Por Edgar Santista – Inter de Milão vence a quinta com Leonardo e se aproxima do Milan

Equipe do técnico brasileiro bate Cesena por 3 a 2, em partida adiada da 16ª rodada, e fica em quarto lugar com seis pontos a menos que o líder

 

Leonardo comparou o Inter de Milão a Ayrton Senna e o time continua ultrapassando os adversários no Campeonato Italiano sob o comando do técnico brasileiro: nesta quarta-feira, a equipe bateu o Cesena por 3 a 2 no Giuzeppe Meazza, em partida adiada da 16ª rodada, e está ainda mais perto do líder Milan.

Invicto com Leonardo (cinco partidas e cinco vitórias), o Inter soma 35 pontos em 19 jogos disputados e está em quarto lugar. O Milan entrou em campo 20 vezes e tem 41 na primeira colocação. Em seguida aparecem Napoli e Lazio, empatados com 37 em 20 rodadas.

O técnico brasileiro substituiu Rafa Benítez após o título do Mundial de Clubes da Fifa e estreou com 3 a 1 sobre o Napoli, pelo Italiano. Depois, o Inter venceu o Catania por 2 a 1, também pelo campeonato nacional. Em seguida, a equipe fez 3 a 2 sobre Genoa, na Copa da Itália. No último sábado, vitória de 4 a 1 sobre o Bologna pelo Italiano.

Eto’o, Diego Milito e Chivu marcaram contra o Cesena, que está em 17º lugar com 19 pontos. Bogdani  e Giaccherini balançaram a rede para os visitantes. Detalhe: os cinco gols da partida em Milão saíram ainda no primeiro tempo.

Leonardo escalou apenas dois brasileiros como titulares: Lúcio e Maicon. O Inter abriu 2 a 0 em 15 minutos: aos 14, Eto’o abriu o placar, e um minuto depois Milito ampliou. O Cesena ainda conseguiu empatar com Bogdani, aos 23, e Giaccherini, aos 29. O terceiro dos donos da casa foi de Chivu, já aos 46.

No próximo domingo, o time de Leonardo visita o Udinese (oitavo, 30 pontos) pela 21ª rodada. O jogo com a Fiorentina, adiado da 17ª rodada, só será realizado em 16 de fevereiro, quando o Inter de Milão passará a ter o mesmo número de partidas dos rivais na briga pelo título.

Texto: Globoesporte.com

Por Edgar Santista – Messi desperdiça pênalti, e Barça é derrotado após quatro meses invicto

Revés para o Bétis, entretanto, não custa muito caro ao clube catalão que se garante nas semifinais da Copa do Rei graças à vitória no jogo de ida

Depois de quatro meses o Barcelona voltou a sentir o gosto amargo da derrota. Jogando fora de casa, o clube catalão perdeu por 3 a 1 para o Bétis em duelo válido pelas quartas de final da Copa do Rei. No entanto, apesar do revés, o time de Messi – que fez um golaço, mas perdeu bisonhamente um pênalti – se garantiu na próxima etapa da competição graças ao triunfo na partida de ida no Camp Nou (5 a 0).

O adversário do Barça nas semifinais será o Almería que, apesar de amargar a lanterna no Campeonato Espanhol despachou o La Corunã com duas vitórias.

Sabendo que seria quase impossível reverter o placar do confronto de ida, o Bétis entrou em campo sem muita responsabilidade contra um Barcelona cheio de reservas e com muito sono. Prova disso foi que, em menos de dez minutos, Molina, aos dois e aos sete, fez 2 a 0 para o time da Andaluzia.

Os gols relâmpagos sofridos despertaram o Barça que partiu em busca do empate. Messi, aos 36, em linda jogada individual, diminuiu. No entanto, a reação parou nos acréscimos da primeira etapa. Arzu aproveitou falha da zaga catalã e fez o terceiro do Bétis aos 46.

Messi perde pênalti e cai sentado no chão

No segundo tempo, Messi protagonizou um lance raro em sua carreira. Melhor do mundo, o argentino encarnou um jogador abaixo da média e desperdiçou um pênalti aos oito minutos. Se não bastasse isolar a bola na arquibancada, o hermano ainda escorregou e caiu sentado no chão.

A chance desperdiçada pelo Barça voltou a animar o Bétis que quase fez o quarto aos 23 com Nacho carimbando a trave do goleiro Pinto

Texto: Globoesporte.com

Por Edgar Santista – Santos bate Mirassol Por 3×0 e continua 100%

Elano e Jonathan estreiam, mas quem brilha é a dupla Zé Eduardo e Maikon Leite, responsável pelos três gols. E ainda faltam Ganso e Neymar

No embalo de Zé Eduardo e Maikon Leite, o Santos faz mais uma vítima no Paulistão. Dessa vez, foi o Mirassol quem não resistiu à velocidade e ao bom toque de bola da equipe alvinegra, que fez 3 a 0, nesta quarta-feira à noite, no Pacaembu, pela segunda rodada da competição. Na estreia de Elano e Jonathan, que jogaram bem, quem fez a festa foi a dupla de atacantes. Se na estreia do estadual, contra o Linense, sábado passado, o Peixe passou alguns sustos, apesar dos 4 a 1, dessa vez foi uma vitória tranquila, já que o time do interior praticamente não se aproximou da área defendida por Rafael.

O Alvinegro Praiano chega sete gols marcados em dois jogos e lidera a competição com seis pontos. O time apresenta boa performance mesmo sem suas duas maiores estrelas. Neymar está defendendo a Seleção Brasileira sub-20 e Paulo Henrique Ganso se recupera de lesão no joelho esquerdo. O Mirassol, que começou o estadual vencendo a Ponte Preta, estaciona nos três pontos. 

Mais devagar, Santos mantém embalo

O Santos não foi avassalador como contra o Linense. Muito porque a marcação do Mirassol funcionou bem: cercou bem os lados do campo para bloquear as descidas de Maikon Leite, que caía ora por um lado, ora por outro. O estreante Elano mostrou falta de ritmo, mas compensou visão de jogo privilegiada. No entanto, mesmo seus passes certeiros, não eram suficientes para abrir muitos espaços.

Outro fator que fez diminuir o ímpeto santista foi a própria formação adotada pelo técnico Adilson Batista. Na estreia, o time jogou com três atacantes. Esteve em cima do Linense o tempo todo, mas deixou muitos espaços. Tanto que o goleiro Rafael fez grandes defesas, pegou até pênalti. Nesta quarta, o treinador escalou o time no 4-4-2. Uma formação mais sólida, que permitiu uma noite mais tranquila para o camisa 1.

Com dificuldades para entrar na área, o Peixe só criou sua primeira chance aos 18 minutos, quando Zé Eduardo acertou bela enfiada de bola para Róbson, que entrou na área pela esquerda e chutou para fora. A resposta do Mirassol foi rápida. Aos 19, Róbson vacilou na saída e perdeu a bola para Esley, que passou para Wellington Amorim chutar forte, da entrada da área. Rafael fez grande defesa. Sua única participação em toda a partida.

Quando o time do interior começava a colocar as manguinhas de fora, rondando a área santista, o contra-ataque, arma mortal da equipe praiana, funcionou. Aos 28 minutos, numa roubada de bola, Zé Eduardo passou de calcanhar para Jonathan, que acertou um grande passe para Maikon Leite. O atacante ganhou na corrida do seu marcador, driblou o goleiro e chutou para o gol vazio. Tudo em grande velocidade. Foi o terceiro gol de Maikon no estadual. O jogador se tornou uma dor de cabeça para a diretoria alvinegra. Ele caiu nas graças da torcida novamente, mas tem um contrato assinado com o Palmeiras, que valerá a partir do dia 24 de junho.Os santistas prometem tentar reverter essa situação.

Zé Love fecha o placar.

O Santos voltou aceso para o segundo tempo e ampliou o placar logo aos dois minutos. Elano recebeu pela meia esquerda e acertou um ótimo passe para Zé Eduardo, que dominou, ajeitou e tocou de pé direito na saída do goleiro.

O gol apagou o Mirassol, que passou a viver de chutes esporádicos de fora da área. Faltava ao time do interior força e acerto nos passes para se aproximar da área. Dessa forma, o Peixe só esperou o tempo passar, tocando a bola e buscando um ou outro contra-ataque.

O jogo estava na mão do Santos, que ampliou aos 31. Zé Eduardo tabelou com Maikon e marcou mais um. Um belo gol: ele dominou no bico esquerdo da área e, com um chute de direita, colocado, tirou a bola do alcance do goleiro Fernando Leal.

SANTOS 3 X 0 MIRASSOL
Rafael, Jonathan (Possebon), Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Pará, Elano e Róbson (Moisés); Maikon Leite (Keirrison) e Zé Eduardo. Fernando Leal; Samuel (Otacílio), Gustavo Bastos, Dezinho e Renato Peixe (Diego); Magal, Jairo, Esley e Xuxa; Marcelinho (Leandro) e Wellington Amorim.
Técnico: Adilson Batista Técnico: Ivan Baitello
Gols: Maikon Leite, aos 28 minutos do primeiro tempo; Zé Eduardo, aos 2 e 31 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Magal, Xuxa (Mirassol)
Público e renda: 11.486 pagantes/R$ 303.950,00
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Data: 19/1/2011. Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza. Auxiliares: Marcio Luiz Augusto e Marco Antonio Gonzaga da Silva. Assistentes adicionais: Camilo Morais Zarpelão e Adriano de Assis Miranda

Fonte: Globoesporte.com

Por Cleber Aguiar – Suspeito de atirar em Cabañas é preso !

Fonte: Folha Online

Polícia mexicana prende suspeito de atirar em Cabañas

DE SÃO PAULO

Quase um ano depois, a polícia mexicana conseguiu prender na terça-feira José Jorge Balderas Garza, conhecido como “o JJ”, acusado de atirar na cabeça do jogador paraguaio Salvador Cabañas.

Polícia mexicana prende Jose Jorge "JJ" Balderas
Polícia mexicana prende Jose Jorge “JJ” Balderas

José Jorge “JJ” Balderas foi detido em um bairro na Cidade do México, junto com outras seis pessoas pela unidade de combate às drogas do país, segundo informou o policial federal Ramón Pequeño. Balderas foi detido com posse de fortes rifles de assalto e drogas ilegais.

Cabañas levou um tiro na cabeça em 25 de janeiro de 2010, em uma boate da Cidade do México, e ficou quase uma semana em coma induzido. Ele foi submetido a uma cirurgia para que os médicos tentassem remover o projétil alojado em sua cabeça, mas a bala não foi extraída.

Titular da seleção paraguaia durante as eliminatórias da Copa do Mundo-2010, o jogador ficou fora da competição na África do Sul e, provavelmente, não jogará mais futebol.

Em dezembro, o neurologista pessoal do jogador, Celso Fretes, cogitou a possibilidade de extrair a bala que está alojada dentro da cabeça do jogador, o que não aconteceu.

“Se o atacante seguir com a vida normal não será necessário extrair, mas para cabecear uma bola e coisas desse tipo poderá afetar, por isso avaliamos a possibilidade de extrair a bala”, disse.

Por Cleber Aguiar – Clemer surpreso com atitude da diretoria Colorada !

Fonte: Folha Online

Surpreso com ‘rebaixamento’, campeão do mundo diz ter futuro incerto no Inter

GUILHERME YOSHIDA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

O ex-goleiro Clemer se mostrou surpreso depois de ter recebido o comunicado de que não iria continuar como preparador de goleiros no Internacional. De férias no Maranhão, sua terra natal, ele disse ter recebido um telefonema, no último domingo, do vice-presidente do clube, Roberto Siegmann, que comunicou sobre o “rebaixamento”.

Esta foi uma das primeiras alterações no departamento de futebol profissional do clube depois de o time ficar apenas com o bronze no Mundial de Clubes em Abu Dhabi, em dezembro, quando a equipe perdeu a semifinal para o africano Mazembe.

Jefferson Bernardes/Divulgação
Clemer (em pé) conversa com os goleiros do Inter durante treino em Abu Dhabi
Clemer (em pé) conversa com os goleiros do Inter Pato, Renan (1) e Lauro (23) durante treino em Abu Dhabi

No início desta semana, o dirigente gaúcho escreveu em seu Twitter que “Clemer será convidado para um outro projeto” e acrescentou que “convidei-o para implementar uma ideia: coordenar uma escola de goleiros”.

“Fiquei surpreso com a decisão. Não sei o que está passando na cabeça da nova diretoria. O Celso [Roth, treinador do Inter] já havia tentado fazer esta mudança em 2010, mas não conseguiu porque o Fernando Carvalho [então vice-presidente de futebol] não deixou. Mas tenho de respeitar e acho normal cada treinador querer a sua própria comissão”, afirmou o ex-goleiro à Folha.com.

Campeão mundial interclubes com o Inter-RS, Clemer disse que ainda não sabe se vai continuar dentro do clube apesar de a nova direção da agremiação gaúcha demonstrar interesse. Ele começou como preparador em 2010, ano em que nenhum goleiro do clube se garantiu como ‘titular absoluto’.

“O Roberto [Siegmann] disse que vai me ligar assim que eu chegar em Porto Alegre para marcarmos uma reunião. Ele já me afirmou que quer que eu fique no clube. Ainda não tenho nenhuma decisão tomada. Vou aguardar”, completou, finalizando que pretende se tornar treinador no futuro.

Marco Antônio Trocourt, o Marquinhos, que trabalhou na equipe gaúcha na década de 90 com o próprio Celso Roth, deixou o Gamba Osaka, do Japão, e assumirá o cargo. O time principal do Inter se reapresenta nesta quinta — o time B do clube disputa o Campeonato Gaúcho de 2011.

Alexandre Lops/Divulgação
Clemer chuta a bola observado por Renan, em treino em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes
Clemer chuta a bola observado por Renan, em treino em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes

Elano volta aos braços da torcida santista!

Fonte: O Estado de São Paulo

Elano volta ao estádio em que só venceu, às 19h30 desta quarta-feira

Em sua reestreia no Santos, contra o Mirassol, meia vai jogar no Pacaembu, onde ganhou os cinco jogos que disputou

Sanches Filho – O Estado de S.Paulo

O Santos vai ficar nesta quarta-feira um pouco mais com a cara do time que buscará o título da Copa Libertadores, com a reestreia de Elano, contra o Mirassol, às 19h30, no Pacaembu. Aos 29 anos, depois de seis temporadas no exterior – atuou na Ucrânia, Inglaterra e Turquia – e com a experiência de ter participado da Copa do Mundo da África do Sul, no ano passado, o volante estará de volta ao estádio onde jogou cinco vezes e só venceu.

Divulgação/Santos
Divulgação/Santos
Elano é a atração do Santos

Foram duas vitórias contra o Corinthians, e uma contra Palmeiras, Juventus e Guarani, com quatro gols marcados.

“Não tem como não estar ansioso, depois de seis anos fora. Nesse tempo todo aprendi muito, estou mais experiente, mas a ansiedade existe sim. Só que quando eu entrar em campo acaba”, disse Elano, após o treino tático de terça, no CT Rei Pelé.

Contratado do Galatasaray no fim de novembro do ano passado por 3,2 milhões (aproximadamente R$ 7,1 milhões), ele é o principal reforço santista visando à conquista da Libertadores e do Mundial de Clubes da Fifa.

“Os quatro anos da minha primeira passagem pelo Santos fazem parte do passado, mas estão presentes na minha memória pelas conquistas. Este é um momento de alegria por retornar por mais três anos. Vou me dedicar, me doar e quero conquistar muitas coisas”, falou o atleta. “Ao chegar, eu disse ao Neymar que vou estar sempre pronto para ajudar no que for preciso. Quero ser apenas um coadjuvante deles.”

Na geração de 2002, que tirou o Santos da fila de 18 anos sem títulos, ao derrotar o Corinthians na decisão do Campeonato Brasileiro, Elano só não foi mais ídolo do que Robinho e Diego, que eram os xodós da torcida. Mas, para Emerson Leão, responsável pela formação do time, ele tinha tanta importância quanto o atacante e o meia, pela aplicação tática, visão de jogo e facilidade com que desempenha diferentes funções.

No time desta quarta à noite, Elano será segundo volante. “Para mim é indiferente, porque segundo volante de hoje é quase um meia e não fica apenas fixo atrás para marcar”, explicou.

A imprensa não pôde assistir à primeira parte do treino, no CT Rei Pelé, quando Adilson Batista fez algumas experiências. Na parte final, o treinador tirou Keirrison para armar o time com duas linhas de quatro e apenas dois atacantes, Maikon Leite e Zé Eduardo. Depois do treinamento, Adilson confirmou a mudança de esquema.

Defeitos. Apesar da vitória por goleada de 4 a 1 contra o Linense, em Lins, sábado passado, o treinador viu defeitos no time. “O nosso goleiro [Rafael] não pode fazer 200 defesas num jogo”, exagerou o técnico. “É preciso maior participação de todos, principalmente dos mais novos, na marcação”, lembrou.

Adilson também confirmou a estreia de Jonathan, que tanto poderá ser na lateral-direita como no meio de campo, caso Arouca seja vetado pelos médicos do clube.

A CARREIRA DE ELANO
Times:

Guarani (até 2000)
Inter de Limeira (2000/2001), Santos (2001 a 2004)
Shakhtar Donetsk (2005 a 2007) Manchester City (2007 a 2009) Galatasaray (2009/2010)

Títulos:
Campeonato Brasileiro de 2002 e 2004, pelo Santos, Campeonato Ucraniano (2005 e 2006) e Supercopa da Ucrânia (2005) pelo Shakhtar, Copa América de 2007 e Copa das Confederações de 2009 pela seleção brasileira

Curiosidades:
– Vendido para o Shakhtar por R$ 10 milhões, Elano foi o primeiro jogador que atuava no futebol ucraniano a ser convocado para a seleção brasileira.
– Foi o segundo brasileiro a vestir a camisa do Manchester City
– Nasceu em 14 de junho de 1981, em Iracemápolis, interior de São Paulo
– Anotou dois gols na Copa da África: contra a Coreia do Norte e a Costa do Marfim
– Foi convocado para a seleção pela primeira vez em 2004. Realizou 45 jogos e balançou as redes em nove ocasiões



ICFUT – C. Ronaldo é eleito melhor jogador da última Liga dos Campeões

Fonte: http://www.uol.com.br

O atacante português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, foi escolhido o “número 1 da Liga dos Campeões” 2009-2010, em uma pesquisa realizada com os leitores do jornal italiano La Gazzetta dello Sport e o periódico espanhol Marca.

Cristiano Ronaldo obteve 229.853 votos nesta segunda edição do prêmio, sucedendo o craque argentino Lionel Messi, vencedor do prêmio na temporada 2008-2009 da Liga dos Campeões, informou nesta quarta-feira o diário italiano.

La Gazzetta dello Sport destaca que o português superou jogadores da categoria de Messi e do atacante argentino da Internazionale, Diego Milito, apesar da eliminação do Real Madrid nas oitavas de final diante do Lyon.

ICFUT – Imagens de supostos novos uniformes do Corinthians vazam na internet

Fonte: lancenet

A novidade fica por conta da camisa na cor vinho

As imagens dos supostos novos uniformes do Corinthians para a temporada 2011 vazaram na internet. A novidade fica por conta da camisa na cor vinho, semelhante a usado em 1949 para homenagear os jogadores do Torino (ITA), que haviam morrido após a queda do avião em que voltavam à Itália. O clube retornava de um amistoso contra o Benfica (POR) (Crédito: divulgação)

ICFUT – Após repercussão, Denílson justifica declarações sobre Fábregas: ‘É um grande amigo’

Fonte: espn.com.br

Depois de ter afirmado que o Arsenal não tem nenhum líder no atual elenco, nem mesmo o capitão Cesc Fábregas, em entrevista ao site Arsenal Brasil repercutida pela imprensa britânica nesta quarta-feira, o volante brasileiro Denílson tentou se justificar e amenizou o tom do discurso.

Em nota divulgada por sua assessoria de imprensa, o jogador fez questão de ressaltar a boa relação que tem com Fábregas e disse que foi “mal interpretado”.

“O Fábregas é um grande amigo. Quando disse que o time não tinha liderança, foi no intuito de ressaltar que o Arsenal tem um grupo muito jovem e, às vezes, falta uma pessoa mais experiente, como foi o Gilberto Silva, por exemplo, por muitos anos”, justificou Denílson.

“Sou um cara tímido, não gosto de polêmicas e nem de problemas. Fui mal interpretado. Já conversei com o Fábregas e está tudo resolvido. Estamos brigando pelo título Inglês e isto não vai tirar nosso foco”, continuou o jogador brasileiro.

ICFUT – Edinho e Araújo são finalmente apresentados

Fonte: lancenet

Com acerto desde a última semana, os dois reforços do Tricolor vestiram a camisa do novo clube nesta quarta-feira

Reforços do Tricolor na temporada finalmente vestiram a camisa do clube nesta quarta-feira (foto: Ricardo Ramos)

As chegadas do volante Edinho e de Araújo ao Fluminense já não era novidade. Com a tranferência acertada desde a semana passada, os dois chegaram inclusive a treinar com o grupo, mas, apenas nesta quarta-feira, foram apresentados oficialmente. Alívio para o presidente Peter Siemsen, que, ao lado do mandatário da Unimed, parceira do Tricolor, Celso Barros, acompanhou os novos reforços na coletiva de imprensa e comemorou o sucesso após negociações desgastantes. E, ao entregar a camisa a um deles, avisou.

– Cuide bem dela, agora você vai ter muita responsabilidade aos nossos corações – disse o mandatário tricolor a Araújo.

O ex-atacante de Goiás, Cruzeiro, e que passou os últimos anos no Al-Gharafa, do Catar, sabe que terá forte concorrência na posição. Num elenco que conta com Fred e Emerson na posição, o jogador até admite que alcançar a titularidade será uma tarefa difícil.

– Voltei a treinar com bola hoje após muito tempo. Preciso ganhar mais entrosamento com ela. Vou trabalhar forte nos próximos dias e espero estar pronto em duas semanas. Meu objetivo e ajudar o grupo neste ano com tantas competições importantes. Não quero competir com nenhum companheiro, apenas me somar ao grupo. Vou treinar bastante forte para, quando chegar minha oportunidade, aproveitá-la da melhor maneira – afirmou.

O volante Edinho compartilha os mesmos problemas do companheiro: além das dificuldades na negociação com Palmeiras e Internacional (clubes que detinham seus direitos), encontrará forte concorrência na posição e confessa que ainda está longe da forma ideal.

– Primeiro, tenho que me fortalecer fisicamente. Fiquei parado na pré-temporada, fiz apenas alguns treinos com o Palmeiras, mas as negociações atrapalharam um pouco. A decisão ficará a cargo do Muricy (Ramalho). Posso jogar em outras posições, como zagueiro, onde já atuei e me adapto com facilidade – comentou o novo cabeça-de-área do Flu.