Por Edgar Santista – Real bate Atlético por 3 a 1 pelo jogo de ida das quartas da copa do Rei

De virada, Real vence clássico quente e tem boa vantagem na Copa do Rei

O Real Madrid fez sua parte nesta quinta-feira e venceu o clássico com o Atlético de Madri pela partida de ida das quartas de final da Copa do Rei: 3 a 1, no Santiago Bernabéu, de virada. A partida foi marcada pela rivalidade e muitas reclamações dos dois times contra a arbitragem.

Na beira do campo, os técnicos José Mourinho e Quique Flores foram flagrados várias vezes irritados com o juiz Mateu Lahoz. O português chegou a falar várias vezes no ouvido do quarto árbitro fora do gramado.

di maria, do real madrid, reclama com árbitro contra o atlético de madriDi María, do Real, e Perea, do Atlético, discutem com o árbitro: clima quente no clássico de Madri  (Foto: EFE)

A partida de volta será na próxima semana no estádio Vicente Calderón. O Real pode até perder por um gol de diferença para ir à semifinal. Quem se classificar pega o vencedor do confronto entre Villarreal e Sevilla, que empataram em 3 a 3 na quarta-feira.

O primeiro gol da partida foi marcado por Forlán. Sergio Ramos, Cristiano Ronaldo e Özil balançaram a rede para o Real. Os gols do uruguaio e do português geraram reclamações de impedimento. O Atlético ainda acertou uma bola na trave depois que Agüero começou a jogada com um toque de mão, para revolta dos merengues. Kaká entrou em campo aos 10 minutos do segundo tempo.

Nesta quinta, mais cedo, o Almería venceu o Deportivo La Coruña por 1 a 0 (gol de Rindaroy). Assim, o time do goleiro Diego Alves tem a vantagem do empate para pegar Barcelona ou Bétis na semifinal. Com show de Messi, autor de três gols, o clube catalão goleou em casa por 5 a 0 na quarta.

Clássico quente no Bernabéu

marcelo, do real madrid, tenta bicicleta contra o atlético de madriTitular do Real, Marcelo tenta acertar uma bicicleta no Santiago Bernabéu (Foto: EFE)

Forlán abriu o placar para o Atlético logo com seis minutos. Após contrat-aque, Agüero recebeu lançamento em posição de impedimento, mas o bandeirinha deixou seguir a jogada. O argentino entrou na área, driblou Casillas e foi derrubado. Enquanto o companheiro pedia pênalti, Forlán ficou sozinho na pequena área e tocou para o gol, abrindo o placar.

Em seguida, o Real passou a pressionar o goleiro De Gea salvou os visitantes com belas defesas. Mas não conseguiu parar Sergio Ramos aos 13: Di María cobrou escanteio da direita, o zagueiro subiu bem – apoiado em um rival – bateu forte de cabeça para empatar em 1 a 1.

Na etapa final, Kaká entrou em campo aos 10 no lugar de Benzema. Três minutos depois, o Atlético quase empatou. Reyes lançou Agüero pela direita e o argentino dominou com o braço. Sergio Ramos levantou a mão pedindo a falta, mas acabou sendo driblado pelo atacante. Após chute cruzado do genro de Diego Maradona, Forlán pegou o rebote e bateu na trave de Casillas.

O Real conseguiu um rápido contra-ataque e virou a partida. Özil tabelou com Kaká, avançou pela direita e cruzou. A bola passou pelo brasileiro na pequena área e acabou sobrando para Cristiano Ronaldo, que deu um carrinho e marcou o segundo: 2 a 1 para o time de José Mourinho.

A partida, que já estava quente por discussões e reclamações, esquentou aos 36. O Atlético deixou o “fair play” de lado e não devolveu uma bola jogada para fora pelo Real. A torcida do time da casa ficou revoltada, assim como os jogadores do clube merengue. Um empurra-empurra foi controlado após a chegada do árbitro.

Ais 45, o Real conseguiu marcar o terceiro gol: Özil tabelou com Cristiano Ronaldo, contou com a sorte após falha do brasileiro Filipe Luis, entrou na área e bateu na saída de De Gea. Vitória por 3 a 1, que garante boa vantagem para os “galácticos”.

Texto Retirado do Globoesporte.com

Por Rogerinho – São Paulo oficializa a contratação do novato William José

Atacante, de 19 anos, está integrado à Seleção Brasileira sub-20 e assinou contrato no aeroporto de Cumbica, enquanto embarcava para o Peru

Por GLOBOESPORTE.COM São Paulo

William seleção sub-20
William José foi revelado pelo Grêmio Prudente

O São Paulo anunciou nesta quinta-feira à tarde a contratação do atacante William José, de 19 anos. O jogador, que está integrado à Seleção Brasileira sub-20 para a disputa do Campeonato Sul-Americano da categoria, se encontrou com um representante tricolor no aeroporto de Cumbica, durante o embarque da delegação brasileira para o Peru, onde será disputado o Sul-Americano, e assinou o contrato. Um dos destaques do Grêmio Prudente em 2010, William acertou por dois anos.

Willian não terá problema de adaptação no novo clube, já que na Granja Comary conviveu constantemente com o zagueiro Bruno Uvini, o volante Casemiro, o meia Lucas e o também atacante Henrique.

A apresentação oficial do novato será marcada após eu retorno do Peru. Se o Brasil chegar à final, William só retorna ao Brasil após o dia 12 de fevereiro. Essa é a segunda segunda contratação do São Paulo para esta temporada. Antes dele, a diretoria são-paulina já havia acertado com o lateral-esquerdo Juan por três anos.

Por Edgar Santista – Cicinho é emprestado para o Villarreal

Emprestado pelo Roma, lateral-direito vai defender Villarreal até o final da temporada. Brasileiro atuou pelo Real Madrid entre 2005 e 2007

A proposta chegou na quarta-feira, Cicinho disse “sim” e nesta quinta assinou o contrato com o Villarreal até o final da temporada. Emprestado pelo Roma, o lateral-direito será apresentado na sexta e já deverá ficar no banco contra o Osasuna, sábado. A pressa tem motivo: pouco utilizado pelo técnico Claudio Ranieri, o brasileiro aproveitou a primeira oportunidade que teve para retornar ao futebol espanhol, onde já defendeu o Real Madrid de 2005 a 2007.

Cicinho site Villarreal reproduçãoSite do Villarreal anuncia a contratação de Cicinho: empréstimo até o final da temporada (Foto: Reprodução)

Negociado pelo clube merengue em 2007 com o Roma, Cicinho nunca conquistou um lugar cativo no time titular. No ano passado, chegou a ser emprestado pelo São Paulo. Nesta temporada, teve poucas chances com Ranieri, que não gosta muito de brasileiros. Adriano já reclamou publicamente do treinador, Júlio Baptista foi negociado com o Málaga, Taddei e Doni costumam ficar no banco… Segundo o jornal “Gazzetta dello Sport”, Cicinho jogou apenas 370 minutos do Campeonato Italiano atual e 93 na Liga dos Campeões.

Adriano Cicinho RomaCicinho ao lado de Adriano no Roma: brasileiros sem moral com técnico Ranieri (Foto: AFP)

– Fui mais feliz na Espanha do que na Itália pois tive mais oportunidades. Pintou essa chance de voltar para o futebol espanhol, o Villarreal me deu essa condição de jogar mais vezes, já que no Roma eu estava com pouco espaço. Achei que era melhor ir para outro clube. Estou feliz – disse Cicinho, por telefone, direto do aeroporto na Itália antes do embarque para a Espanha.

Aos 30 anos, o lateral chegará ao terceiro colocado do Campeonato Espanhol (o Villarreal tem 36 pontos, atrás de Barcelona, com 49, e Real Madrid, com 47). A equipe conta com mais dois brasileiros: Nilmar e Marcos Senna, naturalizado espanhol. Pouco depois de aceitar a proposta do “Submarino Amarelo”, o lateral recebeu um telefonema do ex-atacante do Internacional.

– O Nilmar mandou uma mensagem para o Juan (zagueiro do Roma) e me encontrou. Acabamos conversando e ele perguntou como eu estava, pois o técnico (Juan Carlos Garrido) queria saber.

O ex-lateral do São Paulo será apresentado oficialmente na manhã de sexta. Antes mesmo de entrar em campo, Cicinho já tem uma preocupação: a marcação do canhoto Lionel Messi na partida com o Barcelona pela 30ª rodada, em abril. Eleito o melhor jogador do mundo pelo segundo ano seguido, o argentino marcou três gols na última quarta (5 a 0 sobre o Bétis).

– É de assustar (risos). Mas é só o começo ainda, tenho aque chegar ao clube, me adaptar. Vamos ver o que vai acontecer. Mas só de pensar dá frio na barriga (risos) – brincou.

Segundo Cicinho, o Villarreal já havia tentado sua contratação antes da ida para o Roma. Agora com a camisa amarela, o brasileiro diz que o clube tem que pensar na conquista do título espanhol, apesar da distância para os favoritos Barça e Real.

– É um time com grandes jogadores, alguns campeões do mundo com a Espanha. Um clube assim não se acomoda só com a vaga na Liga dos Campeões, mas briga pelo título. Espero colaborar da melhor maneira possível – concluiu, antes de entrar no avião e dar adeus à Itália.

Fonte: Globoesporte.com

ICFUT – Copa SP: Sem zebras, tudo está definido para próxima fase da competição

Fonte: http://www.futebolinterior.com.br

30 jogos movimentaram esta quarta-feira, quando foram definidos mais 22 classificados para a segunda fase da Copa São Paulo. Grêmio, Ponte Preta, Porto Feliz, Paulista, Pão de Açúcar, Figueirense, Coritiba, Atlético-PR, Olé Brasil, América-MG, PC São José, Vitória-BA, Portuguesa, Nacional, Palmeiras, São Paulo, Santos, São Carlos, Juventus, Grêmio Prudente, Juventude-RS e América-RN carimbaram o passaporte.

No Grupo A, o Grêmio goleou o Lemense por 4 a 1 e manteve o 100% de aproveitamento, chegando aos nove pontos e terminando na liderança isolada. O Tricolor havia carimbado o passaporte antes de entrar em campo, pois o Marília havia batido o Santa Maria-DF, por 1 a 0.

Mesmo empatando sem gols com o Porto-PE, a Ponte Preta garantiu a classificação para a segunda fase, chegando aos cinco pontos e terminando na ponta do Grupo B com cinco pontos. A Macaca foi beneficiada pelo emapte entre Sumaré e Paraná.

Quem teve muito trabalho para se classificar foi o Santos. O Peixe vencia a partida até aos 44 minutos do segundo tempo, quado sofreu o gol de empate, do São Carlos, com Lucas Pereira, numa penalidade máxima. Mas, no minuto seguinte, o zagueiro Thiago fez um gol contra e deu a vitória para o Peixe, que se classifica.

Grupo D
Quem se deu bem nesta quarta-feira foi o Porto Feliz, que goleou o Goiás, por 4 a 1, e também manteve o 100% de aproveitamento, chegando aos nove pontos e terminando na liderança. O time esmeraldino conquistou apenas três pontos e terminou na liderança.

Grupo F
Foi no sufoco, mas o Paulista garantiu vaga na próxima fase da Copa São Paulo ao empatar com o São Bernardo por 2 a 2, chegando aos sete pontos e terminando na liderança. No mesmo grupo, o Juventude-RS ainda pode se garantir através do índice técnico, já que terminou na vice-liderança, com seis pontos.

Grupo G
Com 100% de aproveitamento, o Pão de Açúcar goleou o Paysandu, por 4 a 1, e chegou aos nove pontos, terminando na liderança isolada, com nove pontos e se classificando para a próxima fase. No mesmo grupo, o Fluminense-PI aguarda os jogos do complemento da rodada para saber se classifica pelo índice técnico. O time piauiense tem seis pontos.

Grupo H
Já eliminado da Copa São Paulo, o Guarani se despediu com honra da competição ao golear o Rio Branco-ES, por 6 a 1, conquistando os três primeiros e únicos pontos. Mesmo assim, terminou na lanterna. Quem se deu bem nesse grupo foi o Figueirense.

O time catarinense marcou aos 42 minutos do segundo tempo e empatou com o Rio Claro por 2 a 2, garantindo assim o primeiro lugar, com cinco pontos e consequentemente a classificação para a segunda fase.

Grupo J
Em um dos grupos mais equilibrados da Copa São Paulo, o Coritiba terminou na primeira colocação, com seis pontos, mesmo após a derrota nesta quarta-feira para o Monte Azul, por 2 a 1. O time paulista tem os mesmos seis pontos, mas está eliminado, pelo saldo de gols.

Agora, Fortaleza e Vila Nova morreram abraçados. Nesta tarde, o Vila Nova venceu o Fortaleza, por 3 a 2, chegou aos três pontos e continuou na lanterna. O Tricolor ficou com a mesma pontuação, sem chances de avançar.

Grupo M
Com a classificação praticamente conquistada, o São Paulo jogava por um empate contra o Inter de Limeira, mas venceu por 3 a 0, se consolidando na liderança do grupo, com nove pontos e mantendo o aproveitamento de 100% dos pontos na primeira fase.

A equipe da casa também precisava de apenas um empate para se manter na competição como um dos nove segundos melhores colocados, mas terminou com a décima posição entre os times de segunda campanha. Ainda, no outro jogo da chave, o Itabuna-BA encerrou sua participação com goleada de 6 a 3 sobre o Ji-Paraná.

Grupo L
Em um jogo que valia a classificação, o Atlético-PR passou por cima do Red Bull, vencendo por 3 a 1, e chegou aos nove pontos, mantendo o 100% de aproveitamento e garantindo assim a classificação para a segunda fase. No entanto, o grupo pode ter mais um representante.

Com um primeiro tempo impecável, onde marcou seis gols, o Juventus goleou o GAS-RR, por 8 a 0, e terminou na vice-liderança, com seis pontos, podendo se classificar pelo índice técnico. O resultado foi importante para o Moleque Travesso aumentar o seu saldo de gols.

Grupo N
Depois de arrancar um empate com o Atlético-GO, o Olé Brasil terminou a primeira fase na liderança, com cinco pontos e carimbou o passaporte para a próxima fase. O Botafogo-SP vencia o Rondonópolis, por 3 a 2, mas levou um gol no último minuto e perdeu a chance de se classificar, terminando com os mesmos cinco pontos, na vice-liderança.

Grupo P
Mostrando a sua superioridade, o Palmeiras se classificou com tranquilidade em Jaguariúna, batendo o Ceará, por 1 a 0, e terminando a primeira fase com 100% de aproveitamento, na liderança isolada, com nove pontos.

Grupo R
O América-MG manteve o 100% de aproveitamento no Grupo R e carimbou a classificação para a segunda fase com a vitória sobre o Noroeste, por 3 a 1, chegando aos nove pontos e permanecendo na liderança isolada do grupo, que tem sede em Taboão da Serra.

No mesmo grupo, o Bahia goleou o Taboão da Serra por 4 a 0 e chegou aos seis pontos, terminando na vice-liderança, podendo se classificar pelo índice técnico.

Grupo V
Também com 100% de aproveitamento, o Vitória terminou na liderança, com nove pontos, alcançandos ao bater o Flamengo-SP, por 1 a 0. O Grêmio Prudente, que venceu o Jaguaré por 3 a 1, está na vice-liderança, com seis pontos e pode se classificar por índice técnico.

Grupo X
Aconteceu o que muitos esperavam. Nacional e Portuguesa empataram por 2 a 2 e ambos garantiram a classificação para a segunda fase. A Lusa terminou na liderança com sete pontos, enquanto o time da Capital tem a mesma pontuação e é o vice-líder, mas se classificou como um dos melhores segundo colocados.

Confira os jogos desta quarta-feira:

Grupo A – Leme
Marília 1 x 0 Santa Maria-DF
Lemense-SP 1 x 4 Grêmio-RS

Grupo B – Sumaré
Ponte Preta 0 x 0 Porto-PE
Sumaré 0 x 0 Paraná-PR

Grupo D – Porto Feliz
Santo André 3 x 1 Corinthians Alagoano-AL
Porto Feliz 4 x 1 Goiás-GO

Grupo F – São Bernardo do Campo
Juventude-RS 4 x 0 Funorte-MG
São Bernardo-SP 2 x 2 Paulista-SP

Grupo G – Louveira
São Caetano 4 x 5 Fluminense-PI
Pão de Açúcar 4 x 1 Paysandu-PA

Grupo H – Águas de Lindóia
Guarani 6 x 1 Rio Branco-ES
Rio Claro 2 x 2 Figueirense-SC

Grupo J – Monte Azul Paulista
Fortaleza-CE 2 x 3 Vila Nova-GO
Monte Azul-SP 2 x 1 Coritiba-PR

Grupo L – Campinas
Juventus-SP 8 x 0 GAS-RR
Red Bull-SP 1 x 3 Atlético-PR

Grupo M – Limeira
Ji-Paraná-RO 3 x 6 Itabuna-BA
Inter de Limeira-SP 0 x 3 São Paulo-SP

Grupo N – Ribierão Preto
Botafogo-SP 3 x 3 Rondonópolis-MT
Olé Brasil 1 x 1 Atlético-GO

Grupo P – Jaguariúna
Mirassol 2 x 2 Bandeirante-DF
Palmeiras-SP 1 x 0 Ceará

Grupo R – Taboão da Serra
América-MG 3 x 1 Noroeste
Taboão da Serra 0 x 4 Bahia-BA

Grupo V – Guarulhos
Grêmio Prudente 3 x 1 Jaguaré-ES
Flamengo-SP 0 x 1 Vitória-BA

Grupo X – Capital
Vitória 1 x 4 Oratório-AP
Nacional-SP 2 x 2 Portuguesa-SP

Grupo T – São Carlos
Confiança-SE 1 x 2 Atlético Acreano-AC
São Carlos 1 x 2 Santos

Grupo M – Limeira
Ji-Paraná-RO 3 x 6 Itabuna-BA
Internacional-SP 0 x 3 São Paulo-SP

ICFUT – Programação de janeiro para cadastro de torcidas organizadas – SP

Fonte: http://www.futebolpaulista.com.br

15/01/11
Sábado
Sport Club Corinthians Paulista
Gaviões da Fiel
das 10 às 16 horas
Rua Cristina Tomas, 183 – Bom Retiro – São Paulo-SP

22/01/11
Sábado
Santos Futebol Clube
Torcida Jovem Santos
das 10 às 16 horas
Rua Diamante Preto, 773 – Vila Carrão – São Paulo-SP

29/01/11
Sábado
Sociedade Esportiva Palmeiras
Mancha AlviVerde
das 12 às 16 horas
Av. Dr. Abrão Ribeiro, 503 – Barra Funda – São Paulo-SP

30/01/11
Domingo
São Paulo Futebol Clube
Dragões da Real
das 9 às 14 horas
Av. Prestes Maia, 242 – sala 206 – 2º andar – Centro – São Paulo – SP

ICFUT – Raio-x dos estaduais

Fonte: esporte.ig.com.br

Quando começa e o regulamento dos principais torneios. Nesta quinta-feira já tem o início o Campeonato Pernambucano

Veja detalhes dos principais estaduais que começam até o final de janeiro:

CAMPEONATO PAULISTA
Início e término: 15 de janeiro/15 de maio
Participantes: 20
Regulamento: Os times se enfrentam em turno único, todos contra todos, e os oito melhores se classificam para as quartas de final, que terá só um jogo de mata, assim como a semifinal. A decisão será em dois jogos. Os quatro últimos são rebaixados para a Série A-2.
Atual campeão: Santos

CAMPEONATO CARIOCA
Início e término: 19 de janeiro/15 de maio
Participantes: 16
Regulamento: Os times foram divididos em dois grupos de 8. No primeiro turno se enfrentam dentro da chave e os dois melhores de cada disputam semifinal e final. O campeão está na finalíssima. No segundo turno os grupos se enfrentam e os dois melhores de cada novamente disputam semifinal e final. O campeão vai à decisão do estadual. Se um time vencer os dois turnos é declarado campeão. Os dois piores na classificação geral são rebaixados.
Atual campeão: Botafogo

CAMPEONATO GAÚCHO
Início e término: 16 de janeiro/15 de maio
Participantes: 16
Regulamento: Os times foram divididos em dois grupos de 8. No primeiro turno os grupos se enfrentam e os dois melhores de cada disputam semifinal e final. O campeão está na finalíssima. No segundo turno os times jogam dentro das chaves e os dois melhores de cada novamente disputam semifinal e final. O campeão vai à decisão do estadual. Se um time vencer os dois turnos é declarado campeão. Os dois piores na classificação geral são rebaixados.
Atual campeão: Grêmio

CAMPEONATO MINEIRO
Início e término: 29 de janeiro/15 de maio
Participantes: 12
Regulamento: Os participantes se enfrentam em turno único e os quatro melhores colocados se classificam para as semifinais (primeiro contra o quarto e segundo contra o terceiro). Os vencedores se enfrentam na decisão, também em dois jogos. Os dois piores na classificação geral são rebaixados.
Atual campeão: Atlético-MG

CAMPEONATO BAIANO
Início e término: 15 de janeiro/15 de maio
Participantes: 12
Regulamento: Os times serão divididos em dois grupos de seis e os jogos serão grupo contra grupo (para que haja dois clássicos Ba-Vi já na primeira fase). Os quatro melhores de cada chave se classificam e são divididos em dois grupos de quatro. Os dois melhores de cada grupo se enfrentam, em mata-mata, na semifinal e os vencedores fazem a final. Dois times serão rebaixados (os quatro eliminados na primeira fase disputam um quadrangular).
Atual campeão: Vitória

CAMPEONATO PERNAMBUCANO
Início e término: 13 de janeiro/15 de maio
Participantes: 12
Regulamento: Os times se enfrentam todos contra todos, ida e volta. Os quatro primeiros se classificam para as semifinais, em jogos mata-mata (duas partidas). Os vencedores se enfrentam na decisão, também em dois jogos. Os dois últimos na classificação geral serão rebaixados.
Atual campeão: Sport

ICFUT – Lições aprendidas e manutenção da base dão confiança ao São Paulo

Fonte: esporte.ig.com.br

Com apenas um reforço e nenhuma mudança, jogadores já discurso-padrão para tentar deixar torcida otimista

Fernandão não quer prioridade para a Copa do Brasil em relação ao Paulista

Pelo menos se depender das declarações dos jogadores antes do primeiro jogo da temporada, a torcida são-paulina pode ficar confiante de que 2011 será um ano melhor do que os dois últimos. E com poucas mudanças “visíveis” em relação a 2010, os argumentos que justificam essa confiança são o aprendizado com os erros do passado e o entrosamento pelo fato de o grupo já se conhecer.

“A base foi mantida. Saíram jogadores de muita qualidade e claro que a equipe sente”, diz Dagoberto em referência às saídas de Richarlyson, Jorge Wagner e Ricardo Oliveira. “Mas creio que chegarão outros também como chegou o Juan. O São Paulo sempre contrata. Ano passado vieram vários, esse ano foi diferente, mas [os diretores] estão de olho no mercado”, completa.

É o atacante também quem fala com mais veemência sobre o aprendizado. “Tivemos anos anteriores muito bons, de conquistas. Aí quando você não vence começam as perguntas. [2010 foi] um ano de aprendizado, de lições. Tenho certeza que aprendemos e vamos fazer de tudo para ter um ano muito bom”.

O volante Rodrigo Souto e o atacante Fernandão, ao contrário de Dagoberto, ainda não conquistaram nenhum título com a camisa do São Paulo, já que ambos chegaram há menos de um ano. E no discurso dos dois, um dos “erros” em comum foi a prioridade dada à Libertadores no ano passado, algo que não deve ser repetido desta vez.

“Podemos tirar como lição o ano passado. Priorizamos muito a Libertadores e depois faltaram pontos no Campeonato Brasileiro. Dá para entrar forte nas duas competições, o São Paulo tem elenco para isso. Um clube como o São Paulo tem que estar sempre brigando por títulos. Quero entrar para a história desse clube”, disse Souto.

“Ano passado chegamos em duas semifinais e acabamos perdendo. Também tivemos reação tardia no Brasileiro depois que não conseguimos a Libertadores. Mas pelo grupo, pela tradição do São Paulo, temos que entrar com o pensamento de buscar o título [do Paulistão], já que faz alguns anos que a gente não vence”, afirmou Fernandão.

No campeonato estadual, o São Paulo estreia no próximo domingo contra o Mogi Mirim, fora de casa, no estádio Romildo Victor Gomes Ferreira. Já pela Copa do Brasil, a primeira partida acontece no dia 13 de fevereiro contra o Treze-PB em Campina Grande, na Paraíba.

ICFUT – Segredo de Felipão, formar uma família ainda é meta no Palmeiras

Fonte: esporte.ig.com.br

Declarações de Valdivia e tumultos vindos da diretoria dificultam vida do treinador pentacampeão

Uma das principais características de Luiz Felipe Scolari é formar uma família por onde passa. Foi assim nas suas passagens de sucesso no Grêmio, no Palmeiras, na seleção brasileira e até na portuguesa. No Chelsea, onde acabou demitido, seu objetivo foi por água abaixo. E até agora, na sua segunda passagem pelo Palestra Itália, essa meta também não está sendo cumprida.

Um bom exemplo disso é a declaração recente de Valdivia, dizendo que não tinha um relacionamento bom, nem ruim, mas apenas profissional com seu comandante. Em uma família, em hipótese nenhuma um jogador fala algo do tipo. Ainda mais o craque do time, camisa 10, que tem grande empatia com a torcida.

Foto: AE

Valdivia havia dito que a relação com Felipão não era boa, nem ruim, e sim profissional

Outro bom sinal disso é que, desde o ano passado, Kleber não cansa de pedir união entre seus companheiros. Por mais de uma vez, o atacante veio a público pedir que um brigasse pelo outro dentro de campo e usou expressões como vergonha na cara para animar o time. Não à toa, foi amplamente elogiado pelo chefe, que o usou como sinônimo de raça.

Felipão admite que gosta de tratar seus atletas como se fossem filhos. Mas, nem por isso, descarta manter uma relação estritamente profissional com um de seus jogadores.

“Relações profissionais são ótimas, muito melhor. Melhor, pois quando são mais do que profissionais às vezes a gente se perde. Às vezes eu sou pai, trato com carinho e se fosse mais profissional eu já teria dado um basta em certas situações”, explicou Felipão.

Outro fator que colabora com a falta de união são as recentes turbulências que vêm da diretoria. Wlademir Pescarmona, diretor de futebol, já foi alvo de vários atletas, principalmente dos considerados líderes. Primeiro foi Kleber, depois, Marcos Assunção, em seguida, Valdivia, e, para finalizar, Danilo. O zagueiro disse à Rádio Globo na noite da última quarta-feira que queria saber quem é que pega a metade de seu salário, já que dirigentes afirmavam que ele ganhava muito.

Felipão lamenta eliminação traumática na Copa Sul-Americana

Felipão também teve seus problemas com Pescarmona. Depois de uma reação que passou dos limites da educação nos vestiários contra o Goiás, quando o time foi eliminado, o treinador ameaçou tentar acalmar os ânimos. Tudo em vão. No jgo seguinte, deu uma “cornetada” em Pescarmona, o chamando de diretor. Na sua última coletiva, tratou o mesmo assunto com mais naturalidade.

“Eu saí queimado pois não passei pelo Goiás. Esse era meu projeto. E a torcida esteja chateada comigo por causa disso. Ele (Pescarmona) mesmo disse que além de dirigente é um torcedor. Ele é muito simples, frontal, diz as coisas e às vezes até se arrepende. Ele é assim. Às vezes, pela emoção, fala uma coisa a mais ou outra a menos. Não sou eu que vou recriminar. Não ficou respingo nenhum da minha parte. A gente entendeu que o que foi feito foi o correto. Não adianta fazer uma bola de neve em cima disso”, completou.

Resta saber se Felipão conseguirá constituir uma família e voltar, ao lado do Palmeiras, para o caminho das vitórias. Em sua breve passagem pela Academia de Futebol, Chiqui Arce, campeão da Libertadores de 1999, deu a receita do sucesso: “é preciso muito mais do que 11 jogadores para um título. É preciso sintonia entre jogadores, comissão técnica, diretoria e torcida”.

ICFUT – Sanchez falha e Corinthians não consegue reforços “top de linha”

Fonte: esporte.ig.com.br

Presidente sonhou com Adriano e Luís Fabiano mas até agora só contratou coadjuvantes

Wallace, Willian, Ramírez e Fábio Santos. São estes os quatro reforços do Corinthians para a temporada de 2011 confirmados até agora. Um é desconhecido, o meia peruano Ramírez, outro, o lateral-esquerdo Fábio Santos, só despontou no Grêmio, na última temporada, depois de perambular por São Paulo, Santos e Cruzeiro sem muito sucesso. Willian, ex-atacante do Figueirense, e Wallace, zagueiro que chega do Vitória, são apostas, jovens revelações. Cada um tem seu perfil, mas uma certeza cerca os quatro novos corintianos: nenhum deles é “top de linha”, expressão usada por Andrés Sanchez para definir qual seria o perfil das contratações dos jogadores do Corinthians nesta temporada.

Há uma semana, quando apenas Wallace estava contratado, o presidente corintiano alertava a torcida para a necessidade de mais uma peças, mas com todas as letras disse que não contrataria qualquer jogador. “A gente sabe que precisa de mais um zagueiro, mais dois meias e um atacante. A política é essa: estamos buscando top de linha, não vamos arriscar. Se não trouxer esses top de linha, vamos com o que temos”, disse Sanchez. Adriano, Luis Fabiano, Ronaldinho, Taison, Cristian… Todos foram procurados mas o Corinthians ouviu não.

Willian, atacante de 22 anos, já treina no CT do Parque Ecológico e espera a transferência do Coimbra-MG, clube parceiro do BMG, banco que o contratou, para se apresentado. A não ser que consiga na Série A, repetir o sucesso que teve na Série B pelo Figueirense, dificilmente entrará no hall dos top de linha futebol brasileiro ou mundial.

No mesmo patamar está Wallace, zagueiro de 23 anos revelado pelo Vitória. Apresentado na última quinta-feira, ele já treina com o elenco. Mesmo com sua chegada, Andrés Sanchez e sua diretoria insistem em buscar mais um jogador para a posição. A aposentadoria de Willia

m forçou a diretoria a encontrar um parceiro novo para Chicão mas Wallace não é o escolhido. Anderson Polga, campeão do mundo em 2002, foi procurado, mas como tem contrato vigente com o Sporting de Lisboa, não houve negociação.

Luís “Cachito” Ramírez, meia peruano de 26 anos pode ser top de linha no seu país, onde defendia o Universitário de Lima. No Brasil, é uma incógnita. O jogador fez 11 partidas pela seleção peruana, que não consegue ir a uma Copa do Mundo desde 1982. Depois de passagens por outros clubes peruanos – Cel. Bolognesi e Cienciano – “Cachito” jogou no Libertad, do Paraguai, em 2009, mas não obteve sucesso. Acabou voltando para o Universitário e agora é esperança do Corinthians para substituir Elias, vendido para o Atlético de Madri.

Além dos três novatos, chega ao clube Fábio Santos, destaque do Grêmio em 2010. Apesar de ter sido decisivo na boa campanha feita pelo time gaúcho – que terminou no quarto lugar – o lateral-esquerdo desperta desconfiança pelas passagens sem muito brilho que teve por São Paulo, Santos e Cruzeiro. Fábio Santos chega ao clube ciente de que terá poucas chances de jogar na lateral-esquerda, já que Roberto Carlos, titular absoluto, não é muito de perder jogos.

ICFUT – Red Bull corta patrocínio e deixa 600 jovens sem ter onde jogar

Fonte: folha.com

Ao mesmo tempo em que a Red Bull planeja investir na construção de um novo estádio para a Ponte Preta, em Campinas, cerca de 600 jovens jogadores foram abandonados pela fabricante de bebida energética.

Após ouvir a promessa de que teriam a chance de seguir carreira como jogadores, garotos carentes do interior e de fora de São Paulo assistiram à Red Bull desmontar os núcleos da base que, em seu primeiro ano, levou a equipe sub-11 ao título paulista e impulsionou um jogador ao time profissional corporativo.

Rodolfo Araujo da Silva, 11, e Leonardo Vinícius Melo, 11, posam para foto em Limeira

O projeto, cujas diretrizes foram aprovadas pela sede da multinacional na Áustria, proporcionava ainda aulas de informática e línguas aos jogadores, além de uma modesta ajuda financeira.

Porém, desde setembro, 12 dos 13 núcleos pararam de receber verba da Red Bull. A exceção foi o de Limeira, que reunia as revelações das outras células, mas que também perdeu o apoio desde o fim do ano passado. Cada escolinha atendia 50 garotos.

“[O fim do núcleo] pode atrapalhar minha carreira”, afirmou Rodolfo Araújo da Silva, 11, zagueiro do time que levou o troféu estadual.

”Prejudicou o meu sonho. Estava tudo indo muito bem”, disse Felipe Almeida, 14, meia, que foi mandado de volta para casa, em Cuiabá.

“A gente não sabe o que vai acontecer. Hoje o que ele mais deseja é ser jogador, é o sonho dele”, declarou Emídio Rodrigues de Almeida, pai do garoto, que treinava em São José do Rio Preto.

Os uniformes que os meninos vestiam nos jogos estampavam o logo da Red Bull.

O austríaco Markus Schruf, diretor técnico do projeto e que foi dispensado da empresa, diz não saber o que motivou a Red Bull a dar fim aos núcleos. Ele afirma que estuda uma ação na Justiça contra a multinacional.

“Havia um contrato, que eles [executivos da Red Bull] sempre diziam que não estava pronto ainda e que foi deixado de lado. Mas eles pagavam as despesas, temos os recibos para provar. Os advogados dizem haver base legal para uma ação”, diz Schruf.

O ex-executivo não revela valores repassados da Áustria para a Red Bull do Brasil.

“Não explicaram por que acabaram com o projeto. Mas, se conquistamos um título logo no primeiro ano dos núcleos, revelamos sete, oito garotos para a categoria profissional para o próximo ano e aproveitamos um neste ano, isso não é sucesso?”, questionou o austríaco.

“Não quero meu nome ligado a um projeto que trata garotos cheios de sonhos como qualquer ente corporativo”, diz Rodrigo Beckham, ex-jogador de Botafogo e Corinthians, que também trabalhou no projeto e atuou no time profissional da empresa.

OUTRO LADO

Por meio de uma nota oficial, a Red Bull declarou que mantinha apenas uma parceria com escolinhas independentes, na forma de patrocínio, e que fornecia aos núcleos material esportivo, como uniformes e bolas.

Desses núcleos eram indicados os jogadores de maior potencial para fazerem parte de testes no centro de formação que a empresa mantém em Jarinu, no interior de São Paulo, onde se concentram os atletas profissionais e das categorias de base.

Esses atletas, informa a multinacional, recebem assistência médica e odontológica, além de cursos de inglês e informática.

Segundo a empresa, as parcerias com os núcleos não tiveram contratos assinados porque os termos pedidos não se enquadraram na política interna do clube da Red Bull, com sede em Campinas.

Ainda de acordo com a Red Bull, apenas a escolinha de Limeira, que tinha parceria com o Independente e foi campeã paulista sub-11, teve o patrocínio mantido até o final do ano passado por estar em meio a uma disputa de campeonato.