Por Cleber Aguiar – Quartas de finais da Libertadores será prova de fogo !

Fonte: Globo.com

Libertadores: quinteto brasileiro terá muita emoção se passar nas oitavas

Se clubes superarem adversários, duelos como Cruzeiro x Santos, reedição de Flu x LDU e Gre-Nal do século 21 vão esquentar as quartas de final

Se você, torcedor que acompanha a Libertadores, respirou fundo nessa primeira fase, encerrada nessa quarta-feira com a dramática classificação do Fluminense no último minuto e o inspirado Santos assegurando também vaga para as oitavas, prepare-se. Agora, a emoção promete aumentar a partir do dia 27, na próxima quarta-feira. Os cinco brasileiros distribuídos nos oito grupos iniciais mostraram serviço. Não só carimbaram o passaporte como deixaram o recado de que têm tudo para chegar às quartas. O que daria à competição duelos com o selo da pura adrenalina.

Primeiro do Grupo 7 e com melhor campanha do campeonato – terminou com 16 pontos ganhos -, o Cruzeiro terá pela frente o Once Caldas, da Colômbia, segundo do Grupo 1. Caso o time de Montillo & Cia. avance, tem boas chances de enfrentar nada mais nada menos do que o Santos. Para que aconteça esse clássico brasileiro dos times de futebol mais vistoso da atualidade  – o confronto era dos melhores nos anos 60, nos tempos de Pelé e Coutinho contra Tostão e Dirceu Lopes -, basta que Neymar, Ganso e os outros Meninos da Vila, que ficaram em 2º no Grupo 5, com 11 pontos, superem o sempre perigoso América do México, primeiro do Grupo 3, com 10.

Emoção o torcedor brasileiro deverá ter também ao Sul. Isso porque a Libertadores-2011 poderá ser a primeira com o grande duelo de dois dos maiores rivais do planeta. Sim, são boas as chances de o Gre-Nal do século 21 acontecer nas quartas. É só o Colorado, primeiro do Grupo 6, com 13 pontos, derrotar o uruguaio Peñarol, 2º do Grupo 8, com 9 pontos, e o Grêmio, 2º do Grupo 2, com 10, vencer o Universidad Católica, do Chile, 1º do Grupo 4, com 11.

montagem jogadores Libertadores Douglas Fred Neymar Montillo D´Alessandro (Foto: Editoria de Arte / GLOBOESPORTE.COM)Douglas, Fred, Neymar, Montillo e D’Alessandro: a bola está com eles nas oitavas de final da Libertadores. Brasileiros brigam para avançar às quartas de final  (Foto: Editoria de Arte / GLOBOESPORTE.COM)

Inter e Grêmio jamais se enfrentaram na Libertadores. Só a disputaram no mesmo ano em 2007, quando o Colorado caiu na primeira fase e o Imortal chegou à final, sendo derrotado pelo Boca Juniors. Em grandes competições internacionais, o Gre-Nal só aconteceu na Sul-Americana, duas vezes, com vantagem para o Colorado em ambas.

E se o Tricolor gaúcho sonha vencer a primeira em torneio com sotaque, o carioca terá a oportunidade de uma revanche das boas. Esse é o duelo possível com a maior de todas as cicatrizes. Uma vitória do Fluminense, segundo colocado do Grupo 3, com 8 pontos ganhos, sobre o Libertad, primeiro do Grupo 1, com 14, pode levá-lo à reedição da final da Libertadores em 2008. Claro que a LDU, algoz na final daquela competição e na Sul-Americana de 2009, precisa fazer a sua parte. Primeiro colocado do Grupo 8, com 10 pontos, o time equatoriano terá pela frente o argentino Vélez Sarsfield, segundo do  Grupo 4, com 10. Triunfos de Flu e LDU darão contornos ainda mais dramáticos às quartas de final.

Veja abaixo as campanhas dos adversários que os clubes brasileirão enfrentarão nas oitavas para passar às quartas de final.

Renteria gol Once Caldas (Foto: EFE) Once Caldas, de Rentería, vai pegar Cruzeiro: time
termina campanha só com 7 pontos (Foto: EFE)

Once Caldas
O time colombiano, do atacante Rentería, que será o adversário do Cruzeiro, se classificou em segundo lugar no Grupo 1, com a pior campanha em pontuação: marcou apenas 7 pontos ganhos.

O futebol empolgou pouco. A equipe obteve apenas uma vitória, e na última rodada, fora, sobre o fraco Universidade San Martín, do Peru, por 2 a 0 – justamente o adversário para quem sofreu derrota desastrosa na estreia, por 3 a 0, em casa.

Dos times classificados, é o segundo com ataque mais fraco – marcou sete gols, contra seis do Peñarol e do Jaguares. Ou seja: a Raposa tem tudo para chegar sem dificuldade às quartas de final.

América Mexico Guillermo Ochoa e Fluminense Rafael (Foto: EFE)Contra Flu, em casa, América do México leva a
melhor: bom rendimento em casa (Foto: EFE)

América-MEX
Primeiro colocado do Grupo 1, o do Fluminense, o América do México, do meia brasileiro Rosinei, ex-Corinthians, deverá ser osso duro para o Santos.

Terminou em primeiro, com 10 pontos, e mostrou o bom e velho aproveitamento no estádio Azteca, com a vantagem da altitude: ganhou as três partidas que disputou lá, com apoio de sua imensa torcida – 2 a 0 sobre o Nacional-URU, 1 a 0 sobre o Flu e 2 a 1 sobre o Argentinos Juniors.

Em compensação, quando tem que sair, a participação é modesta: perdeu duas (uma para os tricolores) e empatou apenas uma. O Peixe vai precisar explorar bem isso para levar a melhor.

Juan Manuel Olivera Peñarol Carlos Matheu Independiente (Foto: Reuters)Peñarol de Juan Manuel Olivera tem ataque menos
positivo das equipes classificadas (Foto: Reuters)

Peñarol
Adversário do Inter nas oitavas, o clube de tradição na Libertadores – ganhou cinco vezes a competição – ainda nao fez o torcedor uruguaio lembrar de alguma campanha vitoriosa.

É bom, no entanto, os colorados respeitarem os carboneros. Apesar do ataque menos positivo – marcou apenas seis gols – das equipes classificadas, o time, que passou como segundo colocado do Grupo 8, venceu três partidas e enfrentou adversários também tradicionais, como LDU e Independiente, além do argentino mediano Godoy Cruz.

Mas, dos classificados, é o que tem, ao lado do Estudiantes, a defesa mais vazada – sofreu 11 gols, cinco deles na derrota acachapante para a LDU.  Bom para o Inter.

Marcelo Cañete comemora gol do Universidad Católica (Foto: EFE)O meia Marcelo Cañete é um dos destaques do
chileno Universidad Católica (Foto: EFE)

Universidad Católica
Dos clubes com sotaque, o chileno é, ao lado do paraguaio Cerro Porteño, o de segundo melhor aproveitamento na competição, com 61,1%.

Primeiro colocado do Grupo 4, com 11 pontos ganhos, promete ser obstáculo complicado para o Grêmio. Sua maior proeza? Bateu o Vélez Sarsfield na Argentina por 4 a 3. 

Mas a classificação em primeiro para disputar as oitavas – fato que não acontecia desde 2002 – foi suada, numa vitória de virada por 2 a 1 sobre um rival nacional, o Unión Española. Mesmo assim, o técnico Renato Gaúcho precisa prestar atenção em alguns jogadores, como o meia Marcelo Cañete.

victor caceres libertad (Foto: AFP)Libertad de Victor Caceres é a que tem, das gringas,
o melhor aproveitamento na Libertadores (Foto: AFP)

Libertad
A equipe paraguaia, próxima adversária do Fluminense. é a que tem, entre as estrangeiras, o melhor aproveitamento na competição, com 77,8%. Terminou na primeira posição no Grupo 1, com 14 pontos ganhos e quatro vitórias.

Além do Cruzeiro, o Libertad é o único clube invicto e tem o terceiro ataque mais positivo, com 13 gols. Os números são favoraveis e preocupantes para os tricolores, que no entanto guardam boa lembrança recente. Na melhor campanha na Libertadores, no vice de 2008, o Flu bateu o Libertad duas vezes, por 2 a 1, em Assunção, e 2 a 0, no Maracanã. Agora, é esperar para ver.

Confira abaixo no gráfico a estatística com todos os números dos 16 classificados para as oitavas de final da Libertadores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s