Por Vander – Maracanã começa as reformas.

Fonte: Globo.com

FOTO: obras do Maracanã avançam por mais uma etapa

Escavadeira começa a demolir parte do anel inferior

Por GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

escavadeira maracanã obrasO Maracanã amanheceu nesta sexta-feira com mais um etapa das obras que visam à Copa do Mundo de 2014. Uma escavadeira começou a demolir parte do anel inferior. No domingo, Flamengo e Santos disputam a última partida no estádio antes do fechamento do estádio para o término dos trabalhos
(Foto: Genilson Araújo / Agência O Globo)

ICFUT – Giro pelo Futebol – 03/09/2010

Fonte: Futebolinterior.com.br

100 ANOS
Emoção de sobra na festa do Centenário do Noroeste

Por A. Tiago – Com certeza a FIFA assistiu outra Copa !

Fonte: Futebolinterior.com

A Fifa, com certeza, viu um outro Mundial

Polêmico relatório da entidade vê Felipe Melo como jogador inteligente e Wayne Rooney, uma das estrelas na África

Jamil Chade CORRESPONDENTE / GENEBRA – O Estado de S.Paulo

O Brasil foi eliminado da Copa de 2010 apenas por “pequenos erros”” e Felipe Melo é um dos exemplos da inteligência de um jogador moderno. Essas são algumas das conclusões de um polêmico relatório técnico divulgado ontem pela Fifa sobre a qualidade do futebol no Mundial da África do Sul. O estudo finalmente admite que a bola desenvolvida pela Adidas, a Jabulani, atrapalhou de fato a atuação dos goleiros por conta de sua velocidade exagerada. Mas defende os juízes e diz que 96% das marcações foram corretas.

O levantamento foi realizado pelo grupo técnico da Fifa, que concluiu que a Copa trouxe como inovação tática o fato de as seleções passarem a marcar em todo o campo. Outra característica foi a juventude de muitas das novas estrelas.

Sobre a seleção de Dunga, a entidade chegou a indicar que deu sinais de brilhantismo em alguns momentos e que uma das características foi a de marcar já no campo do adversário. Para a Fifa, essa é a “defesa ofensiva”” que acabou se transformando numa das novidades táticas do Mundial. Mas indicou que, numa Copa, há espaço para o erro. “O Brasil jogou um futebol de primeira classe no primeiro tempo (da partida contra a Holanda). Mas perdeu o rumo no segundo e foi vencido por duas bolas paradas.”” Para a Fifa, a eliminação brasileira “confirma que, no futebol de alto nível, o menor dos erros pode custar caro. No final do primeiro tempo, ninguém poderia imaginar que o Brasil não estaria nas semifinais””, conclui.

Felipe Melo foi considerado um exemplo de jogador inteligente. Segundo a Fifa, prova dessa característica do volante foi seu passe para o gol de Robinho contra a Holanda. No mesmo jogo, o volante entrou de forma desleal em Robben e foi expulso.

Mas o documento ainda traz a revelação de que a bola pode ter sido um obstáculo no Mundial. “A atuação dos goleiros no último torneio não foi muito constante. Junto a atuações extraordinárias seguiam desempenhos com erros incompreensíveis”, disse a Fifa. “Seguramente, a qualidade dos chutadores, o posicionamento dos goleiros e possivelmente também a bola, que ganhava velocidade incrível. Este último ponto foi várias vezes confirmado pelos goleiros.” A entidade, porém, afirma não entender como é que goleiros não treinaram com a bola antes da Copa.

A atuação da arbitragem também foi analisada. Para a Fifa, apenas cinco pênaltis não marcados deveriam ter sido dados. Dos 145 gols, 142 estavam corretos. “Apesar das dificuldades, a imensa maioria da arbitragem foi acertada”, disse a entidade, que admitiu “erros, alguns importantes”. Outra constatação que vem gerando polêmica é a classificação de Wayne Rooney como uma das “estrelas” do Mundial. A campeã Espanha só ganhou elogios. “Os espanhóis atuam de forma compacta. Quase já pode ser considerado um dos grandes times do século.”


VISÕES DA FIFA

Jabulani – entidade admitiu que o excesso de velocidade da bola prejudicou os goleiros

Felipe Melo – volante foi apontado como jogador inteligente

Arbitragem – atuação foi aprovada, com 96% de acerto

Rooney – uma das estrelas da Copa da África

ICFUT – Classificação e Jogos da Série A – Brasileiro 2010

Atendendo a pedidos PROGRAMA ICFUT muda de horário!!!

Sábado da 13:00hs as 14:00hs

Links  para jogos ao vivo

https://icfut.wordpress.com/2010/07/23/icfut-links-para-transmissao-dos-jogos-da-serie-a-b/

Destaque da Rodada

Santos  vence a 4º consecutiva e aperta Timão e Flu.

Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1 Fluminense-RJ 38 18 11 5 2 31 14 17 70.4
2 Corinthians-SP 34 17 10 4 3 29 18 11 66.7
3 Santos-SP 30 17 9 3 5 29 22 7 58.8
4 Botafogo-RJ 30 18 8 6 4 28 18 10 55.6
5 Internacional-RS 28 17 8 4 5 22 19 3 54.9
6 Cruzeiro-MG 28 18 7 7 4 19 15 4 51.9
7 Ceará-CE 25 18 6 7 5 15 13 2 46.3
8 Atlético-PR 24 18 7 3 8 22 28 -6 44.4
9 Palmeiras-SP 24 18 5 9 4 19 19 0 44.4
10 Avaí-SC 23 18 6 5 7 28 28 0 42.6
11 Vasco da Gama-RJ 23 17 5 8 4 17 18 -1 45.1
12 Guarani-SP 23 18 5 8 5 20 23 -3 42.6
13 São Paulo-SP 22 18 5 7 6 22 23 -1 40.7
14 Vitória-BA 22 18 5 7 6 21 22 -1 40.7
15 Flamengo-RJ 21 18 5 6 7 14 15 -1 38.9
16 Grêmio-RS 19 18 4 7 7 21 24 -3 35.2
17 Atlético-MG 17 18 5 2 11 21 31 -10 31.5
18 Grêmio Prudente-SP 16 18 4 7 7 19 23 -4 29.6
19 Atlético-GO 14 18 3 5 10 18 25 -7 25.9
20 Goiás-GO 13 18 3 4 11 15 32 -17 24.1
18ª RODADA
1/09 – 19h30 Grêmio-RS 1 x 0 Guarani-SP
1/09 – 19h30 Grêmio Prudente-SP 0 x 1 Botafogo-RJ
1/09 – 19h30 Vitória-BA 0 x 0 Internacional-RS
1/09 – 21h00 Goiás-GO 1 x 3 Atlético-MG
1/09 – 22h00 Cruzeiro-MG 1 x 0 Flamengo-RJ
1/09 – 22h00 Atlético-PR 2 x 1 Ceará-CE
1/09 – 22h00 Fluminense-RJ 1 x 1 Palmeiras-SP
2/09 – 21h00 São Paulo-SP 2 x 1 Atlético-GO
2/09 – 21h00 Santos-SP 2 x 1 Avaí-SC
13/10 – 22h00 Vasco da Gama-RJ x Corinthians-SP
19ª RODADA
4/09 – 18h30 Corinthians-SP x Goiás-GO
4/09 – 18h30 Botafogo-RJ x Grêmio-RS
4/09 – 18h30 Ceará-CE x Vasco da Gama-RJ
5/09 – 16h00 Avaí-SC x Atlético-PR
5/09 – 16h00 Flamengo-RJ x Santos-SP
5/09 – 16h00 Palmeiras-SP x Cruzeiro-MG
5/09 – 16h00 Guarani-SP x Fluminense-RJ
5/09 – 18h30 Atlético-MG x São Paulo-SP
5/09 – 18h30 Atlético-GO x Vitória-BA
5/09 – 18h30 Internacional-RS x Grêmio Prudente-SP

Por Rogerinho – Enfim São Paulo vence.

Fonte: O Estado de São Paulo

Dagoberto brilha e São Paulo encerra o jejum de vitórias

Time do Morumbi, que não vencia há cinco jogos, passou pelo Atlético Goianiense por 2 a 1


ANDRÉ AVELAR – estadão.com.br

SÃO PAULO – O jejum de vitórias no São Paulo teve fim nesta quinta-feira, pela 18.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O preterido Dagoberto foi um dos responsáveis por trazer de volta o gostinho ao Morumbi no 2 a 1 sobre um embalado Atlético Goianiense.

Essa foi inclusive a primeira vitória da equipe sob o comando do técnico Sérgio Baresi. Foram seis jogos até aqui – quatro empates e uma derrota, além do triunfo desta quinta.

Com o resultado, o São Paulo chega aos 23 pontos, na 13.ª colocação. Do outro lado, o Atlético-GO amarga a zona de rebaixamento, 19.º colocado, com 15 pontos somados.

Antigo lanterna da competição, mas que goleou o Palmeiras (3 a 0) na semana passada. A equipe de René Simões queria se reencontrar. Teve chances com Marcão e Diguinho. “Espero que o Atlético comece a mostrar uma tendência. Vencer o Palmeiras daquela forma foi uma exceção”, dizia o técnico antes de a bola rolar.

Compensou. As ausência de Ricardo Oliveira (dores no joelho) e Fernandão (problemas no tornozelo) limitaram as ações ofensivas do time. Dagoberto começou no banco de reservas por opção do técnico – a torcida não perdoou e gritou o nome do atacante desde o primeiro tempo.

Coube então ao zagueiro Xandão tomar as rédeas do jogo. Além de parar o ímpeto do Atlético, o zagueiro foi à área e subiu mais que todo mundo para marcar.

“Jogar dentro de casa tem que ser assim. O importante é voltar bem para a segunda etapa”, disse Xandão, que fez seu primeiro gol desde que chegou ao clube, no início do ano.

O gol de confiança à equipe tricolor. Os meia Marlos e Marcelinho passaram a participar mais do jogo e em todo momento chegavam na área. Fernandinho seguia seus companheiros até torcer o joelho direito em uma dividida.

Só com a lesão do companheiro de ataque é que Dagoberto teve uma nova chance. O camisa 25 entrou dizendo não haver mágoas com a comissão técnica. Com a bola nos pés, queria mesmo mostrar o seu valor. Levava perigo com chutes de longe.

Bobeira. Mas a zaga são-paulina cochilou logo no início da segunda etapa. Elias contou com uma furada de Miranda para encontrar Juninho livre dentro da área. O atacante, que havia acabado de entrar, passou por Rogério Ceni para empatar a partida.

Com o gol do adversário, o desespero bateu nos jogadores. Chutes de todas as distâncias, muitas vezes sem pretensão, tomaram conta do jogo.

Resposta. Era a hora de Dagoberto brilhar. Com ou sem apoio da comissão técnica ou mesmo da diretoria, o atacante deixou sua marca. Ele aproveitou cruzamento de Marlos para, de cabeça, recolocar o São Paulo para frente. Foi comemorar com a torcida e recebeu o cartão amarelo por ter tirado a camisa.


“Sempre trabalhei independente do que falavam (foi um dos mais criticados após a eliminação na Copa Libertadores). Com o trabalho pode vir qualquer tribulação que você passa”, disse Dagoberto.

Empolgado, Dagoberto continuou a bela apresentação. Teve tempo de dar um passe de letra para Marlos, que arrancou do meio-campo e só foi parar nas mão de Márcio, ao errar o toque por cima.

Já pela 19.ª rodada, o São Paulo enfrenta outro Atlético, desta vez, o Mineiro, no domingo, às 18h30, fora de casa. O Atlético-GO recebe o Vitória no mesmo dia e horário.

 SÃO PAULO2 – Rogério Ceni; Jean (Samuel), Miranda, Xandão  , Junior Cesar; Rodrigo Souto, Casemiro  , Jorge Wagner, Marcelinho (Cléber Santana); Marlos e Fernandinho (Dagoberto)  . Técnico: Sérgio Baresi.

 ATLÉTICO GOIANIENSE1 – Márcio; Vitor Ferraz, Welton Felipe  , Daniel Marques  , Thiago Feltri; Pituca, Ramalho  , Wesley (Agenor), Diguinho (Anaílson), Elias; Marcão (Juninho). Técnico: René Simões.

Gols – Xandão, aos 23 minutos do 1.º Tempo. Juninho, aos 5 minutos, Dagoberto, aos 24 minutos do 2.º Tempo; Árbitro – Paulo H. Godoy Bezerra (SC); Local – Morumbi, em São Paulo (SP).

Por Edgar Santista – Peixe vence a 4º seguida no Brasileirão.

Fonte: Estado de São Paulo

Santos ganha do Avaí e se garante no G-4 do Brasileirão

Vitória por 2 a 1 – com gol relâmpago de Neymar – leva o time ao 3.º lugar na classificação


MILTON PAZZI JR. – estadão.com.br

SÃO PAULO – O Santos chegou nesta quinta-feira ao terceiro lugar na classificação do Campeonato Brasileiro ao ganhar do Avaí por 2 a 1, com um gol relâmpago de Neymar e outro de Marcel. A nona vitória santista leva o time aos 30 pontos e garante a vantagem sobre o Botafogo, nos critérios de desempate (uma a mais que os cariocas, mesmo com um jogo a menos), mantendo o time na briga pelo título.

Aby Saber/Arena
Aby Saber/Arena
Os jogadores do Santos comemoram o gol de Neymar

Apesar do sucesso no resultado, em campo não foi tranquilo. O começo fulminante com o gol marcado aos 55 segundos de partida – quando Danilo cruzou da direita, o avaiense Rudnei rebateu para trás, no meio da área, e Neymar chegou chutando a bola de primeira para fazer o gol – serviu para que o time santista jogasse em ritmo lento em quase todos os noventa minutos regulamentares.

Sustos. Tanto que no primeiro tempo o time santista só teve mais uma chance de fazer o gol, aos 14 minutos, quando Zé Eduardo, sozinho na área, perdeu a jogada ao chutar a bola para fora. Depois disso, um jogo até corrido, mas preocupante apenas para o técnico Antônio Lopes, que viu sua defesa tomar cartões amarelos na tentativa de parar Neymar e precisar mudar ainda na etapa inicial para evitar uma expulsão (tirou Marcos e colocou Emerson Nunes).

No segundo tempo a partida melhorou graças às tentativas do Avaí. Perdeu três grandes chances: aos 12 quando obrigou o goleiro santista Rafael a duas grandes defesas; aos 18, quando Vandinho chutou a bola na trave – na volta Rudnei mandou para fora, com um giro de corpo no ar; e aos 32 minutos, quando Leandro Bonfim lançou e Válber perdeu um gol fácil de cobertura, mandando a bola para fora.

O Santos teve uma grande chance aos 34 minutos, mas para o desespero do torcedor, Danilo foi lançado na cara do gol por Alan Patrick e chutou a bola torto, fora. Parecia que o placar ia ficar nisso quando Marcel fez 2 a 0, aos 38 minutos – Neymar cruzou para o atacante na pequena área e ele dominou e chutou sem chance de defesa.

Desfecho. Ainda teve um último susto para os poucos santistas que foram à Vila Belmiro: eram 42 minutos quando Válber driblou bem o zagueiro Edu Dracena e chutou no canto de Rafael, descontando e fechando o placar em 2 a 1. Com isso, o time santista se vinga da eliminação na Copa Sul-americana e segue sendo o único time que não empatou nas dez rodadas pós Copa do Mundo na Série A.

O próximo jogo santista é no domingo, contra o Flamengo, pela 19.ª rodada. Desde já há um problema para o técnico Dorival Júnior: Neymar foi advertido por simular pênalti e tomou o terceiro cartão amarelo da série, estando suspenso. O Avaí, com a derrota, fica em 10.º lugar e recebe o Atlético-PR, no domingo.

SANTOS – 2Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Arouca, Danilo e Marquinhos (Zezinho); Neymar , Keirrison (Alan Patrick) e Zé Eduardo (Marcel). Técnico: Dorival Júnior

AVAÍ – 1 Renan; Marcos (Emerson Nunes ), Rafael, Emerson e Eltinho; Marcinho Guerreiro, Rudnei, Jeferson (Leandro Bonfim) e Válber; Cristian (Laércio) e Vandinho. Técnico: Antônio Lopes

Gols – Neymar, a 55 segundos do primeiro tempo; Marcel, aos 38, e Válber, aos 42 minutos do segundo tempo; Árbitro – Carlos Eugênio Simon (RS); Renda – R$ 171.835,00; Público – 7.141 pagantes; Local – Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)