ICFUT – Memória FPF: Troféu Palácio dos Bandeirantes faz parte da história do Paulistão

Fonte: http://www.futebolpaulista.com.br

Em 109 anos de história de Campeonato Paulista, a Federação Paulista de Futebol já distribuiu troféus dos mais variados modelos aos 17 diferentes campeões da competição regional mais importante do País. Banhados a ouro, revestidos em prata, grandes e pequenos, as belas taças fazem parte das galerias e memoriais dos principais clubes do estado de São Paulo.

Um dos mais belos da história é o Troféu Palácio dos Bandeirantes. Pesando 48 quilos, revestido de gesso e banhado a bronze, a réplica da sede do governo paulista continua exposta em sua forma original no Museu da Federação Paulista de Futebol.

Troféu que retrata a faixada do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, foi encomendado pela FPF em 1990

Reprodução perfeita do edifício-sede do governo do Estado, o troféu foi entregue ao seu primeiro ganhador em 1990, quando o Clube Atlético Bragantino, comandado por Vanderlei Luxemburgo, sagrou-se campeão e mostrou ao Brasil a força do interior paulista e o lindo troféu de 1,20 metros de largura por 43 centímetros de altura.

Até a temporada de 2003 o regulamento do Campeonato Paulista previa que o clube que vencesse a competição três vezes consecutivas ou cinco vezes alternadas ficaria com a posse em definitivo do belo troféu.

O Corinthians, pensando em ampliar sua galeria de títulos, agiu rápido e tratou de levar o Palácio dos Bandeirantes para a sua galeria. O time já havia conquistado tal façanha nos anos de 1995, 1997, 1999 e 2001 e a vitória por 3 a 2 sobre o São Paulo na final do Paulistão de 2003 deu ao alvinegro do Parque São Jorge a honra de levar, em definitivo, a posse do troféu.

Zagueiro campeão pelo Corinthians em 1997, Antônio Carlos Zago conquistou o Paulistão em outras cinco oportunidades. Bicampeão pelo São Paulo em 1991/92 e pelo Palmeiras em 1993/94, o atual técnico do Mogi Mirim também teve a alegria de poder encerrar a carreira levantando mais uma taça pelo Santos em 2007.

Ao lado de Tonhão, companheiro de zaga, Antônio Carlos ergue troféu auxiliado por companheiros

Um dos maiores campeões da história do Paulistão, Antônio Carlos tem todos os títulos como importantes em sua carreira, mas foi com a camisa do São Paulo que o zagueiro tem as principais recordações. “Acho que cada um teve a sua importância. Lógico que todos lembram do Palmeiras em 1993/94, pois essas conquistas foram marcantes para o clube, mas pelo São Paulo em 1991/92, na época do Telê Santana, eu considero os mais importantes, até porque depois a equipe viria a se consolidar no cenário internacional”, revelou Zago.

Hoje exercendo a função de treinador, Antônio Carlos acredita que o Campeonato Paulista é um dos mais importantes e difíceis que já disputou. “É o principal estadual do País. Sou do interior e sei que significa muito para os clubes de outras cidades jogarem o Campeonato Paulista. Se tivéssemos um Campeonato Brasileiro dentro do Estado, teríamos uma competição bastante equilibrada e de alto nível”.

O jornalista Rubens Ribeiro acompanhou de perto todo o processo de inclusão do Troféu Palácio dos Bandeirantes para o campeão a partir de 1990, quando a FPF solicitou a um designer que elaborasse a taça no formato da fachada do Palácio do Governo. Historiador e autor de vários livros sobre a história do Campeonato Paulista, Rubens ressalta a beleza do prêmio. “Dos troféus colocados em disputa, com certeza, é o mais artístico de todos. Um troféu de muito bom gosto e bem elaborado. Acho um dos mais belos de todos”, disse o pesquisador, que se recorda com nostalgia da maneira em que as equipes comemoravam após serem condecoradas.

Historiador e escritor, Rubens Ribeiro se recorda do troféu nos 13 anos em que este foi o símbolo do título paulista

“Por ser um troféu pesado, os capitães das equipes tinham dificuldades para erguê-lo. De tão grande, vários jogadores o levantavam, e a tradicional volta olímpica era impossível de ser dada”, relembrou.

Em 1991 e 1992 foi a vez de o São Paulo de Telê Santana erguer o Troféu Palácio dos Bandeirantes. Com um time composto por vários craques de renome como Müller, Cafú e Zetti, a equipe tricolor marcou história na década de 1990 e levou para o memorial do Morumbi o prêmio em quatro oportunidades (1991/1992, 1998 e 2000), sendo que todos os triunfos foram erguidos pelo mesmo capitão: o camisa 10 Raí.

Um dos maiores ídolos da torcida são-paulina de todos os tempos relembra os momentos marcantes levantando a réplica do Palácio dos Bandeirantes. “O troféu era lindo, mas pesado e difícil de carregar sozinho. Foi um dos mais bonitos que já levantei e o símbolo do estado mais poderoso da América Latina”, disse o artilheiro do Paulistão de 1991 com 20gols.

Com figuras conhecidas como Raí e Edmílson, São Paulo conquistou o troféu no ano de 2000

Raí também destaca a importância em ser campeão em cinco oportunidades (também conquistou o título em 1989) do tradicional Campeonato Paulista e revela o mais importante de sua histórica carreira pelo time do Morumbi. “Foi uma das competições mais difíceis que joguei. Sempre disputado e com muita rivalidade. O de 1991 para mim foi inesquecível. Fiz três gols na primeira decisão contra o Corinthians e conquistamos o título”, relembrou.

Ao todo, cinco clubes conquistaram o troféu Palácio dos Bandeirantes. Além do Bragantino em 1990; o São Paulo em 1991, 1992, 1998 e 2000; o Palmeiras em 1993, 1994 e 1996; o Corinthians em 1995, 1997, 1999, 2001 e 2003; e por fim o Ituano, em 2002.

O Troféu Palácio dos Bandeirantes está exposto no Museu da Federação Paulista de Futebol, que fica localizado na Rua Federação Paulista de Futebol, nº 55, no bairro da Barra Funda. O museu está aberto para visitação do público de segunda a sexta-feira das 13h às 18h. Grupos podem visitar o museu com pré-agendamento pelo telefone (11) 2189-7000.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s