ICFUT – Trajetória do Brasil frente ao Chile por Divino Mariano.

BRASIL X CHILE

01.

Num clima de muita expectativa,

Pegamos o selecionado chileno

(que jogou como time pequeno,

E não assustou a nossa gente)…

A nossa seleção os triturou

E quando a partida terminou,

Nosso povo sorriu… novamente!

02.

Bem poderia ter sido uns 5

Ou, quem sabe, 6 ou mais;

(Pois o Chile não foi capaz,

De conter as nossas arrancadas)…

Tentou peitar a nossa seleção,

Mas terminou com a cara no chão,

Levando uma estupenda goleada!

03.

Houve 2 penais não marcados

(Sofreram um vareio de bola);

Mas o técnico chileno, gabola,

Assegurou que nos derrotaria…

Ficou, todavia, comprovado,

Que ele é louco, ou dissimulado

E que o que fala… não tem valia!

04.

E se não fosse a mídia (fuleira),

Tudo seria ainda mais perfeito;

(Mas esta gentalha não toma jeito,

E vive tentando nos tripudiar)…

Tudo, porém, o que têm conseguido,

É ver um Brasil bem atrevido

Que só entra em campo pra ganhar!

05.

Enalteceram, tanto, a ITALIA,

Mas está já está fora;

E ficam falando, a toda hora,

Que a ESPANHA é osso duro…

Mas o que se vê, de verdade,

É um time de pouca qualidade

E sem possibilidades de futuro!

06.

Quando enfrentamos a CORÉIA

(E ganhamos só por 2×1)

Fizeram um tremendo “zum-zum”,

Ridicularizando o nosso escrete…

E quando PORTUGAL os goleou,

Esta mídia, (babona), os elogiou,

Por haverem ganhado de 7…

07.

Só que, parou, neste gesto,

A “bela” campanha portuguesa;

(Sem maestria e sem destreza,

Também já estão eliminados)…

Por outro lado, nossa seleção,

(Sem lhes dar a menor atenção)

Continua sendo muito bem cotado!!

08.

Vejamos, ainda, quantas “lambanças”,

Estes “iluminados” cometeram:

Elogiaram a FRANÇA, se F

Pois esta também foi eliminada;

Falaram, tanto, dos INGLESES,

Mas, como em todas outras vezes,

Foram, também, desclassificados!

09.

Nos jogos que nos envolveram,

Só enalteceram os adversários;

(Assinando atestado de otários,

Sem, pelo menos, raciocinar)…

Mas terminadas estas partidas,

Quem vibrou foi a nossa torcida,

Vendo a nossa seleção ganhar!

10.

Contra a COSTA DO MARFIM,

Falaram as mais crassas besteiras;

(Disseram que a equipe brasileira,

Pararia nos pés do DROGUIBÁ

Mas destarte a enorme falação,

Quem segue é a nossa seleção

E dá gosto vê-la jogar!!!

11.

Falam, agora, dos “MILONGUEIROS”,

(E de seu técnico, falastrão);

Esquecendo que a nossa seleção,

É, de todas, as mais cotadas…

Ficam criando cenas e fatos

Mas não vêem que são gaiatos

E que isso não leva a nada!

12.

Mas iremos (e queremos) pegá-los

Pra mostrar nossa superioridade;

(Mostrar o que é qualidade,

O que é raça e determinação)…

Mostrar que os nossos jogadores,

Respeitam e honram seus valores

Vestindo a camisa da Seleção!

13.

Que venha, antes, a HOLANDA

(E o que ela possa representar);

Pois nada vai nos afastar,

De atingir objetivo final:

Triturar os nossos adversários,

Calar a boca destes otários

E voltar CAMPEÃO MUNDIAL!!!!!!!!

Por Cezar Alvarenga – Fim da novela Diego Souza

Na noite desta qurta-feira, via Twitter, foi anunciada o fim da novela Diego Souza. O presidente do Atlético Mineiro, Alexandre Kalil, anunciou a contratação do meia Diego Souza.

O jogador estava afastado do Palmeiras desde abril, tentou através da Traffic uma transferência para a Europa, porém, nenhuma oferta agradou e o Palmeiras ainda tinha esperanças na reintegração do jogador, mas seu destino foi o Galo Mineiro.

Os detalhes da contratação do meia ainda não foram informados por Kalil, que ultimamente, vem anunciando as contratações do Atlético Mineiro via Twitter.

Por Éder – Capitão Lahm diz que argentinos “não sabem perder”

Fonte: Yahoo Esporte

ERASMIA, África do Sul (Reuters) – O capitão da seleção alemã, Philipp Lahm, acirrou na quinta-feira a guerra verbal contra a Argentina, rival nas quartas de final da Copa, acusando os adversários sul-americanos de serem maus perdedores.

Na véspera, o meia Bastian Schweinsteiger havia causado polêmica ao chamar os argentinos de “desrespeitosos”.

“Bastian disse o que disse. Sabemos que os sul-americanos são impulsivos e temperamentais, e que não conseguem perder”, disse Lahm, habitualmente comedido em suas declarações.

“Vamos ver no sábado como eles vão perder e como eles vão se comportar após a derrota”, acrescentou.

A Alemanha desclassificou a Argentina na Copa passada, numa disputa de pênaltis nas quartas de final, e houve uma briga generalizada ao término daquela partida.

“Temos de nos concentrar só no nosso futebol”, disse Lahm. “Os sul-americanos são temperamentais. Sabemos disso e vamos ver como eles lidam desta vez com uma derrota.”

Por Rogerinho – HOLANDÊS LANÇA PROVOCAÇÕES A SELEÇÃO BRASILEIRA

Cruyff dispara contra a atual seleção brasileira

Fonte: Yahoo Esporte

Antes do esperado confronto entre Brasil e Holanda pelas quartas de final da Copa do Mundo, o maior ídolo da história do futebol holandês, Johan Cruyff, criticou duramente a seleção brasileira de Dunga. “Eu jamais pagaria um ingresso para ver essa atual seleção do Brasil jogar”, disse ao jornal inglês Daily Mirror.

Cruyff, que foi grande craque na Laranja Mecânica de 1974, eliminando o Brasil daquela Copa, continou seus disparos contra o técnico brasileiro: “Onde está a magia brasileira? Não consegui entender por que Dunga escolheu alguns jogadores. Onde está o talendo no meio de campo? O Brasil precisa jogar com mais intensidade, mais ‘pegada’, porque eles não são especiais. São como qualquer outro time nesta Copa do Mundo”.

Apesar da crítica pesada, o holandês reconheceu a força da seleção brasileira. “Eles têm jogadores talentosos, mas jogam de uma forma mais defensiva e menos agradável de se ver. É uma vergonha para os fãs e para o torneio. Eles são um dos times que as pessoas querem ver”.

A atual seleção holandesa está com dificuldades para enfrentar equipes defensivas. Após a apertada vitória sobre a Eslováquia, por 2 a 1, nas oitavas de final, o atacante Ryan Babel lamentou: “Creio que é sempre difícil jogar contra times que não querem jogar futebol, que ficam te esperando”.

Entretanto, Babel tem opinião diferente de Cruyff sobre o Brasil. “Nós sempre jogamos melhor as partidas em que os adversários também querem jogar futebol. Então acho que na sexta-feira talvez possamos jogar melhor do que contra a Eslováquia, pois o Brasil não vai nos esperar na defesa”.

ICFUT – GIRO PELO FUTEBOL

Fonte: Futebol Interior

Por Silvana – Maradona para Schweinsteiger: ‘Está nervosinho?’

Alemão provocou argentinos antes da partida das quartas de final

Fonte: Lancenet

O treinador Maradona não deixou barato os comentários de Schweinsteiger e já mandou resposta. Em entrevista à Fox Sports, o comandante hermano olhou para a câmera e perguntou: “O que está acontecendo Schweinsteiger? Está nervosinho?”.

O Pibe, que estava de muito bom humor, respondeu as denuncias do alemão, que afirmou que os argentinos eram provocadores e faziam pressão nos árbitros.

– Não temos tempo para pensar em Schweinsteiger. Os jogadores querem entrar em campo e ter a revanche de 2006… Então não me preocupa que digam de disputa de pênaltis, de brigas, de que não sabemos perder, não nos interessa… Cada partida se joga um história diferente e esta vai ser diferente, porque vamos atacar. É isso que deixa eles nervosos – afirmou o Pibe.

Maradona ainda afirmou que não deve mudar o esquema, então deve entrar em campo com três atacantes e partir para cima da Alemanha.

Por José Reis – Vasco Bate Avaí em torneio.

Fonte: Globo.com

Na estreia de PC Gusmão, Vasco bate o Avaí no Torneio de Florianópolis

Clube carioca faz 3 a 1 e está em primeiro lugar no quadrangular

Por GLOBOESPORTE.COM Florianópolis

Jogadores do Vasco celebram um dos gols.
(Foto: Agência Lance)

vasco x avaí

PC Gusmão fez sua estreia como técnico do Vasco nesta quarta-feira, pelo Torneio de Florianópolis, e saiu de campo com uma vitória de 3 a 1 sobre o Avaí. Uma curiosidade marcou a partida: Celso Roth também fez sua primeira partida pelo Vasco em 2010 contra o Avaí e também na Ressacada. Na ocasião, os catarinenses venceram por 2 a 0 pelo Campeonato Brasileiro.

Dedé, Rafael Coelho e Léo Gago marcaram os gols da vitória, que leva o time de São Januário à liderança do quadrangular – mais cedo, o Coritiba venceu o Grêmio por 2 a 0 na Ressacada. Emerson descontou para o Avaí.

No sábado, Grêmio e Vasco se enfrentam às 19h30m, enquanto Avaí e Coritiba medem forças às 21h30m. Ambos os jogos serão de novo na Ressacada.

O jogo

A partida começou quente, e cada uma das equipes conseguiu marcar uma vez antes dos 11 minutos. Primeiro foi o Vasco, logo aos dois. Jeferson bateu escanteio da direita, Dedé subiu na primeira trave e desviou para o gol. O Leão empatou em jogada semelhante. Davi efetuou cobrança de escanteio também pela direita e Emerson, na linha da pequena área, cabeceou firme. A bola ainda tocou no travessão antes de entrar.

O Avaí desperdiçou boa chance para virar com Roberto, cara a cara com Fernando Prass, chutando à esquerda, aos 20. Como castigo, sofreu o gol oito minutos depois. Elder Granja recebeu na linha de fundo pela direita e cruzou na medida na segunda trave para Rafael Coelho cabecear no cantinho. Foi apenas o segundo gol dele pelo time de São Januário.

O mesmo Elder Granja teve a oportunidade de ampliar aos 37, mas desta vez não teve o mesmo desempenho que teve na participação do segundo gol. Ele iniciou bem a jogada individual, furando o sistema defensivo avaiano, entrou na área e chutou na rede, mas pelo lado de fora.

Pior ainda fez Davi. Em um lance digno do quadro “Inacreditável FC”, do Globo Esporte, o meia recebeu passe preciso de Roberto, com o goleiro Fernando Prass já batido, e mesmo com a baliza vazia à sua frente chutou à direita do gol.

Avaí pressiona, mas não marca

No intervalo, o Avaí trocou todo o sistema ofensivo para buscar a vitória. Rudnei, Davi, Roberto e Leonardo deram lugar a Caio, Robinho, Anselmo e Vandinho. E quase que o empate aconteceu aos 18. Robinho achou Vandinho livre na meia-lua. Fernando Prass saiu do gol e abafou o chute do atacante no momento certo.

Aos 27, mais uma chance com Robinho. Ele recebeu na direita, não tinha muito ângulo para chutar e optou por cruzar na direção do gol. A bola passou por Fernando Prass, mas não pelo zagueiro Fernando, que colocou pela linha de fundo.

Cinco minutos depois foi a vez de Caio receber na meia-lua. O meia soltou uma bomba, e Fernando Prass voou no ângulo direito para defender.

O Vasco mostrou eficiência na partida e decretou a vitória com um belo chute de Léo Gago, ex-jogador do Avaí, aos 36. Ele aproveitou sobra na intermediária e bateu firme no canto direito de Zé Carlos.

Avaí 1 x 3 Vasco
Zé Carlos; Patric (Marcos), Gabriel, Emerson e Pará; Marcinho Guerreiro (Diogo Orlando), Rudnei (Caio), Davi (Robinho) e Rivaldo (Batista); Roberto (Anselmo) e Leonardo (Vandinho). Fernando Prass; Cesinha, Fernando e Dedé (Thiago Martinelli); Élder Granja (Fagner), Romulo, Rafael Carioca (Léo Gago), Jeferson (Alan) e Ramon (Ernani); Fumagalli (Magno) e Rafael Coelho (Bruno Paulo).
Péricles Chamusca. Técnico: PC Gusmão.
Gols: Dedé, aos dois minutos, Emerson, aos 11, Rafael Coelho, aos 28 minutos do primeiro tempo; Léo Gago, 36 minutos do segundo tempo.
Cartõs amarelos: Rafael Carioca, Ramon, Léo Gago e Fagner (Vasco); Marcinho Guerreiro, Robinho, Emerson e Pará (Avaí)
Local: Ressacada, em Florianópolis (SC). Árbitro: Célio Amorim. Auxiliares: Rosnei Scherer e Heton Nunes.

Por Cleber Aguiar – Santos promove evento.

O Santos lança hoje na Baixada Santista a pedra fundamental do Museu Pelé, com a presença do Rei do Futebol. No evento, o clube apresenta também sua cápsula do tempo, com mensagens, lembranças e jornais do dia (entre eles, a edição de O Estado de S. Paulo), que será aberta daqui a 30 anos, no centenário do nascimento de Pelé.

Por Silvana – Tricolor negocia para manter Cicinho.

Fonte: O Estado de São Paulo

São Paulo negocia para tentar manter Cicinho

O São Paulo deve ter um problema na lateral-direita para o reinício da temporada. Cicinho, cujo empréstimo terminou ontem, foi requisitado pela Roma para iniciar a pré-temporada no clube italiano. Os dirigentes são-paulinos se reúnem hoje com o empresário do jogador para tentar um acordo a fim de que o lateral fique pelo menos até o término da Taça Libertadores.

Com poucas opções para a posição, a equipe deve se empenhar para manter Cicinho. As alternativas para seu lugar são Adrián Gonzalez, que pouco foi utilizado, e o volante Jean, que chegou a atuar improvisado no setor. Hoje, o clube faz um jogo treino contra o São Bernardo, às 16h30, no CT. Miranda e Rodrigo Souto se recuperam de lesão na panturrilha e serão poupados.

No Palmeiras, Léo se mostra animado com a perspectiva de uma nova “família Scolari”. “Ele (Felipão) cobra muito, mas é um paizão também, que vai com o grupo até o fim”, diz o zagueiro.

ICFUT – Últimas da copa 2010.

Fonte: O Estado de São Paulo


Giro da Copa

Discreto, Xavi Hernández é a cabeça pensante da Espanha

Daniel Akstein Batista – O Estado de S.Paulo

Dos cinco gols marcados pela Espanha na Copa, quatro foram de David Villa. Mas ele não é a principal estrela da seleção. Sem aparecer tanto para a torcida, Xavi Hernández cumpre bem o seu papel no meio de campo, marcando e armando.

Alguns consideram Xavi um volante, mas quem o vê em campo não consegue imaginar o jogador apenas como sendo de marcação. A bola sempre passa pelo seu pé, ele cadencia o jogo e dá velocidade quando é preciso.

Sábado, o atleta espera que a Fúria tenha novamente uma boa atuação e que priorize a posse de bola para sair triunfante frente o Paraguai, nas quartas de final, em Johannesburgo. “O Paraguai é um time perigoso, mas somos os favoritos”, disse.

Xavi é um daqueles esportistas que mostram amor pelo clube. Iniciou a carreira nas categorias de base do Barcelona e segue no clube catalão até hoje. Aos 30 anos, está em seu terceiro Mundial, assim como o goleiro Casillas e o zagueiro Puyol.

Na sua provável última Copa, espera se despedir com algo que a seleção nunca antes conquistou. O melhor lugar até aqui foi a 4.ª posição em 1950. Sessenta anos depois, uma vitória contra o Paraguai já deixará Xavi e colegas na história. E a um passo da inédita classificação à final.

ELES QUE VENHAM
Paraguai quer jogar como gosta: na base dos contra-ataques

Enfrentar a campeã europeia Espanha, no sábado, em Johannesburgo, não assusta a seleção paraguaia. Pela primeira vez na história entre os oito primeiros colocados, o time do técnico Gerardo Martino já considera seu objetivo alcançado. Daqui para frente, sabe que só vai enfrentar rivais poderosos. Por isso, o favoritismo espanhol causa um efeito positivo.

“Nas quatro partidas em que jogamos, éramos protagonistas em três. Tínhamos de atuar de uma forma que não é nossa característica, deixando os contra-ataques para nossos adversários”, disse Martino, esperando mais espaços para usar a velocidade de seus atacantes, o que não ocorreu nas oitavas, contra o Japão. “A Espanha sempre busca o ataque e deixa buracos atrás, que devemos ocupar de maneira inteligente.”

Martino cogita escalar o atacante Cardozo como titular. O atleta está recuperado de lesão no tornozelo esquerdo. Anteontem, entrou na prorrogação e converteu o último pênalti. / WILSON BALDINI JR.


CARTAS NA MESA
Uruguai define time das quartas


Na Copa dos treinos misteriosos e técnicos que não gostam de dar entrevista, o uruguaio Oscar Tabárez surpreendeu ontem ao divulgar a escalação da equipe contra Gana, amanhã, pelas quartas de final do Mundial. O zagueiro Godín está mesmo sem condições de jogo e Victorino entra em seu lugar. No meio, Fernández substitui Pereira. Mas Tabárez também fez mistério: “De tática falo só com os jogadores.” Pode até ser tática para surpreender na hora do jogo, mas a postura de Tabárez acabou fazendo a diferença nesta reta decisiva.

SOU FELIZ
Gana aposta em “futebol alegre”

O segredo do sucesso de Gana, única equipe africana a chegar às quartas de final
desta Copa, é um só, nas palavras do experiente meia Stephen Appiah (foto).
“Somos uma equipe especial, alegre. Gostamos de cantar, dançar e rir, e é assim que jogamos”, afirmou ontem o jogador. “Quanto mais pressão você coloca em si, pior será o seu desempenho.” Ao contrário de outras equipes do continente, como Nigéria ou Costa do Marfim, que apostaram na força física de seus jogadores e caíram na primeira fase, Gana e seu treinador, o sérvio Milovan Rajevac, preferem jogar com velocidade, técnica e leveza – inclusive de espírito. “Estamos tranquilos e felizes por estarmos aqui, todos juntos”, disse Appiah.

DIVIDIDA POLÍTICA
Presidente suspende time da Nigéria

O presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, suspendeu a seleção nacional por dois anos. A equipe não poderá participar de nenhuma competição oficial durante este período, anunciou um porta-voz do governo. “O objetivo é que a Nigéria reorganize seu futebol”, afirmou Ima Niboro, assessor do presidente. “Isso tornou-se necessário depois da pobre performance da equipe”. A Nigéria foi desclassificada na primeira fase. O dirigente afirmou que uma carta deve ser enviada em breve à Fifa comunicando a decisão. Nos últimos dias, a entidade mostrou profundo desagrado com as ingerências do governo no futebol francês.