ICFUT – TP Mazembe 0 x 3 Inter de Milão – Campeão do mundo com trilha sonora colorada!

Fonte: http://www.futebolinterior.com.br

O título também coloca os italianos no mesmo patamar de brasileiros e argentinos

Depois de 45 anos de longa espera, o mundo volta a ficar aos pés da Internazionale de Milão. Com uma “trilha sonora colorada”, o time italiano mostrou ter aprendido a lição com Pachuca-MEX e Inter e bateu o TP Mazembe, por 3 a 0, na tarde deste sábado, no Estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, na final da sétima edição do Mundial de Clubes da Fifa.

Milan (2007), Manchester United (2008) e Barcelona (2009).

Levando em consideração a Taça Intercontinental – que era disputado entre os campeões europeus e sul-americanos -, a Inter conquista seu terceiro título mundial. Os dois anteriores foram conquistados em 1964 e 65, ambos contra o Independiente, da Argentina.

O título também coloca os italianos no mesmo patamar de brasileiros e argentinos. Agora, a “Velha Bota” passa a ter nove títulos mundiais, assim como Brasil e Argentina. O mesmo acontece com a Europa, que passa a ter 25 conquistas empatada com a América do Sul.

A conquista teve uma participação direta de quatro jogadores do Brasil: o goleiro Julio Cesar, o lateral Maicon, o zagueiro Lúcio e o volante Thiago Motta, todos titulares na final deste sábado – o meia Philippe Coutinho, outro brasileiro do elenco, não disputou a competição por estar contundido.

A Inter chegou ao Mundial sob ameaça de crise. Os resultados ruins na temporada, principalmente no Campeonato Italiano, já colocavam em risco o emprego do técnico espanhol Rafa Benitez, que assumiu o cargo no meio deste ano. Mas o time de Milão foi soberano na competição disputada em Abu Dabi, confirmando o favoritismo na semifinal contra o Seongnam (3 a 0) e na final diante do Mazembe (3 a 0).

Na decisão do título, a Inter da Milão não deu chances para surpresas. Dominou completamente o jogo e acabou com a festa do Mazembe. O time do Congo, no entanto, saiu do Mundial de Abu Dabi contente com a sua participação histórica. Depois de eliminar o mexicano Pachuca e o brasileiro Inter, se tornou o primeiro representante africano a disputar uma final de competição adulta da Fifa.

Um espetáculo a parte foi proporcionada pela torcida do Inter, mas o de Porto Alegre, no segundo tempo. Como a disputa de terceiro lugar foi no mesmo estádio, cerca de cinco mil colorados ficaram para assistir a decisão e deram uma grande demonstração de amor. Enquanto vencia o time congolês, o clube italiano era guiado pelos gritos de “olê, olê, olê… Inter! Inter!”.

Aqui, o Inter é outro…
Com uma marcação forte e saídas rápidas para o ataque, o Mazembe deixou a impressão no início de que poderia complicar a vida dos italianos. Bastou a Inter encaixar seu primeiro ataque, para acabar com este perigo. Aos 12 minutos, Eto’o fez linda assistência para Pandev, nas costas da zaga. O atacante só tirou do goleiro Kidiaba.

O time africano não teve muito tempo para se recuperar do gol sofrido. Cinco minutos depois de abrir o placar, o clube de Milão ampliou e, de novo, a estrela de Eto’o brilhou. Após receber belo passe de Zanetti, o camaronês teve tranqüilidade para dominar, girar e bater no cantinho do gol adversário.

Os dois gols em sequência liquidaram a decisão. A Inter assumiu o controle da partida e poderia ter saída para o intervalo com uma goleada, não fosse a falta de pontaria do argentino Diego Milito. Aos 24, ele recebeu nas costas da defesa e, na cara do gol, finalizou em cima de Kidiaba.

Os italianos seguiram controlando a partida, até que aos 42 minutos, Milito tornou a perder um gol inacreditável. O atacante recebeu passe de Pandev, mas demorou muito para chutar a gol e acabou desarmado pelo marcador.

Festa colorada?
Na segunda etapa, a Inter voltou dispersa e sonolenta. Isso incentivou o Mazembe a buscar mais o ataque e a levar algum perigo a meta de Júlio César. Mesmo assim, quem voltou a chegar perto de marcar novamente foram os europeus. Aos 14 minutos, Maicon escapou pela direita, cruzou e a bola explodiu no poste esquerdo.

Dois minutos depois, por pouco os africanos não diminuíram. Em um chute de longe, Singuluma obrigou Júlio César a fazer grande defesa. Aos 18, foi a vez de Kaluytuka aproveitar uma sobre do goleiro e mandar com perigo pela linha de fundo.

Após os sustos, o time de Rafa Benítez começou a tocar mais a bola e esfriou o jogo. A partir daí o espetáculo passou a ser do torcedor do Inter… mas o de Porto Alegre. Os cerca de dez colorados que permaneceram no estádio para ver a final começaram a cantar e fizeram uma bonita festa. No fim, aos 39, Biabiany ainda fez o terceiro para os italianos.

Ficha Técnica

TP Mazembe 0 x 3 Inter de Milão

Local: Estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi (Emirados Árabes)
Árbitro: Yuichi Nishimura-JAP
Cartões Amarelos: Bedi, Ekanga, Kaluytuka e Kasusula (Mazembe); Thiago Motta (Inter de Milão)
Gols: Pandev aos 12’/1T, Eto’o aos 16’/1T e Biabiany aos 39’/2T (Inter de Milão)

TP Mazembe
Kidiaba; Nkulukuta, Mihayo, Kimwaki e Kanda (Kasongo); Kasusula, Bedi, Singuluma e Kabangu; Ekanga e Kaluyituka.
Técnico: Lamine N’Diaye.

Inter de Milão
Julio Cesar; Maicon, Córdoba, Lúcio e Chivu (Stankovic); Cambiasso, Thiago Motta (Mariga) e Zanetti; Pandev, Eto’o e Milito (Biabiany).
Técnico: Rafael Benitez.

Um pensamento sobre “ICFUT – TP Mazembe 0 x 3 Inter de Milão – Campeão do mundo com trilha sonora colorada!

  1. Pingback: ICFUT – Retrospectiva 2010 « ICFUT

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s