Por Cleber Aguiar – Neymar e Marcel brigam no treino.

Fonte: Globo.com

Brincadeira no treinamento termina em confusão entre Neymar e Marcel

Centroavante não gosta do pedido de companheiro para pegar leve com o aniversariante Zé Eduardo e inicia bate-boca após treino no CT Rei Pelé

Por Tiago Leme Santos, SP

No dia em que foi convocado novamente para a Seleção Brasileira, Neymar deixou o treinamento com um sentimento bem diferente do que ele mesmo poderia esperar. Em vez da felicidade por vestir a amarelinha mais uma vez, o atacante santista ficou revoltado com uma confusão no gramado do CT Rei Pelé, nesta sexta-feira. Tudo começou com uma brincadeira, mas acabou com os ânimos exaltados, até a turma do deixa-disso acalmar a situação.

Assim como é normal com os aniversariantes no Santos, Zé Eduardo – que completou 23 anos nesta sexta-feira – foi alvo dos companheiros após o rachão. Foi amarrado em uma das traves e recebeu ovadas, farinha, terra, água e boladas. No momento em que os jogadores chutavam bolas contra o atacante, Neymar entendeu que Marcel estava exagerando na brincadeira ao abusar na força dos chutes e foi tirar satisfação com ele, pedindo para o centroavante pegar leve. Marcel não gostou, se exaltou, tomou a iniciativa e foi para cima de Neymar.

confusão no treino do santos, ze eduardo, neymar, marcelNeymar e Marcel (direita) se estranham e são separados por Pará (Foto: Ricardo Saibun/ Ag.Estado)

Aí a confusão começou. Os dois se desentenderam e chegaram a trocar empurrões e muitos xingamentos. Os outros jogadores chegaram para apartar a briga, e o lateral Pará conseguiu segurar Marcel. Logo em seguida, Neymar deixou o gramado e foi para os vestiários do CT.

Apesar dos pedidos dos jornalistas, Neymar não concedeu entrevistas após o treinamento. A versão oficial do Santos é que o atacante estava com pressa para renovar o passaporte para ir ao Qatar, já que o time viaja para Porto Alegre ainda nesta sexta.

O jogador Zé Eduardo é alvo de brincadeiras dos colegas no dia do seu aniversário no treino do santosZé Eduardo é amarrado na trave e leva ovos e farinha na cabeça (Foto: Werther Santana / Agência Estado)

Por Cleber Aguiar – Convocação da Seleção Brasileira!

Fonte: Globo.com

Mano convoca Ronaldinho Gaúcho e Neymar para jogo contra a Argentina

Apoiador do Milan retorna à Seleção Brasileira após ter ficado fora da lista para a Copa do Mundo. Atacante do Santos também volta a ser chamado

Por Márcio Iannacca Rio de Janeiro

MONTAGEM - Neymar e Ronaldinho Gaúcho
Neymar e Ronaldinho estão de volta à Seleção
para o jogo diante da Argentina (Getty Images)

Ronaldinho Gaúcho está de volta. Nesta sexta-feira, no Hotel Intercontinental, em São Conrado, Zona Sul do Rio de Janeiro, o técnico Mano Menezes confirmou o retorno do apoiador do Milan à Seleção Brasileira no amistoso contra a Argentina, no dia 17 de novembro, em Doha, no Qatar. Além do jogador, o atacante Neymar, do Santos, também foi novamente lembrado pelo treinador. A única novidade é o apoiador Douglas, do Grêmio.

Mano decidiu chamar Ronaldinho após conversar com o jogador no centro de treinamento do Milan e de acompanhar o desempenho do jogador em duas partidas do clube na Europa, contra o Chievo (3 a 1), pelo Campeonato Italiano, e diante do Real Madrid (derrota por 2 a 0), pela Liga dos Campeões. A partir, o comandante da Seleção decidiu por chamar o atleta.

Ronaldinho Gaúcho não era chamado para a Seleção Brasileira desde março do ano passado. A última partida do jogador pela equipe canarinho foi no dia 1º de abril, na vitória por 3 a 0 sobre o Peru, no Beira-Rio, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Neymar é outro que retorna à Seleção. Após ficar fora dos amistosos contra o Irã (3 a 0), em Abu Dhabi, e diante da Ucrânia (2 a 0), em Derby, na Inglaterra, por problemas disciplinares no Santos, o jogador ganhou uma nova oportunidade de Mano Menezes. O atacante é tido como um dos pilares do processo de renovação da Seleção após a Copa do Mundo da África do Sul.

Confira a lista de convocados por Mano Menezes:

Goleiros:
Victor (Grêmio)

Jeferson (Botafogo)
Neto (Atlético-PR)

Laterais:
Daniel Alves (Barcelona)

Rafael (Manchester United)
Adriano Corrêa (Barcelona)
André Santos (Fenerbahçe)

Zagueiros:
Thiago Silva (Milan)
David Luiz (Benfica)
Alex Costa (Chelsea)
Réver (Atlético-MG)

Volantes:
Lucas (Liverpool)

Ramires (Chelsea)
Sandro (Tottenham)
Jucilei (Corinthians)

Meias:
Douglas (Grêmio)

Philippe Coutinho (Inter de Milão)
Ronaldinho Gaúcho (Milan)
Elias (Corinthians)

Atacantes:

Robinho (Milan)
Alexandre Pato (Milan)
André (Dínamo de Kiev)
Neymar (Santos)

ICFUT – Ronaldinho Gaúcho baba por Funkeira!

Fonte: Futebolinterior.com.br

Fiu, fiu! Ronaldinho Gaúcho “baba” no rebolado de funkeira na Itália

Quem não deve ter gostado nada é a nova namorada do jogador, a atriz e modelo italiana Sara Tommasi

O meia Ronaldinho Gaúcho anda desfalcando o Milan por conta de uma lesão. O jogador, entretanto, continua a ser notícia. Desta vez, ele foi flagrado em um show da funkeira Perlla, em Turim, na Itália. A musa realiza uma turnê pela Europa.

Esta, no entanto, não é a primeira vez que o craque brazuca “baba” no rebolado da beldade. No ano passado, o jogador já havia assistido ao um show da cantora, mas em Milão, cidade onde mora.

Ronaldinho até posou para fotos ao lado de Perlla. Quem não deve ter gostado nada é a nova namorada do jogador, a atriz e modelo italiana Sara Tommasi. Ou será que o meia não está mais com a bela moça?

Video da Gata !!!


ICFUT – Classificação e Jogos da Série A – Brasileirão 2010

Links  para jogos ao vivo

https://icfut.wordpress.com/2010/07/23/icfut-links-para-transmissao-dos-jogos-da-serie-a-b/

Destaque da Rodada



Fluminense vence e lidera o campeonato !

Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1 Fluminense-RJ 57 32 16 9 7 53 33 20 59.4
2 Corinthians-SP 54 32 15 9 8 54 39 15 56.2
3 Cruzeiro-MG 54 31 15 9 7 43 32 11 58.1
4 Santos-SP 48 31 14 6 11 53 42 11 51.6
5 Internacional-RS 48 31 14 6 11 37 33 4 51.6
6 Botafogo-RJ 48 31 11 15 5 43 32 11 51.6
7 São Paulo-SP 47 32 13 8 11 45 46 -1 49.0
8 Atlético-PR 47 32 13 8 11 36 40 -4 49.0
9 Grêmio-RS 47 32 12 11 9 52 41 11 49.0
10 Palmeiras-SP 44 31 10 14 7 36 31 5 47.3
11 Ceará-CE 43 32 10 13 9 28 31 -3 44.8
12 Vasco da Gama-RJ 42 31 9 15 7 35 33 2 45.2
13 Flamengo-RJ 39 32 8 15 9 35 34 1 40.6
14 Atlético-GO 36 32 10 6 16 43 48 -5 37.5
15 Guarani-SP 35 31 8 11 12 31 44 -13 37.6
16 Atlético-MG 34 31 10 4 17 41 54 -13 36.6
17 Vitória-BA 34 31 8 10 13 34 41 -7 36.6
18 Goiás-GO 31 31 8 7 16 34 50 -16 33.3
19 Avaí-SC 30 31 7 9 15 39 49 -10 32.3
20 Grêmio Prudente-SP 24 31 6 9 16 31 50 -19 25.8
32ª RODADA
27/10 – 22h00 Flamengo-RJ 1 x 1 Corinthians-SP
28/10 – 21h00 São Paulo-SP 2 x 1 Atlético-PR
28/10 – 21h00 Fluminense-RJ 2 x 0 Grêmio-RS
28/10 – 21h00 Atlético-GO 1 x 1 Ceará-CE
30/10 – 16h00 Vitória-BA x Vasco da Gama-RJ
30/10 – 16h00 Internacional-RS x Santos-SP
30/10 – 18h30 Grêmio Prudente-SP x Cruzeiro-MG
30/10 – 18h30 Atlético-MG x Botafogo-RJ
30/10 – 18h30 Avaí-SC x Guarani-SP
30/10 – 18h30 Palmeiras-SP x Goiás-GO
33ª RODADA
3/11 – 19h30 Vasco da Gama-RJ x Grêmio Prudente-SP
3/11 – 19h30 Botafogo-RJ x Atlético-GO
3/11 – 19h30 Internacional-RS x Fluminense-RJ
3/11 – 19h30 Santos-SP x Vitória-BA
3/11 – 21h50 Cruzeiro-MG x São Paulo-SP
3/11 – 21h50 Corinthians-SP x Avaí-SC
3/11 – 21h50 Ceará-CE x Flamengo-RJ
4/11 – 21h00 Guarani-SP x Atlético-MG
4/11 – 21h00 Goiás-GO x Grêmio-RS
4/11 – 21h00 Atlético-PR x Palmeiras-SP

Por Silvana – Ceni: “quero a vaga na Libertadores e vencer o Corinthians”

Goleiro do São Paulo já mira confronto diante do rival alvinegro

Fonte: Terra Esporte

O sonho de obter uma vaga na Copa Libertadores da América ainda está vivo para os são-paulinos. Porém, este não é o único objetivo do clube neste Campeonato Brasileiro. Assim como Alex Silva, que durante a semana admitiu que deseja atrapalhar o pentacampeonato do Corinthians, o goleiro Rogério Ceni também mira o rival.

“Tenho dois objetivos: ganhar a vaga da Libertadores e ganhar o jogo do Corinthians, assim como quero ganhar do Cruzeiro e de qualquer um. Vencer e atrapalhar o Corinthians? Espero que atrapalhe, pois eles estão brigando com a gente e temos perdido nos últimos três anos. Tenho que ganhar meu jogo contra o rival, agora, atrapalhar? Cada um que faça o seu melhor, vamos tentar as seis vitórias, inclusive contra o Corinthians”, disse o capitão.

Nesta quinta, na vitória por 2 a 1 sobre o Altlétio-PR, o goleiro completou 700 jogos como capitão do time tricolor. Com a experiência de já ter levantado um título da Libertadores, em 2005, Ceni não cogita desistir da briga pela vaga.

“Espero que consigamos vencer os próximos cinco jogos. É dificil, mas quem sabe ainda dá para beliscar uma terceira vaga. Vamos tentar”, afirmou.

Por Edgar Santista – Dirigente do Milan não descarta retorno de Kaká ao clube italiano

Porém, Adriano Galliani não sabe quando e como vai fazer para trazer o craque

Portas abertas para o retorno de Kaká ao Milan, pelo menos no pensamento de Adriano Galliani, vice-presidente do Milan. Há uma semana, o dirigente descartou a contratação do craque, no entanto, mudou de ideia nesta quinta-feira. Questionado sobre um possível regresso do brasileiro em 2011, Galliani admitiu que Kaká poderá voltar a vestir a camisa rubro-negra, mas não deixou claro quando será.

– O retorno de Kaká? Nunca digo nunca. Já seguimos Hernanes e Pastore no passado, mas tínhamos um grande meia chamado Kaká. Se ele vai regressar? Não é possível formular uma hipótese sobre seu retorno ao Milan neste momento – disse.

Vendido há pouco mais de um ano ao Real Madrid, Kaká não conseguiu repetir a mesma performance que teve com a camisa do Milan no futebol espanhol. O brasileiro custou cerca de € 65 milhões (R$ 155 milhões) ao Real , mas até agora ainda não rendeu a fortuna investida.

Quem torce por um retorno do brasileiro é o seu compatriota e companheiro de seleção brasileiro na Copa do Mundo, o atacante Robinho.

– É um grande jogador, que jogou muitos anos no Milan e que deixou a sua marca. Se voltar, melhor para nós, para o time todo – comentou.

Fonte: Globoesporte.com

Por Edgar Santista – Juventus quer de volta títulos retirados por escândalo

O presidente da Juventus, Andrea Agnelli, anunciou nesta quinta-feira que irá entrar com um pedido na justiça para recuperar os dois títulos italianos que foram retirados do clube, após denúncias de corrupção.

Acusada de estar envolvida em um escândalo de manipulação de resultados, a Juve teve cassados os títulos das temporadas 2004/05 e 2005/06 e ainda foi punida com o rebaixamento para a segunda divisão. Envolvidos no episódio, Lazio e Fiorentina também foram rebaixados, enquanto o Milan ficou na primeira divisão, mas começou o campeonato com pontos negativos e não disputou a Liga dos Campeões.

De acordo com a diretoria do clube de Turim, uma nova evidência surgiu em um tribunal de Nápoles acenando que a Inter de Milão, clube que herdou os títulos na época, também teria se beneficiado com os jogos manipulados.

Fonte: esporteinterativo.com.br

Por Rogerinho – São Paulo derrota o Furacão, sobe duas posições e cola no G-4 do Brasileirão

Fonte: Globo.com

Com gols de Ricardo Oliveira e Miranda, Tricolor fez 2 a 1 e ficou apenas um ponto atrás do Botafogo, último time garantido na Libertadores de 2011

O São Paulo segue em busca da difícil vaga na Taça Libertadores da América de 2011. Na noite desta quinta-feira, atuando em Barueri, o time levou a melhor no chamado “jogo de seis pontos”, derrotou o Atlético-PR por 2 a 1, ganhou duas posições, e ficou muito perto do G-4 do Campeonato Brasileiro. O Tricolor foi aos 47 pontos, um a menos que o Botafogo, que hoje seria o quarto representante no torneio sul-americano de 2011. Mas o time carioca entrará em campo no sábado, para enfrentar o Atlético-MG, em Sete Lagoas. Já o rival paranaense, que tem o mesmo número de pontos, foi ultrapassado na tabela de classificação por ter saldo de gols inferior ao time do Morumbi, que também deixou o Grêmio para trás, já que os gaúchos perderam para o Fluminense por 2 a 0, no Engenhão, no Rio de Janeiro.

miranda comemora, são paulo x atlético-prMiranda comemora o segundo gol do Tricolor, marcado no começo do segundo tempo, e que garantiu a importantíssima vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR, em Barueri

Os dois times voltarão a campo na próxima semana. Na quarta-feira, o São Paulo vai até Uberlândia para enfrentar o Cruzeiro. No dia seguinte, o Furacão receberá a visita do Palmeiras na Arena da Baixada, em Curitiba.

Olho do primeiro tempo

No São Paulo, Paulo César Carpegiani entrou com Fernandão na vaga do suspenso Lucas. Fernandinho, que foi vetado pelo departamento médico, cedeu lugar ao volante Casemiro, que entrou para aumentar o poder de marcação da equipe, que havia tomado sete gols nas últimas três partidas. No Atlético-PR, o técnico Sérgio Soares, que já tinha cinco desfalques (Wagner Diniz, Ivo Gonzalez, Paulo Bater, Maikon Leite e Elder Granja), perdeu mais duas peças, vetadas após teste no vestiário: o zagueiro Rodolpho e o meia Branquinho. Com isso, o treinador resolveu fechar o meio-campo com a entrada do veterano Claiton ao lado de Chico e Vítor. Na lateral-direita, a solução foi improvisar o volante Deivid.

Para analisar os primeiros 45 minutos, é preciso dividir a partida em duas partes. Na primeira, do início aos 26 minutos, só deu São Paulo em campo. O Tricolor, mesmo perdendo velocidade com as ausências de Lucas e Fernandinho, ganhou em presença em campo. Carpegiani adiantou a marcação do meio-campo e o time pressionou muito a saída de bola do Furacão que, desfalcado, entrou recuado em campo, usando apenas a velocidade do equatoriano Guerrón para tentar surpreender nos contra-ataques.

Aos três minutos, o Furacão chegou a abrir o marcador, com Bruno Mineiro, mas o gol foi acertadamente anulado, já que o camisa nove paranaense estava impedido. No mais, o Tricolor dominou. E não precisou mais do que 12 minutos para abrir o marcador. Casemiro roubou uma bola no meio-campo, tocou para Carlinhos Paraíba, que tocou para Ricardo Oliveira, que passou para Dagoberto, recebeu na frente, deu um drible da vaca em Deivid, e, de pé esquerdo, mandou no ângulo de Neto, que nada pode fazer: 1 a 0.

A vantagem expôs ainda mais a superioridade são-paulina em campo. O Tricolor mostrava firmeza na marcação e chegava fácil a intermediária adversária. Aos 23, Ricardo Oliveira obrigou Neto a fazer uma boa defesa. No minuto seguinte, após bela triangulação no meio-campo, Fernandão arriscou e mandou por cima do gol adversário.

Dois minutos depois, teve início a segunda parte da primeira etapa com o gol do Atlético-PR. Casemiro foi recuar uma bola do meio-campo para a defesa e tocou errado para Miranda. Guerrón foi mais esperto que o defensor são-paulino, deu um drible da vaca no rival, invadiu a área e bateu cruzado, sem chances de defesa para Rogério Ceni: 1 x 1 no marcador, o que, pelo que as duas equipes haviam apresentado até então, podia ser dito que era um placar injusto.

Só que, com a igualdade no marcador, o São Paulo se perdeu momentaneamente na partida. O Atlético-PR mudou seu estilo de marcação e, mesmo mantendo o 4-4-2, trocou o losango que havia (Vítor mais recuado, Claiton e Chico abertos em cada lado e Netinho à frente) pelas tradicionais duas linhas de quatro. Com isso, o Tricolor não teve mais espaços para tocar a bola. Guerrón, com muita velocidade, dava enorme trabalho a Richarlyson pela esquerda. O Furacão, que já havia equilibrado a partida, chegou a assustar novamente aos 31, com Bruno Mineiro.

Etapa complementar

O São Paulo voltou do intervalo mais ofensivo. Carpegiani sacou Casemiro e colocou Marlos em seu lugar. Com isso, Carlinhos Paraíba foi recuado para a função de volante. O time voltou a ganhar em velocidade e objetividade e, com apenas seis minutos, voltou a ficar em vantagem no marcador. Dagoberto cobrou falta da esquerda e colocou na cabeça de Miranda, que subiu sozinho e desviou para o gol de Neto.

Com a vantagem, o jogo ficou à mercê do São Paulo. Isso porque o Furacão subiu seu meio-campo em busca do empate e deixou o contra-ataque à disposição do Tricolor. Carpegiani abriu Marlos na ponta direita, Dagoberto na esquerda. Pelo meio, Fernandão levava a bola, enquanto Ricardo Oliveira se movimentava para abrir espaços. Eles ainda tinham o reforço de Jean, que em determinados lances virou quase um ponta direita. Aos 11, o gol não saiu por capricho. Marlos avançou livre pela direita e cruzou na medida para Ricardo Oliveira que, dentro da área, bateu de primeira. A bola raspou a trave esquerda de Neto e saiu.

A partir dos 20 minutos, o São Paulo diminuiu o seu ritmo. No Furacão, Sérgio Soares colocou Edgar na vaga do volante Claiton. Com isso, Deivid deixou a lateral e foi para o meio-campo. E o time paranaense, que até então, não tinha assustado, só não empatou porque Rogério Ceni fez um verdade milagre em chute de Paulinho, que em rápido contra-ataque, surgiu na área, driblou Alex Silva e mandou no ângulo do goleiro são-paulino, que voou e mandou para escanteio.

Apesar dos gritos de Carpegiani no banco de reservas, o time seguiu atuando de maneira recuada. O Atlético-PR cresceu e, mesmo sem ter muita organização, passou a rondar a área adversária com perigo. Percebendo o crescimento de sua equipe, Sérgio Soares partiu para o tudo ou nada fez a segunda alteração, colocando o atacante Marcelo na vaga do volante Deivid. Na sequência, para ganhar força no jogo aéreo, colocou o argentino Nieto, que tem 1,91m, na vaga de Guerrón.

O jogo ficou dramático. O Atlético-PR tomou conta da partida nos últimos 15 minutos. O Sâo Paulo, depois de ficar muito tempo sem atacar, teve a chance de matar a partida aos 35, quando Dagoberto cobrou escanteio da direita, Fernandão ajeitou de cabeça e Ricardo Oliveira, também pelo alto, testou no canto direito de Neto, que fez uma grande defesa. Logo depois, Carpegiani mexeu na equipe, sacando Dagoberto, cansado, e colocando Ilsinho no seu lugar. Nos descontos, Ricardo Oliveira e Ilsinho ainda perderam boas chances, mas o time conseguiu segurar a importante vitória até o fim.

SÃO PAULO 2 X 1 ATLÉTICO-PR
Rogério Ceni; Jean, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Casemiro (Marlos), Rodrigo Souto, Carlinhos Paraíba e Fernandão; Dagoberto (Ilsinho) e Ricardo Oliveira. Neto; Deivid (Marcelo), Manoel, Rafael Santos e Paulinho. Vitor, Chico, Claiton (Edgar) e Netinho; Guerrón (Nieto) e Bruno Mineiro.
Técnico: Paulo César Carpegiani. Técnico: Sérgio Soares
Gols: Ricardo Oliveira, aos 12min e Guerrón, aos 26min do 1º tempo. Miranda, aos 6min do 2º tempo
Cartões amarelos: .Carlinhos Paraíba (São Paulo); Rafael Santos, Guerrón e Deivid (Atlético-PR). Renda e Público: R$ 169.293,59 /  16.481 pagantes
Estádio: Arena Barueri, em Barueri (SP). Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS) . Auxiliares: Julio Cesar Rodrigues Santos (RS) e Marcelo Bertanha Barison (RS)