Por Silvana – Goleiro do Atlético Mineiro foi o último a falar com Eliza Samudio.

Fonte: Cidadeverde.com.br

Goleiro do Atlético-MG foi último a falar com Eliza Samudio

Marcelo afirmou que sabia das relações sexuais de Eliza com Bruno e também das supostas agressões.

O goleiro do Atlético-MG, Marcelo dos Santos Marinho, foi a última pessoa a falar com Eliza Silva Samudio, 25 anos, antes de ela ser sequestrada no dia 4 de junho por Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, e o adolescente J., 17 anos, primo do goleiro Bruno Fernandes de Souza, no Hotel Transamérica, no Rio de Janeiro.
De acordo com o relatório da Polícia Civil de Minas Gerais, redigido pelo delegado Edson Moreira, chefe do Departamento de Investigação de Homicídios de Belo Horizonte, entregue na última sexta-feira ao Ministério Público de Contagem, e ao qual o Terra teve acesso, entre as 20h58 e 21h11 do dia 4 de junho, Eliza conversou com Marcelo por mais de 10 minutos.
De acordo com o mapeamento feito pela operadora de telefonia, foram quatro ligações, todas efetuadas por Eliza, a partir do rádio e do telefone celular de Macarrão. A primeira durou 2 segundos; a segunda, 503 segundos; a terceira, 15 segundos, e a última, 112 segundos.
Marcelo contou, em depoimento aos delegados que apuraram o sumiço e possível assassinato de Eliza, que a jovem teria conversado com ele sobre a situação embaraçosa que vivia com Bruno. Nas folhas de numeração 150/153, anexadas ao inquérito, Marcelo afirmou ainda que sabia das relações sexuais de Eliza com Bruno e também das supostas agressões que ela havia sofrido no ano passado.
“Marcelo, eu vim aqui para o Rio de Janeiro para passar uns dois ou três dias e já estou aqui há quase um mês, mas agora que as coisas já se resolveram com o Bruno eu vou para Belo Horizonte e devo chegar aí por esses dias e te procuro”, teria dito Eliza ao jogador do Atlético-MG, que já passou por Corinthians e Bahia e atualmente está afastado do elenco principal do time comandado por Vanderlei Luxemburgo, segundo a assessoria do clube.
O delegado Edson Moreira, no relatório encaminhado à juíza Marixa Fabiane Lopes, do Tribunal do Júri de Contagem, e ao promotor de Justiça Gustavo Fantini, escreve: “Os dizeres do depoente são harmônicos com os registros telefônicos de Eliza. (…) Na noite do dia 04/06/10, momentos antes do seqüestro, verificamos que Eliza fala com o depoente através do ID*** (omitido pelo Terra) e com o rádio *** (omitido pelo Terra), este utilizado pelo indiciado Luiz Henrique Ferreira Romão, vulgo Macarrão. Salientando que a última ligação telefônica de Eliza no dia 04/06/2010 foi às 21h11, oportunidade em que falou com a testemunha Marcelo dos Santos Marinho”.
O Terra procurou a assessoria de imprensa do Atlético-MG, atual clube de Marcelo, mas não conseguiu contato com o jogador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s