Por Rogerinho – Conmebol antecipa jogo de volta do São Paulo

A pedido do Tricolor, partida acontecerá no dia 4 de maio

Fonte: Lancenet

O São Paulo enviou ofício à Conmebol e o pedido foi atendido. O jogo da volta contra o Universitario (PER) será no dia 4 de maio (terça-feira), às 19h30, no Morumbi. Antes, a partida estava marcada para o dia 6 (quinta).

Como estreia pelo Brasileirão no domingo seguinte, o Sampa queria mais tempo para se preparar para o jogo. Agora terá quatro dias entre um confronto e outro. A primeira partida pelo campeonato nacional será contra o Flamengo, que fará no dia 5 de maio o jogo de volta frente ao Corinthians.

Por Cleber Aguiar – Driblando com ICFUT

Galo x Peixe – mais de 50 mil ingressos vendidos casa cheia !!!

Rogério Ceni – Maior goleiro da história Tricolor chegando a 900 jogos será que supera Pelé no Santos !!!

Léo – Esta fora do jogo contra o Galo no Mineirão.

Pacaembu – 70 anos parabéns

São Paulo – Adiantou o jogo do dia 6 pela libertadores para o dia 4 as 19:30

Central-PE – paiva é o único desfalque do clube no jogo de volta contra o Sport.

Lyon – Vai a final hoje !!!

Mengão x Timão – Mais um jogão para entrar na história de confrontos brasileiros na libertadores !!!

ICFUT – Giro Pelo Futebol 27/04/2010

Fonte: Futebolinterior.com.br

Bugre contrata reforços !!!

Por Silvana – Rogerio Ceni 900.

Fonte: O Estado de São Paulo

Ceni 900: ”Não me vejo parando no curto prazo’

Marcius Azevedo – O Estado de S.Paulo

ENTREVISTA – ROGÉRIO CENI
Jogador que mais vezes atuou com a camisa do São Paulo

Rogério Ceni é um dos maiores jogadores da história do São Paulo. Ganhou títulos importantes com atuações de destaque, é o goleiro com mais gols marcados no futebol mundial (89) e tem identificação com a torcida tricolor. Está há 20 anos no Morumbi e é o atleta que mais vestiu a camisa do clube. Amanhã, contra o Universitário, do Peru, atinge a rara marca de 900 jogos pelo São Paulo.

Como é alcançar 900 jogos?
É algo que significa mais para vocês, porque é número redondo. O 899 também significa pra caramba, mas ninguém perguntou nada no dia. Acho legal por estar jogando em um clube grande, jogar tantas Libertadores consecutivas, campeonatos importantes e ir ano após ano construindo essa marca. O jogo 900 não chega de um dia para o outro, chega por meio de uma história longínqua.

É raridade no futebol de hoje…
Temos exceções, mas poucos estreitam um laço tão forte com o clube. Há ainda alguns que começaram em outra década, quando o mercado era diferente, a mentalidade também. Mas quem começa hoje para ficar num clube durante tanto tempo é mais difícil, pois tudo é muito rotativo.

Já pensa no milésimo jogo?
Rapaz, eu procuro jogar o próximo. Quem sabe você possa estar aqui novamente daqui a um ano, um ano e meio, ou dois, não sei quanto tempo, e me pergunte sobre o milésimo jogo, ou quem sabe não vou nem chegar lá. Eu não faço projeção de mil jogos, cem gols. Quero ganhar em oito jogos mais uma Libertadores. Isso, sim, é bacana. Quero voltar a jogar um Mundial, ganhar outro Brasileiro. E para isso os jogos vão passando. Você pode até um dia me perguntar sobre os mil jogos, mas não tenho preocupação nenhuma.

Já tem data para parar?
Não vejo essa possibilidade em um curto espaço de tempo. E o dia em que for parar vou vir aqui ao CT e falar para todo mundo. Muito provavelmente, vá parar no fim do meu contrato em dezembro de 2012. Minha meta é jogar até lá, jogar bem, ganhar títulos. Não sei se vou chegar lá com 950 jogos, com 1.000, 1.050… A minha projeção, quando renovei o contrato, era chegar em condição física para jogar em bom nível até o fim do contrato.

O Cicinho disse que o time de hoje é melhor do que o de 2005…
Acho que ele quis dizer que esse time tem mais opções. Naquela época, tínhamos os 11 titulares e mais duas ou três substituições. Mas aquele time era competitivo. Pouquíssimos times com que joguei aqui foram tão competitivos. Ele tinha mais limitação técnica que o time de hoje, mas não desistia nunca. Era um time que corria 90 minutos, todos os jogos, determinado. Falta alcançarmos o nível de competição e determinação de 2005. Aí podemos nos comparar com ele.

Então só falta ser competitivo?
Já fomos campeões com times inferiores em opções e tecnicamente ao que temos hoje. Mas nunca fomos campeões sem luta e marcação. Esse é o principal quesito em que precisamos evoluir. Nós precisamos competir mais.

Você disse que, como capitão, precisava dar exemplo, se doar mais, trabalhar mais…
Por ser mais velho, você vai entendendo as pessoas. Quando é mais jovem é um pouco mais rebelde. Às vezes, você começa a ser muito mais compreensivo e, quando você é bonzinho, parece que as coisas não caminham tão facilmente. Você briga muito mais quando é jovem, você discute mais no bom sentido, mas parece que as coisas se ajeitam mais. Falo que para o time ser campeão terá de competir mais.

É o pai cuidando dos filhos?
Não que eu seja o pai, porque cada um tem sua função aqui. O modo de eu ver a vida, de enxergar o jogo e cobrar vai até um certo limite. A partir daí é o treinador é que tem uma certa influência, depois, a diretoria. Hoje muito mais do que cobrá-los, eu tento dar força, incentivar, motivar… Esse é o meu principal papel. Antigamente eu cobrava mais do que motivava. Hoje eu procuro motivar, falar, mostrar.

CRONOLOGIA

7 de setembro de 1990
Chega de Sinop (Mato Grosso) e faz teste no São Paulo

26 de junho de 1993
Estreia (contra o Tenerife)

3 de dezembro de 1996
Assume a posição de titular, diante do Colo Colo

15 de dezembro de 1997
Faz o 1º gol, contra o U. S. João
OS RECORDISTAS

Santos
Pelé 1.115 jogos

Palmeiras
Ademir da Guia 901 jogos

São Paulo
Rogério Ceni 899 jogos

Corinthians
Wladimir805 jogos

Por Cezar Alvarenga – Pesquisa aponta empate técnico entre torcedores corintianos e flamenguistas

Fonte: UOL Esporte

Adversários por uma vaga nas quartas de final da Copa Libertadores da América, Corinthians e Flamengo estão tecnicamente empatados no número de torcedores, de acordo com pesquisa revelada pela Folha de S. Paulo nesta terça-feira.

Em pesquisa realizada pelo Datafolha entre os dias 15 e 16 de abril de 2010, com 2.600 entrevistados em 144 municípios brasileiros, o Flamengo tem 17% de torcedores contra 14% do Corinthians, um empate técnico se considerados os dois pontos percentuais de margem de erro para mais ou para menos.

Comparados os números com os de dezembro de 2009, os corintianos cresceram em 1%, mesma quantidade reduzida de flamenguistas.

Desde 1993, a margem obtida pela torcida do Corinthians foi a sua maior, enquanto o São Paulo tem 8% dos torcedores entrevistados, seguido pelo Palmeiras com 6%, o Vasco com 4%, Cruzeiro, Grêmio e Internacional com 3%.

Santos e Atlético-MG têm 2%, enquanto Fluminense, Botafogo, Bahia, Vitória, seleção brasileira, Sport e outros têm 1% e os que não torcem para nenhum clube somam 25% dos entrevistados brasileiros.

A maior vantagens de corintianos sobre os flamenguistas ocorre na região Sudeste, onde os torcedores do clube paulista chegam a 19%, contra 13% dos seguidores do clube rubro-negro.

Com menor margem, o Corinthians tem 8% contra 7% do Flamengo na região Sul.

Mas nas regiões Norte/Centro-Oeste e Norte, a vantagem flamenguista é ampla, com 27% a 10% e 24% a 10%, respectivamente.

Entre os mais jovens, a torcida do Flamengo tem vantagem considerável em comparação à do Corinthians, que tem números próximos nas faixas entre 45 e 59 anos e entre 60 anos ou mais, com 10 e 11% da preferência.

Na faixa entre 16 e 24 anos, os flamenguistas somam 22% contra 17%.

PERCENTUAL DAS TORCIDAS

Flamengo 17%

Corinthians 14%

São Paulo 8%

Palmeiras 6%

Vasco 4%

Cruzeiro, Grêmio e Internacional 3%

Santos e Atlético-MG 2%

Fluminense, Botafogo, Bahia, Vitória, Sport,  Seleção Brasileira e outros 1%

Nenhum 25%

Segundo o Datafolha, tais porcentagens significam os seguintes  números aproximados de torcedores, acima de 16 anos, de cada um dos clubes:

Flamengo, 22 milhões e 600 mil;

Corinthians, 17 milhões e 900 mil;

São Paulo, 11 milhões e 100 mil;

Palmeiras, 8 milhões e 300 mil;

Vasco, 5 milhões e 400 mil;

Cruzeiro, 4 milhões e 400 mil;

Grêmio, 3 milhões e 600 mil;

Inter, 3 milhões e 400 mil;

Santos, 3 milhões e 100 mil;

Atlético Mineiro, 2 milhões e 500 mil;

Botafogo, 1 milhão e 900 mil;

Fluminense, 1 milhão e 800 mil;

Bahia, 1 milhão e 700 mil;

Sport, 1 milhão e 300 mil

Vitória, 1 milhão e 200 mil.

Por Rogerinho – Fred espera maior cobrança com chegada de Muricy

Atacante diz que jogadores estarão “fritos” se repetirem atuação do segundo tempo contra Portuguesa

Fonte: Lancenet

Feliz com a chegada do técnico Muricy Ramalho, o atacante Fred sabe que a cobrança será muito maior no Fluminense daqui para frente. De acordo com ele, o treinador, que é reconhecido por sua rigidez, não permitirá que a equipe entre relapsa em campo como o que aconteceu no segundo tempo da partida contra a Portuguesa, pela Copa do Brasil, quando a equipe vencia por 3 a 0 e permitiu que o adversário crescesse no jogo e marcasse dois gols.

– Acho que a principal diferença da presença dele é que estaremos fritos se o time voltar para o segundo tempo como jogou contra a Portuguesa. Ele vai cobrar corretamente dos jogadores – disse o atacante.

Muricy é apresentado no Fluminense

Além de exigente, o treinador também carrega a fama de vencedor, principalmente por conta dos três títulos nacionais conquistados pelo São Paulo. Por isso, Fred sonha alto ao comentar suas expectativas para a temporada.

– Espero que seja apenas o início de um grande trabalho e que possam vir muito títulos. Estamos obcecados por isso – concluiu.

Por Cleber Aguiar – Corinthians x Flamengo: quem leva vantagem?

Fonte: IG Esportes

Corinthians e Flamengo, os dois clubes mais populares do Brasil, farão o jogo mais importante da história do confronto nas próximas semanas. Até hoje, os clubes se enfrentaram apenas duas vezes em mata-matas. Sendo as duas vezes na fase de quartas-de-final: em 1984, pelo Brasileirão (deu Corinthians), e em 1989, pela Copa do Brasil (deu Flamengo).

Pela atual fase, o Corinthians aparece com ligeiro favoritismo. Vem de seis vitórias seguidas, com a melhor campanha entre todos os clubes da Libertadores e vai decidir em casa. Já o Flamengo, que passou com a pior campanha entre os classificados, vem em crise com a perda do título carioca, a má fase de Adriano, as brigas entre Pet e Bruno e a queda do técnico Andrade.

O duelo, válido pelas oitavas-de-final da Copa Libertadores, colocará frente a frente o campeão da Copa do Brasil contra o campeão Brasileiro de 2009.

Apenas seis vezes isso aconteceu em Libertadores. Em três, o campeão brasileiro se deu melhor sobre o campeão da Copa do Brasil: 1992 (São Paulo sobre o Criciúma) e 1998 (Vasco sobre o Grêmio), ambos nas quartas-de-final. Em quatro oportunidades do campeão da Copa do Brasil foi melhor: 1995 (Grêmio sobre o Palmeiras), 1997 (Cruzeiro sobre o Grêmio), 1999 (Palmeiras sobre o Corinthians) e 2008 (Fluminense sobre o São Paulo).

Pela Libertadores, Corinthians e Flamengo se enfrentaram apenas duas vezes. Em 1991, na primeira fase, os times empataram no primeiro jogo, realizado no estádio José Fragelli (MT). Na última rodada, o Flamengo bateu o Corinthians por 2 x 0, no Pacaembu. Naquele dia, a torcida corintiana ficou enfurecida com a má atuação do time, atirou garrafas no gramado e a foi suspensa aos 26 minutos do segundo tempo. No mesmo ano, ambos foram eliminados pelo Boca Juniors-ARG.

Copa Libertadores – 20/2/1991
FLAMENGO 1 x 1 CORINTHIANS
Local:
José Fragelli “Verdão”, Cuiabá (MT); Juiz: José Roberto Wright; Gols: Marcelinho Carioca e Fabinho
FLAMENGO:
Zé Carlos, Ailton, Rogério, Adílson e Piá, Charles, Júnior, Paulo César (Alcindo) e Toninho; Nélio (Fabinho) e Marcelinho Carioca. Técnico: Vanderlei Luxemburgo
CORINTHIANS: Ronaldo, Giba, Wilson Mano, Marcelo e Jacenir; Wilson, Tupãzinho (Paulo Sérgio) e Neto; Fabinho, Mirandinha (Viola) e Edson. Técnico: Nelsinho Baptista

Copa Libertadores – 20/3/1991
CORINTHIANS 0 x 2 FLAMENGO
Local:
Pacaembu, São Paulo (SP); Juiz: Renato Marsiglia; Gols: Gaúcho (2)
CORINTHIANS: Ronaldo, Giba, Wilson Mano, Marcelo e Jacenir (Edson); Márcio, Paulo Sérgio e Neto; Fabinho, Viola e Mauro (Tupãzinho). Técnico: Nelsinho Baptista
FLAMENGO: Zé Carlos, Ailton, Rogério, Adílson e Piá, Charles, Júnior, Alcindo (Paulo Nunes) e Marquinhos; Marcelinho Carioca (Nélio) e Gaúcho. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Em Libertadores, o Flamengo possui um retrospecto melhor do que o Corinthians nos confrontos contra outros brasileiros. Em 18 jogos, o Flamengo venceu 7, empatou 8 e perdeu apenas 3. Já o Corinthians, em 16 jogos, ganhou 6, empatou 4 e perdeu 6.

Em mata-mata, Corinthians e Flamengo se enfrentaram em duas ocasiões. Pelo Campeonato Brasileiro de 1984, nas quartas-de-final, deu Corinthians. No jogo de ida, no Maracanã, o Flamengo ganhou por 2 x 0. Na volta, no Morumbi, o Corinthians goleou por 4 x 1. Essa vitória foi também uma espécie de revanche, já que em 1983 o Flamengo havia deixado o Corinthians para trás na fase de grupo, antes da semifinal.

Já em 1989, o Rubro-negro derrotou o Corinthians pelas quartas-de-final da Copa do Brasil. No Maracanã, o Flamengo venceu por 2 x 0. No jogo de volta, o Corinthians chegou a fazer 4 x 1, de virada, mas perdeu a classificação com um gol de Júnior, no minutos finais, no Pacaembu.

No confronto geral, a vantagem, porém, é do Flamengo, com três vitórias a mais em 113 jogos (46 a 43). Confira abaixo o resumo do clássico e a lista de todos os jogos:

Jogos: 113
Vitórias do Flamengo: 46
Empates: 24
Vitórias do Corinthians: 43
Gols do Flamengo: 185
Gols do Corinthians: 174

Data Resultado



Competição
01/12/1918 Flamengo 1 x 2 Corinthians Amistoso
02/05/1920 Corinthians 2 x 1 Flamengo Amistoso
14/07/1925 Corinthians 3 x 0 Flamengo Amistoso
12/10/1925 Flamengo 1 x 0 Corinthians Amistoso
30/10/1938 Corinthians 1 x 3 Flamengo Amistoso
28/08/1940 Flamengo 3 x 1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
04/09/1941 Corinthians 0 x 1 Flamengo Amistoso
20/12/1941 Corinthians 5 x 4 Flamengo Amistoso
21/03/1942 Corinthians 1 x 1 Flamengo Torneio Quinela de Ouro
22/10/1942 Corinthians 2 x 4 Flamengo Amistoso
13/02/1944 Corinthians 3 x 2 Flamengo Amistoso
28/02/1944 Corinthians 4 x 2 Flamengo Amistoso
21/06/1945 Corinthians 4 x 4 Flamengo Amistoso
22/12/1949 Flamengo 6 x 2 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
30/01/1951 Flamengo 0 x 0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
29/03/1951 Corinthians 3 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
16/03/1952 Corinthians 3 x 1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
03/05/1953 Corinthians 6 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
26/06/1954 Flamengo 1 x 2 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
15/05/1955 Flamengo 2 x 0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
26/06/1955 Corinthians 3 x 0 Flamengo Torneio Charles Miller
10/05/1956 Corinthians 5 x 1 Flamengo Amistoso
12/05/1957 Corinthians 0 x 4 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
29/06/1957 Corinthians 1 x 3 Flamengo Torneio Internacional do Morumbi
02/04/1958 Corinthians 3 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
19/04/1959 Corinthians 1 x 5 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
16/03/1960 Flamengo 3 x 1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
04/01/1961 Corinthians 1 x 2 Flamengo Torneio Octagonal de Verão
25/02/1961 Corinthians 7 x 2 Flamengo Amistoso
08/04/1961 Corinthians 3 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
23/04/1961 Flamengo 2 x 0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
31/03/1963 Corinthians 2 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
15/03/1964 Corinthians 1 x 2 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
20/03/1965 Flamengo 4 x 2 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
15/05/1965 Corinthians 5 x 1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
31/01/1966 Corinthians 0 x 0 Flamengo Torneio Quadrangular João Havelange
24/03/1966 Corinthians 3 x 1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
17/04/1966 Corinthians 0 x 2 Flamengo Amistoso
28/04/1966 Flamengo 2 x 3 Corinthians Amistoso
29/04/1966 Corinthians 1 x 2 Flamengo Amistoso
08/05/1966 Corinthians 3 x 2 Flamengo Amistoso
06/05/1967 Flamengo 2 x 3 Corinthians Roberto Gomes Pedrosa
27/10/1968 Corinthians 0 x 1 Flamengo Roberto Gomes Pedrosa
23/11/1969 Corinthians 0 x 0 Flamengo Roberto Gomes Pedrosa
05/12/1970 Corinthians 1 x 0 Flamengo Roberto Gomes Pedrosa
30/01/1971 Corinthians 0 x 0 Flamengo Torneio do Povo
11/02/1971 Corinthians 0 x 0 Flamengo Torneio do Povo
07/03/1971 Corinthians 1 x 3 Flamengo Amistoso
24/10/1971 Flamengo 1 x 3 Corinthians Campeonato Brasileiro
17/02/1972 Corinthians 1 x 2 Flamengo Torneio do Povo
14/10/1972 Flamengo 0 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
24/01/1973 Corinthians 0 x 0 Flamengo Torneio do Povo
28/06/1973 Corinthians 3 x 0 Flamengo Amistoso
17/02/1974 Flamengo 5 x 1 Corinthians Amistoso
23/10/1975 Corinthians 0 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
01/12/1976 Corinthians 1 x 1 Flamengo Amistoso
19/02/1978 Flamengo 0 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
21/05/1978 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
16/03/1979 Flamengo 2 x 0 Corinthians Troféu João Batista Figueiredo
27/02/1982 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
25/03/1982 Flamengo 2 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
17/04/1983 Flamengo 5 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
01/05/1983 Corinthians 4 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
29/04/1984 Flamengo 2 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
06/05/1984 Corinthians 4 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
03/02/1985 Flamengo 2 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
03/04/1985 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
21/09/1986 Flamengo 2 x 3 Corinthians Campeonato Brasileiro
15/11/1987 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
11/09/1988 Flamengo 1 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
02/08/1989 Flamengo 2 x 0 Corinthians Copa do Brasil
12/08/1989 Corinthians 4 x 2 Flamengo Copa do Brasil
17/09/1989 Flamengo 0 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
04/10/1990 Flamengo 1 x 2 Corinthians Campeonato Brasileiro
27/01/1991 Corinthians 1 x 0 Flamengo Supercopa do Brasil
20/02/1991 Corinthians 1 x 1 Flamengo Copa Libertadores
20/03/1991 Corinthians 0 x 2 Flamengo Copa Libertadores
05/05/1991 Flamengo 2 x 3 Corinthians Campeonato Brasileiro
12/04/1992 Corinthians 1 x 3 Flamengo Campeonato Brasileiro
03/10/1993 Corinthians 1 x 0 Flamengo Campeonato Brasileiro
14/11/1993 Flamengo 1 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
28/11/1993 Flamengo 1 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
01/12/1993 Corinthians 2 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
28/08/1994 Flamengo 5 x 2 Corinthians Campeonato Brasileiro
03/09/1994 Corinthians 1 x 0 Flamengo Campeonato Brasileiro
27/11/1994 Flamengo 2 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
09/09/1995 Corinthians 2 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
03/07/1996 Corinthians 2 x 2 Flamengo Amistoso
08/09/1996 Flamengo 1 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
21/01/1997 Flamengo 3 x 0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
25/01/1997 Corinthians 2 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
05/11/1997 Corinthians 1 x 0 Flamengo Campeonato Brasileiro
10/10/1998 Flamengo 4 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
31/01/1999 Flamengo 2 x 0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
07/02/1999 Corinthians 0 x 3 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
01/09/1999 Corinthians 1 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
16/11/2000 Corinthians 1 x 4 Flamengo Campeonato Brasileiro
24/01/2001 Corinthians 4 x 3 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
14/10/2001 Corinthians 1 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
03/03/2002 Flamengo 4 x 3 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
30/10/2002 Flamengo 0 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
27/04/2003 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
31/08/2003 Flamengo 1 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
20/06/2004 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
29/09/2004 Flamengo 0 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
12/06/2005 Corinthians 4 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
25/09/2005 Flamengo 1 x 3 Corinthians Campeonato Brasileiro
04/06/2006 Corinthians 0 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
15/10/2006 Flamengo 3 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
29/07/2007 Corinthians 2 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
31/10/2007 Flamengo 2 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
09/08/2009 Flamengo 1 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
28/11/2009 Corinthians 0 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro

Por Silvana – Ceni: o maior goleiro da história? Nos números, sim…

Fonte: IG Esportes

Maior ídolo da torcida do São Paulo, o goleiro Rogério Ceni está prestes a alcançar mais uma importante marca pelo clube. Na próxima quarta-feira, diante do Universitário-PER, pela Copa Libertadores, o goleiro irá atingir a marca de 900 jogos pelo Tricolor. Um recorde na história entre um goleiro de uma grande equipe do futebol brasileiro. Até hoje, apenas jogadores de linha já atuaram mais do que ele em um dos 12 maiores clubes do país. Supercampeão pelo Tricolor e goleiro com o maior número de gols na história do futebol (89), Ceni está entre os maiores de sua posição em todos os tempos. Nos números, dificilmente alguém irá superá-lo tão cedo.

O feito que irá completar na próxima partida, ainda não é o maior de um jogador por um clube brasileiro, mas é um dos melhores. Dos 12 maiores clubes do país, apenas Pelé (1.115 jogos pelo Santos), Roberto Dinamite (1.110 jogos pelo Vasco) e Ademir da Guia (901 jogos pelo Palmeiras), atuaram mais. Logo mais, porém, Ceni poderá ultrapassar o palmeirense. Uma curiosidade, é que no São Paulo os três jogadores que mais atuaram são goleiros: Ceni (899 jogos), Waldir Peres (617) e Poy (565). Confira abaixo a lista dos lista dos jogadores que mais vestiram a camisa dos 12 grandes do futebol brasileiro:

Clube Jogador Posição Partidas Período
Santos Pelé Atacante 1115 1956-14
Vasco Roberto Dinamite Atacante 1110 1970-79, 80-89, 90 e 92-93
Palmeiras Ademir da Guia Meia 901 1962-77
São Paulo Rogério Ceni Goleiro 899 1993-10
Flamengo Júnior Lateral/volante 874 1974-84 e 89-93
Corinthians Wladimir Lateral-esquerdo 806 1972-87
Internacional Valdomiro Atacante 803 1968-80 e 82
Botafogo Nilton Santos Lateral-esquerdo 723 1948-64
Fluminense Castilho Goleiro 696 1946-64
Atlético-MG João Leite Goleiro 684 1976-88 e 91-92
Cruzeiro Zé Carlos Meia 619 1966-77

]Não há registro oficial de quem mais atuou pelo Grêmio.

Entre os goleiros dos 12 maiores clubes, Rogério Ceni é o que mais atuou. Atrás dele, vem Castilho, que vestiu a camisa do Fluminense por 696 jogos. Confira os goleiros que mais jogaram nos 12 grandes:

Clube Goleiro Partidas Período Posição
São Paulo Rogério Ceni 899 1993-2010 1º que mais jogou
Fluminense Castilho 696 1946-64 1º que mais jogou
Atlético-MG João Leite 684 1976-88 e 91-92 1º que mais jogou
Vasco Carlos Germano 632 1984-99 e 04 2º que mais jogou
Palmeiras Leão 617 1968-78 e 84-86 2º que mais jogou
Corinthians Ronaldo 602 1987-1998 3º que mais jogou
Flamengo Cantarelle 557 1973-83 e 84-90 6º que mais atuou
Cruzeiro Raul 549 1965-78 4º que mais atuou
Botafogo Manga 442 1959-68 5º que mais atuou
Internacional Gainete 408 1962-64 e 66-72 6º que mais atuou
Santos Manga 404 1951-1959 13º que mais atuou

Não há registro oficial do goleiro que mais atuou pelo Grêmio. Danrlei fez 594 jogos pelo clube entre 1993 e 2003. Já Eurico Lara, atuou durante 15 anos pelo clube, entre 1920 e 1935.

Já entre os goleiros da atualidade, Rogério Ceni também lidera. O são-paulino está bem a frente do segundo colocado, o palmeirense Marcos, que já atuou 489 pelo Palmeiras. Marcos, que esse ano entrou para lista dos dez jogadores que mais jogaram pelo Palmeiras, é o 8º com mais partidas pelo clube e está próximo de chegar ao sétimo lugar, que hoje é de Djalma Santos, com 498.

Clube Goleiro Partidas Período
São Paulo Rogério Ceni 899 desde 1993
Palmeiras Marcos 489 desde 1994
Cruzeiro Fábio 326 1999-00 e desde 2005
Flamengo Bruno 223 desde 2006
Corinthians Felipe 185 desde 2007
Grêmio Victor 129 desde 2008
Botafogo Jefferson 124 2003-05 e desde 2009
Santos Felipe 71 2006-08 e desde 2009
Vasco Fernando Prass 63 desde 2009
Fluminense Rafael 52 desde 2009
Atlético-MG Aranha 30 desde 2009
Internacional Abbondanzieri 15 desde 2010

a

Clube Goleiro Partidas Período Posição
São Paulo Rogério Ceni 899 1993-2010 1º que mais jogou
Fluminense Castilho 696 1946-64 1º que mais jogou
Atlético-MG João Leite 684 1976-88 e 91-92 1º que mais jogou
Vasco Carlos Germano 632 1984-99 e 04 2º que mais jogou
Palmeiras Leão 617 1968-78 e 84-86 2º que mais jogou
Corinthians Ronaldo 602 1987-1998 3º que mais jogou
Flamengo Cantarelle 557 1973-83 e 84-90 6º que mais atuou
Cruzeiro Raul 549 1965-78 4º que mais atuou
Botafogo Manga 442 1959-68 5º que mais atuou
Santos Manga 404 1951-1959 13º que mais atuou
Internacional Gainete 19 1962-64 e 66-72 6º que mais atuou

Clube Goleiro Partidas Período Posição
São Paulo Rogério Ceni 899 1993-2010 1º que mais jogou
Fluminense Castilho 696 1946-64 1º que mais jogou
Atlético-MG João Leite 684 1976-88 e 91-92 1º que mais jogou
Vasco Carlos Germano 632 1984-99 e 04 2º que mais jogou
Palmeiras Leão 617 1968-78 e 84-86 2º que mais jogou
Corinthians Ronaldo 602 1987-1998 3º que mais jogou
Flamengo Cantarelle 557 1973-83 e 84-90 6º que mais atuou
Cruzeiro Raul 549 1965-78 4º que mais atuou
Botafogo Manga 442 1959-68 5º que mais atuou
Santos Manga 404 1951-1959 13º que mais atuou
Internacional Gainete 19 1962-64 e 66-72 6º que mais atuou