ICFUT – Cruzeiro goleia o América/TO de novo e decide Mineiro com o Atlético

Fonte: oglobo.com

A previsão era que o Cruzeiro, com a equipe reserva, se segurasse em campo e o América/TO, ciente da dificuldade que teria para reverter o resultado obtido pela Raposa em Teófilo Otoni (8 a 1), não causasse dificuldades ao time celeste no confronto disputado na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, válido pela semifinal do Campeonato Mineiro.

Entretanto, o que se viu foi bastante diferente. A Raposa, mesmo sem precisar de um resultado positivo, se lançou ao ataque e buscou uma nova vitória em Sete Lagoas. Desta vez, o placar foi menos elástico: 5 a 1 para o Cruzeiro.

Os gols foram marcados por Edcarlos (2), Pedro Ken Dudu e Farías, com Rodrigo Sena descontando. A final do Campeonato Mineiro será entre os tradicionais rivais Cruzeiro e Atlético, a partir do próximo domingo.

Confira os gols:

ICFUT – Flamengo vence Vasco nos pênaltis e é campeão carioca de 2011

Fonte: futebolinterior

Das quatro cobranças efetuadas pelo Vasco, somente o atacante Alecsandro marcou

O Flamengo conquistou o título invicto do Campeonato Carioca de 2011. E uma final eletrizante, o time da Gávea superou o arquirrival Vasco apenas nos pênaltis. Após um empate sem gols no tempo normal, o Rubro-negro bateu o clube cruz-maltino nas penalidades, por 3 a 1, na tarde deste domingo, no Engenhão, pela final da Taça Rio.

Depois de fazer uma partida dura contra os comandados de Vanderlei Luxemburgo o Vasco facilitou as coisas nos pênaltis. Das quatro cobranças efetuadas pelo time, somente o atacante Alecsandro marcou. Bernardo, Felipe Bastos e Élton chutaram para fora. Já para o Fla, marcaram Renato, Fernando e Thiago Neves. Fierro chutou para fora.

Com mais esta vitória, o Mengo confirma a fama de ser algoz vascaíno. O time venceu simplesmente as últimas seis finais disputadas contra o rival. Além dos Cariocas de 1999, 2000, 2001, 2004 e 2011, os rubro-negros também ganharam a Copa do Brasil de 2006 sobre os vascaínos.

Este foi o 32º título carioca do Fla, que abre duas taças à frente do segundo colocado Fluminense. O Vasco continua em terceiro, com 22, enquanto o Botafogo é o quarto com 19. O clube de São Januário, no entanto, é quem amarga o maior jejum de títulos, já que não conquista um troféu estadual desde 2003.

Poderia ser melhor
Vasco e Flamengo fizeram um primeiro tempo um pouco abaixo do esperado. Com jogadores de qualidade, como Diego Souza e Felipe, pelo time cruz-maltino, e Thiago Neves e Ronaldinho, pelo Fla, esperava-se uma partida com mais lances de gol. Na prática, o que se viu foram dois times com receio de se expor.

Mesmo assim, a partida não deixou de ser emocionante. O Rubro-negro trabalhou mais a posse de bola, enquanto o Gigante da Colina explorou as jogadas de velocidade. E a tática vascaína surtiu efeito antes. O primeiro lance de perigo saiu dos pés de Felipe, que percebeu o goleiro Felipe adiantado e mandou com perigo por cima do gol.

A resposta flamenguista veio aos 14. Bottinelli recebeu livre, pela esquerda da grande área, mas deixou a bola escapar pela linha de fundo. Depois disso, o Fla conseguiu uma sequência de três bons lances. Rafael Galhardo e Thiago Neves mandaram para fora, enquanto Bottinelli exigiu grande defesa de Fernando Prass.

Nos 15 minutos finais, quem cresceu foi o Vasco, que chegou com perigo em três oportunidades. Na melhor delas, aos 44 minutos. O meia Diego Souza recebeu cruzamento na área, mas cabeceou nas mãos de Felipe, que defendeu com tranqüilidade

E nada mudou…
O início do segundo tempo não foi muito diferente do primeiro. Embora os dois times imprimissem um ritmo acelerado, chegaram pouco às metas. O primeiro lance de perigo só veio em jogada de bola parada. Aos três minutos, o meia Ronaldinho bateu falta com categoria e o goleiro Fernando Prass mandou para escanteio.

Com o passar do tempo, o ritmo ficou mais pegado, com cara de decisão. As chances claras de gol, contudo, continuaram escassas. O jogo só voltou a ganhar emoção aos 25 minutos, quando o meia Bernardo, que entrara na vaga de Diego Souza. Ele arriscou de fora da área e exigiu grande defesa de Felipe.

Nos minutos finais, as melhores chances foram para o Fla. Foram, pelo menos, três boas oportunidades rubronegras. A principal aconteceu aos 45. Thiago Neves aproveitou sobra na entrada da área do Vasco, e finalizou com categoria de primeira, mas a bola saiu à direita do gol tirando tinta da trave.

Confira os penaltis:

Por Eder – Nos pênaltis, Corintihans vence Palmeiras e está na final do Campeonato Paulista

Fonte: Agência Corinthians

Em um jogo emocionante na tarde deste domingo (01), no estádio do Pacaembu, o Timão venceu o Palmeiras na cobrança de pênaltis após empatar em 1 a 1 no tempo normal e se classificou para a grande final do Campeonato Paulista 2011.

A partida começou muito disputada e com muitas faltas. Com 5 min de jogo, nove já haviam sido cometidas. O adversário teve a primeira boa chance do confronto. Aos 10 min, Valdivia chutou e Júlio César espalmou. No rebote, Luan, com o goleiro caído, mandou para fora. Quatro minutos depois, Valdivia recebeu de Cicinho e chutou a bomba. Júlio César fez uma defesa espetacular.

O primeiro bom lance do Timão veio com o atacante Dentinho, aos 16 min. Depois de ótima triangulação com Liedson, o atacante arriscou de fora da área. O chute desviou no zagueiro palmeirense a enganou o goleiro Deola, que viu a bola passar por cima de sua trave. Logo depois, Bruno César cobrou falta no ângulo, mas contou com a defesa segura do goleiro.

A partida continuava muito truncada. Com 20 min, ambas as equipes já haviam cometido 18 faltas no total. Após entrada criminosa aos 23 min, o zagueiro adversário Danilo foi expulso. Depois disso, o jogo ficou parado por quase 10 minutos por conta das reclamações do Palmeiras.

No recomeço do duelo, Bruno César cobrou falta dentro da área com veneno. O goleiro Deola deu rebote e, na sobra, por pouco o Timão não abriu o placar. A zaga palmeirense afastou a bola em cima da hora. A partida continuava muito faltosa. Aos 36 min, Alessandro levou cartão amarelo após calçar Luan.

O Corinthians passou a dominar o jogo após a confusão e, aos 41 min, teve uma de suas melhores chances de marcar o gol. Jorge Henrique cruzou para Liedson, que cabeceou para o gol. Deola fez uma defesa espetacular e mandou para escanteio. No contra-ataque, Fábio Santos recebeu cartão amarelo depois de uma falta na lateral de campo e o primeiro tempo terminou sem gols.

O Timão voltou para o segundo tempo sem nenhuma mudança no time. Nos primeiros minutos, o Alvinegro manteve a posse de bola, mas não chegava com perigo ao ataque. Aos 6 min, Bruno César recebeu cartão amarelo após cometer falta na defesa. Na cobrança, Marcos Assunção chutou no ângulo, mas Júlio César fez defesa espetacular. No lance seguinte, o volante cobrou escanteio e Leandro Amaro abriu o placar para o time adversário.

Logo depois do gol, Fábio Santos chegou até o ataque e chutou de fora da área. A bola desviou em Bruno César e passou raspando a trave direita de Deola. Aos 11 min, Tite fez sua primeira substituição. Ramirez entrou no lugar de Alessandro.

O Corinthians demonstrava muito nervosismo e não conseguia chegar com força ao ataque. Aos 14 min, o Palmeiras quase marcou o segundo com uma cabeceada, mas Júlio César espalmou bem. Logo depois, Willian entrou no lugar de Dentinho na segunda alteração de Tite.

No primeiro lance do atacante, ele mostrou que tem estrela. Aos 19 min, Bruno César cobrou escanteio e Willian cabeceou para dentro do gol. A fiel explodiu no Pacaembu: 1 a 1. O Alvinegro tomou o domínio do jogo e passou a atacar mais. Porém, aos 25 min, quem quase marcou o segundo foi o Palmeiras. Marcos Assunção tocou para Luan, que chutou de primeira e contou com a ótima defesa de Júlio César. No lance seguinte, Ralf levou cartão amarelo e, logo depois, Kleber arriscou para o gol e a bola passou rente à trave corinthiana.

O Corinthians chegou bem novamente aos 30 min com Bruno César. O meia mandou a bomba de fora da área, que passou por cima do travessão. Um minuto depois, ele foi substituído por Morais na última mudança de Tite.

Willian quase virou o placar aos 35 min. Após receber passe cruzado, o atacante driblou o marcador palmeirense na entrada da área e chutou rasteiro. Deola encaixou a bola com segurança. No contra-ataque do adversário, Leandro Castán precisou parar a jogada e recebeu cartão amarelo. Na cobrança de falta, Marcos Assunção bateu direto e a bola acertou o travessão alvinegro.

Os cinco minutos finais de jogo continuaram com muita movimentação. Aos 41 min, Marcos Assunção, novamente, bateu de fora da área e Júlio César defendeu com calma. O Timão manteve o domínio de jogo, mas a defesa adversária sempre conseguia tirar a bola quando o Alvinegro chegava ao ataque.

A partida então terminou em 1 a 1 e a decisão de quem ia para a final foi disputada nos pênaltis. Chicão, Willian, Fábio Santos, Leandro Castán e Morais foram para as cobranças. Os cinco jogadores acertaram as penalidades, assim como os atletas adversários. Júlio César defendeu a sexta cobrança e Ramírez foi para a batida. O peruano marcou o gol e o Corinthians se classificou para a final do Paulistão 2011.

Os dois mil torcedores presentes no Pacaembu tomaram conta da festa alvinegra, assim como os 30 milhões de alvinegros espalhados pelo mundo. Agora o Timão enfrenta o Santos na final. O campeão será definido em duas partidas. A primeira será realizada no próximo domingo (08).

ICFUT–Jogos de hoje

CAMPEONATO PAULISTA
PALMEIRAS x CORINTHIANS

CAMPEONATO PERNAMBUCANO
NÁUTICO x SPORT

CAMPEONATO MINEIRO
CRUZEIRO x AMÉRICA-TEÓFILO OTONI

CAMPEONATO GAÚCHO

INTERNACIONAL x GRÊMIO

CAMPEONATO CARIOCA
VASCO x FLAMENGO

CAMPEONATO CATARINENSE
CHAPECOENSE x AVAÍ

CAMPEONATO PARAIBANO
NACIONAL DE PATOS-PB x TREZE-PB
CAMPINENSE x CSP
BOTAFOGO-PB x ESPORTE
SOUSA x AUTO ESPORTE
DESPORTIVA-PB x MIRAMAR

CAMPEONATO GOIANO
VILA NOVA-GO x GOIÁS

CAMPEONATO BAIANO
BAHIA DE FEIRA x SERRANO
VITÓRIA x BAHIA

CAMPEONATO PARANAENSE
IRATY x PARANAVAÍ
CORINTHIANS-PR x OPERÁRIO-PR
ARAPONGAS x ROMA
CORITIBA x CIANORTE

CAMPEONATO CEARENSE
CEARÁ x GUARANY DE SOBRAL

CAMPEONATO POTIGUAR
SANTA CRUZ-RN x ABC

CAMPEONATO PARAENSE
PAYSANDU x REMO
SÃO RAIMUNDO-PA x CASTANHAL

ICFUT – Simão Sabrosa termina casamento e conquista Rita Andrade

Fonte: futebolinterior

A bela loira lusitana também é conhecida como a “Sara Carbonero portuguesa”

Nem só de Cristiano Ronaldo vive a imprensa portuguesa. Um romance envolvendo o atacante Simão Sabrosa, do Besiktas, da Turquia, e da seleção portuguesa e a belíssima apresentadora Rita Andrade, de 29 anos, está agitando as terras lusitanas.

Tudo porque o jogador de 31 anos terminou um relacionamento de dez anos com Filipa, com quem teve dois filhos, para cair nos braços da loira. Rita, antes de conhecer o boleiro, também fora casada por dois anos com o empresário Nuno Ramos, com quem também teve um filho.

Ex-aeromoça Rita é uma das apresentadoras mais famosas de Portugal. Ela já trabalhou em vários programas de TV como Curto-Cicuito, 5 estrelas e Êxtase, além de festivais como Paredes de Coura e Rock in Rio (Portugal).

Não bastasse isso, a musa participou também fez pontas na série Estranho e no filme O Crime do Padre Amaro e Second Life. Recentemente, faz campanha publicitária à Sagres Mini, com o slogan Fresca até à última gota, e foi capa de revistas, como a FHM e Maxmen.

Rita Andrade também é conhecida como a “Sara Carbonero portuguesa”. Ela também é jornalista, como a namorada do goleiro Iker Casillas, do Real Madrid.

0002047906495_img

0002047906491_img

Confira mais fotos

Confira um vídeo da gata:

ICFUT – Flamengo luta por título antecipado e Vasco por mais dois jogos

Fonte: terra.com.br

Uma bolha no pé direito impediu o meia Ronaldinho de participar de todo o treino físico realizado pelo elenco do Flamengo nesta quarta-feira, na praia .... Foto: Maurício Val/Vipcomm/Divulgação

Ronaldinho treinou cobranças de faltas e espera ter chances de bolas paradas em decisão
Foto: Maurício Val/Vipcomm/Divulgação

Neste domingo, Dia do Trabalho, Felipe e Ronaldinho buscam a glória para saírem do Engenhão nos braços do povo. Sessenta anos depois do histórico discurso de 1º de maio do então presidente Getúlio Vargas em São Januário, Vasco e Flamengo se enfrentam, às 16h, pela decisão da Taça Rio. O clube rubro-negro, se vencer, será o campeão estadual antecipado, e o camisa 10 da Gávea, que confirmou ontem presença no jogo, entrará para a história, mais vivo do que nunca para o futebol. Já uma vitória cruzmaltina dá ao time de Ricardo Gomes o direito de disputar contra o Flamengo a final do Campeonato Carioca.

Apesar de a última Taça Rio decidida entre os dois ter acabado na sala de troféus de São Januário, em 1999, o Vasco não vence decisão de campeonato em cima do Flamengo desde 1988. Caso vença neste domingo, os rubro-negros ainda vão se igualar aos vascaínos com o quinto Estadual invicto conquistado.

Desde o gol de Cocada, o Flamengo foi campeão em cima do Vasco em 1996, 1999, 2000, 2001 e 2004, pelo Estadual, e em 2006, pela Copa do Brasil. O mais marcante foi o tricampeonato carioca, com o gol de falta de Petkovic. Neste domingo, a festa pode vir da mesmo forma, mas pelos pés de outro camisa 10. Ronaldinho teve ontem ótimo aproveitamento no fundamento.

"Treinei muito bem. Melhor do que o esperado. Espero que amanhã (domingo) tenha algumas faltas para que eu possa ajudar o time a chegar ao título", disse o astro da Gávea.

No Vasco, Felipe é o maestro, mas outro jogador, que também já passou pela Gávea, carrega a 10 e entra em campo sob grande expectativa: Diego Souza. O técnico Ricardo Gomes espera que a decisão o motive tanto quanto a sua estreia diante do Botafogo, quando teve a sua melhor atuação pelo clube.

"Aquela foi na base da euforia. Essa tem que ser pela preparação feita durante a semana", disse o treinador, que desconsidera a sina de vice-campeão do Vasco. "Ao longo da história não foi assim. Nada é eterno. Agora precisamos vencer o Flamengo duas ou três vezes. Só o título do turno não nos basta", afirmou.

    ICFUT – Veja os detalhes que podem desequilibrar Palmeiras x Corinthians

    Fonte: terra.com.br

    Zagueiro Chicão cobra falta, mas erra o alvo. Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

    Na bola parada, Corinthians aposta no zagueiro Chicão; Palmeiras conta com Marcos Assunção neste quesito
    Foto: Ricardo Matsukawa/Terra

    O equilíbrio é a tônica das semifinais do Campeonato Paulista, portanto todos os detalhes serão importantes nos 90 minutos que vão decidir o futuro de Palmeiras e Corinthians na competição. Confira alguns destesdetalhes que podem fazer a diferença no dérbi deste domingo, às 16h, no Estádio do Pacaembu.

    PALMEIRAS

    Volta de Patrik: A presença do camisa 40 pode aumentar o poder de fogo do Palmeiras no domingo. O jogador tem maior presença ofensiva do que Tinga e, em alguns momentos, cumpre até a função de segundo atacante, tanto que já marcou seis gols na temporada – é o vice-artilheiro do clube em 2011. Por voltar de uma contusão muscular, o meia corre o risco, porém, de iniciar o jogo no banco de reservas.

    Bolas paradas: Marcos Assunção é mestre nas cobranças de falta. Ele pode decidir o jogo em um chute direto ou em um cruzamento para a área. Thiago Heleno e Danilo são armas importantes no jogo aéreo.

    Finalizações: O Palmeiras entra em campo com a missão de superar o goleiro Julio César. No jogo da primeira fase, o time alviverde perdeu gols incríveis e acabou castigado no fim com o tento de Alessandro. Nos arremates, a expectativa é que Luan tenha apurado a mira, pois foi muito criticado contra o Mirassol, pelas quartas de final do Paulista.

    Os astros: Kleber e Valdívia são pontos de desequilíbrio no Palmeiras. Kleber é o artilheiro do time no ano, com 13 gols. Já Valdívia prioriza as assistências, contudo mostrou que a mira está melhorando após o golaço de fora da área contra o Mirassol.

    A marcação: O segredo do Palmeiras no Campeonato Paulista foi a marcação. Em 20 jogos, o time alviverde sofreu apenas nove gols – é a melhor defesa da competição. Oito dos dez jogadores de linha participam ativamente do combate à equipe adversária, além de Kleber e Valdívia realizarem uma sombra no campo de ataque.

    CORINTHIANS

    A estrela de Liedson: Artilheiro do Campeonato Paulista com 11 gols marcados, o brasileiro naturalizado português é a principal arma ofensiva do técnico Tite. Liedson estava em campo na última vez em que Corinthians e Palmeiras disputaram um duelo eliminatório. Com um gol de cabeça no empate por 2 a 2 com o rival e outro na vitória por 4 a 2, o atacante ajudou sua equipe a avançar à final do Paulista de 2003.

    Bolas paradas: Se o Palmeiras conta com a pontaria de Marcos Assunção, o Corinthians tem Chicão ao seu lado. Segundo defensor que mais fez gols pelo Corinthians (33, atrás apenas dos 50 anotados por Pedro Grané entre as décadas de 1920 e 1930), o capitão de Tite prometeu calibrar o pé para as cobranças de falta na semifinal.

    Finalizações: Assim como Chicão, Bruno César deve se incumbir de bater faltas no clássico. O meia, que passou pelas categorias de base do Palmeiras e já está vendido ao Benfica, também tem o hábito de chutar de longa distância. Foi assim que ele fez o gol da vitória por 1 a 0 sobre os palmeirenses, no returno do Campeonato Brasileiro passado, em jogo que marcou a estreia de Tite.

    O homem surpresa: Tite tem estimulado Paulinho a fazer o mesmo que Bruno César: arriscar finalizações de fora da área. Nos últimos jogos do Corinthians, o volante passou a aproveitar os espaços oferecidos pelos adversários para enganar a marcação e subir ao ataque.

    A entrada de Willian: A boa atuação e o gol decisivo na vitória por 2 a 1 sobre o Oeste, nas quartas de final, fizeram com que o ex-atacante do Figueirense fosse cotado até para ser titular no lugar de Dentinho. Willian seguirá no banco de reservas, mas certamente se tornou o principal trunfo de Tite para decidir o clássico no segundo tempo.

    Equilíbrio: A palavra que Tite tanto gosta de dizer pode ser determinante para o Corinthians conquistar a vaga na final. O técnico doutrinou seus jogadores a não entrarem nas provocações do Palmeiras (principalmente por causa do "chute no vazio" de Valdivia) e pediu muita concentração às vésperas do clássico. A ideia é ter um time equilibrado na defesa, no meio-campo e no ataque.

      ICFUT – Seleção Brasileira vence a Ucrânia em amistoso

      Fonte: lancenet

      Craque Falcão passou em branco e ainda perdeu um pênalti

      Brasil x Ucrânia (Foto: Luciano Bergamaschi/CBFS)Brasil não encontrou dificuldades contra a Ucrânia (Foto: Luciano Bergamaschi/CBFS)

      Na primeira partida do Desafio Internacional de futsal, o Brasil bateu a Ucrânia por 3 a 0, neste domingo, no ginásio Adib Moyses Dib, em São Bernardo do Campo, São Paulo.

      Os destaques do confronto ficaram com Neto, autor de dois gols, e o pivô Jé, que marcou o outro tento. Falcão, estrela da Seleção Brasileira, perdeu um pênalti mas apresentou lances incríveis e ainda deu uma linda bicicleta durante a partida.

      As duas equipes voltam a se enfrentar na terça-feira, em Uberlândia, Minas Gerais.

      ICFUT–A arte de ser torcedor

      Fonte: allejo.com.br

      Não é fácil ser torcedor. Muitas vezes aturar um time com elenco fraco ou há muito tempo sem ganhar nada. Mas pior é quando ele ganha e você não pode gritar.

      As imagens a seguir são de torcedores do Fluminense que sofriam com a quase eliminação do tricolor carioca na Libertadores. Era necessário mais um gol, jogando fora de casa e…

      Não é fácil ser torcedor. Muitas vezes aturar um time com elenco fraco ou há muito tempo sem ganhar nada. Mas pior é quando ele ganha e você não pode gritar.