Corinthians ‘pesca’ o Peixe no Pacaembu

Corinthians ‘pesca’ o Peixe no Pacaembu

Em tarde de Bruno César, Timão goleia o Santos por 4 a 2 e mantém invencibilidade no Brasileirão

No duelo das dancinhas, o Timão se saiu melhor e “pescou” o Peixe no Pacaembu. Goleou o adversário por 4 a 2, e manteve a invencibilidade no Campeonato Brasileiro, com três vitórias e um empate.

O destaque do jogo ficou por conta do meia Bruno César, que participou do primeiro gol e marcou o segundo, que recolocou o Timão à frente do placar depois de sofrer o empate. Jorge Henrique, Ralf e Paulinho marcaram os outros gols alvinegros, enquanto André e Marcel fizeram os gols dos santistas.

Com o resultado, o Corinthians permanece líder do Brasileirão, agora com 13 pontos. Já o time da Baixada Santista caiu para a oitava colocação, com oito pontos.

O jogo

O Corinthians começou a partida engolindo o Santos no campo de ataque. Com Dentinho e Jorge Henrique abertos pelas pontas, sendo municiados pelo recém-contratado Bruno César, o Timão não precisou de muito tempo para abrir o placar do clássico. Logo no primeiro minuto de jogo, o meia chutou de longe, o goleiro do Santos deu rebote nos pés de Jorge Henrique, que só teve o trabalho de empurrar para a rede e levar a Fiel ao delírio.

O gol aumentou ainda mais o volume de jogo da equipe alvinegra, que continuou pressionando o Peixe, principalmente pela esquerda, com Dentinho, Roberto Carlos e Bruno César encostando. Aos 15, boa trama do trio resultou em um cruzamento perfeito do camisa 6 para Jorge Henrique na área, que mandou na trave.

O Santos, por sua vez, só conseguiu se encontrar em campo após os 20 primeiros minutos, quando o time de Parque São Jorge diminuiu o volume de jogo. Neymar só deu o primeiro chute dele no jogo aos 25 minutos, mas o suficiente para o Peixe crescer na partida. Um minuto mais tarde, Marquinhos tabelou com Neymar, invadiu a área e chutou forte. Felipe espalmou, mas André ficou com a sobra e tocou novamente para Marquinhos, que mandou no canto direito de Felipe, mas o juiz anulou o lance alegando impedimento do meia. Muita reclamação dos santistas e principalmente do técnico Dorival Júnior.

O panorama do jogo então mudou. Se antes o Timão comandava a partida, o time da Baixada adiantou a marcação e dominou o restante da primeira etapa, deixando a torcida corintiana apreensiva. Aos 38 minutos, o grito de gol ficou entalado na garganta dos santistas presentes no Pacaembu…

Marquinhos disparou pela intermediária e lançou Neymar na entrada da área. O goleiriro do Timão saiu do gol e tirou a bola com perna, mas ela sobrou para a Joia de novo, que tentou encobrir a zaga. A bola ia entrando quando o zagueiro Chicão saltou e conseguiu tirar de cabeça, evitando o empate quase certo.

Mas o primeiro tempo terminou com a vitória parcial do Corinthians, mesmo com a pressão santista no final.

– É só o juiz controlar um pouco mais o jogo que não teremos dificuldade nenhuma – afirmou Roberto Carlos antes de descer para os vestiários.

As dificuldades até aumentaram no segundo tempo para o Timão, quando logo aos sete minutos, Marquinhos interceptou lançamento de Ganso, dominou entre dois zagueiros e deu lindo passe para André, que chutou cruzado e empatou o jogo para o Santos. Na comemoração, dancinha dos Meninos da Vila na frente das arquibancadas do Pacaembu, repletas de corintianos.

Porém, Bruno César tratou de descomplicar a vida do Corinthians dois minutos mais tarde. Jucilei cruzou na área e Edu Dracena cortou, mas a bola sobrou para o meia, que chutou com força, no meio do gol, e colocou o Timão à frente do marcador novamente. Festa do jovem jogador, festa da torcida e 2 a 1 no placar.

Jogando muito melhor e dominando novamente a partida, o Corinthians chegou ao terceiro gol aos 21 minutos, quando Dentinho tocou para Ralf, que driblou Léo, invadiu a área e chutou no canto esquerdo, marcando um golaço. Na comemoração, pescaria dos corintianos, numa clara provocação ao Peixe.

Ainda teve tempo para Paulinho, outro jogador recém-contratado do Bragantino, marcar o quarto gol de cabeça depois de cruzamento de Roberto Carlos e Marcel, do Santos, também marcar um gol de cabeça após cruzamento de Paulo Henrique e diminuir o placar.

Mas aí a torcida já comemorava a vitória e a invencibilidade no Brasileirão. Corinthians segue firme rumo ao penta!

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 4 X 2 SANTOS

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 29/5/2010 – 16h
Árbitro: Sálvio Spínola Fagundes Filho (SP)
Auxiliares: Ednílson Corona e Vicente Romano Neto (ambos de SP)
Renda/público: R$ 825.707,50 – 27.681 pagantes
Cartões amarelos: William, Bruno César, Chicão (COR) Neymar (SAN)
Cartões vermelhos:
GOLS: Jorge Henrique 1’/1°T; André 7’/2°T; Bruno César 9’/2°T; Ralf 21’/2°T; Paulinho 41’/2°T; Marcel 42’/2°T

CORINTHIANS: Felipe; Jucilei, Chicão, William, Roberto Carlos; Ralf, Elias, Danilo, Bruno César (Paulinho 28’/2°T); Jorge Henrique (Iarley – 4’/2°T) e Dentinho (Paulo André – 46’/2°T). Técnico: Mano Menezes

SANTOS: Felipe; Pará (Marcel 20’/2°T), Edu Dracena (Zezinho – 37’/2°T), Durval e Léo; Arouca, Wesley, Marquinhos e Paulo Henrique; Neymar (Madson 17’/2°T) e André. Técnico: Dorival Júnior

Fonte: Lancenet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s