir quantas gotas eram produzidas por cada soprada de oito voluntários.

O experimento mostrou que, em média, 658 mil partículas pulmonares eram expelidas do instrumento por cada litro de ar. As gotas eram lançadas na atmosfera a uma velocidade de quatro milhões por segundo.

Em comparação, quando os voluntários apenas gritavam, eram produzidas 3.700 partículas por litro, em uma velocidade de sete mil por segundo.

Críticos da vuvuzela já haviam dito que o instrumento é antisocial e inseguro, porque, quando tocado por milhares de pessoas simultaneamente, gera um som semelhante ao de um avião decolando.

Organizadores das Olimpíadas de Londres em 2012 estão avaliando se proibem ou não o uso da corneta.

Por Cleber Aguiar – Santos x Cerro Porteño – Libertadores 2011

Fonte: O Estado de São Paulo

Muricy transforma Elano em Ganso

Sem poder contar com o camisa 10, contundido, técnico escala meia em função ofensiva nesta quarta-feira, no Pacaembu; objetivo é dar mais opções a Neymar e Zé Eduardo

BRUNO DEIRO e SANCHES FILHO – O Estado de S.Paulo

Principal reforço do Santos para a Libertadores, Elano marcou uma só vez sob o comando de Muricy Ramalho. Nesta quarta-feira, às 21h50 (com transmissão ao vivo da rádio Estadão ESPN), o artilheiro alvinegro no ano (14 gols) volta a ter uma função mais ofensiva no jogo contra o Cerro Porteño, no Pacaembu.

J F Diório/AE
J F Diório/AE
Meninos da Vila. Elano puxa o cabelo de Neymar em brincadeira no treino desta terça-feira, em Santos: time busca vantagem para se garantir na final no Paraguai

Muricy reconheceu que, ao escalar Elano mais recuado, o time acabou perdendo boa alternativa ofensiva. E o Santos ainda ficou sem Paulo Henrique Ganso, que se contundiu. Com isso, os atacantes ficaram mais isolados, algo que Muricy espera corrigir nesta quarta. Elano voltará a ter função mais ofensiva, atuando mais perto de Neymar e Zé Eduardo.

“Ele vinha ocupando espaço para os outros jogarem mais. Contra o Once Caldas, no segundo tempo, teve mais espaço e se deu melhor, com passes e chances de gol”, reconheceu o técnico. “Amanhã (quarta) ele deve jogar mais próximo da área.”

Elano foi o maior goleador do Campeonato Paulista ao lado do corintiano Liedson (11 gols) e marcou três vezes nos quatro primeiros jogos da Libertadores. Há quase um mês, porém, não balança as redes. “É um jogador que tem um bom passe e bom arremate”, rendeu-se Muricy. “Mas na outra função era importante para o time.”

ESPN – Neymar revela que pode usar novos dribles

Vocação ofensiva. Bicampeão brasileiro pelo Santos em 2002 e 2004, e vice da Libertadores em 2003, Elano deixou o Santos em 2005 para passagem de seis anos por clubes menores da Europa: passou por Shakhtar Donetsk (Ucrânia), Manchester City (Inglaterra) e Galatasaray (Turquia). Lá, porém, reforçou sua vocação ofensiva – na Copa da África, fez 2 dos 9 gols do Brasil.

No fim do ano passado, abriu mão de mais de R$ 3 milhões para retornar à Vila. Chegou com o segundo maior salário do elenco (cerca de R$ 500 mil), só atrás de Neymar (R$ 600 mil). Em campo, tratou de justificar o investimento e desandou a fazer gols.

Com a chegada de Muricy Ramalho, no começo de abril, Elano teve de se preocupar mais com a marcação e as chances de gol se reduziram às cobranças de falta. Seu último gol foi na vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo, na semifinal do Paulista.

Não bastasse isso, seu desempenho caiu com a falta de espaço. Desacostumado à função defensiva, teve atuação fraca nas últimas vezes que jogou. A queda afetou até sua postura extracampo. Ele, que chegou a ser porta-voz do grupo para defender Ganso e Keirrison de críticas, tem evitado falar com a imprensa nos últimos dias.

Nesta quarta à noite, além de voltar a atuar à frente, Elano tem motivação extra para retomar as boas apresentações. Convocado por Mano Menezes na última quinta-feira, o meia reforçará a seleção nos amistosos contra Holanda e Romênia, no início de junho.

Visitante incômodo. O Cerro defende invencibilidade como visitante nesta Libertadores. Em cinco jogos na casa dos rivais, ganhou duas vezes e arrancou três empates – um deles com o próprio Santos, na primeira fase, na Vila (1 a 1). “Fora de casa é um time diferente, que joga atrás mas é perigoso”, alertou Muricy Ramalho, que deverá perder Alan Patrick. O jogador, de 20 anos, deve ser negociado com o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, por 6 milhões (R$ 13,5 milhões). Os dirigentes do Santos procuraram manter sigilo, alegando que estão com as atenções na Libertadores, porém admitem ter recebido a proposta.

SANTOS – Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Danilo e Elano; Neymar e Zé Eduardo. Técnico: Muricy Ramalho.

CERRO PORTEÑO – Barreto; Piris, Pedro Benítez, Uglessich e César Benítez; Cáceres Villareal, Torres e Fabbro; Nanni e Lucero. Técnico: Leonardo Astrada.

Árbitro – Jorge Larrionda (URU); Horário – 21h50 (de Brasília); TV – Globo, SporTV2, SporTV HD e Bandsports; Rádio – Estadão ESPN (AM 700/FM 92,9); Local – Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP).

”Esperto”, Neymar espera marcação cerrada hoje

Bruno Deiro e Sanches Filho – O Estado de S.Paulo

SANTOS

O descanso no fim de semana fez bem para Neymar. O atacante prometeu jogar com alegria, fazer gol e inventar novos dribles, hoje, contra o Cerro Porteño. “Podem surgir novas jogadas e novos dribles, sim. Estou preparado até para tomar porradas, que não são poucas. Também estou esperto para isso”, afirmou o artilheiro santista na competição, com quatro gols.

“Quero cada vez mais. Já ganhamos o Campeonato Paulista e, como sou estreante, quero levar a Libertadores também.”

Apesar de confiante e motivado, Neymar mostrou respeito pelo Cerro. “É um time bom e, como a gente, cresceu durante a competição. Mesmo assim espero que o Santos saia vitorioso.”

A estrela santista voltou a creditar a Muricy Ramalho a maior parcela de contribuição na melhora do time, que ainda não perdeu depois que ele assumiu. “É importante ter um técnico como Muricy, apoiando e dando dicas. Dede a sua chegada, o time cresceu em todos os aspectos e já incorporou o espírito dele.”

Neymar não concorda que com Muricy o Santos teve o seu DNA de time ofensivo alterado. Se por um lado deixou de tomar muitos gols, por outro encontra maior dificuldade para fazer. “Para mim não atrapalhou em nada, não”, declarou o craque.

Neymar está feliz por jogar no Pacaembu novamente

por ESPN.com.br

O Santos treinou nesta tarde no centro de treinamento Rei Pelé. A atividade fez parte da preparação para o jogo contra o Cerro Porteño, válido pela Libertadores, nesta quarta-feira no estádio do Pacembu.A possível equipe que entrará em campo é formada por: Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo, Adriano, Arouca, Danilo e Elano e na frente Zé Love e Neymar.Muricy irá defender sua invencibilidade no estádio paulista. Local que traz boas lembranças para o destaque do time, Neymar. “Traz muitas lembranças, e eu estou muito feliz por jogar lá”.
Fonte: Folha de São Paulo

41 dias

Santos revive duelo que deu pontapé para sua recuperação rumo à semifinal da Libertadores LEONARDO LOURENÇO
ENVIADO ESPECIAL A SANTOS

São 41 dias desde a última vez que Santos e Cerro Porteño se encontraram, em Assunção, na penúltima rodada da fase de grupos da Libertadores da América.
O placar de 2 a 1 no Paraguai manteve o Santos vivo no torneio quando a eliminação era mais palpável que a classificação. A partida se tornou o marco da recuperação santista no ano, após um início de temporada trôpego.
Hoje, as duas equipes se reencontram no Pacaembu às 21h50 para a primeira partida das semifinais da Libertadores. E com o Santos em posição mais confortável.
“Aquele foi nosso divisor de águas”, afirmou o meia Danilo, autor do primeiro gol santista em Assunção. “A partir dali, iniciamos nossa sequência de vitórias.”
Daquele jogo, em 14 de abril, em diante, o Santos não perdeu mais. Na Libertadores, derrubou América- -MEX e Once Caldas para alcançar as semifinais. No Paulista, bateu Ponte Preta, São Paulo e Corinthians para ser bicampeão estadual.
Uma derrota teria sido desastrosa, já que eliminaria a equipe que investiu pesado para conquistar o maior objetivo dos clubes brasileiros no primeiro semestre.
Era só o segundo jogo de Muricy Ramalho no banco santista, e o time foi a Assunção com problemas sérios.
Suspensos, Neymar e Elano, maiores salários do elenco -recebem cerca de R$ 500 mil cada um-, nem viajaram. Assim como Zé Love.
Mas Danilo e Maikon Leite marcaram os dois gols que deram a vitória e o fôlego necessário para a competição. “A arrancada começou lá”, reconheceu o goleiro Rafael.
“Mas agora é outra história”, enfatizou o técnico Muricy, que conta com a confiança adquirida pelo time no intervalo entre os confrontos.
“Nós mudamos muito, jogamos bem melhor”, disse.
Ele, porém, lembra que o Cerro Porteño também ganhou moral na reta final da Libertadores. Chegou aos mata-matas em virada heroica sobre o Colo-Colo, no Chile, por 3 a 2, após assistir ao adversário abrir 2 a 0.
Depois, derrubou o Estudiantes, tetracampeão continental, e o Jaguares.
“Eles têm uma equipe muito boa, que cresceu no decorrer do campeonato”, avisou o atacante Neymar.
“Temos que ficar atentos à bola parada, porque eles trabalham isso muito bem”, completou Muricy.
“Aqueles dois jogos [da fase de grupos] a gente pode tomar como um parâmetro, mas agora é diferente, é semifinal”, falou Rafael.
A série invicta e de recuperação do Santos teve início com a chegada de Muricy, mas o técnico prefere fugir dos holofotes sobre si.
“Acho que o time é dos artistas, dos jogadores”, falou. “Prefiro que falem dos atletas, não gosto de ficar aparecendo. Quanto mais discreto o técnico, melhor. São os jogadores que fazem a diferença”, disse o comandante.

NA TV
Santos x Cerro Porteño
21h50 Globo (para SP), Bandsports e Sportv 2

Fonte: ABC Digital – Paraguai

( Tradutor Google )

Roberto Nanni Santos estima que duelo será “muito difícil”

Cerro Porteño atacante, Roberto Nanni, disse que a partida contra o Santos para as semifinais da Copa Libertadores será o mais exigente de toda a competição. O ponto, contudo, considerava que os sonhos de sua equipe avançar à final.

ABC Digital
Roberto Nanni estimada em jogo muito difícil contra o Santos
2 Image FotosAmpliar
Jogadores e funcionários do Cerro Porteño partes algum tempo antes do treino de terça-feira em São Paulo.
Fonte: ABC Color, Carlos Shatebeck
O veterano atacante Roberto Nanni, disse terça-feira que o duelo será o Cerro Porteño mais exigentes da Copa Libertadores nesta quarta-feira, quando eu tenho que enfrentar o Santos.

A dica também enfatizou que, apesar de quão difícil pode tornar-se a série, a equipe sonho de ir mais longe.

Nanni usou a palavra “muito duro” para descrever a dor e disse: “Vai ser o jogo mais complicado e difícil de toda a competição, (…) mas o sonho de ir ainda mais longe.”

Rival Cerro Porteño, Santos, foi palco de duas Copas Libertadores ganhou em 1962 e 1963, enquanto Cerro Porteño tem apenas seis meias-finais do torneio, mesmo sem ter jogado uma final.

A reunião será realizada em São Paulo Estádio do Pacaembu, com uma capacidade de mais de 35.000 espectadores às 20:30 para o nosso país e será arbitrada pelo uruguaio Jorge Larrionda.

Fonte: Lanacion.py

“Meninos” Santos buscará eclipse casa Cerro Porteño

O elenco jovem de Santos no Brasil para tentar eclipsar seu ‘jogo bonito’ al Cerro Porteño do Paraguai para começar com uma boa vantagem na fase semifinal da Copa Libertadores de América, cuja primeira partida foi disputada no estádio do Pacaembu em São Paulo.
Cinco dos 11 titulares técnico Muricy Ramalho chegar a esta fase da competição pela primeira vez: o goleiro Rafael, os meias Danilo e Alan Patrick, e Zé Eduardo e frente Neymar, a estrela da equipe.
“Nossa equipe é muito forte, jogando bem, e estamos confiantes de que podemos ganhar o título”, disse Neymar, 19.
Assim, o Santos vai voltar a partir para ver os rostos por trás Cerro Porteño enfrentam na fase de grupos do torneio continental, onde o ‘peixe’ venceram por 2-1, em Assunção e empatou 1-1 na Vila Belmiro.
Os jogos contra Hill “foi um divisor de águas, porque a partir daí começou a reação dos Santos, Danilo sentiu a lado, lembrando ‘peixe’ do começo difícil na Libertadores, que mudou radicalmente com a chegada, em abril de Ramalho
DT tem a sua primeira vitória com o Santos apenas enfrentando Cerro Porteño no Paraguai, e desde então a equipa jovem não conhece a palavra derrota e no torneio ou no local.
“Em vez de pensar que faltam quatro jogos para conquistar o título, analisamos as dificuldades do início da competição para chegar aqui. Sem falar que para ganhar o título ainda temos que superar dois muito complicado”, disse o goleiro Rafael Santos.
Consciente da forte oposição que lhes chega, o porteiro insistiu na importância de “ganhar sem que nos permite fazer gols porque isso nos daria uma boa vantagem. Faremos o possível para ganhar desse jeito.”
Santos, que não está entre os quatro melhores do continente desde 2007, chegou a esta fase depois de vencer o colombiano Once Caldas.
Esta semana, no Brasil, Paraguai ‘Cyclone’ chegou à semifinal depois de eliminar o Jaguares de Chiapas, e é “o sonho de ir mais longe” para o que eles têm para ganhar um jogo “muito difícil”, admitiu o atacante do Barça Roberto Nanni.
“Vai ser o jogo mais complicado e difícil de toda a competição”, disse o atacante argentino.
Santos, a equipe lendária já está intitulado ‘Rei Pelé’ deste ano do torneio o campeão São Paulo ganhou a Libertadores em 1962 e 1963, enquanto Cerro Porteño ainda falhar o seu primeiro título continental.
A reunião será realizada em São Paulo Estádio do Pacaembu, com uma capacidade de mais de 35.000 espectadores, em 21h50 local (00H50 GMT de quinta-feira) e será arbitrada pelo uruguaio Jorge Larrionda, com o apoio de seus compatriotas Pablo Fandino e William Casavieja .