Links – Para Botafogo-RJ x Guarani – Brasileirão 2010

Atendendo a pedidos PROGRAMA ICFUT muda de horário!!!

Sábado da 13:00hs as 14:00hs

http://www.vertvonline.org/

http://www.rojadirecta.org/

http://www.futebolaovivo.net/tvonline.php

Áudio

http://radioglobo.globoradio.globo.com/estudiorg/estudiorg.htm?praca=RJ&id=0

http://www.radios.com.br:8080/play/1_cbn860rio-br.htm

http://www.radiocentral.com.br/

Links para Santos x Fluminense – Brasileirão 2010

Links- Para Avaí x Palmeiras – Brasileirão 2010

Links para Corinthians x Atlético-MG – Brasileirão 2010

Atendendo a pedidos PROGRAMA ICFUT muda de horário!!!

Sábado da 13:00hs as 14:00hs

http://www.vertvonline.org/

http://www.rojadirecta.org/

http://www.futebolaovivo.net/tvonline.php

http://www.tv-aovivo.biz/Assista-Band-TV-gratis,844.html

via audio

http://cbn.globoradio.globo.com/Player/playerAoVivoSP.htm

http://radiobandeirantes.com.br/

http://playersradios.band.com.br/?r=rb_bandnewsfm_sao

http://transanet.telium.com.br/player.php#

ICFUT – Entrevista com Diego Forlán .

Fonte:Lancenet.com.br

Forlán: ‘Sabia que poderíamos ir longe na África do Sul’

Vencedor da Bola de Ouro da Copa do Mundo fala com exclusividade ao LANCENET!

Forlán e toda a seleção celeste foram muito festejados no Uruguai

Forlán e  toda a seleção celeste foram muito festejados no Uruguai (foto:  Reuters)

Daniel Leal RIO DE JANEIRO
Rodrigo Cerqueira RIO DE JANEIRO


O mundo se surpreendeu ao ver o Uruguai nas semifinais do Mundial da África do Sul. Afinal, não era um time dos mais talentosos da competição – antes do pontapé inicial da Copa, falava-se em Espanha, Inglaterra, Brasil, Argentina… Mas a Celeste calou todos por dois motivos. Primeiro, pela garra demonstrada em campo, um comportamento único entre as 32 seleções que participaram do torneio. Depois, pelo camisa 10 do time. Forlán jogou fora de sua posição de origem (é atacante, mas atuou como meia), foi artilheiro com cinco gols e carregou todo um time nas costas. Méritos publicamente reconhecidos com a Bola de Ouro, prêmio entregue pela Fifa ao melhor jogador do Mundial. Não tente, no entanto, convencer Forlán disso. Em entrevista exclusiva ao LANCENET!, ele garantiu: se pudesse trocar todas as taças individuais que recebeu por títulos com seus companheiros, o faria.

Algumas semanas antes do Mundial, Lugano disse ao LANCENET! que confiava em uma grande campanha do Uruguai na África do Sul. Esse era um sentimento compartilhado por todos?

Tínhamos esperança, sim. Sabíamos que a equipe estava bem, e que havia grandes possibilidades de fazermos um grande Mundial na África do Sul. Começamos muito bem. Depois, pelo trabalho que vínhamos fazendo, sabíamos que podíamos ir longe.

No último minuto da disputa de terceiro lugar, contra a Alemanha, você acertou uma cobrança de falta no travessão. Foi o último lance do Uruguai na Copa. O que passou pela sua cabeça naquele momento? Foi algo marcante?

Foi o último lance da partida. Assim que a bola saiu, acabou o jogo e as lágrimas caíram, né? Mas ficamos contentes. Foi uma grande campanha, mesmo ficando em quarto. Queríamos, claro, o terceiro lugar. Mas não foi algo que manchou nossa campanha.

Você conquistou a Bola de Ouro do Mundial superando vários grandes nomes, incluindo cinco finalistas. Você esperava esse prêmio?

Não, não esperava. Eu achava que ficaria com algum deles. Fiquei muito contente em conquistá-lo. Ser o melhor do Mundial foi algo incrível, inesquecível.


Depois deste prêmio, você se considera o favorito para levar a outra Bola de Oura da Fifa, entregue ao melhor jogador do ano?

Não, não. Não busco nada assim. Não penso nessas coisas. Penso apenas que tenho de treinar, jogar e fazer as coisas da melhor maneira possível. Depois, as coisas acontecem sozinhas, naturalmente. De nada adianta buscá-las. As conquistas de uma equipe são mais importantes.


Vocês tiveram uma recepção impressionante. Inclusive, Lugano disse durante a festa que vocês “não mereciam aquilo” e que “qualquer um que usasse a camisa da Celeste faria o mesmo.” Como você viveu aquela festa?

Foi algo espetacular. O sentimento de todos é de que foi tudo muito lindo. Sou muito agradecido pela recepção que tivemos no Uruguai. Sem dúvidas, não esperávamos algo como o que vimos naquele dia.


Apesar do ótimo resultado na África do Sul, o futebol uruguaio passa por muitas dificuldades. O que se pode mudar para que ele cresça nos próximos anos?

A mentalidade. É preciso trabalhar e fazer as coisas bem. Com uma boa gestão, pode-se chegar ainda mais longe. Isso é importante. A situação econômica é, sim, complicada. Mas a imagem do futebol uruguaio está crescendo, o que pode ajudar a dar melhores condições aos uruguaios. E, assim, podemos chegar ainda mais longe.


A imprensa europeia especula que o Atlético de Madrid não teria condições de segurá-lo para a próxima temporada, até por questões financeiras. Você ficará no clube?

Tenho mais três anos de contrato. Hoje estou feliz, me encontro muito bem no clube. Minha intenção é ficar no Atlético.


Seu pai, Pablo, teve uma grande história como jogador pelo São Paulo. Você sonha um dia vestir a camisa do Tricolor?

Sim, eu ficaria encantado. Na verdade, seria algo espetacular. Seria um sonho jogar pelo São Paulo, por tudo que meu pai fez lá. Veremos como será. Se tivesse uma possibilidade, ficaria mesmo muito emocionado.


Você já conquistou muitos títulos e prêmios por vários clubes e pela seleção. O que falta na sua carreira para que, no seu modo de ver, ela seja perfeita?

Não busco nada. Nada. Apenas o fato de jogar já me encanta. Nunca pensei em ser o melhor da Europa, do mundo ou, como aconteceu agora, do Mundial. Sempre pensei em fazer bem meu trabalho em um lugar que me desse felicidade. E esse lugar é justamente o campo de futebol. E é por isso que continuo com muita vontade. Nada mais.


Em 2014, você estará com 35 anos. Acredita que terá condições de disputar o Mundial no Brasil?

Tenho mais alguns anos ainda pelo Atlético de Madrid. É claro que ficaria encantado em jogar esse Mundial. Até porque será no Brasil, um país muito especial, perto do Uruguai. Seria espetacular. Vamos ver nos próximos anos como estarei. Mas acredito que posso chegar com condições de disputar a Copa em 2014.


Ainda sobre o Mundial do Brasil: você acha possível que aconteça um novo Maracanazo, como na final de 1950, em que vocês levantaram o título no Maracanã derrotando nossa Seleção?

Não, não, não… Temos de ver ainda se vamos nos classificar. E, depois, o Mundial é sempre muito complicado. Não podemos pensar nisso já. Nosso objetivo, hoje, tem de ser apenas trabalhar.

ICFUT – André Sanches ” Próximo treinador do Brasil está Ferrado ”

Fonte: Gazetaesportiva.net

“Novo técnico do Brasil está ferrado”, avisa Sanchez

Rio de Janeiro (RJ)

Chefe da delegação brasileira que foi à África do Sul disputar a Copa do Mundo, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, prevê problemas para quem for anunciado como substituto de Dunga. Em entrevista ao jornal O Globo publicada neste domingo, ele avisa: o novo treinador do Brasil está ferrado.

“Não sei quem será o novo treinador. O que sei é que este cara está ferrado. Será um tormento na vida dele. Na boa, coitado”, afirmou o mandatário corintiano, que ainda falou sobre as expectativas da construção do estádio do clube alvinegro. Diretores e conselheiros têm discutido a questão nos últimos dias.

“Vamos tentar. E vamos aproveitar o momento da Copa. Há um clima favorável para isso, colocar um estádio para 45 mil pessoas de pé. Se não for na minha administração, na boa, não será nunca mais”, afirmou o dirigente. Andrés ainda crê que a partida de abertura do Mundial de 2014 será realizada em São Paulo, mas defende a construção de uma nova arena.

“O Morumbi está muito atrasado. E o Parque Antarctica, o Belluzzo (Luiz Gonzaga, presidente do Palmeiras) que me perdoe, mas só vendo, viu. Será que conclui a reforma? O Corinthians fala há cem anos que vai construir um estádio”, criticou Andrés Sanchez, que já aponta uma solução viável e simples: “Derruba Tudo!”.

“Todos os estádios do país deveriam ser demolidos, para começar tudo de novo, incluindo o Maracanã. Esse papo de Pelé chutou assim ou assado é para europeu ver. Faz outro. Como fizeram na Inglaterra”, continuou, citando o tradicional estádio de Wembley, que foi reconstruído.