ICFUT – Giro pelo futebol 19/11/2010

Fonte: Folha Online

Carpegiani diz que São Paulo tem que ser “artista” do espetáculo e se impor em campo

Brasileiro-2010 pode ter campeão com pior aproveitamento da era dos pontos corridos

Atacante Emerson desfalca o Fluminense contra o São Paulo

Alex Silva volta a treinar, e São Paulo deve ter 3 volantes contra o Flu

Kaká se solidariza com Balotelli e pede fim do racismo no futebol

Scolari encerra polêmica após agressão em Goiás

Jogo insosso no Nordeste cria desconfiança por ‘arranjo’

Após escândalo, Fifa suspende dirigentes, mas mantém regras eleitorais

Pontaria dos atacantes piora perto do gol

Número de pênaltis cresce 10% no Campeonato Brasileiro e supera outros Nacionais

Gol volta a se tornar artigo raro no São Paulo

‘Comédias’ ganham afagos no Corinthians

Até hoje o corintiano me agradece, diz Grafite que salvou o Corinthians da queda em

SULAMERICANA 2010 – LDU ( EQU) 3 x 2 Independiente ( ARG )

Fonte: Futebolinterior.com.br

Sul-Americana: LDU-EQU vence em casa e abre vantagem nas semifinais

O time equatoriano bateu o Independiente-ARG por 3 a 2

Na noite desta quinta-feira, na outra partida da semifinal da Copa Sul-Americana, LDU-EQU e Independiente-ARG se enfrentaram no Estádio Casa Blanca, em Quito, no Equador e o time da casa venceu por 3 a 2, após abrir três gols de diferença.

Os equatorianos no final do primeiro tempo, aos 43 minutos, abriu o placar com Salgueiro. Logo na volta para o segundo tempo, os time da casa fizeram mais dois, com Bolaños, aos três e Reasco aos 12. Só que os argentinos conseguiram diminuir com Silveira, aos 13 e Mareque aos 19. Agora, os dois times voltam a se enfrentar a exatamente uma semana, na próxima quinta-feira, só que na Argentina, no Estádio Libertadores de América. Para se classificar, o Independiente-ARG precisa apenas de uma vitória simples, até 2 a 1, já que marcou dois gols fora de casa.

Caso vença por 4 a 3, quem se classifica é a LDU-EQU já que vai marcar mais gols fora de casa. O time equatoriano também tem a vantagem de jogar pelo resultado de empate

Confira os resultados dos jogos de ida das semifinais da Sul-Americana:

Quarta-feira
Goiás 0 x 1 Palmeiras

Quinta-feira
LDU-EQU 3 x 2 Independiente-ARG

ICFUT – Tachado de gay, zagueiro famoso estaria de caso com cantora Shakira

Fonte: Futebolinterior.com.br

Tachado de gay, zagueiro famoso estaria de caso com cantora Shakira

Os dois teriam sido flagrados em Blanes, cidade costeira na Catalunha, no último domingo

 

Que evolução, hein Piqué!

A especulações que agitaram a Europa após a Copa do Mundo da África do Sul se confirmaram. Segundo o jornal espanhol Sport, o zagueiro do Barcelona e da seleção espanhola Piqué e popstar Shakira estão saindo.

Os dois teriam sido flagrados em Blanes, cidade costeira na Catalunha, no último domingo. Já está rolando na internet até mesmo uma suposta foto do xerifão do Barça beijando a bela cantora colombiana.

Em agosto, jornais europeus já haviam noticiado que os dois pombinhos passaram algumas noites juntos em um hotel de Ibiza, ilha da comunidade autônoma Ilhas Baleares, a leste da Espanha, no mediterrâneo.

A revista Cuore, na época, garantiu que o garanhão foi visto entrando no quarto de Shakira. A informação teria sido confirmada por funcionários do hotel.

O que deixa a todos intrigados é que ambos são comprometidos. A musa namora Antônio de la Rua, filho do ex-presidente da Argentina Fernando de la Rúa. Já o jogador namora a bela Núria Tomás. Esta não seria a primeira vez que a cantora se meteria em uma polêmica.

Há alguns anos, já foi publicado que a beldade teria feito um ménage à trois (sexo a três) com seu namorado De la Rúa e o cantor espanhol Alejandro Sanz. Em 2010, chegou-se a comentar que ela teria tido um caso com o tenista espanhol Rafael Nadal.

Por outro lado, o Piqué já foi tachado de homossexual pela imprensa espanhola, após algumas fotos comprometedoras com o ex-companheiro Ibrahimovic, hoje no Milan.

Veja video da gata !

ICFUT – Entrega pro Flu, São Paulo

Fonte: Diário do Comércio – SP

Entrega pro Flu, São Paulo

A eleição foi comprada, todo mundo está José Serra (careca) de saber.
Neil Ferreira – 18/11/2010 – 21h31

Neil Ferreira é publicitário

Você viu o “pênalti” arrumado contra o Cruzeiro, aos 43 do segundo tempo, que deu a “vitória” para o córintcha, mostrado e provado em prosa e verso pela tevê como falso, inexistente, roubado ?  Até os córintchanos de bem (são poucos mas existem) ficaram envergonhados, ganharam em gritante silêncio, nem foguetes soltaram, resolveram economizar para alguma vitória verdadeira. Ronaldão Fofão, entrevistado após o jogo, confirmou o “pênalti” sob gargalhadas gerais dos repórteres.  Você não ficou pê da vida ? Eu fiquei.

Não posso fazer nada a não ser aderir à Campanha Cívica “Entrega pro Flu, São Paulo”.

A primeira é que não podemos dar mais esmola para o córintcha de novo. Chega já quando a marginália ia sendo despachada para a segundona e o Grafite marcou dois num timeco aí e salvamos a casca grossa dos gambáticos. A segunda é que a urubuzada, mal-agradecida, entregou para o Flamengo no ano passado, acho que o jogo foi em Campinas, a gente não esquece, o córintcha tomou de 2×0, prejudicou  São Paulo e Palmeiras e saiu do campo dando risada e comemorando.

A terceira é que o Flu é tricolor como nós, pó de arroz como nós, Muricy como nós, zelite como nós. A quarta e principal é que as cartas estão marcadas e precisamos melar esse jogo sujo  por medida de limpeza pelo menos do futebol desta pátria amada, salve salve. É razão puramente ideológica, que nada tem a ver com torcer para o São Paulo, para o Palmeiras ou contra o córintcha (esta é de longe  a maior torcida do Brasil; meu segundo time do coração, que sou desde criancinha, é aquele que joga contra o córintcha).

O Cara, por achar que pode tudo e manda em tudo, supostamente obnubilado por supostos eflúvios alegadamente oriundos das Terras Altas do Reino Unido, talvez Scotland, não sou assim tão viajado, entregou a armação. “Por que estás tão feliz, meu Amo e Senhor ?” indagou-lhe um áulico de supresa e em público. A pergunta parecia até “plantada” pois a resposta veio na bucha e em voz alta e pastosa para todos ouvirem: “A Dilma ganhou e o córintcha vai ser campeão” e brindou tumando mais uma, o agora Premero Comentarista
e Profeta-Mor do Futibór.

Estávamos a seis ou sete rodadas antes do final e os mais reconhecidos especialistas do ramo, como Neto, Casagrande, Falcão e o Calaboca Galvão, entre outras sumidades passavam noites em mesas redondas, tentando adivinhar o que poderia acontecer e u Ômi já profetizava o resultado, fala sério.

Faz-se necessária uma explicação. O Oráculo de Delfos também falava uma fala pastosa e incompreesnível pela boca de uma sacerdotisa, supostamente obnubilada por eflúvios oriundos do âmago da Terra. Como ninguém entendia niques do que a mina chapada falava, ela acertava sempre. Tudo o que acontecia era o que ela tinha falado, embora ninguém entendesse uma vírgula.

A fala do Padim Padi Ciço redivivo não foi a mesma coisa, todo mundo entendeu claramente o que disse e que foi transmitido, gravado, apresentado, escrito e publicado. Era mais do que uma profecia – era uma ordem. A eleição foi comprada, todo mundo está José Serra (careca) de saber. A diferença do Poste para o Serra, uns 14 milhões de votos, era “por coincidência” um número “coincidente” com as bolsas-esmola distribuídas pelo gunnverrno separatista você sabe de quem. Isso a gente engolimos vai, já acostumamos.

Mas futebol, péra lá, treta no futebol a gente não permitimos. Podemos tragar calados um Poste aqui e uma CPMF ali, mas ajeitação com a mão no futebol, isso a gente chiamos barbaridade. O Brasileirão, o Carnaval e a Praia são mais importantes do que inleissão.

Não esquecemos que o ex-presidente do córintcha, que alegadamente sumiu com supostos Cem Milhões de Reais, confessou e foi gravado por supostos federais e a gravação alegadamente foi “vazada” pelos mesmos supostos federais, que “o Brasileirão de 2005 foi roubado, o campeão foi o Internacional de Porto Alegre” (sic, palavras do ex-presidente córintchano, eu escutei num monte de emissoras de rádio, esqueci o nome do indigitado, seria Dualibe ?).

E agora de novo ? Ma che ! Os palestrinos não permitirão nem os pó de arroz são-paulinos. Podem nos chamar de periquitos (a eles, os pelstrinos) e de bambis (a nós, os são-paulinos), que estamos juntos nessa empreitada, “somos flacas pero somos muchas”, como dizem las hermanitas argentinas.

E tomem tento marginália, gambazada, urubuzada e bebunzada, o Cara não dá gole sem jogar umas gotas pro santo. O prano delli é arrumar mais esse campeonato pra vosseis e daqui a pouco, quando ficar desempregado, vai querer ser presidente aí dos Estados Unidos da Marginal, por dois mandatos no mínimo.  E vai transformar todos os aerobus
do Tietê em aerolullas de luxo.

Mas esse não é o pobrema. O pobrema é que adispois elle vai empurrar a Dillma nosseis também. Guenta ! CÓRINTCHA CAMPEÃO ? ESSA NÃO.

Por Cleber Aguiar – Brasil terá a Copa mais cara até hoje !

Fonte: O Estado de São Paulo

Brasil terá recorde de custo com estádios

Levantamento feito com base em relatórios oficiais mostra que País investirá R$ 5 bilhões, bem mais do que nas últimas Copas

JAMIL CHADE – Correspondente – O Estado de S.Paulo


Paulo Vitor/AE – 18/10/2010
A estrela da festa. O Maracanã é um dos estádios brasileiros que passarão por reformas para a Copa do Mundo de 2014. O palco da final, no Rio, custará aproximadamente R$ 1 bilhão

ZURIQUE – Sem investir em estádios há décadas, o Brasil terá de arcar com o maior custo dos últimos tempos para a construção de arenas para a Copa do Mundo de 2014. Dados obtidos pelo Estado mostram que o orçamento brasileiro para preparar os estádios para o evento supera não apenas o das quatro Copas passadas, mas também é mais elevado do que a previsão de gastos de quase todos os candidatos para os Mundiais de 2018 e 2022. A única proposta com custo mais elevado de gastos em arenas é a da Rússia, para a Copa de 2018.

Na França, em 1998, o custo final dos estádios foi de pouco menos de US$ 2,6 bilhões. Quatro anos depois, na Coreia do Sul e no Japão, os gastos totais chegaram a US$ 2 bilhões. Em 2006, a Alemanha investiu US$ 1,8 bilhão em seus estádios. Na época, a Fifa declarou que nunca uma Copa havia ocorrido em condições tão perfeitas. A Copa não foi isenta de problemas. O estádio de Munique chegou a ser alvo de um escândalo de corrupção. Mas os dois chefes do grupo que comandava o desvio de dinheiro foram presos antes mesmo de começar o Mundial. Neste ano, na África do Sul, os custos dos estádios atingiram US$ 2,2 bilhões. A previsão era de que a Copa de 2010 teria gasto de US$ 1,1 bilhão em estádios. Acabou com o dobro. Os dados foram todos obtidos por meio de documentos oficiais de cada um dos eventos, em suas contas apresentadas à Fifa.

Para 2014, no Brasil, a estimativa inicial era de que os estádios não teriam custo superior a R$ 3,7 bilhões. A CBF ainda tinha prometido que não haveria dinheiro público. Hoje, o valor já é superior a R$ 5,07 bilhões, cerca de US$ 3 bilhões. Um dos argumentos é de que seria natural que, a cada quatro anos, o custo de realizar uma Copa seja elevado. A questão é que os candidatos para as próximas Copas depois de 2014 também apresentam projetos mais econômicos que o do Brasil. Em grande parte deles, o custo mais baixo é resultado de anos de investimentos nas arenas esportivas. Para 2018, documentos oficiais dos candidatos mostram custos relativamente reduzidos. Na candidatura de Espanha e Portugal, a estimativa é de que serão necessários US$ 2 bilhões. Na Inglaterra, US$ 2,5 bilhões. Um dos argumentos é de que, em ambos os países, os estádios já estão praticamente prontos e não haveria necessidade de grandes reformas.

Para inspetores da Fifa, o Santiago Bernabéu, o Camp Nou e mesmo o estádio do Benfica em Lisboa precisariam apenas de “retoques” para ficarem adequados ao Mundial. Em Londres, o governo já se antecipou, derrubou o antigo estádio de Wimbledon e uma nova arena já apareceu em seu lugar.

Ainda assim, os custos no Brasil para a construção dos estádios estão acima dos de outros países. Na Holanda e Bélgica, por exemplo, o orçamento para os estádios em 2018 é de US$ 2,4 bilhões. Ainda assim, a candidatura conjunta dos holandeses e belgas promete construir sete estádios novos nos dois países.

O mais caro de todos e que supera até o Brasil é o da Rússia, com gastos planejados para os estádios de US$ 3,8 bilhões, alimentado pelo dinheiro de magnatas e dos lucros do petróleo. O país, porém, vive uma situação similar à do Brasil. Seus estádios, salvo o de Moscou, são ainda dos anos da União Soviética e passarão por uma remodelação total caso a Rússia ganhe o direito de receber a Copa de 2018.

Para a 2022, as estimativas também são inferiores às que o Brasil apresenta. A Austrália estima que precisará de US$ 2,2 bilhões para preparar seus estádios. Isso tendo já organizado a Olimpíada de Sydney em 2000.

No Japão, que organizou a Copa de 2002, a previsão é de investimento de no máximo mais US$ 1,3 bilhão para o Mundial vinte anos depois. Quem empata com o Brasil em custos seria o Catar, que quer ser o primeiro país árabe a ter uma Copa. O emir local promete destinar US$ 3 bilhões às obras dos estádios para 2022.

Um outro estudo também mostra que o custo de cada assento nos estádios brasileiros é mais alto que o de Copas passadas. Segundo a consultoria Crowe Horwath, cada assento em 2006 na Alemanha custou o equivalente a R$ 7,1 mil. Na África do Sul, neste ano, o preço subiu para R$ 7,5 mil. Na Fonte Nova, por exemplo, cada um custará em média R$ 11,8 mil.

‘Com 65 mil lugares, Itaquerão está pronto para a abertura’

Jamil Chade ZURIQUE – O Estado de S.Paulo

A Fifa diz nunca ter visto o projeto ampliado do estádio de Itaquera. Mas garantiu ontem que essa será mesmo a escolha para a abertura da Copa de 2014. Em declarações ao “Estado”, o secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke, foi claro em anunciar que, quando a CBF e o Corinthians apresentarem um estádio com mais de 65 mil lugares, ele será aprovado como o palco da abertura da Copa. “Quantos lugares tem? Se tiver mais de 65 mil, está pronto para ser a abertura da Copa”, disse Valcke, com discurso bem diferente do adotado na época em que o estádio em questão era o Morumbi.

Por Cleber Aguiar – Estádios do Campeonato Paulista 2011 ameaçados !

Fonte: O Estado de São Paulo

Estádios sob ameaça para o Paulista

Prazo para a FPF receber laudos necessários para liberar as praças acaba amanhã e clubes ainda buscam documentação

Almir Leite – O Estado de S.Paulo

O Paulista de 2011 começa em 16 de janeiro, mas os clubes têm até amanhã para entregar à Federação Paulista de Futebol os laudos técnicos necessários para que seus estádios sejam considerados aptos para receber partidas. O prazo estabelecido dificilmente será cumprido. Até ontem, apenas quatro equipes (não reveladas) haviam enviado a documentação. A FPF ameaça recomendar ao Ministério Público a não liberação das praças que não obedecerem o cronograma.

Após o barulho feito pelo MP em setembro sob alegação de descumprimento de quesitos necessários para dar segurança aos torcedores (leia ao lado), a FPF criou, no mês seguinte, o Departamento Técnico de Estádios, para tratar do tema. “Vamos fiscalizar, mas também ajudar os clubes, caso solicitem algum aconselhamento técnico””, disse o engenheiro civil e oficial do Corpo de Bombeiros Humberto Macambyra, diretor do departamento.

Para um estádio obter aval são necessários laudos que atestem a garantia de segurança e condição sanitária e também de higiene nos estádios. Os pareceres são feitos pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária. A FPF quer os laudos até amanhã – embora o artigo 23 do regulamento do Estadual determine 45 dias antes do início da disputa, o que seria 2 de dezembro – para que possa analisá-los, pedir correções necessárias nos estádios e depois enviá-los ao MP até 16 de dezembro, como acordado com o órgão.

O Estado consultou alguns clubes e constatou que ainda há dúvidas até sobre formas de procedimento. “Já foi feita vistoria em nosso estádio (o Santa Cruz), mas o MP determinou que PM, Bombeiros e a Vigilância mandem os laudos diretamente para ele. Então, não sabemos o que temos de fazer (de ajustes)””, disse o vice-presidente do Botafogo, Gilberto Pinhata. “Se soubéssemos, poderíamos resolver os problemas com rapidez.””

Extraoficialmente, sabe-se que foi pedido, por exemplo, a construção de laje isolando o vestiário do banheiro destinado às Policias femininas no estádio.

Mauro Guerra, diretor de futebol do Oeste, disse que no estádio Idenor Picardi está sendo feito tudo o que os órgãos que fizeram a auditoria pediram, “como a troca das madeiras desgastadas em parte da arquibancadas””. Ele ainda não enviou os laudos à FPF. “Mas isso pode ser feito de dos dois jeitos: nós enviamos e os vistoriadores também””.

A vistoria no Moisés Lucarelli ocorreu quarta-feira. “Não tem nenhuma restrição””, garante o administrador do estádio da Ponte Preta, Odair Marcussi. O clube ainda não mandou os documentos para a federação. “Quem vai enviar são os órgãos.””

Macambyra estranha as dúvidas. “A responsabilidade do envio da documentação à entidade é dos clubes, mesmo que também enviem para o MP””, disse. Como o prazo termina no fim de semana, ele vai esperar até segunda-feira para fazer balanço. Mas alerta: “O clube que não cumprir o prazo corre risco: a FPF pode recomendar ao MP a não liberação do estádio””.

Multa por jogo em local inseguro é de R$ 100 mil

Almir Leite – O Estado de S.Paulo

A criação do Departamento Técnico de Estádios é consequência de polêmica em que o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, se envolveu com o Ministério Público de São Paulo – e também de acordo feito com o órgão. Em setembro, o promotor do MP, Roberto Senise, pediu a destituição de Del Nero, sob alegação de falta de cooperação no empenho para dar segurança ao público nos estádios. À época, o dirigente negou, argumentando que, nos nove primeiros meses deste ano, 58 estádios foram interditados. Mas a confusão o levou a assinar com o MP Termo de Ajustamento de Conduta, no qual a FPF se compromete a entregar ao órgão laudos garantindo a segurança dos estádios 30 dias antes do início do campeonato. Em seguida, criou o departamento para fiscalização. Os clubes deverão providenciar laudos, renovados anualmente, e atualizá-los a cada evento. A multa por abrigar jogo em estádio sem condição é de R$ 100 mil por partida.

ICFUT – Juiz pé quente apita jogo do Timão !

Fonte: O Estado de São Paulo

Juiz ‘pé-quente’ apita jogo do Corinthians

Carlos Eugênio Simon é sorteado para partida decisiva com o Vitória, em Salvador. Equipe paulista venceu todas fora de casa com a arbitragem do gaúcho

Fábio Hecico – O Estado de S.Paulo

Corinthians, Fluminense e Cruzeiro, os envolvidos na disputa do título nacional, gostariam de ver os árbitros tops do País em seus jogos nesta reta final de campeonato após polêmicas envolvendo os homens do apito no fim de semana passada: foi ou não falta de Gil em Ronaldo dentro da área? Thiago Ribeiro e Wellington Paulista sofreram pênaltis diante do Corinthians? Foi pênalti para o Fluminense? As questões ainda repercutem, mas a verdade é que a CBF atendeu os times e escalou o que tem de melhor para seus jogos. Vitória e Corinthians, no Barradão, por exemplo, será comandado por Carlos Eugênio Simon. Curiosamente, o gaúcho dá sorte ao líder neste Brasileiro.

Das seis vitórias do Corinthians fora de casa, três foram sob a arbitragem de Simon. Todas válidas pelo segundo turno e em duelos complicados: nos 2 a 1 sobre o Fluminense, no Engenhão, nos 3 a 2 diante do Santos, na Vila Belmiro, e nos 2 a 0 no São Paulo, em pleno Morumbi.

“Na reta final sempre chamam o velho”, brinca o árbitro, sobre o fato de normalmente aparecer nos jogos mais importantes das competições. Em sua temporada de aposentadoria (está com 45 anos, idade limite para apitar), Simon, recordista de jogos em Brasileiros (292, em sua conta), fará seu 24º no Nacional e espera seguir distante das polêmicas. “A fase está espetacular. Olha o que apitei de jogos aí e nada (de reclamações). Vou para lá (Salvador) tranquilo”, diz.

Mesmo cansados de reclamações dos adversários sobre favorecimento da arbitragem, os jogadores aprovam a escolha da CBF. “É difícil falar dos juízes e a polêmica vamos deixar para lá. O importante é fazer nossa parte e o Simon ter um bom jogo lá”, afirma o meia Danilo.

“Espero que os profissionais envolvidos tenham a competência e não cometam erros. Torço, quero e tomara que as pessoas responsáveis saibam que os árbitros são seres humanos. Não espero vê-los favorecendo ninguém, só peço que sejam iguais para todos”, observa Tite. Durante a semana, o técnico se revoltou ao colocarem o trabalho corintiano sob judice e não gostou das reclamações dos cruzeirenses apontando para um possível “esquema de arbitragem”.

O capitão William preferiu não falar sobre Simon. Mas fez sugestão. “Não gosto de ficar focando em árbitro. Já tinha falado antes do jogo com o Cruzeiro e repito: me preocupa a morosidade em profissionalizar a arbitragem no Brasil. Há tempos que ouço isso e ninguém apresenta proposta”. E comentou: “Se não me engano, o árbitro, pela responsabilidade que tem, é o único que não é profissional numa partida.”

Por Éder – Imperador no Timão !

Fonte: Globo.com

Adriano decide voltar para o Brasil em janeiro, diz colunista

Objetivo do Imperador seria recuperar a alegria não reencontrada no futebol italiano

Por GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

O atacante Adriano já arruma as malas para retornar ao Brasil em janeiro. Ao menos essa é a afirmação de Ancelmo Gois em sua coluna no jornal O Globo, na edição desta sexta-feira. O destino do Imperador poderá ser o Corinthians, onde formaria dupla com Ronaldo, que deverá encerrar a carreira já no próximo ano.

Adriano, inclusive, foi indicado publicamente pelo amigo em entrevista concedida no último dia 8.

– Eu indicaria o Adriano, o Imperador. Ele tem a cara do Corinthians, é um guerreiro e tem uma história fantástica de superação. Ele poderia se encaixar no Corinthians como uma luva – sugeriu Ronaldo.

Após brilhar pelo Flamengo na conquista do título brasileiro de 2009, Adriano deixou o clube da Gávea em maio deste ano, acertando com o Roma. O desempenho do centroavante, no entanto, está sendo aquém do esperado. Após doze rodadas do Campeonato Italiano, foram somente duas partidas com a camisa do time romano.