ICFUT – Entrevista do craque Fred para o Estadão!

Fonte: O Estado de São Paulo

‘A reação incrível de 2009 levou nosso time a outro nível’

Bruno Lousada, Leonardo Maia / RIO – O Estado de S.Paulo

ENTREVISTA
FRED
Atacante do Fluminense, um dos “heróis” do ano passado

Um dos atletas mais caros do elenco do Fluminense, salário superior a R$ 600 mil por mês, o atacante Fred vive a expectativa de conquistar seu primeiro título do Campeonato Brasileiro. Nesta entrevista ao Estado, o ex-jogador da seleção brasileira – esteve na Copa de 2006 – classificou o técnico Muricy Ramalho como um dos melhores do mundo e disse que a experiência da equipe tricolor deve fazer a diferença na partida contra o Guarani, domingo, no Engenhão.
Muitos dizem que o Fluminense já é campeão, pois vai enfrentar um Guarani rebaixado na última rodada. Concorda?

Não. Muitos também diziam que atropelaríamos o Goiás em casa. E não foi isso que ocorreu. Encontramos muita dificuldade e, por pouco, não perdemos aquela partida no Engenhão. Todo cuidado é pouco.

O Fluminense foi campeão da Primeira Divisão do Brasileiro pela última vez em 1984. Isso provoca ansiedade?

Com ou sem jejum, a ansiedade sempre vai estar presente. Mesmo que o Fluminense tivesse sido campeão no ano passado, a ansiedade agora seria pela conquista do bicampeonato. Por isso, não temos escolha. A melhor saída é usar a experiência de jogadores consagrados como Deco, Emerson, Conca, Fernando Henrique, Belletti, Diguinho, entre outros, para transformar essa ansiedade em autoconfiança e, assim, nos tornarmos um time vencedor.

Muricy Ramalho pode conquistar o quarto título brasileiro em cinco anos. O que ele tem de diferente dos outros?

A perseverança e a justiça. Se ele almeja algo, sabemos que não vai descansar até concretizar suas metas. É sem dúvida um treinador acima da média e, sem dúvida, está no grupo dos melhores técnicos do futebol mundial. Estar prestes a conquistar o quarto título brasileiro num período de apenas cinco anos não é para qualquer um. Ainda bem que ele está do nosso lado.

O Fluminense se preocupa com a mala branca?

O Fluminense se preocupa apenas com seu adversário. Se vencermos, estará tudo resolvido. Contudo, sabemos que nossa vida não será nada fácil.

Acha que a arbitragem teve influência na classificação dos clubes durante o Brasileiro?

Não. Depois que o lance polêmico passa 100 vezes, em câmera lenta, nos programas de TV, aí fica fácil opinar. Quero ver ali na hora. Mas sou completamente favorável à profissionalização da arbitragem no Brasil, até mesmo para ela poder ser mais cobrada.

A classificação para a Libertadores está garantida. O grupo entra como favorito para conquistar o título internacional?

O plantel é forte. Acredito que o Flu está mais confiante e amadurecido para enfrentar decisões. Esse grupo que está aqui é muito experiente e entra, sim, como favorito ao título da Libertadores.

Em 2009, o Flu se superou com uma arrancada histórica para evitar a queda no Brasileiro. O que mudou de um ano para cá?

Aquela reação incrível, a 10 rodadas do fim do campeonato, levou nosso grupo a outro patamar. Desta vez, a confiança prevalece no nosso ambiente de trabalho. O plantel já tinha esse espírito vencedor desde o ano passado, só que não tínhamos conseguido demonstrar isso dentro de campo.

Você sofreu com muitas lesões. Como foi ficar ausente tanto tempo, com especulações sobre sua vida fora de campo, e voltar agora na reta final?

Nada na vida ocorre por acaso. Se, assim como no ano passado, estou tendo a oportunidade de retornar ao time numa reta final de campeonato, é porque algo de bom me aguarda. Tenho muita fé em Deus, e na minha vida nada foi conquistado com facilidade. Tive de suar muito e ainda tenho muitos objetivos a serem alcançados, como, por exemplo, voltar a defender a seleção brasileira.

Em relação às especulações sobre minha vida particular, penso o seguinte: se você é uma pessoa pública, tem de ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

O Conca é o melhor jogador do Brasileiro? O argentino é fora de série. Feio, mas fora de série (risos). Sem dúvida, o craque do Brasileiro. Teve participação importante na campanha, com gols e assistências. Mas prefiro destacar a união e a raça de todo o grupo. Isso é o grande diferencial da equipe.

QUEM É

Nome: Frederico Chaves Guedes
Idade: 27 anos (3/10/1983)
Local de nascimento:
Teófilo Otoni (MG)
Altura: 1,85 m
Peso: 85 kg
Posição: Atacante
Trajetória: Revelado pelo América-MG, defendeu também Cruzeiro e Lyon, da França. Disputou a Copa do Mundo de 2006

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s