Por Rogerinho – São Paulo perdeu 2 pontos diante do Flamengo

Caros internautas ICFUTISTAS, venho aqui comentar o que vi no jogo que envolve 11 títulos brasileiros, os ganhadores dos 4 últimos títulos brasileiros e que poderão até fazer a final da Libertadores.

Acho que o São Paulo perdeu uma ótima oportunidade de estrear com vitória nesse campeonato tão difiícil, e que cada ponto faz falta no final.

Hoje vimos porque o Washington, Júnior César e Léo Lima marecem estar no banco de reservas, o Sr. Washington não consegue dominar uma bola, quase não fez o gol sem goleiro e conseguiu perder um gol inacreditável no final do jogo que daria a vitória, Júnior César, corre, corre e corre mais não acerta um cruzamento, Léo Lima uma decepção total pra mim, se conseguir vender agora no meio do ano livrem-se dele o quanto antes.

Ponto positivo para o menino Wellington de 18 anos, lateral direito que jogou muito bem, muito melhor que o Cicinho vem jogando e Marcelinho Paraíba que com uma sequência acho que pode crescer.

Miranda quer ser convocado pra Copa do Mundo e toma um gol nas costas de um tal de Denis Marques.

O jogo até que foi bom, o São Paulo foi melhor no primeiro tempo e começou bem o segundo tempo, após tomar o gol o Flamengo tomou conta do jogo mais a melhor oportunidade do jogo quem perdeu foi o Washington.

Ricardo Gomes mais uma vez demorou pra mexer e quando o fez mexeu errado de novo, tinha que ter colocado o Fernandinho no lugar do Léo Lima e não ter tirado o Marcelinho Paraíba para a entrada do Marlos.

Para salvar o ano tricolor alguém tem que pelo amor de Deus avisar esse técnico incompetente mudar o sistema do São Pauo para o 3-5-2 e assim trazer de volta o bom futebol do Cicinho e Jorge Wágner que só sabem jogar de ala, a defesa ficaria mais sólida com o Xandão na sobra e o ataque ficaria muito leve com Marlos, Dagoberto e Fernandinho, ou Fernandão no lugar do Fernandinho, continuaria no meio Rodrigo Souto e Hernanes que também chegaria na frente juntamente com os alas, está fácil fazer esse time jogar, mais vão esperar o time ser eliminado na Libertadores para tomarem providências.

Próximo jogo contra o Cruzeiro é o mais importante do ano, vamos ver como se comporta o time, quem sabe encaixa uma ótimo jogo e jogamos sossegados a segunda partida no Morumbi.

Por Silvana – Chegou a hora do desempate

Em 2009, São Paulo e Flamengo perderam nove vezes no Brasileiro. Quem vencerá hoje?

Fonte: Lancenet

Duelo de campeões. É assim que podemos definir o confronto deste domingo à tarde, no Maracanã, entre São Paulo e Flamengo. O Tricolor Paulista venceu o Campeonato Brasileiro em 2006, 2007 e 2008. E esta sequência só foi interrompida pela equipe carioca, atual campeã.

Quis o destino que eles se encontrassem logo na primeira partida da competição deste ano. Por outro lado, o momento é propício para um tira-teima, que ficou pendente no ano passado. Na edição de 2009, os rivais foram os que menos perderam: apenas nove derrotas.

No ano passado, o time do Morumbi foi derrotado pelo Fluminense, Corinthians, Coritiba, Atlético-MG (duas vezes), Atlético-PR, Botafogo, Goiás, além do próprio Flamengo. Na partida no mesmo Maracanã, o São Paulo foi superado por 2 a 1. Hernanes fez o gol são-paulino.

Na temporada, o time do técnico Ricardo Gomes sofreu oito derrotas em 29 partidas. Em contrapartida, em estreias, o São Paulo jamais foi superado pelo rival deste domingo. Em 1987, pela Copa União, vitória são-paulina por 2 a 0.

Já em 2008, ano do hexacampeonato, o goleiro Rogério Ceni foi o grande algoz na equipe carioca. De pênalti, ele marcou o único gol do triunfo são-paulino. Neste mesmo ano, o Tricolor conquistou sua última vitória sobre o rival dentro do Maracanã.

No dia 16 de junho, o São Paulo venceu o Flamengo por 4 a 2. O atacante Borges, duas vezes, Aloísio e Éder Luís marcaram os gols do time. Pelo lado carioca, o meia Ibson, em duas oportunidades, furou o bloqueio são-paulino.

Apesar do grande clássico e da estreia dos times no Brasileirão, eles deverão entrar em campo com um time misto, já que ambos estão nas quartas-de-final da Copa Libertadores. No São Paulo, o técnico Ricardo Gomes não confirmou, mas deve promover mudanças.

No coletivo da última sexta-feira, o treinador poupou diversos titulares e manteve apenas Rogério Ceni, Miranda e Junior Cesar na equipe. O trio também iniciou o jogo contra o Universitário-PER, no Morumbi, na última terça-feira à noite.

A grande novidade na escalação poderá ser o garoto Wellington na lateral direita. Já no ataque, uma dupla experiente: Marcelinho e Washington. No ano passado, eles marcaram 31 gols, sendo 17 do Coração Valente e 14 do meia-atacante.

A partida também servirá para alguns jogadores que não estão sendo aproveitados mostrarem serviço. São os casos de Jean, Xandão, Léo Lima, Cleber Santana… O fato é: mesmo com o time mesclado, o Tricolor quer começar o Brasileirão deste ano com o pé direito e sorrindo.

FLAMENGO X SÃO PAULO

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 9/5/2010 – 16h (de Brasília)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (FIFA)
Auxiliares: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (BA-FIFA) e Carlos Berkenbrock (SC-FIFA)

FLAMENGO: Bruno, Everton Silva, David, Ronaldo Angelim e Juan; Rômulo, Toró, Kleberson, Fierro e Petkovic; Bruno Mezenga. Técnico: Rogério Lourenço.

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Wellington, Xandão, Miranda e Junior Cesar; Jean, Richarlyson, Cleber Santana e Léo Lima; Marcelinho e Washington. Técnico: Ricardo Gomes.

Por Vander – Palmeiras joga mal, mas vence em sua estreia

O atacante Robert foi destaque negativo do jogo, desperdiçando chances além de perder um pênalti

Fonte: Lancenet

Foi suado, mas o Palmeiras conseguiu estrear com vitória no Campeonato Brasileiro de 2010 ao vencer o Vitória, no Palestra Itália, por 1 a 0, gol de Lincoln. O atacante Robert perdeu um pênalti e foi muito criticado pela torcida ao ser substituído.

A primeira chegada do jogo foi do Palmeiras, quando, aos oito minutos, Lincoln recebeu cruzamento de Éwerthon e cabeceou pra fora. O assistente, porém já parava o jogo e marcava impedimento do ataque do Verdão.

O Alviverde seguia melhor, inclusive com Léo quase marcando, em cabeçada que passou rente ao poste direito do goleiro Viáfara, isso aos 20 minutos.
Porém, daí em diante, o Vitória dominou as ações no primeiro tempo, com chances em sequência. Primeiro aos 26, com Renato, que tabelou com Junior, mas chutou sem maior perigo à meta de Marcos. Depois o goleiro do Alviverde salva o time, fazendo grande defesa em cabeçada de Junior, o grande destaque do time baiano no primeiro tempo.

Junior teve mais uma chance, ainda na primeira etapa, após tabelar com Elkeson e chutar pra fora.

Na saída para o intervalo, Éwerthon, a despeito da má atuação do time, elogiou a postura da equipe.

– O time ta jogando bem, temos que ressaltar isso, só não fez o gol – afirmou o camisa 28.

Na segunda etapa o jogo começou morno, com o Palmeiras tentando, sem sucesso, criar oportunidades de gol. A primeira chance foi de Robert, após excelente jogada de Éwerthon e Vitor, mas o atacante desperdiçou chance clara de gol. Seria só o começo do inferno astral do artilheiro do Verdão.

Aos 15 minutos, Éwerthon pegou sobra de lançamento feito da defesa, e saiu de frente para o gol. O zagueiro Wallace o derrubou, por trás, cometendo pênalti. No lance, o árbitro expulsou o atleta do Vitória. Porém, na cobrança, Robert bateu firme, alto, mas Viáfara foi muito bem, defendendo a penalidade.

Depois disso, o Palmeiras dependeria de um lampejo de algum jogador para conseguir a vitória, já que seus jogadores visivelmente sentiram a perda do pênalti. E foi o que aconteceu. Aos 33, Cleiton Xavier deu um grande passe para Lincoln, que bateu rasteiro, cruzado, sem chance de defesa para o goleiro Viáfara.

O gol deu a vitória ao Verdão, que não foi mais ameaçado na partida. Na próxima rodada, o Alviverde vai à São Januário enfrentar o Vasco, enquanto o Vitória recebe o Flamengo no Barradão.

Por Edgar – No encontro de campeões, Botafogo e Santos ficam iguais

No encontro de campeões, Botafogo e Santos ficam iguais

Fonte: Lancenet

No equilibrado jogo entre o campeão carioca e o campeão paulista, empate. Botafogo e Santos fizeram um jogo de muitos gols neste sábado, no Engenhão, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro: 3 a 3 e emoção até o fim.

PRIMEIRO TEMPO

O Botafogo iniciou o duelo procurado segurar o Santos em seu campo de defesa. Com um pouco mais de volume ofensivo, o Alvinegro abriu o placar logo aos seis minutos: após cobrança de escanteio e bate-rebate, Antônio Carlos desviou chute de Fábio Ferreira para a rede.
O Peixe começou a encontrar sua maneira de jogar pelo lado direito. Com trocas de passe rápidas, o time conseguiu a virada em três minutos. Aos 19 minutos, Neymar completou jogada de Marquinhos e Alex Sandro. E, aos 32 minutos, André aproveitou corte equivocado de Somália e fez o seu.

Com a partida equilibrado, o Botafogo ainda conseguiu empatar novamente com Antônio Carlos, completando na grande área passe de Renato.

SEGUNDO TEMPO

A equipe do técnico Joel Santana voltou mais ofensiva do intervalo, com Edno e Caio. Com o Peixe bem distribuído em campo, o confronto ganhou em velocidade e alternativas. O equilíbrio foi a marca da maior parte da etapa.

O Santos, no entanto, conseguiu fazer a diferença aos 34 minutos. Depois de boa trama pela esquerda, Zé Eduardo completou bem o cruzamento rasteiro.
No ataque em busca, ao menos, do empate, o Alvinegro conseguiu o novo empate em sua jogada característica nesta temporada: bola levantada na área e Herrera cabeceou para o alívio dos botafoguenses no Engenhão.

PRÓXIMA RODADA

No próximo domingo, às 16h, o Botafogo enfrenta o São Paulo pela segunda rodada do Brasileiro. Já o Santos, no mesmo dia e no mesmo horário, recebe, na Vila Belmiro, o Ceará. Antes, contudo, o Peixe enfrenta o Grêmio, no Olímpico, às 21h50, no duelo de ida pela fase semifinal da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 3 X 3 SANTOS

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 8/5/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Auxiliares: Paulo Ricardo Silva Conceição (RS) e Marcelo Bertanha Barison (RS)
Renda / público: R$ 475.095,00 / 22.156 pagantes
Cartões amarelos: Herrera (BOT); Alex Sandro, Zé Eduardo e Wesley (SAN)
Cartão vermelho: Alex Sandro, 47’/2°T (SAN)

GOLS: Antônio Carlos, 6’/1°T (1-1); Neymar, 29’/1°T (1-1); André, 32’/1°T (1-2); Antônio Carlos, 45’/1°T (2-2); Zé Eduardo, 34’/2°T (2-3); Herrera, 43’/2°T (3-3)

BOTAFOGO: Jefferson, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Fahel; Alessandro (Marcelo Cordeiro, 36/2°T), Leandro Guerreiro, Renato (Caio, intervalo), Túlio Souza (Edno, intervalo) e Somália; Herrera e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana.

SANTOS: Felipe, Maranhão, Bruno Aguiar, Durval e Alex Sandro; Roberto Brum (Rodrigo Mancha, 12’/1°T), Wesley e Marquinhos; Neymar (Zé Eduardo, 16’/2°T), André e Madson (Brieitner, 44’/2°T). Técnico: Dorival Júnior.

Por Cleber Aguiar – Jogador morre após passar mal em campo na Série B do Rio

Fred, volante do Mesquita, caiu sozinho no gramado enquanto jogava e morreu no Hospital Central de Emergência de Cabo Frio (RJ)
Fonte: Lancenet

O volante Fred, do Mesquita, morreu na tarde deste sábado enquanto jogava uma partida contra a Cabofriense, válida pela Série B do Campeonato Carioca, no Estádio Alair Corrêa, em Cabo Frio. O jogador caiu sozinho no gramado, foi levado ao Hospital Central de Emergência de Cabo Frio, bem próximo ao estádio, mas não resistiu após uma parada cardíaca.

Aos 33 minutos do primeiro tempo, Fred caiu sozinho e foi logo atendido pelo médico Carlos César, que estava na ambulância de prontidão no estádio. Segundo o médico, ele sofreu uma isquemia, recebeu oxigênio, voltou a respirar, mas sofreu uma parada caríaca no Hospital Central de Emergência e não resistiu.

Ao ver o jogador caído no gramado e se debatendo, os jogadores de Mesquita e Cabofriense entraram em desespero e a partida foi interrompida. Apesar disso, o árbitro do jogo deu o início para o complemento da primeira etapa, mas sem os jogadores tocaram na bola, apenas esperando o tempo passar, abalados com a notícia.

Fred tinha 26 anos e havia disputado o Campeonato Carioca deste ano pelo América. Ele participou da campanha do título da Série B do Carioca, obtido no fim de 2009. Fred também teve passagens por Resende e Bangu.

Por Rogerinho – Adriano será poupado da estreia do Flamengo no Brasileiro

Comissão técnica resolve prepará-lo para quarta-feira
Fonte: Lancenet
Diferentemente do esperado, Adriano não jogará contra o São Paulo neste domingo, quando o Flamengo estreia no Brasileirão. Para a surpresa de todos, a comissão técnica resolveu poupá-lo com o argumento de preparar o atacante para a partida contra o Universidad de Chile, na próxima quarta-feira.

Além do Imperador, Léo Moura, Willians, Maldonado e Vagner Love também não vão participar da partida. Eles farão um pequeno trabalho físico na manhã deste domingo, na Gávea, e só irão para o Maracanã à tarde se resolverem ficar na torcida, ou dar uma palavra de apoio aos companheiros, no vestiário, antes do jogo.

Até a última sexta-feira, a presença de Adriano era certa, mas neste sábado, durante o treino, o técnico Rogério Lourenço e o gerente de futebol, Isaías Tinoco, conversaram com o atacante, que aceitou ficar fora da partida, mesmo sabendo que na terça-feira o técnico da Seleção Brasileira, Dunga, irá anunciar a convocação para a Copa do Mundo.

Com isso, o Imperador perderá a última oportunidade de tentar provar a todos que tem condições de defender a Seleção na África. Após o treino de sexta, Rogério Lourenço chegou a dizer que gostaria de contar com o atacante, pois a partida seria uma boa oportunidade para Adriano entrar em forma e ganhar ritmo de jogo. Mas ao que tudo indica, este pensamento, por algum motivo, foi esquecido pelo treinador, confirmado neste sábado pelo presidente Patrícia Amorim no cargo efetivamente do comando técnico do clube.

– Vamos avaliar e se for o caso vamos com os titulares. Vivemos um bom momento na parte física. Inclusive, existem jogadores que não estão jogando tanto como o Ronaldo Angelim, o Adriano, o Kleberson e o Maldonado – disse Rogério após o treino de sexta-feira.

Neste sábado, a escalação dos titulares na partida deste domingo foi tratada como um verdadeiro mistério. Ninguém no CT do Ninho do Urubu queria divulgar o time, mesmo sabendo que Ricardo Gomes, técnico do adversário, já havia informado que atuaria com um time misto, pois durante a semana também terá um importante compromisso pela Copa Libertadores.

Por Edgar Santista

Santos e Fogão Empatam com Muitos Gols no Engenhão

Resultado foi melhor para o peixe que jogava sem cinco titulares, e jogava fora de casa, mas resultado podia ser melhor já que o time vencia por 3×2 até os 43min do 2º tempo.

o Santos volta a campo nesta quarta pela semi final da Copa do Brasil contra o Grêmio que ficou no 0x0 contra o também semi finalista Atlético GO.

Edgar Santista – edgar.icfut@hotmail.com