Por Cleber Aguiar – Estádio em São Paulo novidades sobre o assunto.

Fonte: O Estado de São Paulo

São Paulo já negocia recursos para estádio com investidores privados

Prefeito vai se encontrar com governador em dez dias já com plano de financiamento de[br]Pirituba bem adiantado

André Cardoso e Jamil Chade – O Estado de S.Paulo

A Prefeitura e o governo estadual negociam com investidores privados um acordo financeiro para viabilizar o projeto do estádio de Pirituba para sediar a abertura da Copa de 2014 em São Paulo. Assessores próximos ao prefeito Gilberto Kassab confirmaram ao Estado que “negociações firmes” estão sendo mantidas com grupos de investidores que construirão a nova arena. A ideia é a ter um acordo fechado em dez dias, sem dinheiro da Prefeitura no projeto.

Ontem, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, confirmou que esteve com o prefeito Kassab na quarta-feira em encontro informal em Johannesburgo. Ontem, voltou a se encontrar com o prefeito. “São Paulo está sem estádio no momento”, disse oficialmente Teixeira. Sobre sua reunião com Kassab, o cartola afirmou que “nada ficou determinado”. O presidente da CBF garantiu que “foi uma conversa genérica”. “Kassab está de férias e vamos nos reunir nos dias 19 e 20 para tratar do assunto”, disse.

O prefeito, publicamente, mantém seu discurso de que a primeira opção da cidade é mesmo o Morumbi e que vai fazer um apelo para que o estádio do São Paulo volte a ser considerado pela Fifa como o estádio paulista para a Copa. Mas, nos bastidores, a realidade é bem diferente. Kassab já designou um de seus assessores para acompanhar o setor privado e garantir que o projeto saia do papel.

O secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke, confirmou o contato de investidores para o novo estádio. “Essa é a verdade”, disse. “O Morumbi está fora”, afirmou ao Estado.

O estádio fará parte do maior centro de convenções do mundo, com meta para estar totalmente concluído em 2020 e em um terreno de 5 milhões de metros quadrados. Além da Copa, a meta seria sediar a Expo 2020, o maior evento internacional de negócios.

Da África do Sul, Kassab ligou para o governador de São Paulo, Alberto Goldman, para confirmar o encontro em dez dias. A meta é ter o plano com investidores pelo menos delineado até lá. “Vamos definir o papel de São Paulo na Copa. Se São Paulo vai querer a abertura ou apenas outros jogos”, disse o cartola.

Teixeira evita falar em datas para uma definição, mas deixa claro: “O prazo está se afunilando. Estamos perigosamente perto da data-limite”, avisa. “A questão de São Paulo tem de ser logo definida.”

A indefinição sobre o Estado mais rico do País vem gerando declarações de políticos pelo Brasil afora, vislumbrando uma eventual abertura da Copa em suas cidades. Fortaleza já manifestou vontade de se candidatar. “São Paulo, com o então governador José Serra, havia se colocado como local da abertura, que só será decidido à medida que os estádios forem se consolidando”, explicou Teixeira.

O estádio em São Paulo não é a única preocupação. Teixeira admite que ainda precisa avaliar se as garantias financeiras para a construção do estádio em Curitiba são suficientes e admite que existem “dúvidas”.

Na próxima semana, Teixeira promete fazer avaliação completa de todas as garantias financeiras. Mas, apesar dos problemas, ele insiste que a Fifa não tem mais do que se queixar. Em maio, Valcke afirmou que o atraso do Brasil era “impressionante”. “Naquele momento, ele tinha razão. Mas, hoje, algumas obras já começaram”, afirmou Teixeira, lembrando que Brasília definiu a concorrência para o estádio, com a definição dos valores da obra. Já na Bahia, o antigo estádio começou a ser demolido para a construção de um novo. “Estamos relativamente em dia”, disse.

Centro de mídia. Mas Kassab abriu mais uma polêmica e quer agora que o centro de transmissão dos jogos da Copa de 2014 seja instalado no Anhembi, e não no Rio, como já havia sido combinado entre Fifa e CBF. “Estamos oferecendo a cidade à Fifa”, disse.

O então prefeito José Serra fez um acordo em 2007 com a CBF e Eduardo Paes (então secretário de Esporte do Rio e atual prefeito) pelo qual São Paulo ficaria com o congresso da Fifa e com a abertura, enquanto o Rio ficaria com o centro de imprensa e com a final.

Empresa terá de ceder terreno para arena em Pirituba

Dona de 1,8 milhão de metros quadrados na região, City revela existir decreto para uso de área para centro de convenções

Fernando Scheller – O Estado de S.Paulo

Caso o projeto do estádio em Pirituba saia do papel, os donos de terrenos na região devem ser obrigados a ceder as áreas por um instrumento chamado Decreto de Utilidade Pública (DUP). Segundo a Companhia City de Desenvolvimento, proprietária de cerca de 1,8 milhão de metros quadrados de área em Pirituba, existe um decreto para o uso de sua área para a construção de um centro de convenções. A área envolvida no DUP, estimada em 5 milhões de metros quadrados, envolveria também terrenos do Clube Jaraguá e da Polícia Militar.

A Companhia City diz ainda não ter sido procurada sobre o projeto do estádio. A empresa afirma também não saber se o decreto do centro de convenções valeria também para o estádio. Por enquanto, a City – conhecida pelo desenvolvimento de bairros paulistanos como Pacaembu, Jardins e Butantã – trabalha no projeto de construir três mil casas de classe média na área que possui em Pirituba.

Em termos de negócio, a decretação de utilidade pública sobre o terreno provavelmente não seria a opção mais lucrativa para a City, uma vez que o preço pago nesse caso ficaria abaixo do valor arrecadado com a venda dos lotes já urbanizados.

Fundada em 1912, a City passa atualmente por período de “renascimento”. Adquirida em 2002 pelo grupo de investimentos colombiano Santo Domingo – que é dono, por exemplo, de 15% da companhia de cervejas SABmiller -, a empresa voltou a desenvolver projetos após um período de “hibernação”.

Recentemente, a City foi uma das vencedoras da licitação para a realização do projeto da Nova Luz, no centro de São Paulo. A companhia está envolvida na construção de um empreendimento em parceria com a construtora Cyrela nas imediações do Estádio do Morumbi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s