Por Cezar Alvarenga – Veja como ficou a classificação do Brasileirão

Times PTs J V E D SG
1. Cruzeiro 54 30 15 9 6 12
2. Fluminense 53 30 15 8 7 18
3. Corinthians 50 30 14 8 8 14
4. Santos 48 30 14 6 10 12
5. Internacional 47 30 14 5 11 4
6. Atlético-PR 46 30 13 7 10 -3
7. Grêmio 46 30 12 10 8 13
8. Botafogo 45 30 10 15 5 10
9. São Paulo 44 30 12 8 10 0
10. Palmeiras 44 30 10 14 6 6
11. Vasco 41 30 9 14 7 2
12. Ceará 39 30 9 12 9 -5
13. Flamengo 37 30 8 13 9 1
14. Guarani 35 30 8 11 11 -12
15. Vitória 34 30 8 10 12 -6
16. Atlético-GO 32 30 9 5 16 -6
17. Atlético-MG 31 30 9 4 17 -14
18. Avaí 30 30 7 9 14 -9
19. Goiás 28 30 7 7 16 -17
20. Grêmio Prudente 21 30 5 9 16 -20

Por Cezar Alvarenga – No finalzinho, zaga do Santos vacila e SãoPaulo vence.

Mesmo com um jogador a menos após expulsão de Richarlyson, o São Paulo derrotou o Santos por 4 a 3, num grande jogo terminado a pouco no Morumbi. Após estar perdendo por 3 a 1 e chegar ao empate, a defesa do Santos falhou de novo e aos 47 do segundo tempo, após cabeçada de Ricardo Oliveira e a defesa de Rafael, a zaga só olhou e o ala Jean cabeceou sozinho dentro da pequena área em posição legal e decretou a vitória são-paulina. Nos outros jogos da noite, o Vitória venceu o Grêmio Prudente em Salvador por 2 a 0 e saiu da zona do rebaixamento aonde estava após a vitória do Atlético Mineiro que voltou aos grupo do rebaixamento. Em Barueri, o Palmeiras empatou com o Ceará por 1 a 1, com gols de Marcos Assunção de falta e Geraldo empatou para o Ceará de penalti. E no Engenhão em jogo equilibrado, porém, de nível técnico baixo Botafogo e Fluminense empataram em 0 a 0, fechando a 30.ª rodada do Brasileirão.

Por Cezar Alvarenga – Começo do segundo tempo, São Paulo segue vencendo o Santos

Num primeiro tempo eletrizante, São Paulo x Santos fizeram 5 gols em apenas vinte minutos, com vitória parcial do São Paulo por 3 a 2. Logo no começo do jogo o Santos abriu o placar com Alan Patrick, aproveitando batida de roupa (mais uma) de Rogério Ceni. Porém na sequência, Dagoberto empatou de cabeça dentro da pequena área, em falha da defesa do Santos. Em mais uma falha da defesa, novamente Dagoberto marcou de cabeça, após passe de Ricardo Oliveira e depois em mais um passe de Ricardo Oliveira, Dagoberto driblou o zagueiro e Pará no desesperou tirou do goleiro com um lindo toque de direita marcando contra o terceiro do São Paulo. Logo em seguida, o próprio Pará fez boa jogada pela direita e rolou para Zé Eduardo completar e diminuir para 3 a 2, redimindo-se da bobeira na defesa. O segundo tempo começou com o Santos melhor e com a expulsão de Richarlyson após dar uma tesoura em Zé Eduardo a pressão do Santos aumentou, e agora aos 26 minutos do segundo tempo, após penalti claro de Alex Silva em Neymar, o próprio Neymar cobrou e empatou o jogo em 3 a 3.

Por Cezar Alvarenga – Arbitragem segura Corinhthians em Campinas

Nesta tarde em Campinas, a arbitragem interferiu decisivamente no jogo entre Corinthians x Guarani. O Corinthians teve dois gols mal anulados pelo auxiliar  Edmilson Corona, em dois lances de Ronaldo que retornava a equipe. O jogo foi equilibrado com chances de gol para as duas equipes, porém, no primeiro tempo, as duas bolas que entraram a arbitragem errou e anulou os dois. No segundo tempo o panorama permaneceu o mesmo, muito equilibrado, com o Corinthians perdendo as principais chances de gol com Paulinho e Ronaldo. No final o resultado só não foi pior, pois o líder Cruzeiro perdeu de virada para o Grêmio de virada por 2 x 1. A boa notícia foi dada no intervalo, o técnico Tite conseguiu a liberação do clube árabe e chega na segunda ou terça-feira para assumir o Timão.

 

 

Por Edgar Santista – Sereias Santistas são Bi-Campeãs da Copa Libertadores da Ámerica

Em final dramática, Maurine marca de falta aos 44 minutos do segundo tempo e define o 1 a 0 sobre o Everton (CHI)

Foi mais do que dramático. Os santistas que compareceram à Arena Barueri, no início da tarde deste domingo, primeiro dia de horário de verão, não esperavam tanta dificuldade para poderem soltar o grito de “bicampeão”.

Depois de sofrerem quase todo o jogo, eles comemoraram aos 44 minutos o golaço de falta de Maurine, que deu ao Santos a vitória por 1 a 0 sobre o Everton (CHI) e o título da Libertadores.

Agora, o time feminino se iguala ao masculino em número de taças do torneio sul-americano.

E como já era previsto pelas Sereias, o Everton ficou postado em seu campo, esperando os erros do Peixe. Sem criar perigo, praticamente assistiu ao jogo como um expectador de luxo. Assim, a qualidade técnica do jogo foi ruim.

Tanto que em todo o primeiro tempo, somente uma grande chance foi criada. A jogada passou pelos pés de Grazi, que dentro da área fez o papel de pivô e ajeitou a bola para a bomba de Pikena. O chute, porém, não superou a ótima goleira Endler.

Precisando da vitória, o técnico Kleiton Lima tentou de tudo na segunda etapa. Colocou Dani, Beatriz e Suzana, mas o jogo continuava amarrado. Assim como na semifinal, a partida tinha que ser decidida em uma bola parada. E foi.

Protagonistas da classificação santista na semifinal, Maurine e Suzana, autoras dos dois gols contra o Boca Juniors (ARG), novamente foram decisivas. A atacante sofreu falta na entrada da área, aos 44 minutos do segundo tempo. Com perfeição, Maurine cobrou e fez.

Assim como o Santos da Era Pelé, as Sereias conquistam a América pela segunda vez.

FICHA TÉCNICA

SANTOS 1 x 0 EVERTON (CHI)

Estádio: Arena Barueri, em São Paulo (SP)

Data-hora: 17/10/2010 – 12h (de Brasília)

Árbitra: Claudia Unpierrez (URU)

Público e renda: Não divulgado

Cartões Amarelos: Aline Pellegrino (SAN), Suzana (SAN), Maurine (SAN) e Thais (SAN)

Cartões Vermelhos: Não houve

Gols: Maurine 44’/2ºT (1-0), de falta.

Santos: Andréia Suntaque, Aline Pellegrino, Thorunn (Suzana intervalo) e Renata Costa; Maurine, Ester, Thais e Joice (Dani intervalo); Pikena (Beatriz 19’/2ºT), Grazi e Cristiane. Técnico: Kleiton Lima

Everton: Endler, Galaz, Bravo, Sisterras e Saez; Quintana, Pardo (Vidal 7’/2ºT), Galeano e Salgado (Morales 30’/2ºT); Torres e Villamayor (Arias 21’/2ºT). Técnico: Mario Vela

Texto: lancenet.com

Por Edgar Santista – Milan e R. Madri vencem antes do Clássico pela Champions

Na próxima terça-feira, Jogam Real Madrid x Milan às 16h45.  Não perca o maior clássico do mundo!

QUE VENHA O MILAN: C. Ronaldo faz dois e Real goleia o Málaga

Com um show de Cristiano Ronaldo e Higuaín, o Real Madrid goleou o Málaga por 4 a 1, neste sábado, pelo Campeonato Espanhol. Cada um dos craques anotou dois gols, enquanto o dinamarquês Kris descontou para os donos da casa.

O resultado deu a liderança para o time de José Mourinho, já que com sete jogos disputados o Real já soma 17 pontos na tabela. O Barça, que também venceu neste sábado (2 a 1 no Valencia), tem um ponto a menos.

QUE VENHA O REAL: Brasileiros dão show, e Milan vence o Chievo

Mano Menezes foi ao Estádio San Siro neste sábado acompanhar os brasileiros do Milan. E a presença do treinador da Seleção parece ter inspirado Alexandre Pato. Com uma grande atuação, o atacante marcou dois gols na vitória de sua equipe sobre o Chievo, por 3 a 1. De quebra, Robinho completou o placar.

ICFUT – Disponibiliza os Links da UEFA Champions League

Com o importante triunfo, o Milan chegou aos 14 pontos e assumiu a liderança do Campeonato Italiano. Pode, no entanto, ser ultrapassado por Lazio, Inter de Milão e Napoli, que ainda jogam no domingo. O Chievo, por sua vez, permanece com dez pontos.

O Milan começou a partida com Ronaldinho Gaúcho, Pato e Ibrahimovic formando um trio ofensivo – Robinho, mais uma vez, só entrou no segundo tempo. E não demorou para que o ex-jogador do Internacional brilhasse. Logo aos 17 minutos, ele recebeu cruzamento do atacante sueco e bateu de primeira, abrindo o placar. Pouco depois, o brasileiro recebeu novo passe de Ibrahimovic e bateu com precisão na saída do goleiro.

O Chievo ainda tentou a reação aos 25 minutos do segundo tempo, quando descontou após cobrança de escanteio. Mas já nos acréscimos, o Milan definiu a vitória. Até então apagado, Ronaldinho Gaúcho deu bom passe e Robinho driblou o goleiro, antes de tocar para o gol.

Texto Esporteinterativo.com

ICFUT – Giro pelo Futebol 17/10/2010

Fonte: Futebolinterior.com.br

ICFUT – Últimas do Sansão !

Fonte: Globo.com

Com metas distintas, Tricolor e Peixe vão ao ataque no Morumbi

São Paulo sonha com a terceira vitória seguida para ir atrás da vaga na Libertadores. Já o Peixe busca triunfo para entrar de vez na briga pelo título

Por Marcelo Prado e Tiago Leme São Paulo e Santos, SP

MONTAGEM - Lucas são paulo e neymar santosLucas e Neymar farão um duelo à parte no clássico
deste domingo (Fotos: Agência Estado e Vipcomm)

Dois times com objetivos diferentes, mas a mesma filosofia: o jogo ofensivo. De um lado, o São Paulo, que, com a chegada de Paulo César Carpegiani, resgatou a sua essência e vai a campo com três atacantes para buscar a vitória e continuar na briga por uma difícil vaga na Taça Libertadores de 2011. Do outro, o Santos, terceiro melhor ataque do Campeonato Brasileiro, com 48 gols (atrás apenas de Corinthians, com 52, e Fluminense, com 49), e que busca o triunfo para definitivamente entrar na briga pelo título brasileiro.

Com esses ingredientes, a expectativa é de um grande clássico neste domingo, às 18h30m, no Morumbi. Para apimentar ainda mais o duelo, um tabu entrará em campo. Em 2010, o time da capital não sabe o que é derrotar o rival da Baixada. Foram quatro jogos e quatro vitórias do Santos, sendo três pelo Campeonato Paulista (2 a 1, 3 a 2 e 3 a 0) e uma pelo Campeonato Brasileiro (1 a 0).

Sandro Meira Ricci (DF) apitará a partida, válida pela 30ª rodada. Ele será auxiliado pelos paulistas Emerson Augusto de Carvalho e Márcio Luiz Augusto. O Sportv transmitirá o clássico para todo o Brasil, menos o estado de São Paulo, que poderá assistir ao duelo pelo PFC. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os detalhes da partida, em Tempo Real.

header o que esta em jogo

São Paulo: animado pelas duas vitórias seguidas e principalmente pela radical mudança de postura, o Tricolor tem um clássico pela frente para mostrar que, definitivamente, pode sonhar com uma vaga na Libertadores em 2011. Se conquistar a vitória e dependendo dos outros resultados, o time, que hoje é décimo, poderá subir até três colocações.

Santos: após três vitórias seguidas sobre concorrentes diretos da parte de cima da tabela (Fluminense, Atlético-PR e Internacional), o Peixe entrou de vez na luta pelo título brasileiro. O time da Baixada tem 48 pontos, seis a menos do que o líder Cruzeiro. Se vencer, pode até pular para a terceira colocação, dependendo do resultado do Corinthians, que enfrenta o Guarani.

 

header as escalações 2

São Paulo: em relação ao time que venceu o Grêmio Prudente, na última rodada, Carpegiani ganhou o reforço de Dagoberto, que cumpriu suspensão. Ele escalou um time altamente ofensivo, com quatro homens de frente: Dagoberto, Ricardo Oliveira, Lucas e Fernandinho. Os dois últimos terão a obrigação de voltar para recompor a marcação no meio-campo. Casemiro, vetado por causa de uma amidaglite, será substituído por Carlinhos Paraíba. Dessa forma, o time será formado por Rogério Ceni; Jean, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Rodrigo Souto, Carlinhos Paraíba e Lucas; Dagoberto, Ricardo Oliveira e Fernandinho.

Santos: a única mudança na equipe em relação à última partida – vitória por 1 a 0 sobre o Inter, na quarta-feira – é a entrada no lateral-esquerdo Alex Sandro, que substitui o machucado Léo. Com isso, o Santos vai a campo com: Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Arouca, Roberto Brum, Danilo e Alan Patrick; Neymar e Zé Eduardo.

 

quem esta fora

São Paulo: os desfalques são Casemiro, que não treinou durante a semana por causa de uma amidaglite; Xandão, em fase final de recuperação após lesão muscular na coxa esquerda; Jorge Wagner, que se recupera de fratura na mão esquerda; Ilsinho, aprimorando a forma física após se recuperar de lesão no tornozelo; Junior Cesar, que sofreu uma cirurgia no tendão de Aquiles do pé esquerdo e só volta em 2011; e Bosco, com uma torção no joelho direito.

Santos: o lateral-esquerdo Léo será poupado, por causa de uma leve lesão cervical após uma pancada no pescoço diante do Inter. O meia Madson e o atacante Keirrison já estão liberados pelo departamento médico, mas Martelotte resolveu não levá-los para o clássico, já que ambos estão ainda não estão com o condicionamento físico ideal. O meia Marquinhos e o atacante Marcel, ambos em recuperação de lesão muscular na coxa, seguem fora. Já o goleiro reserva Felipe operou o joelho direito e ficará afastado por seis meses. Rodriguinho, Paulo Henrique Ganso e Bruno Rodrigo, todos machucados, estão fora do time há mais tempo.

 

header pendurados

São Paulo: Rogério Ceni, Alex Silva, Renato Silva, Samuel, Rodrigo Souto, Jean, Cléber Santana e Lucas.

Santos: Rafael, Durval, Bruno Aguiar, Pará, Maranhão, Léo, Alex Sandro, Roberto Brum, Arouca, Zezinho e Marcel.

 

header fique de olho 2

São Paulo: animado pelos três gols marcados na vitória sobre o Grêmio Prudente, o atacante Ricardo Oliveira será a referência do ofensivo Tricolor neste domingo. Com seis gols em dez partidas disputadas, ele tem a segunda melhor média do campeonato (0,60 gol por jogo), atrás apenas de Jonas, artilheiro do Nacional.

Santos: fazendo menos firulas em campo, o atacante Neymar está voltando a apresentar um bom futebol e tem sido mais eficiente e decisivo para o Peixe. Na última quarta-feira, em um vacilo defensivo do adversário, marcou o gol na vitória sobre o Internacional, por 1 a 0.

 

header o que eles disseram

Paulo César Carpegiani (técnico do São Paulo): “Prefiro ser agudo, porque precisamos vencer o jogo. Podemos fazer frente ao time do Santos, sem nenhum receio. Estou otimista, acho que vamos vencer o jogo, mas será difícil. Respeito o adversário, é um time veloz, criativo e dinâmico, e estou otimista com a nossa evolução. Se eles (jogadores) não tivessem assimilado o que pedi, não escalaria”

Marcelo Martelotte (técnico do Santos): “O Santos vai mudar o mínimo possível as suas características dos últimos jogos. Vai ser um bom jogo com essa característica de velocidade na frente.Os dois times têm qualidade e quem tiver mais competência, e aproveitar isso, vai sair com a vitória. O momento do São Paulo também é bom. São dois times que vem de resultados positivos”.

 

header números e curiosidades

* Na história do Campeonato Brasileiro, São Paulo e Santos se enfrentaram 28 vezes na capital paulista. A vantagem é do Tricolor, com 14 vitórias, contra nove do rival. Cinco partidas terminaram empatadas. Vale lembrar que, desses duelos, 25 foram realizados no estádio do Morumbi e três no Pacaembu.

* A maior vitória do São Paulo sobre o Santos foi no Campeonato Brasileiro de 1989: 3 a 0, com gols de Nei, Edivaldo e Flávio. Já o maior triunfo do Peixe ocorreu na edição de 2006: 4 a 0, no estádio do Morumbi, gols de Fabiano (dois), Denis e Rodrigo Tiuí.

* Em duas edições, São Paulo e Santos decidiram vagas para a semifinal do Campeonato Brasileiro. Em 1990, o Tricolor levou a melhor, com uma vitória (1 a 0) e um empate (1 a 1). O troco do Peixe ocorreu em 2002, com duas vitórias (3 a 1 e 2 a 1).

header último confronto v2

 

Preocupados com outras competições, Santos e São Paulo se enfrentaram com suas equipes reservas no dia 25 de julho, na Vila Belmiro. O Peixe se preparava para disputar a final da Copa do Brasil, contra o Vitória, enquanto que o Tricolor teria na semana seguinte o Internacional, pela semifinal da Taça Libertadores. Em um jogo de poucas emoções, o Peixe acabou levando a melhor e venceu por 1 a 0, gol contra do zagueiro são-paulino Renato Silva, após cobrança de falta do meia Marquinhos pelo lado direito.

ICFUT – Últimas do Clássico Vovô !

Fonte: O Dia Online

Céu ou inferno para Flu e Bota no Engenhão

Só a vitória mantém as chances de título para os Tricolores e de Libertadores para os Alvinegros

Rio – A pressão é grande. Afinal, a nove rodadas do fim do Brasileiro, chegou o momento em que os clubes não podem errar mais. Neste domingo, às 18h30, Fluminense e Botafogo vão se enfrentar no Engenhão em momentos semelhantes. O primeiro, que não vence há três jogos, quer se manter vivo na briga pelo título. O segundo, que há oito partidas não sente o gostinho da vitória, ainda acredita na vaga para a Libertadores. No clássico que só os três pontos interessam, a sorte está lançada.

Nas Laranjeiras, a ordem é acabar com a sequência de tropeços — um empate e duas derrotas — para não deixar o Cruzeiro, líder da competição, disparar. Para conseguir superar o Glorioso, o técnico Muricy Ramalho contará com a volta de jogadores importantes no esquema do Tricolor. Mariano, que estava com a Seleção, Diguinho e Emerson, machucados há mais de um mês, estão confirmados.

O Sheik sabe que a tarefa do Fluminense é muito difícil. “Clássico é sempre mais complicado. Esse contra o Botafogo será ainda mais difícil por causa da situação dos times no Brasileiro. Eles também têm um objetivo e vão lutar até o fim. No entanto, quem quer ser campeão terá de superar qualquer obstáculo”, disse o atacante.

Já o Botafogo entra em campo para manter viva a esperança de guerreiro, como disse o técnico Joel Santana. Vindo de sete empates consecutivos e há oito jogos sem vencer, um novo tropeço pode significar o fim do sonho da Libertadores.

“Não temos mais gordura para queimar. Se a gente ainda pensa em chegar à Libertadores temos de vencer o Fluminense”, diz o capitão Lucio Flavio, esperança de gols na bola parada e nas assistências.

Sem o direito de errar, o técnico Joel Santana vai para campo com o que tem de melhor. Marcelo Mattos volta ao meio depois de se recuperar de grave lesão no joelho. Leandro Guerreiro também está confirmado, após cumprir suspensão, assim como Jefferson que voltou da Seleção. No ataque, a dupla Jobson e Loco Abreu terá mais uma chance de mostrar afinação fazendo gols para manter vivo o sonho da América.

Por José Reis – Flamengo goleia Internacional !

Fonte: O Dia Online

Mengão de Luxa e Deivid voa em campo: 3 a 0 no Inter

POR MARCIA VIEIRA

Rio – O Flamengo venceu o Internacional por 3 a 0, no Engenhão, e ficou ainda mais distante do risco de rebaixamento. Com 37 pontos, em 13º lugar, o time ainda dormiu na zona de classificação à Copa Sul-Americana e só irá deixá-la neste domingo se o Guarani vencer o Corinthians. Na ausência de Val Baiano, quem brilhou foi Deivid, com dois gols. Renato completou o placar.
O jogo começou com o Flamengo errando muitos passes, principalmente o garoto Rafael Galhardo, que mostrava nervosismo na lateral direita. Mas um pênalti infantil cometido pelo zagueiro colorado Índio mudou a história do jogo. Em um cruzamento perdido de Juan, ele empurrou Deivid na área. Aos 14 minutos, o próprio Deivid cobrou com categoria, sem chances para Renan: 1 a 0.

O Inter foi para cima, mas apesar de ter maior posse de bola, era o Flamengo que chegava com perigo. Ao 33, Índio furou dentro da área, e Deivid por pouco não ampliou. Mesmo jogando mal, a sorte estava com o Rubro-Negro. Aos 38, Renato Abreu cobrou falta do meio da rua, a bola tomou um efeito incrível e entrou no cantinho de Renan, que falhou no lance.

No segundo tempo, mal a bola rolou e o Flamengo matou o jogo. Diego Maurício encontrou Deivid livre na área, mas Renan saiu bem e impediu o terceiro. Na sequência, não houve jeito: Renato Abreu cobrou escanteio na cabeça de Deivid, que desviou para marcar o seu segundo na partida e o quarto no Brasileiro.

Foto: Ernesto Carriço / Agência O Dia
Deivid cobra o pênalti para abrir o marcador para o Flamengo | Foto: Ernesto Carriço / Agência O Dia

No desespero, o Inter esboçou uma pressão e desperdiçou boas chances com Alecsandro, seu atacante mais perigoso. Mas o Flamengo chegava com maior competência. Aos 16 minutos, em nova falha da defesa do Inter, a bola sobrou para Kleberson, que soltou uma bomba que explodiu no travessão. Depois da jogada, ele saiu para dar lugar a Fierro.

Ao ver o time tocando a bola, a torcida rubro-negra puxou até gritos de ‘olé’. O treinador colorado, Celso Roth, ainda tentou fazer três substituições de uma vez, mas a vitória rubro-negra estava garantida.