ICFUT – Modelos disputam título mundial !

Fonte: Globo.com

FOTOS: modelos disputam o título de Miss Copa do Mundo na Alemanha

Das 950 inscritas, 32 avançam à final e representam as seleções do Mundial

Por GLOBOESPORTE.COM Rio de Janeiro

concurso Miss Copa do Mundo com modelos posandoAs 32 finalistas do concurso Miss Copa do Mundo, promovido na cidade de Rust, na Alemanha, posam para foto. O concurso de beleza teve 950 concorrentes, e cada finalista representa uma seleção do Mundial. A vencedora será anunciada nesta sexta-feira. (Foto: AFP)
Miss Brasil no concruso Miss Copa do Mundo A candidata brasileira no concurso aparece entre a eslovaca e a hondurenha (Foto: AFP)

ICFUT – Imperador Adriano chega para depor no Rio de Janeiro.

Fonte: Globo.com

Adriano chega ao Ministério Público para depor nesta quarta-feira, 2.

Jogador foi intimado a prestar esclarecimentos sobre a suspeita de associação com o tráfico de drogas.

Após faltar duas vezes a depoimentos agendados, Adriano compareceu na manhã desta quarta-feira, 2, ao Ministério Público para prestar esclarecimentos sobre seu suposto envolvimento com traficantes de drogas. Às vésperas da ida do jogador para a Itália, o delegado explicou que Adriano depõe como testemunha e não corre o risco de ser preso.

O depoimento é referente ao inquérito policial instaurado para apurar crimes de tráfico de drogas, associação para fins de tráfico e posse ilegal de arma de fogo praticados por integrantes de uma organização criminosa, que controla o tráfico nas comunidades de Furquim Mendes e Dique, em Jardim América, no subúrbio. O jogador presta esclarescimentos na 6ª Promotoria de Investigação Penal da 1ª Central de Inquéritos do MP, no Centro do Rio.

Felipe Assumpção/-Ag news

Por Éder -Timão defalcado para amanhã.

Fonte: O Estado de São Paulo

Chicão e Jorge Henrique desfalcam o Corinthians

Vetados pelo departamento médico, zagueiro e atacante só devem retornar aos gramados após recesso da Copa

AE – Agência Estado

O zagueiro Chicão e o atacante Jorge Henrique foram vetados pelo departamento médico do Corinthians e, assim, estão fora da partida contra o Internacional, quinta, no Pacaembu, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro.

Werther Santana/AE - 03/03/2010
Werther Santana/AE – 03/03/2010
Jorge Henrique constata lesão no músculo da panturrilha

Os dois jogadores também devem desfalcar a equipe no confronto diante do Botafogo, domingo, no Rio de Janeiro. Assim, só devem voltar a atuar após a parada para a Copa do Mundo da África do Sul, contra o Ceará, em 14 de julho.

Jorge Henrique sentiu dores na panturrilha na vitória sobre o Santos, no domingo, e um exame realizado nesta segunda-feira constatou uma lesão muscular. Chicão, por sua vez, está com uma contusão no músculo posterior da coxa direita.

O Corinthians lidera o Brasileirão com 13 pontos, dois a mais do que o vice-líder Ceará.

Por Rogerinho – Tricolor no Serra Dourada.

Fonte: O Estado de São Paulo

Com só um zagueiro, São Paulo tem pela frente o Goiás

Sem Miranda, Alex e Renato Silva, Ricardo Gomes improvisa escalação para jogar no Serra Dourada

PAULO FAVERO – Agência Estado

Ricardo Gomes não se abalou com a falta de zagueiros no São Paulo. Para enfrentar o Goiás nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília, com transmissão do estadão.com.br), no estádio Serra Dourada, em Goiânia, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, ele só poderá contar com Xandão, o único de ofício. “Temos ainda um à disposição. Acho que vamos inventar um novo esquema”, brincou.

Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE
Xandão é único zagueiro à disposição de Ricardo Gomes


Bem humorado, o ex-zagueiro arrancou risos dos jornalistas com a situação inusitada. “Se me devolverem 20 anos e me tirarem uns 20 quilos, aí talvez dê para fazer alguma coisa”.

O volante Hernanes não acredita em olho gordo para a grande quantidade de contusões. “É difícil achar alguém que se alegra com o sucesso dos outros. Mas acho que foi apenas coincidência”, afirmou, sobre as lesões de Miranda, Alex e Renato Silva.

A boa notícia é a volta de Rodrigo Souto, recuperado de lesão. Mas os problemas são muitos. Marlos, mais uma vez, ficará fora. Fernandão e Jean, desgastados, não treinaram nesta terça, mas viajaram com o grupo.

GOIÁS X SÃO PAULO

GOIÁS – Rodrigo Calaça; Douglas, Rafael Toloi, Ernando e Jadilson; Amaral, Jonilson, Hugo e Romerito; Bernardo e Everton Santos. Técnico: Leão.

SÃO PAULO – Rogério Ceni; Cicinho, Xandão, Richarlyson e Júnior César; Jean, Hernanes, Jorge Wagner e Marcelinho; Dagoberto e Fernandão. Técnico: Ricardo Gomes.

Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS). Horário: 21h50 (de Brasília).
TV: Globo.
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiania (GO).

Por A. Tiago – Verdão faz jogo em ” Nova casa ”

Fonte: O Estado de São Paulo

No Pacaembu, Palmeiras faz o 1.º jogo na ‘nova casa’

Equipe alviverde busca afastar a crise e subir na tabela do Brasileirão diante do Flamengo, às 21h50

PAULO GALDIERI – Agência Estado

“Eu me sinto muito bem jogando no Parque, e acho que temos que vencer o Flamengo lá. Ah, no Parque não, no Pacaembu. Me confundi”. O deslize de Pierre ao se imaginar no Parque Antártica, ou Palestra Itália, em vez de no Pacaembu no jogo desta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília, com transmissão do estadão.com.br e da rádio Eldorado/ESPN), contra o Flamengo, dá uma boa noção de como será difícil a vida do Palmeiras até se acostumar com a sua nova casa temporária.

Sérgio Neves/AE - 27/04/2010
Sérgio Neves/AE – 27/04/2010
Pierre pede atenção especial para marcar Vágner Love

Órfão de seu estádio, fechado para abrigar shows e, esperam os palmeirenses, para depois começar a ser reformado até virar a nova Arena, o Palmeiras agora terá de coabitar um espaço marcado pela presença e história de seu maior rival, o Corinthians.

A partida contra o time rubro-negro é a primeira de uma série de sete já confirmadas pela CBF que o Palmeiras fará como mandante no estádio do Pacaembu. No último sábado, o time mandou seu jogo contra o Prudente na Arena Barueri.

Jorge Parraga e seus jogadores dizem não esperar que a mudança de local atrapalhe o desempenho do time, embora não seja a melhor coisa trocar o familiar Palestra Itália (a despeito da tradicional “turma do amendoim”) por um novo estádio.

REENCONTRO
Esta quarta será a primeira vez que Vágner Love enfrentará o Palmeiras desde sua turbulenta saída, no início do ano. A presença do atacante em campo, dizem os palmeirenses, requer atenção especial da defesa que ele conhece tão bem dos treinos no ano passado.

“Ele é um grande amigo meu. E um grande atacante. Como a gente teve um período de convivência, sabemos das características dele. Contra um jogador diferenciado como ele a gente tem que estar com a defesa compacta”, pediu Pierre.

PALMEIRAS X FLAMENGO

PALMEIRAS – Marcos; Vítor, Danilo, Maurício Ramos e Gabriel Silva; Pierre, Edinho, Márcio Araújo e Cleiton Xavier; Lincoln e Ewerthon. Técnico: Jorge Parraga.

FLAMENGO – Bruno; Welington, Álvaro, Ronaldo Angelim e Leonardo Moura; Maldonado, Fernando, Petkovic e Michael; Juan e Vágner Love. Técnico: Rogério Lourenço.

Árbitro: Leonardo Gaciba (RS).
Horário: 21h50 (de Brasília).
TV: Pay-per-view.
Rádio: Eldorado/ESPN – AM 700/FM 107,3.
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP).

Por Cleber Aguiar – Santos tenta afastar crise !

Fonte: O Estado de São Paulo

Santos tenta afastar crise que ronda a Vila Belmiro

Contra o Cruzeiro, no Mineirão, time busca esquecer derrota no clássico. Dorival se irrita ao falar sobre clima ruim

Sanches Filho, ESPECIAL PARA O ESTADO / SANTOS – O Estado de S.Paulo

O Santos precisa da vitória contra o Cruzeiro, hoje, às 21h50, no Mineirão, para não perder de vista o G-4 do Campeonato Brasileiro. Com a derrota por 4 a 2 para o Corinthians no domingo, o campeão paulista não só deixou escapar a oportunidade de se tornar líder como também despencou do segundo para o oitavo lugar na classificação.

Em menos de um mês, o time sofreu uma grande transformação, com indisciplina dos garotos, punições e, principalmente, com a queda de rendimento de seus dois mais importantes titulares, Paulo Henrique Ganso e Neymar. A crise que ronda a Vila Belmiro pode se instalar de vez se o time pelo menos não empatar hoje à noite, em Minas.

“É difícil trabalhar aqui dentro, solucionar problemas e ainda administrar o lado de fora, que insiste em falar em crise”, rebateu Dorival Júnior. “Foi apenas uma conversa da comissão técnica com os jogadores com o intuito de se fazer correções necessárias para continuarmos fortes no campeonato”, esquivou-se.

Dorival Júnior admitiu ter enfrentado situações anormais nos últimos dias. Lembrou, porém, que, quando mais foi preciso, a equipe respondeu ganhando o Campeonato Paulista e classificando-se para as finais da Copa do Brasil. “O Santos tem condições de voltar a jogar bem e tenho esperança de que isso ocorra o mais rápido possível.”

Mas, para Marquinhos, um dos líderes do time, a situação já é desconfortável. “O ideal é somarmos seis pontos nos dois jogos antes do recesso da Copa. Esses pontos são importantes, porque eles não serão apagados após a paralisação do Brasileiro.”

Não bastasse a queda de produção do time, Dorival Júnior começa a enfrentar problema com contusões. Ao contrário de técnicos de outros “grandes”, ele não revezou jogadores e em apenas duas oportunidades (Sertãozinho, no Estadual, e Guarani, em Campinas, pela Copa do Brasil) escalou o time reserva. Para o jogo de hoje à noite, perdeu Léo e Arouca, ambos com contratura muscular na panturrilha direita. Alex Sandro será o lateral-esquerdo e Rodriguinho deve ser o substituto do ex-são-paulino.

Santos e Cruzeiro têm campanhas iguais no Campeonato Brasileiro, com duas vitórias, dois empates, uma derrota e saldo de um gol. Mas a equipe paulista está melhor (8.º) por ter marcado 11 gols, enquanto os mineiros (9.º) anotaram apenas 7.

Saída e chegada. Os dirigentes confirmaram ontem que o zagueiro Domingos foi emprestado novamente à Lusa por mais um ano. Uma parte do salário de R$ 110 mil mensais do zagueiro será paga pelo Santos. Também foi anunciada a primeira contratação para o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana: o lateral-direito Danilo (18 anos), do América-MG. Ele vai fazer os exames médicos amanhã e deve ser apresentado na sexta-feira.

Kleber fora. O atacante Kleber desfalca o Cruzeiro hoje. O atacante passou por um exame de imagem ontem e teve constatado um estiramento de grau um na coxa esquerda.

Sem Kleber, o técnico Adilson Batista terá dificuldades para formar o ataque, já que Wellington Paulista, substituto imediato, foi expulso na derrota por 1 a 0 para o Ceará, em Fortaleza, e cumprirá suspensão. O treinador conta apenas com Guerrón, Kieza e Eliandro para o ataque.

ICFUT – Prazer sou o Zimbábue !

Fonte:Wikipédia.com

Republic of Zimbabwe
República do Zimbabwe
Bandeira do Zimbabwe
Brasão de armas do Zimbabwe
Bandeira do Zimbabwe Brasão de Armas
Lema: Unity, Freedom, Work
(em português: Unidade, Liberdade, Trabalho)
Hino nacional: Kalibusiswe Ilizwe leZimbabwe
(“Abençoada seja a terra do Zimbábue”)
Gentílico: zimbabuano(a), zimbabuense,
zimbabwense, zimbabwiano
Localização  Zimbábue, Zimbabué, Zimbabwe
Capital Harare
17° 50′ S 31° 03′ E
Cidade mais populosa Harare
Língua oficial Inglês, shona, ndebele
Governo República presidencialista
– Presidente Robert Mugabe
– Primeiro-ministro Morgan Tsvangirai
Independência do Reino Unido
– Declarada (como Rodésia) 11 de novembro de 1965
– Reconhecida (como Zimbábue) 18 de abril de 1980
Área
– Total 390 757 km² (59º)
– Água (%) 1
População
– Estimativa de 2003 12 576 741 hab. (66º)
– Densidade 32 hab./km² (º)
PIB (base PPC) Estimativa de 2007
– Total US$ : 2,210 bilhões (99º)
– Per capita US$ : 268 (176º)
Indicadores sociais
– IDH (2005) 0,513[1] (151º) – médio
– Esper. de vida 43,5 anos (189º)
– Mort. infantil 58,0/mil nasc. (147º)
– Alfabetização 91,2% (88º)
Moeda Dólar zimbabuano (Z$)
Fuso horário (UTC+2)
Cód. Internet .zw
Cód. telef. +263
Mapa  Zimbábue, Zimbabué, Zimbabwe

Fonte: O Estado de São Paulo

Seleção brasileira chega com festa no Zimbábue

Milton Pazzi Jr. com agências internacionais

Em clima de festa a seleção brasileira foi recebida no Zimbábue, onde realiza na manhã desta quarta-feira (10h30), 2, um amistoso contra a seleção do país como parte da preparação para a Copa do Mundo.

Philimon Bulawayo/Reuters
Philimon Bulawayo/Reuters
Todos torcedores queriam um aperto de mão com Kaká

Dezenas de torcedores, além do capitão da seleção local Benjani Mwaruwari, recepcionaram a seleção brasileira no aeroporto e os jogadores mais festejados foram Kaká e Robinho, que retribuíram o carinho recebido pela torcida.

Os zimbabuanos ganharam meio expediente para poder acompanhar a grande festa que está sendo prometida pelas autoridades locais. Até a noite da terça-feira, 1, cerca de 75% dos 60 mil ingressos, que podiam ser adquiridos a U$10, foram vendidos.

O amistoso custará aos cofres do Zimbábue US$ 1,8 milhões, mas para o governo local este será um investimento. A intenção é mudar a imagem do país e assim atrair mais turistas. Atualmente a seleção local está apenas na 110ª posição do ranking da Fifa. Nas três últimas partidas venceu apenas uma, por 2 a 1 o Malauí. Nas demais perdeu por 3 a 0 para a África do Sul e 6 a 0 para a Síria.

Os jogadores mais festejados foram Kaká e Robinho. Os zimbabuanos ganharam folga para ver a partida

Povo vai às ruas e seleção brasileira leva feriado ao Zimbábue

PEDRO FONSECA – REUTERS

Uma multidão de torcedores entusiasmados com a presença da seleção brasileira na capital do Zimbábue começou cedo uma longa caminhada de ao menos oito quilômetros para assistir ao amistoso entre o Brasil e o time da casa, que promete parar o país africano nesta quarta-feira.

Considerado um dos mais importantes acontecimentos esportivos da história do Zimbábue, o jogo teve seus 60.000 ingressos vendidos antecipadamente a 10 dólares (cerca de 19 reais), mais de três vezes mais caro que o preço para uma partida da liga local.

O governo inclusive decretou feriado a partir de meio-dia nos serviços públicos e nas escolas para que a população possa assistir pela primeira vez a seleção brasileira no país.

Sob o título “Meninos do samba estão na cidade”, o jornal estatal The Herald estampou em sua capa desta quarta-feira uma foto grande do desembarque de Kaká e Luís Fabiano no aeroporto de Harare, na noite de terça-feira, quando milhares de torcedores se aglomeraram para receber os jogadores.

“Essa é uma experiência única que só será repetida em 2034, se tivermos sorte de viver até lá, e então só vai acontecer outra vez em 2058, se nós sobrevivermos a 2034”, disse o ministro do Turismo, Walter Mzembi, em entrevista ao jornal, referindo-se ao sistema de rodízio de continentes na organização dos Mundiais.

Um grande número de torcedores vai seguir para o Estádio Nacional caminhando a partir do centro da cidade, distante oito quilômetros. O estádio, construído pela China nos anos 1980, passou três anos fechado em reforma, também bancada pelo governo chinês, até ser reinaugurado este ano.

No entanto, as condições para o público são apenas razoáveis, assim como o estado do gramado. O polêmico presidente Robert Mugabe, que governa o país há 30 anos sob acusações de corrupção é fraude, é esperado no estádio para a partida.

O futebol é o esporte número um do Zimbábue, apesar de o país ocupar apenas a 110a posição no ranking da Fifa e de ter disputado sua última competição oficial em 2006, a Copa Africana de Nações.

O principal jogador do time é Benjani Mwaruwari, que joga no futebol inglês e foi companheiro de Robinho no Manchester City no ano passado. O atacante inclusive foi ao aeroporto receber a delegação brasileira no desembarque.

Para o Brasil, o amistoso representa a primeira vez que o técnico Dunga deverá colocar em campo o time titular que pretende utilizar na Copa do Mundo da África do Sul, e também a primeira partida desde a vitória por 2 x 0 sobre a Irlanda no começo de março.

A única dúvida é a participação de Kaká, que pode ser poupado por ainda estar fora de forma. Mas, se o meia for para o jogo, o time será escalado com Júlio César, Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano e Kaká; Robinho e Luis Fabiano.

Logo após a partida, a seleção voltará para a África do Sul, onde continuará a preparação para o Mundial. Na semana que vem, a equipe enfrentará a Tanzânia, em mais um amistoso.

A estreia na Copa será no dia 15, contra a Coreia do Norte. Depois, o time enfrentará Costa do Marfim e Portugal ainda pela primeira fase do Mundial.

(Edição de Eduardo Simões)

Zimbábue usa Brasil para lucrar e limpar imagem

Com seleção em 110º no ranking da Fifa, ditador recebe brasileiros de olho no dinheiro e no prestígio perdido

Almir Leite / ENVIADO ESPECIAL, JOHANNESBURGO e João Paulo Charleaux / SÃO PAULO – O Estado de S.Paulo

Para o Zimbábue, o amistoso de hoje contra o Brasil representa um superprêmio de consolação. Não para a seleção local – que é fraquíssima e reúne-se esporadicamente -, mas para o governo do ditador Robert Mugabe. Primeiro, ele planejou lucrar hospedando os jogadores que viriam para a Copa da vizinha África do Sul, mas deu com os burros n”água. Agora, Mugabe finalmente conseguiu uma grande oportunidade de fazer propaganda e obter seu ganho mais importante: o político.

O Zimbábue queria ter servido de base para pelo menos três seleções durante o Mundial. Chegou-se a calcular que entrariam US$ 200 milhões no país, dinheiro que seria deixado pelas delegações desses países e seus turistas. Para isso, o governo “recomendou” às principais redes de hotéis instaladas no território modernizar suas instalações e, no ano passado, chegou a enviar representantes a Brasil, Inglaterra e Portugal para tentar fechar negócio. Não conseguiu. Até a aliada política Coreia do Norte, que iria fazer no Zimbábue a parte final de preparação (sem custo), desistiu.

Por isso, o jogo de hoje tornou-se a oportunidade de obter algum lucro com a bilheteria, venda de espaço publicitário e, o que talvez seja mais importante ainda: dar visibilidade ao país.

Claro que a seleção do Zimbábue será mera coadjuvante no espetáculo. Em 110.º lugar no ranking da Fifa (subiu três posições em relação à lista anterior), cinco posições atrás da Coreia do Norte, o adversário mais fraco que o Brasil enfrentará na Copa, a seleção anfitriã desta manhã é praticamente amadora.

O técnico, o ex-jogador Norman Mapeza (chegou a defender o Galatassaray, da Turquia), é chamado sempre que a federação marca algum amistoso. Hoje, promete atacar o Brasil, para ao menos tentar contribuir com a festa. Em campo, o jogador mais conhecido é o atacante Benjani Mwaruwari, que chegou a ser companheiro de Robinho no Manchester City e acabou emprestado ao modesto Sunderland.

Além do fundo do poço. A festa dentro do estádio contrastará com a miséria que assola o país, marcado pela hiperinflação, corrupção, epidemia de cólera e violência política. O Zimbábue é um país onde o dinheiro vale tão pouco que as pessoas, para fazer as compras, têm de levar uma sacola de cédulas e moedas ao supermercado. A inflação já chegou a 230.000%, a taxa mais alta do mundo, fazendo com que muitos zimbabuanos simplesmente regredissem à era do escambo de mercadorias, abandonado o que o mundo entende por “economia moderna”.

Penúria. A penúria do Estado é tamanha que, no mês passado, 50 presos condenados à morte completaram cinco anos esperando por seu enforcamento no presídio de segurança máxima de Chikurubi. Motivo: falta de funcionário público para “executar a tarefa”. Os últimos enforcados no país foram dois ladrões, condenados por matar um guarda em 2005.

Mas nem sempre foi assim. O Zimbábue chegou a ser um dos países mais estáveis da África nos anos 90. A desgraça começou no ano 2000. Depois de perder um referendo constitucional para permanecer no poder, Mugabe expulsou mais de 4.500 fazendeiros brancos do país, dando início a um novo mantra entoado pelo governo, que considerava a questão racial a causa de seu fracasso como nação.

Nem a ONU sabe ao certo o que ocorre no país. Em outubro, Mugabe expulsou o relator para casos de tortura, Manfred Nowak, para que ele não se reunisse com a oposição.