ICFUT – História do Barueri FC !

Fonte: Jornal Oficial de Barueri ( 10/07/2010 – Pág 10 )

Barueri FC: 90 anos batendo de primeira


A coluna Barueri Conta Sua História inaugura uma série de reportagens sobre o futebol da cidade.Um passeio pelas grandes conquistas do passado, atendo-se a equipes com mais de 50 anos de história. Assim, foram eleitos times como o Barueri, de 1920, o 1º de Maio (1947), Belval (1948), Cruzeiro do Sul e X de Setembro (1950) e Silveira (1958).Um breve histórico da equipe e um depoimento de um personagem. Nesta edição, o Barueri Futebol Clube e um de seus atletas, o Dori.


Fundado em 1920, o Barueri F.C. é o primeiro time da cidade, acumulando vitórias e tornando-se motivo de orgulho da sociedade local. “Um time famoso, que sempre envolvia a torcida onde jogava”, lembra Norival de

Oliveira, o Dori, que começou a atuar na equipe dos anos 50.Segundo ele, naquela época, Barueri, Sul Americana e São Bento se alternavam nos títulos das competições regionais, cada equipe com seus craques idolatrados. Profissionalmente, Dori jogou pelo Botucatuense, Inter de

Limeira e Bragantino. Nascido na Barra Funda em 1938, Dori já atuava no juvenil do São Jorgeaos 13 anos. Dois anos depois a família mudou-se para Barueri, e Dori começou a jogar no X de Setembro.O cenário esportivo dos anos 50 merece alguma avaliação: “os campos eram os do Maio, X de Setembro, Silveira, Sul Americana, São Bento e Botafogo. Época de campo ruim e bola ruim”, lembra Dori. Nesse período, o Barueri Futebol Clube tinha fama de elitista mas, em campo, esbanjava futebol: “tinha o Iraci, o Milton, o Biazoli, o Irani, o Biba”, relaciona Dori, “todos muito bons de bola”.


Em 1958 Dori se aventurou no Botucatuense, mas voltou a Barueri no ano seguinte. Em 1962 e 1963 defendeu o Inter de Limeira, depois foi jogar

no Esportiva de Guaratinguetá, e finalmente no Bragantino. Sem queixas: “era um bom salário”, assegura, “e ainda tinha as luvas.Dava pra viver muito bem”, elogia. A alfinetada sobra para a corrupção no futebol interiorano da época: “time da casa sempre vencia, e visitante tinha que se conformar com a derrota. Tudo era acertado com antecedência”, denuncia.Depois do Bragantino, Dori interrompeu a carreira profissional. Em Barueri, as partidas de futebol eram eventos: “mas era um período de muitas brigas”, observa Dori, “hoje tem famí mais disciplina”. Segundo ele, naquela época tinha briga feia na torcida também, e principalmente entre mulheres.”

Aqui em Barueri, por exemplo, o Sula era a equipe que representava a tecelagem, e tinha uma grande torcida feminina”, conta. Mesmo interrompendo a carreira profissional, Dori continuou atuando no Barueri. “Barueri se orgulhava muito de jogadores como Miro, Ziano, Manolo,Olivio, Kunga, Nega e Wagner”,lembra. Ano após ano atuando nas competições municipais, Dori tornouse figura carimbada na comunidade esportiva local.

Casou-se em 1965, com Etelvina de Oliveira, com quem teve ttrês filhos: Jaime, Dalmaris e Renato. Hoje, o orgulho dele são os quatro netos: Henrique, Artur, Rafael e Lucas.

Em 98 Dori pendurou as chuteiras,mas não apagou da memória uma carreira de vitórias.

O orgulho da sociedade local e reduto de craques


Segundo seus fundadores, o Barueri Futebol Clube data de 19 de junho de 1919, embora o estatuto apresentado para legalizar o clube junto à Federação Paulista de Futebol conste data de 1º de janeiro de 1920.

Os fundadores foram João Fernandes Dias, Joaquim Barbosa, Napoleão Berzaghi, José Firmino do Monte, Humberto Berzaghi, José Farbo e Heitor Ariente.

Desde o início o clube destacou se pela atuação de jogadores como Napoleão, Cezário, Heitor, Zizico, Caetê, Chiquinho,Pereira, Farbo, Celinho, Orlando, Lula, Antenor, Angelino Decó, Lanzico, Aníbal Correia, Ardegundes Serrão e Pirulão. Na década de 30, o Barueri F.C.

conquistou a mais cobiçada taça de época, a Galo da Redondeza, em famoso jogo contra o Sul Americana. Além dos jogadores citados, destacaram-se Marques, Manezinho, Irani, Walter, Jaci, Santana, Lupércio, Manoelito, Clóvis, Roberto, Ditolô, Orélio, Rubitão, Darci, Bira, Correia, Anésio, Bodinho, Ari, Bruno, Bertão, Zezé, Galo, Kunga, Dorival,Iracy, Mané Pantera, Alécio e Batistinha.

Na década de 40 o clube proporcionava bailes e também mantinha um grupo teatral, onde atuavam moradores como Napoleão Berzaghi, Humberto Berzaghi, Heitor Ariente, Renato Cabral, Walter Carril Loureiro, Aristides Costa e Silva, Tereza Berzaghi, Elisa Garcia e Francisca Farbo.

Em 1953, o clube contava também com uma equipe juvenil de excelente nível, com jogadores como Alfredo Goiaba, Biba, Milton Baltazar, Piteira, Milton, Darcinho e Zé Maria Baileiro. O primeiro mascote do time foi Ednir, que depois veio a ser jogador do Barueri por vários anos.

Em 1955, o local onde o time jogava transformou-se na Vila São João. Neste mesmo ano, o Barueri sagra-se campeão da Liga Barueriense de Futebol,em emocionante jogo contra o São Bento de Carapicuiba (então, bairro de Barueri – Carapicuiba seria emancipada em 1965). Em 1957, o presidente Irani de Almeida sonhava em instalar um campo onde é hoje a Vila Militar. O clube recebeu uma doação de um terreno com uma casa na Vila Ceres, para ser rifada. Mas os ladrões demoliram a casa, roubaram o material e lá se foi o sonho. Não houve oportunidade para a aquisição de um novo campo mas, com a venda de um terreno do clube no Jardim dos Camargos, foi construida a sede social, na avenida Dom Pedro II, 235.

Dados extraídos da Coleção: Conheça

Barueri, Volume IV – Nosso Futebol (1990)

Por Cleber Aguiar – Veja a matéria do jornal inglês sobre Neymar.

Google Tradutor

A promessa brasileira Neymar perto de assinar para Chelsea
Chelsea estão aproximando-se de na firma da promessa brasileira excitante Neymar para entre £20 milhões e £25 milhões.

Jason Burt

Por Jason Burt
Publicou: 7:30AM 12 agostos de 2010 de BST

Gorjeio do Jason
Chelsea perto de assinar Neymar
Excitante: Neymar é visto como um dos superiores talentos no futebol mundial e não foi desadvertido através de Fotografia da Europa: AP

O explorador principal dos campeões de Liga Principal, Michael Emenalo — que emergiu como uma figura crescentemente importante em identificar objetivos de transferência em meses recentes — estava em Nova Jersey assistir a estrela de 18 anos de idade para seu país em sua 2-0 vitória acima dos Estados Unidos.

Emanelo era acompanhado por agente Pini Zahavi que tem sido um lidar com clube do Neymar Santos que diminuiu uma oferta de Chelsea para o jogador mais cedo este pensamento do verão para estar ao redor de £17 milhões — e insistiu que eles só concordariam na transferência se sua compra-fora cláusula de £29.6 milhões era ativada.

Chelsea ainda não ofertará que alto para Neymar mas existe uma sensação crescente daquelas perto das negociações isto porque o clube estão agora dispostos a ofertar mais íntimo para aquela figura que eles podem finalmente assegurar o negócio.

Neymar também estava ligado com um movimento para Presunto do Oeste Unido, que teve uma £12 milhões de oferta rejeitada, mas o clube voltou fora de por causa de interesse da Chelsea.

Apesar de seu talento indubitado — ele marcou contra os EUA e existia um salão de entrada forte para sua inclusão na esquadra da Copa do Mundo como ele obscureceu Robinho no hastear- para o torneio — existe uma preocupação sobre se ele poderá lidar com as demandas físicas da Liga Principal.

Porém, Chelsea tem sido acompanhamento Neymar por dois anos e estão ancioso para o adicionar a sua esquadra junto com outro brasileiro, Ramires, que também tocou para seu país no Estádio de Meadowlands mais cedo esta semana, e cujo £18 milhões de movimento de Benfica devia ser completado pela sexta-feira.

O midfielder já concordou condições pessoais e sofridas umas médicas e é devido a chegar em Londres na quinta-feira para a papelada ser completado. Sua chegada porá pressão severo em primeiro-time do John Obi Mikel coloca especialmente como Michael Essien retornou a boa forma física.

Um terceiro brasileiro também permaneça um objetivo para Chelsea que longa segurou um interesse no defensor David Luiz altamente-avaliado. O de 23 anos de idade também estava na esquadra do Brasil selecionado pelo novo treinador de país, Mano Menezes, e está disponíveis para ao redor de £30 milhões. Aquela taxa, embora alta, não é acreditada para ser proibitiva para Chelsea embora existe uma relutância em Benfica vender Luiz, que também tem sido o assunto de uma oferta da Cidade de Manchester, este verão.

Se Chelsea adquire Neymar que será uma declaração forte de dono Abramovich romano que o clube permanece no mercado para o melhor talento jovem do mundo. Durante a Copa do Mundo Abramovich deixa ser sabido que ele estava fortemente interessado em assinar Fernando Torres, e recebia encorajamento do acampamento da grevista da Espanha que ele pode querer partir, antes do eventualmente de jogador comprometer-se para Liverpool seguindo o compromisso de novo gerente Roy Hodgson.

Por Cleber Aguiar – Hoje tem Santos no Pacaembu.

Fonte: Santosfc.com.br

Copa Sul-Americana

Dorival confirma equipe que encara Avaí e presenças de Ganso e Neymar no banco

O técnico Dorival Junior confirmou a equipe que enfrentará o Avaí-SC, nesta quinta-feira (12), na estreia santista na Copa Sul-Americana. O esquema tático será o 4-3-3 e Neymar e PH Ganso, que retornam da seleção, ficam no banco. Os titulares serão: Rafael, Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Wesley e Marquinhos; Zé Eduardo, Marcel e Madson.

“Essa é a equipe que nós montamos para essa partida e espero que façamos uma boa apresentação na abertura de um novo campeonato. O que foi alcançado foi muito bom, mas agora é um novo momento e a possibilidade de você estar novamente alcançando semifinais e finais. (Além disso,) Estaremos enfrentando adversários que possivelmente estarão na Libertadores do ano que vem”, comentou o técnico.

A dupla Neymar Ganso pode entrar no decorrer do jogo. A atuação dos dois defendendo o Brasil foi muito elogiada por Dorival Junior. “Estamos vendo esses garotos fazerem na Seleção Brasileira aquilo que nós previamos que poderia acontecer, foram grandes atuações. Se o Ney e o Paulo tivessem se apresentado hoje, certamente estariam em campo. Caso tenhámos a necessidade, devemos lançá-los durante 30, 40 minutos”.

Em relação ao atacante Keirrison, o técnico explicou que o mesmo ainda deve levar entre 10 e 15 dias para que esteja em condições de estrear. “Queremos dar um pouco mais de ritmo a ele. Estamos intensificando alguns jogos-treino. Fisicamente ele já se encontra bem melhor. Agora tempo de bola demora um tempo a mais. E temos esse tempo para que possamos ter a recuperação total do atleta para que ele possa sequenciar boas apresentações”.

Seleção Brasileira

Além de contar com a presença de quatro Meninos da Vila (Neymar, PH Ganso, Robinho e André), na vitória sobre os EUA (2 a 0), a Seleção Brasileira teve adotado por Mano Menezes o mesmo estilo de jogo do Peixe. O fato é motivo de muito orgulho para Dorival Junior.

“É um momento que você percebe que tudo que está sendo feito dentro do Santos começa a gerar resultado. É uma contribuição do Clube para com o futebol do nosso país. Fico contente com essas comparações, mas sei que nosso trabalho tem que continuar para que alcance bons resultados e reconhecimento. Nós temos que continuar nos motivando em busca de novos resultados”.

Venda de ingressos para Santos FC e Avaí começa nesta terça (10)

Nesta terça (10) os torcedores do Santos FC já podem comprar ingressos para o jogo de estreia do Peixe na Copa Sul-Americana, contra o Avaí, na próxima quinta-feira (12), às 21h50, no Estádio Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), em São Paulo (SP).

As vendas acontecerão no Estádio Urbano Caldeira (Rua Princesa Isabel, s/nº, Vila Belmiro – Santos), terça e quarta-feira, das 11 às 19 horas, e quinta-feira, das 11 às 17 horas, e também pela Internet através do site http://www.ingressofacil.com.br. No Pacaembu, terça e quarta, das 10h às 17h, e quinta, das 10 até o intervalo do jogo se ainda restarem ingressos, e demais postos de venda autorizados (ver abaixo).

Cada associado tem direito a comprar um ingresso por carteirinha (meia-entrada) para qualquer setor do estádio (ver abaixo). O pagamento precisará ser realizado à vista, e não via boleto.

O sócio que efetuar a compra pela Internet pode retirar o ingresso na Vila Belmiro, nos horários de funcionamento da bilheteria, ou no Pacaembu até o intervalo do jogo, também nos mesmos horários de funcionamento das bilheterias. Se preferir, pode optar pela entrega do ingresso em casa pagando a taxa da Ingresso Fácil.

Portadores de camarote também poderão comprar ingressos para a partida nesta terça, quarta e quinta, tanto na Vila Belmiro quanto no Pacaembu.

Só será permitida a venda de, no máximo, dois ingressos por torcedor.

Atendimento
A Secretaria Social e a Tesouraria funcionarão em horário normal no segundo andar da Vila Belmiro, de terça a quinta-feira, das 9 às 17 horas.

Compra pela Internet
Ao efetuar a compra pela Internet, o associado imprime o formulário de compra que contém o número do pedido. Para realizar a troca pelo ingresso, ele leva o formulário e um documento original na Vila Belmiro ou no Pacaembu.

Opções de ingresso
Arquibancada (setores amarelo, verde e lilás): R$ 30,00 (meia-entrada: R$ 15,00)
Cadeira especial laranja: R$ 40,00 (meia-entrada: R$ 20,00)
Numerada descoberta manga: R$ 60,00 (meia-entrada: R$ 30,00)
Vip (azul): R$ 80,00 (meia-entrada: R$ 40,00)
Tobogã (somente para a torcida do Santos): R$ 10,00 (meia-entrada: R$ 5,00) – entrada pela Rua Itápolis
Visitantes: R$ 30,00 (meia-entrada R$ 15,00) – entrada pelo portão 22

Crianças e Aposentados
A entrada gratuita de crianças menores de 12 anos e aposentados (com devida apresentação de documento), prevista por lei municipal, só será permitida no setor de Tobogã. Serão destinados dois mil ingressos gratuitos para crianças e aposentados. Estes deverão retirar seus ingressos no dia do jogo no portão que dá acesso ao Tobogã.

Portadores de necessidades especiais
Os portadores de necessidades especiais não precisam comprar ingressos. O Santos FC disponibilizará bilhetes para o Setor Laranja, onde deverá ser feita a retirada do ingresso no dia do jogo. Os acompanhantes dos portadores de necessidades especiais deverão comprar os ingressos.

Postos de venda a partir de terça-feira
Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro): Rua Princesa Isabel, s/nº – terça e quarta-feira, das 11 às 19 horas, e quinta-feira, das 11 às 17 horas;
Estádio Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu): Praça Charles Miller s/nº – terça e quarta, das 10h às 17h, e quinta, das 10 até o intervalo do jogo se ainda restarem ingressos;
Ginásio do Ibirapuera: Rua Manuel da Nóbrega, 1361 – Ibirapuera – terça, quarta e quinta, das 10h às 17h;
Estádio Bruno José Daniel: Rua 24 de Maio, s/nº – Santo André – terça, quarta e quinta, das 10h às 17h;

Por Silvana – Em seu segundo dia, Baresi já esboça time titular do São Paulo

Treinador dividiu o elenco em dois times, mas com cores diferentes

Fonte: Lancenet

No segundo dia de trabalho pelo São Paulo, na manhã desta quarta-feira, Sérgio Baresi já esboçou o time que deve enfrentar o Cruzeiro no próximo domingo, contra o Cruzeiro, no Morumbi.

Durante a atividade, ele montou o time no 4-4-2 com: Rogério Ceni, Jean, Renato Silva, Samuel e Junior Cesar; Casemiro, Rodrigo Souto, Cleber Santana e Marlos; Ricardo Oliveira e Fernandão. Dagoberto, que já não havia enfrentado o Atlético-PR no domingo, treinou o tempo todo entre os reservas.
No segundo dia de trabalho pelo São Paulo, na manhã desta quarta-feira, Sérgio Baresi já esboçou o time que deve enfrentar o Cruzeiro no próximo domingo, contra o Cruzeiro, no Morumbi.

Durante a atividade, ele montou o time no 4-4-2 com: Rogério Ceni, Jean, Renato Silva, Samuel e Junior Cesar; Casemiro, Rodrigo Souto, Cleber Santana e Marlos; Ricardo Oliveira e Fernandão. Dagoberto, que já não havia enfrentado o Atlético-PR no domingo, treinou o tempo todo entre os reservas.

Baresi reforça comissão do São Paulo e já conta com auxiliar

Divididos em dois times de dez jogadores, que se movimentaram em metade do campo, o trabalho feito por Sérgio Baresi não é novidade para Casemiro, que trabalhou com o treinador nas categorias de base.

– Hoje eu brinquei com ele que já conheço o trabalho (risos). Aqui tem umas coisas a mais, mas não foge do foco. Lá ele conversava muito, sobre fazer um trabalho reduzido, que, quando chegasse ao profissional, daria conta do recado – revelou o volante.

Mais experiente, Fernandão também aprovou a atividade. O camisa 15, que nos últimos dois jogos atuou no meio de campo, mais recuado, deve voltar ao ataque, posição que ocupou nos outros 11 confrontos que fez pelo Sampa.

– Ainda não falamos sobre isso, mas ele já teve uma conversa particular com cada um. Ele falou comigo de me adiantar, para não ter de voltar para desgastar e também marcar menos. Mas dentro da semana é que vamos saber. Fizemos um treino tático, com quatro equipes, isso faz com que você pense rápido, com uma reação rápida, já que tinham cores diferentes. Mas nada definido se vou atuar mais na frente ou recuado – finalizou o atacante.

Fernandão se referiu a primeira atividade do dia. Apesar de dez jogadores para cada lado, em cada um deles duas cores diferentes. Os defensores e o primeiro volante com um colete, os atacantes e meias com outro. Depois, Baresi também comandou um treino em que uma equipe atacava em dois gols e a outra em um, repetindo o atividade da última segunda-feira. Para finalizar, trabalho técnico de finalização.

ICFUT – Galo vence no último minuto.

Fonte: Superesportes.com.br

No último lance, Galo arranca a classificação na Sul-Americana

Com gol de Ricardinho aos 47 minutos do segundo tempo, Alvinegro vence o Grêmio Prudente e avança à próxima fase


Não faltou sofrimento para o torcedor do Atlético. Foi sofrido ver o time criar com dificuldades os lances de ataque. Foi sofrido esperar até aos 47 minutos do segundo tempo para o gol sair, num chute de Ricardinho. Mas o Atlético voltou a vencer depois de seis jogos e superou o Grêmio Prudente (1 a 0) pela primeira fase da Copa Sul-Americana, no Ipatingão.

Na próxima fase, o adversário do Galo será o vencedor do confronto entre Caracas (VEN) e o ganhador de Deportivo Lara (VEN) e Independiente Santa Fé (COL), que ainda se enfrentam pela fase preliminar.

Antes, o Alvinegro volta as atenções para o Campeonato Brasileiro. A expectativa da torcida que é a vitória desta quarta-feira marque o início da reação da equipe, vice-lanterna do Brasileirão. No sábado, o time pega o Guarani, novamente no Ipatingão.


Para quem esperava o Atlético tomando conta do jogo, a realidade em campo foi bem mais próxima do momento do time que da sua necessidade. O Galo até teve maior domínio de bola, mas esteve longe de sufocar o Prudente.

Pouco criativo, o time teve muitas dificuldades para penetrar na área adversária. Tentou chegar ao gol levantando bolas na área, sem sucesso. Luxemburgo ainda tentou aumentar a força ofensiva, sacando o zagueiro Jairo Campos, que reclamou dores na coxa direita, para a entrada de Neto Berola.

Mesmo assim, o Atlético teve grandes chances e foi desperdiçando. Na primeira, depois da cobrança do escanteio, Diego Souza dominou e Ricardo Bueno, na cara do gol, chutou para a excelente defesa de Giovanni.

Aos 34, foi a vez de Diego Souza perder oportunidade incrível. Ele recebeu passe de Fernandinho na marca do pênalti, mas chutou para fora. Aos 44, novamente Diego Souza teve a chance, mas a finalização de cabeça saiu rente à trave.

O Grêmio Prudente se limitou a marcar e sair no contra-ataque. Por pouco não marcou aos 28 minutos, quando Wanderley foi travado no momento do chute por Jairo Campos.

No segundo tempo, o quadro não mudou. O Atlético seguiu perdendo chances e os paulistas levando perigo no contragolpe. Aos 20 minutos, Neto Berola, em boas condições, bateu e o goleiro pegou. Nove minutos depois, o atacante dominou na entrada da área e chutou forte, para nova defesa de Giovanni. Já aos 44 minutos, o Prudente quase balançou as redes, num chute de Willian que Fábio Costa pegou.

O gol salvador saiu aos 47 minutos. Ricardinho recebeu na entrada da área e bateu rasteiro, no canto. Um grito de gol que estava preso na garganta do torcedor há muito tempo.

Por Vander – Felipão continua sem vitória no Palmeiras.

Fonte: O Estado de São Paulo

Felipão não consegue dar jeito no Palmeiras

Time volta a jogar mal e perde de 2 a 0 do Vitória. Técnico faz sua 6.ª partida na equipe e segue sem vencer


Daniel Akstein Batista – O Estado de S.Paulo

Os dias passam e Luiz Felipe Scolari só ganha motivos para confirmar aquilo que disse pouco depois de chegar ao Palmeiras: as coisas estão mais difíceis do que imaginava. Não bastasse seguir sem conquistar um triunfo, ele ainda viu seu time sem inspiração na estreia da Copa Sul-Americana, na noite de ontem, em Salvador. A derrota por 2 a 0 para o Vitória deixou o treinador furioso e o obriga a mudar a equipe para as próximas partidas.

Felipão anda sem muitas alternativas. Ele bem que tenta dar uma identidade ao time, mas é impedido pela falta de opções. No Barradão, ficaram claros os maiores problemas: a ausência de um bom meia e a falta de qualidade no banco de reservas para fazer modificações.

Ontem, Kleber e Lincoln não atuaram. E o Palmeiras perdeu muito. Na frente, Felipão optou por Tadeu – e logo no primeiro tempo se irritou com a pouca produção do atleta. A situação do meio de campo foi pior – o estreante Rivaldo, que é volante, foi a alternativa encontrada pelo técnico para a vaga de Lincoln. Não deu certo e, como antes do intervalo o técnico preferiu tirar o lateral Armero para colocar outro atacante (Luan) em busca da qualidade que faltava, Rivaldo acabou deslocado para a lateral.

Nenhuma das alternativas de Felipão surtiu efeito. Não que o Vitória tenha dominado a partida, pois faltou inspiração dos dois lados. Mas o Palmeiras mostrou ontem que precisa melhorar muito para conseguir sonhar com algo melhor na temporada.

Mal no Brasileiro, a Copa Sul-Americana tinha se transformado no principal torneio do ano. A vaga na Libertadores, afinal, está em jogo. Felipão já havia avisado que a competição seria a prioridade – e começar ontem vencendo era quase uma obrigação para quem tem planos tão ousados.

Para esquecer. O primeiro tempo palmeirense é para ser esquecido. Aliás, as duas equipes pareciam brigar para ver quem errava mais. Lances perigosos? Só três. Uma cabeçada de Danilo e duas cobranças de falta de Ramon – os goleiros Lee e Deola fizeram bem o trabalho.

No início da etapa final, o goleiro alviverde e o meia do Vitória estiveram frente a frente novamente. Mas, desta vez, aos 2 minutos, Deola nada pôde fazer na perfeita cobrança de Ramon.

Foi só levar o gol para o Palmeiras tentar reagir na base do desespero. Ficou apenas na tentativa, já que o time ia desordenadamente ao ataque e sem qualidade. O grandalhão Max ainda entrou para ajudar em busca do empate, mas só conseguiu atrapalhar. Aos 43, Neto Coruja desviou de cabeça e a bola ainda bateu no atacante palmeirense antes de entrar.

Daqui a sete dias, os times voltar a se enfrentar, no Pacaembu. E o Palmeiras será obrigado a vencer. Antes, sábado, recebe o Atlético-PR pelo Brasileiro. Felipão tentará a sua 1ª vitória após o retorno ao clube- até agora, foram duas derrotas e quatro empates.

Palestra Itália abre para receber Valdívia

O Palestra Itália, que já não recebe mais jogos do Palmeiras por causa das obras da Arena, será o palco na manhã de hoje da apresentação de um ídolo: Valdivia.
O chileno terá uma recepção especial no estádio, algo que raramente ocorre. O último a ser apresentado no Palestra foi o atacante Keirrison, no início de 2009 – na ocasião, no entanto, o Palmeiras também deu boas-vindas a seu patrocinador.
Uma outra festa para o Mago – contratado por R$ 13 milhões, com um vínculo de cinco anos – está marcada para sábado. Cerca de uma hora antes de o Palmeiras encarar o Atlético-PR no Pacaembu (o jogo começa às 18h300, ele entrará no gramado para saudar a torcida – sócios-torcedores do programa Avanti vão pagar R$ 5 pelo ingresso.
Valdivia ainda não está pronto para atuar – a comissão técnica diz que ele precisa de mais uns 10 dias de treino – e ficará nas tribunas do Pacaembu no sábado. O Palmeiras também não vai poder contar com o lateral-esquerdo Armero e o atacante Kleber, suspensos.
O goleiro Marcos e o meia Lincoln seguem machucados, vão desfalcar o time em mais uma rodada e ainda não têm data para retornar.
Bronca. Ontem, o Palmeiras reclamou do abusivo preço cobrado para a torcida palmeirense no Barradão. Enquanto os torcedores do Vitória pagavam R$ 40 para assistir ao jogo, o valor cobrado para o local destinado ao visitante saía por R$ 160.

ICFUT – Internacional com uma mão na Taça !

Fonte: O Estado de São Paulo

Inter vira e encaminha sua segunda conquista da Copa Libertadores


Chivas Guadalajara marca primeiro, mas Giuliano e Bolívar garantem o 2 a 1, em pleno Omnilife, no México; Time colorado pode até empatar na final do Beira-Rio

ANDRÉ AVELAR – estadão.com.br

SÃO PAULO – O Internacional entendeu que um resultado de Copa Libertadores se faz já no primeiro jogo. Depois da convincente classificação contra o São Paulo, o time repetiu o bom futebol na final desta quarta-feira, 11, e arrancou uma vitória por 2 a 1 do Chivas Guadalajara, no México.

Guillermo Arias/AP

Com gols de Giuliano e Bolívar, o time brasileiro encaminhou sua segunda conquista da competição continental – venceu também em 2006. Pode até empatar na próxima quarta, no Beira-Rio. Baustista ainda manteve viva a esperança mexicana.

Para a decisão no Rio Grande do Sul, a torcida colorada promete fazer uma grande festa. Todos os ingressos (o clube não divulga a quantidade exata) foram vendidos em menos de três horas.

Bola rolando. A grama sintética do belíssimo Omnilife chegou a preocupar os brasileiros. Foi o árbitro Héctor Baldassi apitar o começo do jogo que tudo pareceu resolvido – exceto pelo empolgado locutor do estádio e pela queda de energia elétrica que atrasou a partida em alguns minutos.

O lateral-esquerdo Kleber, um dos mais experientes da equipe, entrou na área por três vezes: em todas levou perigo. Acertou a trave logo de cara e, em seguida, cruzou para Alecsandro chegarem atrasados. Já no fim do primeiro tempo, deixou Taisson na cara do gol.

E a trave estava mesmo do lado do time da casa. Alecsandro cobrou falta da entrada da área e por pouco não abriu o placar. No entanto, foi uma das últimas participações do atacante, que saiu com dores na coxa direita. Éverton entrou no seu lugar.

Nem o apoio da torcida fazia o Chivas se lançar de vez ao ataque. Inferior tecnicamente, apostava na velocidade dos atacantes Arellano e Bravo.

Mas foi Baustista, até então mais preocupado em arrumar a estilosa luva da mão esquerda e provocar D´Alessandro, quem desencantou no último minuto da primeira etapa. Ele recebeu cruzamento, percebeu o goleiro Renan adiantado e, de fora da área mesmo, mandou de cabeça para o fundo do gol.

Com a cabeça. O Inter não se abalou com o gol sofrido. Os comandados de Celso Roth mantiveram o mesmo ritmo da partida e também não se deixaram levar pelo traiçoeiro futebol mexicano.

O time da casa partida tentava tomar conta do jogo até que Giuliano recebeu cruzamento na área e tratou de empatar a partida, aos 27. Não contente, o time ainda queria mais. Quatro minutos depois, linha de passe de novo de cabeça e Bolívar marcou.

A partir daí, a segunda conquista da Libertadores estava encaminhada. O time colorado gastou o tempo com a bola no pé e não deixou o Chivas jogar.

 CHIVAS – 1 – Luis Michel; Magallion, De Luna , Reynoso, Ponce ; Mejía, Fabian (Escalante), Baez (Dávila); Baustista, Arellano (Araujo) e Bravo. Técnico: Jose Luis Real

 INTER – 2 – Renan; Nei, Índio, Bolívar, Kléber; Sandro , Guiñazu, Giuliano, D´Alessandro; Taisson (Wilson Matias) e Alecsandro (Éverton) (Rafael Sóbis). Técnico: Celso Roth

Gols – Bautista, aos 45 do 1.º Tempo. Giuliano, aos 27; Bolívar, aos 31 minutos do 2.º Tempo; Árbitro – Héctor Baldassi (ARG); Local – Omnilife, em Guadalajara, no México