Links de transmissões de jogos ao vivo

ICFUT – Links de transmissões de jogos ao vivo.

Publicado em setembro 12, 2010 por icfut | Editar

Atendendo a pedidos PROGRAMA ICFUT muda de horário!!!

Sábado da 13:00hs as 14:00hs

Videos

http://www.vertvonline.org/

http://www.rojadirecta.org/

http://www.futebolaovivo.net/tvonline.php

http://www.eugeniosvirtual.com/tevirtual/jogos_vivo.html

http://www.tvaovivogratis.net/

http://www.tvgol.org/

http://www.tvbr.rg3.net/

http://www.assistirtvgratis.net/

http://tvdenet.blogspot.com/

 

via audio

Rádios de São Paulo

http://cbn.globoradio.globo.com/Player/playerAoVivoSP.htm

http://radiobandeirantes.com.br/

http://playersradios.band.com.br/?r=rb_bandnewsfm_sao

http://transanet.telium.com.br/player.php#

Rádio de Santos

http://www.radiocultura.com.br/am/ronline.htm

Rádio – Gaúcha

Rádio –  Presidente Prudente

http://www.prudente.am.br/radio_am.php

Rádio –  Goiânia

http://player.globoradio.globo.com/MusicCenter/0,,8476,00.html

Rádio –  Belo Horizonte

http://cbn.globoradio.globo.com/Player/playerAoVivoBH.htm

Rádio –  Rio de Janeiro

http://radioglobo.globoradio.globo.com/estudiorg/estudiorg.htm?praca=RJ&id=0

http://www.radios.com.br:8080/play/1_cbn860rio-br.htm

Rádio – Fortaleza

http://radioglobofortaleza.com.br/player_globoam/index.php#

Rádio – Florianopolis

http://www.radioguaruja.com.br/

Por Rogerinho – Tricolor ofensivo busca repetir boa atuação contra o lanterna Prudente

Depois de vitória convincente na estreia do técnico Carpegiani, São Paulo busca engrenar neste sábado diante do Grêmio Prudente, fora de casa

Fonte – GLOBOESPORTE.COM

O São Paulo não está fazendo planos por uma vaga na Libertadores, muito menos para título brasileiro, neste momento. O objetivo do time é apresentar um futebol consistente e conseguir a vitória para melhorar de vez o ambiente do clube. Pensar jogo a jogo, este é o discurso do elenco. A melhora de rendimento após a chegada do técnico Paulo César Carpegiani é a esperança para afastar a desconfiança que rondava o clube desde a eliminação nas semifinais da Libertadores, que culminou com a queda de Ricardo Gomes e depois do interino Sérgio Baresi. Assim como fez nos 2 a 0 diante do Vitória, o treinador vai escalar um time ofensivo, com dois meias armadores e dois atacantes.

Na segunda partida de Carpegiani do comando do Tricolor, o adversário será o Grêmio Prudente, neste sábado às 18h30, em Presidente Prudente. Último colocado do campeonato, o time da casa vem de uma goleada sofrida para o Gremio, por 4 a 0, após ter tido um leve alento com duas vitórias seguidas e um empate com o líder Fluminense. Para tentar evitar o rebaixamento, o Prudente não pode pensar em outro resultado a não ser a vitória.O paulista Rodrigo Martins Cintra apita a partida, auxiliado por Dante Mesquita Júnior e Osny Antonio Silveira.

O PFC transmite o jogo ao vivo para todo o Brasil. O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os detalhes da partida, em Tempo Real.

header o que esta em jogo

Grêmio Prudente: Depois da 14ª derrota no Brasileirão, a situação do Prudente não poderia ser tranqüila. Mesmo jogando em casa, o retrospecto não é bom. Na lanterna com apenas 21 pontos – oito atrás do Avaí, primeiro time fora da zona do rebaixamento, a equipe comandada por Fábio Giuntini precisa vencer oito das últimas dez partidas para sonhar em escapar da queda para a segunda divisão.

São Paulo: Na décima posição na tabela, o Tricolor está em uma posição intermediária que faz o time não ser mais ameaçado pelo rebaixamento e ao mesmo tempo está longe de uma vaga na Libertadores. O objetivo do técnico Paulo César Carpegiani é fazer a equipe repetir a boa atuação da última partida, conseguir outra vitória para somar pontos e, quem sabe, mais à frente entrar diretamente na briga pela classificação para a competição sul-americana..

 

header as escalações 2

Grêmio Prudente: Giuntini deve vir sem mudanças para o jogo. O elenco provável é o mesmo que perdeu para o Grêmio na quarta-feira: Giovanni; Bruno Ribeiro, Anderson Luís, Diego Giaretta e Arthur Henrique; Anderson Pedra, João Vitor, Roberto e Adriano Pimenta; Willian e Wesley.

São Paulo: O técnico Paulo César Carpegiani fez três alterações em relação ao time que bateu o Vitória, por 2 a 0, na última quarta-feira. O lateral-esquerdo Richarlyson e o atacante Ricardo Oliveira, que cumpriram suspensão, voltam à equipe. Com isso, saem Dagoberto, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e Diogo. No meio-campo, Marlos ganhou a vaga de Carlinhos Paraíba entre os titulares.

O Tricolor vai a campo com: Rogério Ceni; Jean, Alex Silva, Miranda e Richarlyson; Rodrigo Souto, Casemiro, Marlos e Lucas; Fernandinho e Ricardo Oliveira.

quem esta fora

Grêmio Prudente: Leonardo e Rodrigo Mancha, machucados, não jogam.

São Paulo: O principal desfalque em relação à última rodada é o atacante Dagoberto, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Outros seis jogadores seguem fora do time devido a lesões: Ilsinho e Cleber Santana (lesões no tornozelo esquerdo), Junior Cesar (sofreu ruptura do tendão de Aquiles do pé esquerdo e só volta em 2011), Wellington (recuperação de cirurgia no joelho esquerdo), Jorge Wagner (fratura na mão direita) e Xandão (estiramento na coxa esquerda).

 

header pendurados

Grêmio Prudente: Giovanni, Leonardo, Anderson, Roberto, Adriano Pimenta e Willian José.

São Paulo: Rogério Ceni, Alex Silva, Renato Silva, Samuel, Jean, Rodrigo Souto, Cléber Santana e Lucas.

header fique de olho 2

Wesley: Em meio a um time desanimado e cada vez mais próximo do rebaixamento, o atacante é quem se destaca ao tentar armar o time e fazer gols que fazem o Prudente ainda respirar no campeonatoa.

Fernandinho: O veloz atacante são-paulino será titular pela segunda vez seguida, desta vez formando dupla ofensiva com Ricardo Oliveira. Após balançar as redes contra o Vitória, o jogador espera repetir a boa atuação diante de sua ex-equipe.

 

header o que eles disseram

Anderson Trindade (volante do Prudente) – Agora, é erguer a cabeça. Enquanto houver chances, estamos acreditando. Vamos tentar repetir contra o São Paulo, os jogos que fizemos contra Guarani e Fluminense.’

Paulo César Carpegiani (técnico do São Paulo)Respeitamos demais o adversário, mas temos que vencer. É sim ou sim. Já tive a oportunidade de jogar lá em Prudente com o Atlético-PR, é um jogo muito difícil. Mas não tem jeito, o São Paulo tem sempre que pensar em vencer todos os jogos .

 

header números e curiosidades

* Em 14 partidas atuando dentro de casa neste Campeonato Brasileiro, o Grêmio Prudente obteve quatro vitórias, quatro empates e seis derrotas, com 18 gols marcados e 15 sofridos.

* Já o São Paulo, quando atua como visitante neste Brasileirão, tem como retrospecto: três vitórias, cinco empates e seis derrotas. Fora de casa, o Tricolor marcou 16 e sofreu 21 gols.

 

header último confronto v2

 

O encontro entre São Paulo e Grêmio Prudente pelo primeiro turno do Brasileirão terminou empatado em 1 a 1, no estádio do Morumbi, no dia 27 de julho. Com o tropeço, o Tricolor foi vaiado pelos seus torcedores após a partidas, às vésperas da semifinal da Libertadores contra o Inter. Naquela ocasião, o atacante são-paulino Washington abriu o placar logo aos 48 segundos de bola rolando, após assistência de Fernandinho. No entanto, a zaga bobeou e Anderson Luis, de cabeça aos 20min do primeiro tempo, igualou o marcador para o Prudente. Na segunda etapa, o São Paulo até que tentou uma pressão, mas os viositantes se defenderam bem e seguraram o empate. Nos minutos finais da partida, o lateralo tricolor Júnior César ainda foi expulso.

Por ICFUT – PC quer a renovação de Prass com o Vasco

Técnico, porém, não quer fazer pressão sobre o goleiro

Fonte – Lancenet

Cauteloso, o técnico Paulo César Gusmão prefere não fazer pressão para que o goleiro Fernando Prass renove com o Vasco. Experiente no mundo do futebol, o treinador sabe que muitas propostas são irrecusáveis, como foi a que o tirou do Ceará, então no topo da tabela da Série A, para tentar reerguer o time de São Januário este ano. Mesmo assim, PC afirmou que está na torcida para que o camisa 1 consiga ficar por mais uma temporada.

– Esse é um assunto que diz respeito ao Rodrigo Caetano, diretor executivo. Se chegarem a um acordo, ótimo, mas sabemos que o futebol é difícil, as propostas chegam e fica impossível fazer com que ele permaneça. Nessas horas, é preciso usar o bom senso, a compreensão tanto do clube quanto do atleta – explicou.

O treinador destacou ainda a importância do jogador fazer história num clube e que isso só é possível com tempo e títulos – algo que Fernando Prass, na Primeira Divisão, ainda não tem pelo Vasco.

Por ICFUT – Marcelo Mattos volta ao Bota contra o Flu

Volante não enfrentará o Palmeiras apenas por precaução

Fonte – Lancenet

Entre muitas lesões nas últimas semanas, uma boa notícia para os alvinegros. Marcelo Mattos já está recuperado de lesão no joelho esquerdo e existe a expectativa de que possa voltar no clássico do Botafogo com o Fluminense na semana que vem. O volante não vai enfrentar o Palmeiras neste domingo por precaução.

Desde que Marcelo Mattos saiu do time, o Botafogo não conseguiu vencer, amargando sete partidas de jejum. Mas o volante, que comemorou a recuperação antes da previsão inicial, espera que a sequência negativa termine amanhã.

– Quero que a equipe vença o Palmeiras para que esteja em um momento bom quando eu voltar. Quando me machuquei, as previsões eram de seis a oito semanas. Mantive a confiança, pois sabia que poderia conseguir voltar antes, com quatro semanas. Já posso jogar contra o Fluminense – garantiu.

Por ICFUT – Muricy Ramalho descarta Wellington Silva no Flu

Técnico diz que cabeça de jogador já está no Arsenal

Fonte – Lancenet

Wellington Silva seguirá para o Arsenal no ano que vem

Wellington Silva seguirá para o Arsenal no ano que vem

Considerado a maior revelação dos últimos anos do Fluminense, o meia-atacante Wellington Silva pode não mais vestir a camisa tricolor. Isso porque o técnico Muricy Ramalho deixou claro que o jogador está praticamente fora dos planos.

– O Wellington é um risco. Ele deve voltar essa semana para o Arsenal (ING) para ficar mais um mês em adaptação. Jogador vendido não é legal estar expondo, ainda mais com o nível de contusões que está tendo. Não queremos ser o responsável por tirar o sonho do garoto de jogar fora. A cabeça dele esta lá – explicou.

Wellington Silva já está negociado com o Arsenal (ING) e, em janeiro, quando completar 18 anos, vai se transferir em definitivo.

Por ICFUT – Luxemburgo quer time com cara de Flamengo

Técnico rubro-negro exige disposição e entrega dos atletas

Fonte – Lancenet

Nascido em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e rubro-negro desde criança, Vanderlei Luxemburgo conhece bem o perfil de jogador que a torcida do Flamengo deseja ver em seu time do coração. Não que os torcedores não queiram atletas de boa técnica e até de certo refino, mas o treinador destaca que o que não pode faltar a alguém que defende a camisa do clube é entrega total em campo. E tem cobrado isso do grupo desde que chegou.

Na preleção antes do jogo contra o Atlético-GO, na quinta-feira, o técnico bateu muito nessa tecla e exigiu que todos corressem bastante. Apesar do futebol ainda com muitas deficiências, a equipe, de fato, mostrou grande disposição e contagiou as arquibancadas do Raulino de Oliveira.

Após o apito final, já no vestiário, Luxemburgo perguntou aos jogadores: “Vocês ouviram a torcida vaiar?” Ao que ele mesmo respondeu: “Não, e sabe por quê?”, questionou mais uma vez. “Porque vocês correram muito”, completou.

À imprensa, o comandante falou sobre o que procurou passar ao grupo nesses poucos dias à frente da equipe e citou exemplos de jogadores que, mesmo sem grande técnica, caíram nas graças da torcida rubro-negra graças à disposição em campo, como os volantes Merica e Liminha, que jogaram pelo Flamengo na década de 70.

– Deu certo por causa do espírito de luta. O torcedor não vaiou justamente porque gostou disso. Essa é a marca do Flamengo. A torcida só não aceita um time apático. Não precisa ser craque, mas tem que correr – disse Luxemburgo.

Por ICFUT – Torcedores do Corinthians cobram atletas no CT

Em tom amistoso, sete membros da Gaviões da Fiel conversam se reúnem com corintianos neste sábado

Fonte – LANCENET

Jogadores, diretoria e torcedores conversam no CT (Foto: Ari Ferreira)

Jogadores, diretoria e torcedores conversam no CT

A recente queda de rendimento do Corinthians, que não vence há quatro jogos e caiu para a terceira colocação do Brasileirão, ligou um sinal de alerta não só na equipe como também na torcida.

Neste sábado, o presidente do clube Andrés Sanchez ao lado de Mário Gobbi, diretor de futebol, receberam um grupo de sete torcedores da organizada Gaviões da Fiel. Líderes do elenco, Paulo André, William, Alessandro e Roberto Carlos também participaram da conversa na beira do gramado no CT Joaquim Grava.

Por cerca de 20 minutos, os torcedores conversaram com o grupo de jogadores e a diretoria e manifestaram o apoio da torcida ao time, mas não deixaram de cobrar a equipe. O fato de o Corinthians ter conquistado apenas dois entre os últimso 12 pontos disputados, incentivou a corbança dos torcedores.

– Tem de ganhar domingo (Atlético-GO, no Pacaembu) e quarta (Vasco, em São Januário). Não dá para escapar pelos dedos. Não desistam, vão até o fim. A campanha é boa, dá para ganhar – disseram os torcedores.

O tom da conversa foi amistoso. Os representantes da torcida foram recebidos por Andrés, que ainda os levou para conhecer as depêndencias do novo CT.

Mário Gobbi contemporizou o encontro e garantiu que o apoio da torcida é fundamental e que o relacionamento com o clube é totalmente dentro da normalidade e ainda elogiou o apoio dos torcedores.

– Eles vieram apenas prestar o apoio ao time. Fizemos tudo de maneira transparente, tanto que não nos escondemos de vocês (imprensa). Eles só mostraram que estão apoiando o time e que podemos ganhar o campeonato – disse o diretor de futebol.

Por ICFUT – Maratona de jogos provoca explosão de lesões no Brasileiro

Problemas musculares atormentam clubes na reta final do torneio

Fonte – Lancenet

A falta de organização do futebol brasileiro explica boa parte das dezenas de lesões que tomam conta da Série A do Brasileirão. Hoje, são 56 jogadores nos departamentos médicos dos 12 principais clubes do país – quase o dobro em relação ao mesmo período do ano passado. A maratona de jogos imposta pelo bagunçado calendário nacional vem provocando uma explosão de problemas musculares.

Na quinta-feira, os clubes do Brasileirão chegaram à 14 rodada seguida sem uma semana completa de descanso. Foram 14 partidas disputadas em 49 dias – em média, um jogo a cada 84h. A sequência foi provocada pela pausa de quase 40 dias no campeonato durante a Copa do Mundo, o que espremeu o restante do calendário.

Com dois ou até três compromissos por semana, os jogadores estão sensivelmente mais sujeitos a lesões, principalmente musculares, já que não se consegue fazer o trabalho adequado de condicionamento físico com os atletas.

– O mais afetado é sempre a musculatura. É o elemento mais vulnerável. E também todas as estruturas do aparelho locomotor, como articulações e cartilagem. Elas sofrem com o esforço repetitivo – diz o fisiologista Turíbio Leite de Barros Neto, que trabalhou durante 25 anos no São Paulo.

Um estudo publicado em abril deste ano pela revista “The American Journal of Sports Medicine” acompanhou 32 jogadores de clubes de ponta da Europa durante duas temporadas. A análise do desempenho dos atletas revelou que o risco de lesão aumenta 625% quando se disputam duas partidas por semana, em vez de uma.

– Há lesões causadas por trauma que não há como evitar, já que o futebol é um esporte de contato. Em relação às musculares, há como reduzir o risco. Mas isso depende muito de fortalecimento e trabalho preventivo. Aqui, não é possível fazer isso. O atleta ficaria ainda mais sobrecarregado – explica José Sanchez, médico do São Paulo.

Em vez dos trabalhos de reforço muscular, as equipes médicas dos clubes praticamente se resumem a reabilitar os jogadores.

– Você precisa de 48h a 72h para recuperar a condição física do jogador. Depois disso, é que se faria um trabalho de fortalecimento. Mas daí vem o jogo seguinte e um novo desgaste. Com isso, a recuperação vai ficando ainda mais difícil – afirma Ronaldo Torres, preparador físico do Fluminense.

Confira bate-bola exclusivo com Rafael Sobis, atacante do Internacional que se recupera de lesão muscular:

LANCENET!: Você voltou há pouco do Oriente Médio. A mudança de calendário fez muita diferença, tendo de jogar a cada três dias?
RAFAEL SOBIS:
É algo que qualquer jogador que volta do exterior vai sentir. Aqui no Brasil, são muitos jogos. Basta ver que quase todos que voltam passam por dificuldades. Às vezes, sofrem com lesão. E comigo não foi diferente. É preciso um tempo para se readaptar.

LNET!: Quanto tempo você considera ideal entre uma partida e outra? Quantas vezes seguidas você acha aceitável jogar toda quarta e domingo?
Não tem um jeito que dá para dizer que é o correto, mas jogar sempre dia de semana e fim de semana é muito complicado. A sequência aqui é muito grande. Lógico que o ideal é sempre ter um bom tempo para treinamentos, mas essa não é a realidade. Na Europa, quando há muitos jogos, pelo menos as viagens não são longas. Aqui, você atravessa o país e isso desgasta muito.

LNET!: É possível jogar em alto nível durante 14 rodadas com partidas quarta e domingo?
É muito complicado. Basta ver que todos os times estão sofrendo com lesões. O que acontece no futebol brasileiro é desumano com os atletas. Por isso, muitas equipes perdem jogadores importantes. Isso pode ser ruim para a competição, inclusive.

LNET!: É preciso mudar urgentemente o calendário brasileiro?
Acho que precisa se pensar uma maneira para não ter tantos jogos em sequência. Neste ano, teve a Copa, que dificultou ainda mais, mas mesmo assim não justifica essa quantidade de jogos.

Por ICFUT – Bruno cobrará R$ 50 milhões do Flamengo

O contrato do goleiro, por enquanto, está suspenso

Fonte – Lancenet

O contrato de Bruno, por enquanto, está suspenso. Mas segundo o advogado do goleiro, Ércio Quaresma, a situação dará muita dor de cabeça ao Flamengo. Quaresma avisou que irá à Justiça pedir uma indenização no valor de R$ 50 milhões por supostos danos morais, materiais e trabalhistas. O advogado ainda ironizou a presidente do clube, Patricia Amorim.

– O Flamengo é covarde até para me explicar direito o quanto deve de luvas. A Patrícia Tamborim (Amorim) não sabe nem qual a situação jurídica do Bruno. Estamos entrando com uma ação trabalhista que vai fazer o Flamengo peder até o rumo. Vamos cobrar R$ 50 milhões entre danos morais, materiais e trabalhistas – afirmou Ércio Quaresma ao site da revista “Época”.

O Advogado argumentou que Bruno tem, atualmente, apenas R$ 90 mil guardados. Segundo ele, o Flamengo tem de pagá-lo R$ 315 mil referente a luvas. Ércio Quaresma negou as acusações da avó de Bruno, Estela, de que teria dopado o goleiro antes das audiências para que o cliente desmaiasse em público e deu uma ideia do valor exorbitante cobrado como honorários.

– Recebi R$ 215 mil, mas isso não paga 2% do valor que cobrei dele – afirmou Ércio Quaresma.

Por ICFUT – Romário: ‘Na idade do Neymar, eu não via o erro’

Ex-atacante sai em defesa da jovem revelação do Santos

Fonte – Lancenet

Romário nunca nadou a favor do politicamente correto. Mesmo na fase mais light de sua vida, o Baixinho, recém-eleito deputado federal no Rio de Janeiro, com 146.858 votos, vai contra o senso comum das críticas que caíram sobre Neymar nas últimas semanas.

Talvez porque enxergue no craque do Santos muito de si mesmo. Em entrevista exclusiva ao LANCENET!, o ex-jogador e agora político se declarou fã do menino da Vila e falou sobre sua nova vida. Dormir e acordar tarde ficará mais difícil a partir de 2011.

Bruno Marinho: Você fez coleção de polêmicas, algo parecido com Neymar atualmente. Como você vê o comportamento do jogador?

Aprendi na minha vida que cada um vê o seu lado. Hoje, eu entendo que brigar com os companheiros, xingar o treinador e a torcida, não fazem parte do futebol. Não estou dizendo que são erradas. Na idade do Neymar, isso não era errado para mim. Quando fazia, não significava desrespeito. Era uma forma de eu me defender. Temos de entender a cabeça do garoto. Ele acabou não sendo convocado. Daqui para a frente, espero que ele pare de fazer o que, para muitos, não é correto. Acho que o Neymar é um dos últimos grandes jogadores que apareceram no Brasil e temos de torcer para ele voltar a jogar, principalmente na Seleção.

Alexandre Araújo: Você acha que pegaram pesado nas críticas?

Com a ausência do Ganso, Neymar é o maior ídolo do futebol brasileiro. Ele tem 18 anos, mas já deve ter ciência do peso que carrega. Ele é ídolo de muitas pessoas, incluindo jovens. Eu sou fã dele e torço para que tenha a cabeça boa, se junte a pessoas do bem para que trilhe o caminho correto. Vamos precisar muito dele em 2014.

BM: Como está vendo o desempenho dos cariocas na Série A?

As coisas se inverteram. Os maiores, em termos de nome e torcida, ficaram para trás. Mas o futebol é isso: seriedade e profissionalismo. O Fluminense tem feito grande trabalho com o Muricy Ramalho e o Botafogo, com o Joel. E o resultado é esse. Quando se coloca profissionalismo, você fica com saldo positivo. E é o que está acontecendo com esses dois times.

AA: Como recebeu o alto número de votação nas eleições?

Eu estou feliz. Foram quase 50 dias de luta, correndo atrás, acordando cedo e indo dormir tarde. Visitei, dos 96 municípios que temos no Rio de Janeiro, 37. Fui em mais de 30 comunidades carentes. Enfim, o trabalho foi árduo, difícil… Agora, vejo que valeu a pena.

BM: Vai conseguir conciliar a vida de dirigente do América e o trabalho como deputado?

A única coisa que muda é que às terças-feiras, quartas e quintas estarei em Brasília. Mas todo tempo disponível que tiver fora da política, vou me dedicar ao América. Outras pessoas já fizeram isso e não tiveram problemas.

AA: Você procurou se aconselhar com alguém neste sentido?

Claro que, quando possível, vou bater papo tanto com o Eurico Miranda quanto com outros que fazem parte do futebol, como o Deley (ex-jogador do Fluminense e ex-deputado federal). Vou aprender com as pessoas que conciliaram isso bem.

BM: E agora, vida nova…

Com certeza, 100%. Eu sempre falei que nunca seria político, mas cheguei à conclusão de que só dentro da política posso fazer coisas que, como Romário jogador e ídolo, não consegui. Nasci na comunidade e sei como é difícil ter oportunidade. O esporte talvez seja essa grande saída. Acompanhamos várias crianças saindo do colégio, o crack tem invadido o nosso estado. Com minha experiência de vida, crianças e jovens podem ver em mim, através do esporte, a saída desse mundo.

AA: Crianças carentes serão a sua principal prioridade?

Eu tenho uma filha especial, de 6 anos, que tem Síndrome de Dawn. Convivo com isso dia a dia, aprendi a conhecer e viver o mundo dessas pessoas. Elas são especiais em todos os sentidos e, infelizmente, não tem ninguém que segure essa bandeira. Com a minha experiência, nesses últimos anos da minha vida por intermédio da minha filha, posso ajudar.

B.M: Sinceramente, quem foi eleito: o Romário político ou o Romário ex-jogador?

Tenho a consciência de que o Romário político ainda não é nada. O Romário político tem apenas propostas. Eu pensei que a transição para político fosse uma coisa muito difícil de as pessoas aceitarem, mas, graças a Deus, elas entenderam muito bem. Mas acredito que 80%, 90% das pessoas que votaram em mim foi por tudo aquilo que fiz na minha carreira. Eu admito isso.