Por Cleber Aguiar – Beira-Rio ameaçado para Copa !

Fonte: o Estado de São Paulo

Beira-Rio ameaçado. Grêmio pode ser opção

Fifa faz novas exigências ao estádio do Inter para a Copa de 2014 e clube balança. Nova arena do rival surge como plano B

Carlos Alberto Fruet – O Estado de S.Paulo

Mesmo depois de ouvir dos dirigentes do Comitê Organizador Local da Copa de 2014 (LOC) que o plano de fazer a obra de reforma do Beira-Rio com recursos próprios, orçados em R$ 150 milhões, não serão aceitos pela Fifa, os dirigentes do Inter continuam acreditando que o estádio receberá os jogos da Copa em 2014. Mas já balançam.

O primeiro vice e também vice de finanças do clube gaúcho, Pedro Affatato, que se reuniu com diretores do LOC no Rio, sabe que o nível de exigências da Fifa é austero e exige garantias bancárias, que o Inter ainda não tem: “O LOC tem outro orçamento, mas não nos deu valores. Por isso, temos de chegar a um valor único, numa próxima reunião.”

Pelos cálculos da Fifa o valor para deixar o Beira-Rio pronto para 2014 supera os R$ 200 milhões. Assim, o Inter teria de se associar a uma construtora, provavelmente a Andrade Gutierrez, para cobrir todos os custos. Com isso, atrasaria em alguns anos os lucros obtidos com as obras, caso elas fossem tocadas com recursos próprios, vindos da venda de camarotes e do antigo Estádio dos Eucaliptos.

Além da parte financeira, o LOC também exige que o gramado do Beira-Rio seja rebaixado em 1m50. Como o terreno é muito arenoso, já que foi construído em cima do Rio Guaíba, a obra é de difícil execução e duraria seis meses, inviabilizando a utilização do estádio nesse período. O Inter também terá de eliminar dez pontos cegos, em que os torcedores não conseguem visualizar parte do gramado.

O Secretário Extraordinário da Copa no Rio Grande do Sul, Eduardo Antonini, afirmou que a Prefeitura está dando todo o apoio para que o Beira-Rio seja confirmado como sede, mas… “Se não der certo, temos um plano B, que é a Arena do Grêmio (em início de obra). Não podemos ficar como São Paulo, que até hoje não sabe o que vai acontecer”.

Antonini também ressaltou o o Projeto de Lei 212/2010, assinado ontem pela governadora Yeda Crusius (PSDB), que concede isenção de ICMS nas mercadorias destinadas à modernização e construção do Beira-Rio e da Arena do Grêmio: “Isso vai proporcionar mais agilidade.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s