ICFUT – Tite promete bom jogo e admite um pouco de medo

Fonte: folha.com

O técnico Tite promete que o Corinthians fará um grande jogo, contudo também admite ter um pouco de medo de ser eliminado pelo Tolima.

O técnico Tite no jogo contra a Portuguesa, no estadio do Pacaembu , pela primeira rodada do Campeonato Paulista

“Estou tranquilo quanto ao desempenho. Sei que a equipe vai fazer um belo jogo. Vai ser uma equipe mais consciente. Mas tem uma pitadinha de medo em tudo, inclusive nos jogos”, declarou o treinador corintiano.

Ele confirmou o time no 4-3-3, com a volta de Alessandro na lateral direita. “A linha de três atacantes será mantida, só que eles vão jogar mais próximos, não tão abertos”, declarou Tite.

“Fizemos alguns ajustes, trabalhamos detalhes mais específicos, como a bola [diferente na Libertadores]. Erra-se para acertar”, concluiu.

Dentinho minimizou as críticas de Ronaldo sobre egoísmo dentro do time. “Em um ou outro lance alguém não passou a bola para ele, mas não vi isso [egoísmo]”, afirmou o atacante.

ICFUT – Fã de Ronaldo, modelo é a Musa do Botafogo no Paulistão 2011

Fonte: http://www.futebolinterior.com.br

Nesta terça-feira, a escolhida é Renata Monteiro, de 20 anos, que participa da disputa como Musa do Botafogo. A beldade é modelo e tem como melhor jogador de todos os tempos o atacante Ronaldo, do Corinthians.

As medidas de Rê é de deixar qualquer marmanjo de queixo caído. A Musa do Fogão tem: 90 cm de busto, 60 cm de cintura, 92 cm de quadril, 56 cm de coxa, além de 1,60 m de altura e 52 kg. Apesar disso, a beldade avisa que está noiva. Portanto, quem se arriscar no ataque com ele será flagrado em completo impedimento.

Para Renata, representar o Botafogo “significa representar uma linda torcida, me sinto muito honrada”. A beldade ainda contou que a fórmula para manter a boa forma é fácil. “Malhação, comer corretamente e bastante, dormir bem, ser feliz e se cuidar sempre e buscar ser cada dia mais sexy”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja mais fotos

ICFUT – Após ser anunciado por time da A3, Viola pode acertar com clube do Pará

Fonte: http://www.futebolinterior.com.br

O jogador chegou a acertar com o Juventus, após a participação na A Fazenda 3

Depois de ser anunciado como reforço do Juventus para o Campeonato Paulista da Série A3, o atacante Viola pode desfilar seu futebol irreverente no Campeonato Paraense. Segundo o Diário do Pará, a Tuna Luso pode contratar o tetracampeão mundial em 1994.

O veterano chegou a ser anunciado pelo Moleque Travesso, clube que tem como diretor de futebol o ex-atacante Paulo Sérgio, amigo de Viola. Dias após o anúncio, o clube da Mooca voltou atrás sob a alegação de que o jogador ainda não estava focado em sua carreira, após a participação no reality show “A Fazenda 3”, da TV Record.

Já sem o mesmo futebol dos tempos de Corinthians, Palmeiras, Santos e Vasco, Viola tem perambulado por equipes de menor expressão nos últimos anos. De 2007 até o ano passado, ele teve passagens por Uberlândia-MG, Duque de Caxias-RJ, Angra dos Reis-RJ, Resende-RJ e Brusque-SC.

Além de assinar contratos curtos com esses times o polêmico artilheiro também tem sido figurinha carimbada em partidas de showbol – torneio de futebol society, com a presença de veteranos, como Djalminha e Edmundo.

Embora não viva um grande momentos nas últimas temporadas, a Tuna é um clube bastante tradicional no futebol do Norte. É o terceiro maior vencedor do Pará, com dez títulos estaduais, atrás apenas de Paysandu (44) e Remo (42).

Além disso, a equipe lusitana também já revelou alguns grandes jogadores para o futebol. Entre os mais conhecidos, estão os meias Giovani, ex-Santos, Barcelona e Seleção Brasileiro, e Paulo Henrique Ganso, que foi contratado ainda garoto pelo Peixe por indicação do primeiro.

ICFUT – Líder no Paulista, Santos encara rival em agonia

Fonte: folha.com

Com campanha irrepreensível neste início de Campeonato Paulista, o Santos joga nesta quarta-feira, em Barueri, contra o São Caetano. E encontrará um rival em frangalhos.

Adilson Batista durante treino do Santos
O técnico Adilson Batista durante treino do Santos

Campeão estadual em 2004 e vice em 2007, quando foi derrotado na final pelo próprio Santos, o time do ABC é o lanterna da competição. Até aqui, perdeu os três confrontos que fez e não marcou nem sequer um gol.

Logo após a segunda rodada, com a derrota para o Americana por 1 a 0, em casa, a diretoria do time demitiu o técnico Toninho Cecílio, que comandou uma profunda reformulação no elenco durante a pré-temporada.

Da equipe que terminou a Série B de 2010 na décima colocação e longe do acesso, 20 atletas deixaram o clube e 14 chegaram. Hoje, o auxiliar-técnico Márcio Griggio dirige o time de forma interina. Os problemas do São Caetano não se resumem ao campo. O clube está em litígio com a prefeitura, sua antiga parceira, que tenta recuperar na Justiça o local que hoje abriga a sede social.

Devido ao conflito, o poder público chegou a proibir que um caminhão fizesse propaganda de um pacote de ingressos para o Paulista. “Vontade não tem faltado. Ninguém está contente com a situação”, declarou o goleiro Luiz. “O nome do clube e o nosso estão em jogo.”

Diplomático, o técnico do Santos, Adilson Batista, recorreu ao velho clichê de que “o Paulista é duro” para falar sobre o adversário desta noite. “Será um jogo difícil. Temos que ter atenção”, declarou Adilson, que usou o jogo Ponte Preta x São Paulo, no sábado, como exemplo.

“A Ponte Preta foi lá no Morumbi e ganhou o jogo [1 a 0]. Existe equilíbrio, e precisamos jogar com responsabilidade”, afirmou o treinador santista, que deve testar mudanças na equipe que iniciará o confronto desta quarta.

Nesta terça, durante o último treino antes do jogo, o técnico colocou Bruno Aguiar no lugar dos titulares Edu Dracena e Durval. É possível que um dos dois ceda espaço para o zagueiro reserva. Outra troca pode acontecer no meio, com Rodrigo Possebon na vaga de Pará.

Como de costume, Adilson não confirmou quem vai a campo. “Estou pensando, vou falar com os jogadores.”

ICFUT – Grêmio inicia pré-Libertadores para esquecer maus momentos de 2011

Fonte: espn.com.br

Em sua quinta partida da temporada, o Grêmio começa a disputar o confronto que pode definir seus rumos em 2011. O jogo desta quarta pode apagar muito do que deu errado até agora, nos primeiros dias do novo ano. Para conseguir o seu lugar no Grupo 2 do torneio, o clube gaúcho precisa passar pelo pequeno Liverpool, do Uruguai. A disputa da classificação inicia-se às 22 horas (de Brasília), no estádio Centenário, em Montevidéu. Na próxima semana, o jogo será em Porto Alegre.

Será uma semana de pensamento único e exclusivo nos uruguaios. Nem mesmo o Gre-Nal entre os dois jogos desviará o foco. Para o clássico, uma equipe reserva entrará em campo, possivelmente, sem Renato Gaúcho no comando. Importante mesmo da rivalidade somente a lembrança da derrota colorada no Mundial de Clubes. Sem nenhum tipo de gozação. Com total respeito pelo vizinho de cidade, a vitória do Mazembe é um exemplo sempre em mente.

“O Inter pegou um time mais fraco no Mundial e voltou mais cedo para casa. Não estou tirando onda não, estou dando um exemplo. Serão dois jogos, dois jogos difíceis”, comentou Renato. Jogador histórico na conquista da Libertadores de 83, ele catequizou bem seus atletas. “No futebol não tem jogo fácil, temos o próprio exemplo do Inter no Mundial, não podemos desprezar nenhum adversário”, declarou o lateral Gilson.

Será uma semana para espantar os maus fluidos impregnados no Olímpico. Nada positivo ocorreu com o clube neste ano. Os primeiros dias de 2011 trouxeram frustração em doses absurdas. Primeiro, ao perder Ronaldinho para o Flamengo, quando a festa para recepcionar o craque começava a ser montada. Depois, a dois dias da estreia na Libertadores, ao ver o atacante Jonas, artilheiro do clube nas últimas duas temporadas, partir para o Valencia, da Espanha, por um valor irrisório.

Será uma semana para melhorar a saúde financeira no clube. Com os cofres raspados, o dinheiro recebido na fase de grupos permitirá um maior poder de barganha para novas contratações, insistentemente pedidas pelo técnico Renato Gaúcho.

Será uma semana para Vinicius Pacheco, recém-contratado, mostrar que pode conquistar um lugar no time. Junto com Vilson e Lúcio, o meia-atacante briga por duas vagas no meio-campo gremista, já que Adilson está suspenso. Na partida de volta, em 2 de fevereiro, o trio disputará um único lugar no setor.

Será uma semana para Júnior Viçosa, substituto de Jonas, dar esperança de que pode marcar tantos gols quanto seu antigo companheiro. Será uma semana para Borges recuperar-se de lesão muscular e atue pela primeira vez na temporada.

Será uma semana para não ser surpreendido pelo Liverpool. Clube pequeno uruguaio, los negriazules vivem o maior momento de sua quase centenária história. Melhor fase de todos os tempos do clube, que nunca foi campeão nacional, o time participou da Sul-americana de 2009 e pela primeira vez disputará uma edição da Libertadores, enquanto os gaúchos irão para o seu jogo de número 120 no torneio continental.

Será uma semana que vale por um ano inteiro para o Grêmio.

FICHA TÉCNICA
LIVERPOOL-URU X GRÊMIO

Local: Estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai)
Data: 26 de janeiro de 2011, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Carlos Torres (Paraguai)
Assistentes: Cesar Franco e Darío Gaona (ambos do Paraguai)

LIVERPOOL: Matías Castro; Jonhatan Souza, Juan Álvarez, Hugo Souza e Maximiliano Montero; Carlos Macchi, Mauricio Felipe, Hernán Figueredo e Noclás Guevara; Maureen Franco e Emiliano Alfaro
Técnico: Eduardo Favaro

GRÊMIO: Victor; Gabriel, Paulão, Rafael Marques e Gilson; Fábio Rochemback, Vilson, Lúcio (Vinícius Pacheco) e Douglas; Júnior Viçosa e André Lima
Técnico: Renato Gaúcho

ICFUT – Contra surpresa do Paulistão, Rogério Ceni mira novo recorde no São Paulo

Fonte: http://www.uol.com.br

Ceni atuará pela 73ª vez seguida pelo São Paulo; Americana venceu os 3 jogos

Rogério Ceni, 38, certamente terminará 2011 com várias marcas alcançadas. Próximo dos 100 gols na carreira e dos 1.000 jogos com a camisa tricolor, o camisa 1 atingirá um feito expressivo diante do “100%” Americana, às 22h, nesta quarta-feira, no interior. Ele completará 73 partidas consecutivas à frente do time do Morumbi, maior sequência ininterrupta na carreira.

RIVALDO AVISA QUE SÓ DEIXARÁ O COMANDO DO MOGI SE A FIFA MANDAR

  • Folha Imagem

    O São Paulo afirma ter consultado o departamento jurídico sobre eventuais riscos de contar com um jogador que também acumula a função de presidente. Os advogados disseram não haver impedimento legal, mas aconselharam o clube a sugerir a Rivaldo que deixe o comando do time interiorano caso haja ordem vinda da CBF.

Para efeito de comparação, Ronaldo soma 67 jogos pelo Corinthians desde que foi contratado (final de 2008).

Onipresente, Ceni atribui a fase “fominha” à adoção de treinamentos preventivos.

“Eu aprendi muito com a parte de musculação com o passar do tempo. Isso também se baseia muito em como o Haroldo [preparador de goleiros do clube] me treina. Ele compreende muito bem os treinamentos possíveis para que não tenha chance de lesão. Tem todo um trabalho de manutenção preventiva para evitar lesões”, comentou o goleiro ao site oficial do clube.

O recorde registrado por ele até então havia sido entre as temporadas 2004 e 2005, quando atuou 72 vezes seguidas. Atleta que mais defendeu o São Paulo (951 jogos), Ceni é o maior goleiro artilheiro da história do futebol mundial, com 96 gols, segundo contagem do clube. A Fifa contabiliza dois gols a menos.

A derrota do São Paulo contra a Ponte Preta, 1 a 0, no Morumbi, sábado, justamente no aniversário de Ceni, realçou a necessidade de reforços. O clube busca um camisa 9; Luís Fabiano é cotado.

O técnico Paulo César Carpegiani ainda não terá Rivaldo, que deverá ser apresentado oficialmente na sexta-feira, no CT de Cotia, reduto da base tricolor.

“Ele não vai ser a salvação, não queremos jogar toda a responsabilidade nele. Ele será útil”, avisou o comandante

Para suprir a falta de novidades no elenco, o treinador alega ser obrigado a realizar improvisações no time. Carpegiani avisou que puxará dois jogadores das divisões inferiores.

Diante do Americana, Alex Silva ainda é dúvida. Gripado e com dores no joelho, o zagueiro será avaliado minutos antes da partida. Na lateral-direita, Xandão deverá ser improvisado.

Com 100% de aproveitamento na competição (três vitórias), o vice-líder Americana, gerado em Guaratinguetá, não terá nenhum desfalque por lesão, repetindo a escalação da rodada anterior.

AMERICANA X SÃO PAULO

AMERICANA

Jailson; Luís Felipe, Jorge Luiz, Júlio César e Hélton; Gercimar, Léo Silva, Marcinho e Fumagalli; Charles e Rafael Chorão

Técnico: Edinho Nazareth

SÃO PAULO

Rogério Ceni; Xandão, Alex Silva, Miranda e Juan; Rodrigo Souto, Jean, Cleber Santana e Fernandinho; Marlos e Dagoberto

Técnico: Paulo César Carpegiani

Data: 26/01/2011 (quarta-feira)

Horário: 22 horas (horário de Brasília)

Local: Décio Vitta, em Americana/SP

Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra

Assistentes: Alberto Masseira e Danilo Manis

ICFUT – Amistoso internacional marca 1º encontro do Atlético-MG com torcida em 2011

Fonte: http://www.uol.com.br

Uma das poucas novidades da equipe, Jobson manterá contato com a torcida pela 1ª vez

Nesta quarta-feira, o Atlético-MG terá seu primeiro encontro com a torcida na temporada de 2011. O amistoso contra o River Plate, do Uruguai, às 22h, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, será a oportunidade para o torcedor atleticano conhecer de perto a cara do time comandado por Dorival Júnior para a próxima temporada.

Depois de fazer muitos testes, o treinador atleticano esboça uma equipe no esquema 4-4-2 e o aproveitamento entre os titulares de apenas dois dos dez jogadores contratados para a temporada de 2011. O volante Richarlyson e o atacante Jobson terão a oportunidade de estrear com a camisa alvinegra.

Para o atacante, a expectativa do primeiro contato com o torcedor é de deixar uma boa impressão com um triunfo e boa apresentação. “Só joguei contra e vi como era a torcida. Estou vestindo camisa do Atlético agora, espero dar alegria para a torcida e espero um bom jogo. A nossa obrigação agora é jogar bem, se sentir bem e se condicionar o mais rápido possível”, afirmou.

No banco de reservas estarão outros cinco reforços do Atlético para a temporada de 2011: o goleiro Giovanni, o lateral-direito Patric, o meia Mancini e os atacantes Wesley e Magno Alves. O volante Toró e o zagueiro Leonardo Silva seguem em preparação física e não foram relacionados para a partida, assim como o goleiro Lee.

O único teste da equipe comandada por Dorival Júnior para a temporada de 2011 aconteceu no último sábado, em jogo-treino contra o Guarani de Divinópolis, na Cidade do Galo. Para aquela partida, o treinador optou por escalar a equipe no esquema 4-3-3 e os titulares empataram em 1 a 1.

Se Dorival Júnior repetir a formação que utilizou no último treinamento antes do amistoso desta quarta-feira, o Atlético enfrentará o River Plate uruguaio com Renan Ribeiro, Rafael Cruz, Réver, Werley e Leandro; Serginho, Richarlyson, Ricardinho e Renan Oliveira; Diego Tardelli e Jobson.

Como o jogo-treino contra o Guarani não foi aberto à torcida, o amistoso desta quarta-feira será a primeira oportunidade para jogadores e torcida se encontrarem em 2011. Após a má campanha no último Brasileirão, em que a equipe lutou contra o rebaixamento, o meia Ricardinho espera começar o ano com grande apoio dos torcedores.

“Fico imaginando se ano passado com toda aquela situação e a torcida fez uma festa, como será agora começando a partir do zero. A expectativa é grande para corresponder a todo esse apoio. O sentimento de todos é poder retribuir com trabalho todo esse carinho e confiança depositados sobre nós”, destacou.

A partida contra o River Plate uruguaio será o último teste do Atlético antes da estreia do Campeonato Mineiro. A equipe entra em campo pela primeira rodada do Estadual no domingo, às 19h30, contra o Funorte, em Montes Claros. Em 2011, o time alvinegro disputará ainda a Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana.

ICFUT – Primeiro clássico paulista de 2011 será em Barueri

Fonte: folha.com

A reforma do gramado da Vila Belmiro, em fase final, obrigou o Santos a pedir que o clássico contra o São Paulo, no próximo domingo, seja realizado na Arena Barueri.

A comissão técnica da equipe foi ao estádio santista e vetou o local para o primeiro clássico paulista do ano.

“Na Vila, é difícil o Santos perder. Temos o clima, o campo, a torcida, e o adversário respeita. Mas precisamos ter calma”, disse Adilson Batista, técnico santista.

O Santos só voltará a atuar em seu estádio no dia 11 de fevereiro, contra o Noroeste. A partida será em uma sexta-feira, às 21h, a pedido do clube do litoral. O objetivo é que o elenco possa descansar antes da viagem para a Venezuela, dois dias depois, para atuar na Libertadores.

O Santos estreia no torneio continental no dia 15, contra o Deportivo Táchira-VEN. Neymar, Alan Patrick, Danilo e Alex Sandro, que disputam o Sul-Americano sub-20, no Peru, viajarão direto para a Venezuela assim que o time brasileiro encerrar sua participação no campeonato, no dia 12 de fevereiro.

 

ICFUT – Cachorro de R$ 3 mil gera desconforto no Palmeiras

Fonte: http://www.terra.com.br

A divulgação de que o Pameiras comprou um cachorro por R$ 3 mil provocou ciúmes em funcionários que ganham menos e foi até o assunto principal da última reunião do Conselho de Orientação Fiscal do clube. As informações são do jornal Folha de S. Paulo desta quarta.

De acordo com a publicação, o animal foi adquirido para tomar conta dos troféus do clube, que foram levados para a Vila Madalena por conta das obras da Arena Palestra. Conselheiros cobram explicações de como os gastos com o cachorro atingiram um valor tão alto.

Por Edgar Santista – Brasil vence o Equador e garante a ponta no Grupo

Time misto não deu show. Mas jogo serviu para Ney Franco observar jogadores já pensando no hexagonal do Sul-Americano

A Seleção Brasileira venceu o Equador por 1 a 0, na madrugada desta quarta-feira, em Tacna (PER), pela última rodada da primeira fase do Sul-Americano Sub-20. Com dois titulares e três estreantes entre os 11, o time misto não deu show, mas garantiu a primeira colocação no Grupo B.

 Como já é costume neste Sul-Americano, a Seleção encontrou um adversário empenhado na marcação, com dez homens atrás da linha da bola. Por isso, teve dificuldades para atacar quando escolhia carregar a bola. A solução eram os passes curtos.Enquanto tentava se posicionar da melhor maneira possível, o Brasil viu o Equador assustar. Cazares deu lindo passe para Ibarra, que, de primeira, completou. Coube ao goleiro Aleksander se esticar e fazer ótima defesa. Jogadores aprovam atuação e dão resposta a Ney FrancoQuando as críticas ao time misto poderiam começar, a garotada logo acordou. Antes errando passes e perdendo a bola, Oscar recebeu de Alan Patrick e, de calcanhar, enganou a defesa equatoriana. O presente foi recebido por Henrique, que caprichou o chute no canto direito.Pouco depois do gol, Cazares fez falta em Alan Patrick, reclamou e recebeu o cartão vermelho. Com um homem a mais, a Seleção, porém, não ampliou. 

Reclamando dos passes errados, Ney Franco substituiu Zé Eduardo e Alan Patrick por Lucas e Willian, respectivamente. Mas o são-paulino ficou apenas dez minutos em campo, pois recebeu cartão o amarelo. Para evitar outro amarelo, que o tiraria do próximo jogo, o meia-atacante rapidamente deixou o campo.

Para quem esperava goleada, ela não aconteceu. O Brasil diminiu o ritmo. E teve sorte. O Equador, que parecia conformado com a derrota, carimbou o travessão com Montaño, que ainda teve outra chance após a defesa parar pedindo impedimento. Mas demorou a concluir.

Os sustos acordaram a Seleção, que viu Diego Maurício caprichar, mas errar o chute, desperdiçando boa chance. O jogo passou a ficar dramático, com investidas dos dois lados. Mas o placar não mudou. 

FICHA TÉCNICA:
EQUADOR 0 X 1 BRASIL

Local: Jorge Basadre, em Tacna (PER)
Data/Hora: 26/1/2011 – 0h10 (de Brasília)
Árbitro: Diego Abal (ARG)
Auxiliares: Ricardo Casas (ARG) e Jorge Urrego (VEN)
Cartões amarelos: Narvárez(EQU); Lucas, Simon (BRA)
Cartões vermelhos: Cazares (EQU)

GOL: Henrique 24’/1T (0-1)

EQUADOR: Jaramillo, Pineida, Narvárez e Quiñonez, Gaibor; Fuertes, Oña (Chala, 40’/2T), Arroyo (Caicedo, 36’/1T) e Ibarra, Cazares e Montaño. Técnico: Sixto Vizuete.

BRASIL: Aleksander, Rafael Galhardo, Saimon, Romário e Gabriel Silva; Fernando, Zé Eduardo (Lucas, 8’/2T) (Alex Sandro, 18’/2T), Alan Patrick (Willian, 8’/2T) e Oscar; Henrique e Diego Maurício. Técnico: Ney Franco.

Texto: Lancenet.com