Por Cleber Aguiar – Cruzeiro acerta direitos de tv com a Globo !

Fonte:  Site oficial do clube

Clube acerta renovação de contrato com a Rede Globo para direitos de transmissão
Da Toca II

A Diretoria do Cruzeiro Esporte Clube informa que acertou a renovação de contrato dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro com a Rede Globo. O novo compromisso vai ter a duração de quatro anos e começa a vigorar em 2012. Respeitando uma cláusula de confidencialidade entre as partes os valores não serão divulgados.

(Esse material está liberado para reprodução. Os órgãos de imprensa devem citar o Site Oficial do Cruzeiro como a fonte da informação).

Por Cleber Aguiar – Santistas fazem manifestação por Ganso !

Fonte: Tribuna Online

Manifestação

Padaria exibe faixa que apela para a permanência do craque Ganso no Santos

Créditos: Paulo Freitas 

Uma padaria localizada no Bairro da Aparecida, em Santos, está se tornando um local onde os torcedores esboçam suas ideias sobre o Peixe, clube pelo qual são apaixonados.
Depois do técnico Adilson Batista ser alvo de comentários, agora a bola da vez é o Ganso. Com as especulações de uma saída do craque rondando a Vila, os torcedores exibiram uma faixa com os dizeres “Ganso, não faça o que fizeram contigo…Respeite quem te ama!”.
 

 

A frase é uma referência ao fato do meia santista ser adotado. 

Na mesma padaria, em fevereiro, os torcedores exibiram uma faixa pedindo a saída do ex-técnico Adilson Batista, com os dizeres “Muito faz quem não estorva. Fora Adilson!”.

[videolog 636109]

Por Cleber Aguiar – Nota Oficial do Coritiba sobre assinatura com a Globo !

Fonte: Site oficial do clube

Nota oficial  

Direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro

Nota oficial
O Coritiba Foot Ball Club formalizou nesta segunda-feira, 21 de março, contrato com a Rede Globo de Televisão para a transmissão de seus jogos de 2012 a 2014. Desde que adotou a postura de negociar sozinho os direitos de transmissão, o Coritiba buscou defender os legítimos interesses do clube e do futebol paranaense. 

Coritiba Foot Ball Club

Por Cleber Aguiar – Entrevista com Mano Menezes !

Fonte: Folha de São Paulo

ENTREVISTA MANO MENEZES

Precisamos achar mais protagonistas para a seleção

TÉCNICO APOSENTA DISCURSO DA RENOVAÇÃO, DIZ QUE RESULTADO É ESSENCIAL, DEFENDE RENATO AUGUSTO E APOSTA EM GANSO, NEYMAR E LUCAS

SÉRGIO RANGEL
DO RIO

Depois de duas derrotas da seleção brasileira, o técnico Mano Menezes, 48, mudou o discurso. Antes, priorizava os testes para a formação da equipe. Agora, coloca a vitória como objetivo principal no amistoso contra a Escócia, no domingo, em Londres.
Em entrevista à Folha, Mano também se mostrou cético em relação à volta de Ronaldinho e Kaká ao time, revelou que busca “mais protagonistas” para a seleção e defendeu o presidente da CBF.

Folha – Após duas derrotas, o que você busca no próximo amistoso da seleção brasileira, contra a Escócia?
Mano Menezes – O importante é voltar a vencer. Sempre deixei claro que o resultado faz parte da formação de um trabalho de uma se- leção nova. Só se avança trabalhando, afirmando su- as ideias.

Mais uma derrota pode atrapalhar o trabalho na seleção?
Não falo em relação à pressão externa. O técnico vive de uma teoria que só se confirma dentro do campo. Para que os atletas acreditem nessa teoria, os resultados precisam se confirmar. Vejo muito mais nesse aspecto. Os resultados negativos foram acidentais, em jogos parelhos, fazem parte da formação da equipe. Você oscila, comete pequenos erros. Precisamos começar a corrigir.

Está preparado para a forte cobrança na Copa do Mundo?
A cobrança sempre foi forte. À medida que você sente confiança nesse trabalho, você vai estar mais preparado para as outras questões. A evolução do trabalho vai se dando de maneira a aumentar a confiança. Não pode acontecer no sentido contrário. Ninguém vai querer chegar à Copa de 2014 de forma insegura, sem transmitir confiança ao torcedor. Vejo isso com a maior tranquilidade possível. Você tem que ter essa sensibilidade. Entender cada passo que vai dar.

O Ricardo Teixeira disse que a seleção teria um psicólogo depois de perder a Copa…
Penso em utilizá-lo quando definirmos o grupo. Vai ser bom para os confirmados para a Copa América. O jogador não pode achar que o trabalho do psicólogo vai tirá-lo da competição. À medida que você tem medo, você se retrai e fica mais complicado.

O deputado Anthony Garotinho quer abrir uma CPI para investigar gastos na organização da Copa do Mundo. O que você acha disso?
Penso que todos os holofotes vão estar voltados para o futebol e, depois, para a Olimpíada, em 2016. E tem muita gente que precisa de holofotes e não vive sem eles [risos]. É preciso tomar um cuidado muito grande para separar bem as coisas nesse momento. Não podemos ir pela necessidade de chamar a atenção. A responsabilidade que se tem agora é conduzir esse processo e que, passada a Copa e a Olimpíada, fiquem benefícios para o cidadão. Muito provavelmente isso vai acontecer.

O Renato Augusto é empresariado pelo Carlos Leite, que é seu agente. Como você convive com essa relação?
Todos os técnicos têm agentes e tenho que ser justo com o Renato Augusto. Na posição dele, estamos procurando jogadores que rendam bem. Eu preciso encarar as pessoas sempre pela seriedade e competência. Não posso pensar se o jogador tem esse ou aquele agente. Vou continuar me conduzindo assim. Sempre pensamos no Kaká e no Ronaldinho, que são jogadores brilhantes, mas não tenho certeza de como eles vão estar lá na frente. Por isso, tenho que aproveitar este momento para testar opções.

O Kaká e o Ronaldinho disputariam a Copa América hoje?
O Kaká não está jogando no Real Madrid. Tive uma conversa com ele recentemente. O Kaká tem muito claro que só volta à seleção se estiver rendendo bem no clube. Não é o caso agora. Conversei com Ronaldinho no jogo contra a Argentina, no fim do ano. Vamos esperar mais um pouco. Se as coisas evoluírem, sempre existe possibilidade. Ele sabe disso.

O que você está buscando para a seleção agora?
Precisamos encontrar mais protagonistas na seleção. Vamos ter a volta do Ganso. Temos Neymar e Lucas, que chamaram atenção na [seleção] sub-20. Temos bom número de jogadores com perspectiva muito boa de se tornar protagonistas.

Por Cezar Alvarenga – Jornal espanhol corneta Neymar

Fonte: Yahoo! Esportes

“Um craque de bola cujo comportamento nos vestiários é uma incógnita”. É desta forma que o jornal espanhol “Mundo Deportivo” destaca Neymar, atacante do Santos, e que segundo a publicação está na mira do Barcelona. O clube catalão procura um atacante para a próxima temporada, e o jogador de 19 anos pode ser uma aposta. A questão levantada pelo jornal, porém, é em relação à postura do jogador extracampo.

– Condições não faltam ao 11 do Santos. É um jogador diferente, leva vantagem no drible, na definição frente a frente com o goleiro. Sobram fundamentos técnicos em Neymar. O problema é que de tão bom que é, acredita às vezes que está acima do bem e do mal – destaca o “Mundo Deportivo”, que lembrou os problemas de relaciolamento entre o jogador e o antigo técnico santista Dorival Júnior.

A matéria ressalta ainda que o Barcelona não entra em disputa por jogadores – o que significaria que, se houver uma proposta, seria a vontade de Neymar jogar pelo clube catalão. Mas que a aproximação depende do técnico Pep Guardiola, que valoriza os artistas, mas ainda mais que haja um bom clima no vestiário.

– Isso, com Neymar, é uma incógnita – reitera o diário espanhol. – Tudo dependeria de como aconteceria uma hipotética chegada dele ao Camp Nou: se como Ibrahimovic, com muita pose (o que o descartaria) ou como Mascherano, com toda a humildade do mundo (o que o ajudaria) – conclui o “Mundo Deportivo”.

Ainda de acordo com o jornal, Keirrison e Henrique (zagueiro, ex-Palmeiras) poderiam deixar o clube na operação, que seria de R$ 61 milhões, mais barata para o clube azul e grená. Alberto Valentín, olheiro, teria levado boas informações sobre Neymar a Guardiola. Resta saber se o técnico aprova a chegada do garoto.

Por Cezar Alvarenga – Joel Santana é demitido do Botafogo.

Yahoo! Esportes

O Botafogo confirmou na manhã desta terça-feira que Joel Santana não é mais o técnico do clube. A demissão foi anunciada dois dias depois de o time ser derrotado por 2 a 0 pelo Vasco, no Engenhão, pela Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

Em breve nota oficial, o Botafogo anunciou que “o treinador tomou a decisão em conjunto com a diretoria após conversa na manhã desta terça-feira, no CT João Saldanha”, encerrando um trabalho de quase 14 meses à frente do clube.

Foi o fim da terceira passagem de Joel pelo Botafogo, que ao total ele dirigiu por 76 jogos, obtendo 41 vitórias, 23 empates e 12 derrotas, com 142 gols pró e 58 contra. Anteriormente, ele comandou o time em 1997 e 1998 e depois em 2000 em sua segunda jornada no clube.

Apesar do bom retrospecto e do título carioca obtido no ano passado, no qual o Botafogo brigou até a última rodada do Campeonato Brasileiro para se classificar para a Copa Libertadores, o técnico vinha sofrendo os efeitos de uma relação desgastada com alguns jogadores e com a torcida botafoguense, que já pediu pela saída do treinador e o chamou de burro durante o clássico do último domingo.

Joel chegou a se indispor com Loco Abreu, principal estrela da equipe, que discutiu com o treinador durante uma partida contra o Prudente, no Brasileirão do ano passado. Já no início deste ano, o atacante uruguaio reclamou da forma com a qual o comandante armou o Botafogo logo na primeira rodada do Campeonato Carioca, em confronto com o Duque de Caxias, fato que gerou novo atrito entre os dois.

Com a saída de Joel, o Fluminense ganhou o técnico como uma opção ainda mais provável para substituir Muricy Ramalho, que pediu demissão há duas semanas. Neste período, o clube das Laranjeiras amargou a recusa de nomes de peso para o cargo e nesta segunda-feira até mesmo o pouco badalado Gilson Kleina, atual técnico da Ponte Preta, rejeitou uma proposta da diretoria do time.

Por Cleber Aguiar – Gilson Kleina fica na Ponte !

Fonte: Globo.com

Após anúncio do Flu, Kleina afirma que permanece na Ponte Preta

Técnico não aceita contrato de três meses. Duração deixa claro o interesse tricolor em Abel Braga

[videolog 636079]

Por Fred Huber e Thiago Fernandes Rio de Janeiro

Apesar do anúncio do Fluminense, às16h30m, de que o Gilson Kleina assumiria o comando da equipe, o treinador afirmou que não irá sair da Ponte Preta. Segundo o treinador, havia multa rescisória com o clube de Campinas, que não quis liberá-lo. O Fluminense se ofereceu para pagar a multa, mas nas entrelinhas, Kleina deu a entender que outro item surgiu como obstáculo: o  tempo de contrato proposto. A oferta tricolor era de três meses – o que deixa claro o interesse da diretoria em contratar Abel Braga. O treinador tem contrato com o Al-Jazira (Emirados Árabes Unidos) até o dia 30 de maio. Abelão já deixou claro que aceitaria assumir o Flu após essa data.

– Realmente tive uma proposta tentadora, mas jamais decidi e antecipei as coisas – disse Kleina, à “Rádio Central de Campinas”.  – Era um contrato de três meses. O valor financeiro, não tem como comparar. Mas vi todo o contexto. Alguém passou que eu já tinha decidido, mas não foi isso. Fui transparente e disse que ainda tinha uma conversa com a Ponte. Eu ia sair pela porta dos fundos, entrar em litígio. A minha consciência vale mais do que tudo. Minha carreira é curta, mas está sendo muito verdadeira, muito transparente. Foi a Ponte que me colocou em notoriedade.

gilson kleina ponte preta (Foto: Agência Estado)Gilson Kleina seguirá o trabalho na Ponte Preta
(Foto: Agência Estado)

Apesar do anúncio através da assessoria de imprensa tricolor, o Fluminense não divulgou a contratação de Kleina em seu site oficial. O presidente Peter Siemsen se recusou a dar entrevista até que fossem assinados todos os documentos. Mesmo assim, havia a certeza de que isso aconteceria ainda nesta segunda. Ao receberem a recusa de Kleina, a diretoria se mostrou bastante surpresa com o ocorrido.

Ainda à “Rádio Central”, Kleina disse que recebeu sinalização de aumento por metas alcançadas na temporada.

– Vai ser por produtividade. Mas se eu ficar aqui falando em valores, vão dizer que eu fiquei por causa do dinheiro. Mas não foi isso. Ser chamado para o lugar do Muricy, em um clube como o Fluminense, foi algo que me deixou muito orgulhoso. Não tem preço. Pensei em várias coisas. Dizem que foi o Abel que me indicou ao Fluminense, mas não foi. O que despertou o interesse deles foi o trabalho que estou fazendo aqui na Ponte. Se aconteceu isso, é sinal de que outras coisas podem acontecer. Vou me concentrar aqui e fazer de tudo para continuar levando a Ponte a bons resultados – comentou Kleina.

No meio de todo este turbilhão, o Fluminense faz um jogo decisivo nesta quarta, contra o América-MEX, pela Libertadores. O time precisa vencer para seguir com chances de se classificar para a próxima fase da competição.

Por Cleber Aguiar – Marcelo Veiga a mais de 3 anos a frente do Bragantino !

Fonte: O Estado de São Paulo

Técnico do Bragantino: inabalável no cargo

Clube que bateu o Santos no sábado aposta na longevidade (três anos e oito meses) de Marcelo Veiga à frente da equipe

ANELSO PAIXÃO – O Estado de S.Paulo

O escocês Alex Ferguson está no comando do Manchester United há nada menos que 24 anos. Algo impensável para a realidade do futebol brasileiro, onde um técnico não resiste a três derrotas consecutivas no cargo. No interior de São Paulo, porém, um clube e um treinador estão mudando a regra. Marcelo Veiga completou sábado, na vitória por 2 a 1 sobre o Santos, 307 jogos no Bragantino, em três anos e oito meses.

Ernesto Rodrigues/AE - 19/3/2011
Ernesto Rodrigues/AE – 19/3/2011
À beira do campo. Veiga tenta se controlar com palavrões

E os números de Marcelo Veiga poderiam ser ainda mais impressionantes se não fosse a meteórica passagem de quatro meses por Paulista de Jundiaí e América-RN. A primeira vez em que assumiu a equipe de Bragança Paulista foi em dezembro de 2004, quando o clube atravessava crise financeira tão grave que teve até seu estádio interditado. Em 2005, o técnico, descoberto na Matonense, já levava o Bragantino à 1.ª Divisão estadual.

Neste mesmo ano, foi vice-campeão da Copa Federação, o que valeu vaga na Série C do Campeonato Brasileiro. No ano seguinte, chegou à semifinal do Paulista contra o Santos, num time que revelou Felipe, Zelão, Moradei e Everton Santos, e ainda conquistou o título da Série C do Brasileiro, que valeu o acesso.

Desde então, o Bragantino exibe regularidade impressionante na elite paulista e na Série B nacional, sem brigar por títulos, mas sem jamais correr grandes riscos de rebaixamento. “Existe empatia entre o técnico e a diretoria. Os resultados são fundamentais, mas o fato de conhecermos a estrutura e as possibilidades do clube também é decisivo”, explica Veiga. “Iniciamos em 2005 um processo de recuperação financeira e técnica do Bragantino e o Marcelo está com a gente desde o início. O clube tinha uma dívida de R$ 32 milhões e nem podia usar seu estádio. Hoje, é de menos de R$ 5 milhões”, orgulha-se o presidente Marco Abi Chedid.

Chedid também defende uma mudança de filosofia no comando dos clubes. “Essa justificativa de que é mais fácil trocar um do que 24 na hora de demitir o técnico está errada. Os jogadores têm de saber que o treinador está no comando e que não vai sair. E, se eles não corresponderem em campo, serão afastados.”

Nem mesmo o fato de perder quase todo time a cada temporada preocupa Veiga. “Essa é a realidade dos clubes pequenos. A gente tem sempre de garimpar pelo interior e em outros estados”, explica. “A folha salarial do Bragantino é de R$ 200 mil e buscamos jogadores que se enquadrem nela.”

Mas se engana quem pensa que a longevidade de Veiga no clube o exime de críticas. Suas equipes são consideradas violentas e ele, boca suja. “Meus times não são violentos, apenas marcam forte. Fazemos muitas faltas, mas ninguém é expulso”, defende-se. “Já em relação a falar palavrões, é um defeito que estou tentando corrigir. Peço para minha filha e minha noiva me ajudarem.”

QUEM É MARCELO VEIGA
TREINADOR FAZ HISTÓRIA NO COMANDO DO BRAGANTINO

Carreira: Foi lateral-esquerdo de vários clubes brasileiros, com destaque para Santos, Inter e Portuguesa. Como técnico, começou a carreira no Lemense e rodou pelo interior até chegar ao Bragantino, em 2004. Saiu rapidamente em 2007, mas voltou quatro meses depois e está até hoje no cargo.

A LONGO PRAZO

3 anos e oito meses à frente do Bragantino está Marcelo Veiga

307 partidas pelo time completou o técnico sábado, contra o Santos

R$ 5 milhões é a dívida que o clube tem atualmente. Em 2005, no início do trabalho de Veiga, esse número era de R$ 32 mi

Por Cleber Aguiar – presidente do Santos convida Muricy por rádio !

Fonte: O Estado de São Paulo

Santos convida Muricy pelo rádio

Durante programa esportivo, presidente do clube faz a proposta ao treinador; ex-comandante do Flu está em férias e não dá sinais de que vá aceitar

Sanches Filho – O Estado de S.Paulo

ESPECIAL PARA O ESTADO / SANTOS
Muricy Ramalho foi convidado oficialmente para ser o novo técnico do Santos pelo presidente do clube, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, ontem à noite, pelo rádio. O técnico disse que se sente honrado por ser lembrado pelo clube que teve o melhor jogador de todos os tempos (Pelé) e tem o melhor time do Brasil no momento, mas insiste em continuar de férias. O contato entre Muricy e Luis Alvaro ocorreu durante o programa Globo Esportivo, na rádio Globo.

“Tomamos a decisão de contratar um novo técnico, já comuniquei o Martelotte (Marcelo, treinador interino). Vamos procurar uma alternativa, e você é um nome mais do que óbvio, por sua liderança, seu comando e pelos títulos conquistados”, disse o dirigente, destacando que foi a primeira vez que ele conversava com Muricy. “É o que o Santos precisa. Sei que está de férias, mas sei que você tem casa no Guarujá, e a gente pode tomar uma caipira juntos”, disse o dirigente. Brincando, Muricy respondeu que aceitava o convite desde que Luis Alvaro pagasse a conta.

O dia santista foi de muitas reuniões. A primeira ocorreu pela manhã, em São Paulo, entre a diretoria e os integrantes do grupo Guia. Ficou decidido que Marcelo Martelotte não seria efetivado. Começaram os contatos entre dirigentes santistas e representantes de Muricy. Consta que nem mesmo o alto salário do ex-técnico do Fluminense é considerado empecilho. O Santos pagaria em torno de R$ 550 mil mensais e o técnico conseguiria um patrocinador que se encarregaria dos R$ 150 mil restantes.

À tarde, Martelotte foi comunicado que será mantido no cargo até a chegada do novo treinador. Depois disso voltará a integrar a comissão permanente do clube. Em seguida, os jogadores entraram em campo e foram reunidos por Elano, longe da equipes técnica.

“Resolvi assumir a postura de um dos jogadores mais velhos do grupo. Falei o que é importante para o grupo. Todos deram opinião e tentamos chegar a um bom senso para melhorarmos. Não pode deixar do jeito que está. Se há problema dos resultados, isso é da equipe toda, não especificamente da defesa ou do ataque”, acrescentou.

A reunião promovida por Elano foi por causa da decisão da diretoria de não efetivar Martelotte, contrariando a vontade dos jogadores. Ele elogiou o interino “por ter dado a cara a tapa” num momento difícil e pediu para que todos passem a pensar no aspecto coletivo. “A defesa tem de ajudar o ataque e o ataque tem que ajudar a defesa.” Sobre o novo treinador, Elano disse que a possibilidade de Muricy ser o escolhido é grande. “E espero que aconteça”, finalizou.

Ganso decide. Pode acabar hoje a novela do plano de carreira que o Santos oferece a Paulo Henrique Ganso e que se arrasta desde agosto do ano passado. Pela primeira vez estarão frente a frente os dois maiores interessados: o jogador e o presidente Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro. Nem mesmo a disposição do clube de elevar o salário de R$ 130 mil mensais para R$ 500 mil deve fazer com que Ganso desista de só negociar um novo contrato caso a multa de 50 milhões (aproximadamente R$ 118 milhões) para o exterior seja reduzida para 25 milhões.

A simples insistência na redução pela metade do valor da multa significa que Paulo Henrique Ganso projeta mesmo a transferência para a Europa no meio do ano. Só se o Santos ganhar a Taça Libertadores ele ficará mais seis meses na Vila para participar do Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro.

“Só baixaríamos o valor da multa se a nossa intenção fosse negociar Paulo Henrique, mas o nosso pensamento é exatamente o inverso. Pretendemos dar a ele a condição para que passe a ganhar no Brasil o mesmo que ganharia no exterior e continue no Santos por muito tempo”, afirmou Luis Alvaro, destacando que é importante que o camisa 10 se sinta feliz no Santos. Ele chegou a sugerir que “a outra parte”, a DIS, reduza sua parte na multa. A DIS é o braço do grupo Sonda voltado para o futebol e, além de ser dona de 45% dos direitos econômicos de Ganso, administra a carreira do atleta.