por Edgar Santista – Santos Tira São Paulo de Letra e Vence o Classico.

Santos vence São Paulo por 2×1 e lidera competição

Se Robinho aprendeu a ficar no banco de reservas durante sua estada no Manchester City (ING), foi do próprio banco que o camisa 7 do Santos começou a assistir à vitória do Peixe sobre o São Paulo neste domingo, na Arena Barueri. E a entrada do camisa 7 foi fundamental para o resultado da partida.
Foi do banco que Robinho viu entrar em campo a equipe liderada pelos garotos Paulo Henrique Ganso e Neymar tomar conta do experiente time tricolor na primeira etapa da partida. Além da juventude, a equipe santista ainda contava com jogadores um pouco mais rodados, como Marquinhos que, de calcanhar, tocou para Arouca chutar a primeira bola ao gol do São Paulo.
Robinho e seus companheiros até se levantaram para pedir um pênalti em Paulo Henrique Ganso, depois que o meia colocou a bola entre as pernas de Washington e trombou com Renato Silva, entretanto o choque foi normal.
O São Paulo tentava segurar a pressão santista e, com certa timidez, armava alguns contra-ataques.
O Santos continuava a mandar na partida quando André, após jogada de Ganso de novo, tocou na bola e ela corre lentamente para a linha de fundo, passando na frente do gol são-paulino. Robinho quase chegou a comemorar.

Mas o atacante santista comemorou mesmo aos 37 minutos do primeiro tempo. Depois de Arouca fugir na falta de Richarlyson no meio campo, foi derrubado por Miranda dentro da área. Neymar com uma “paradona” deslocou Rogério Ceni e, com muita categoria, colocou o Santos à frente no placar.
Se a partida para Robinho estava emocionante mesmo do banco, o segundo tempo foi diferente para o camisa 7, que começou a aquecer logo aos três minutos da segunda etapa. Aos nove foi chamado por Dorival Júnior e finalmente aos 12, voltou a entrar em campo com a camisa do Santos, que mais tarde ajudaria a conquistar a vitória.
E foi de dentro de campo que Robinho assistiu ao belo cruzamento Marcelinho Paraíba encontrar Roger, que havia acabado de entrar, para cabecear e empatar a partida.
A partir do empate, a partida ficou extremamente equilibrada, alternando bons ataques de ambas as equipes, como a tabela entre Neymar e Robinho e a ótima defesa de Rogério Ceni.
Mas a estrela do camisa 7 brilhou mais forte na Arena Barueri. Aos 40 minutos do segundo tempo, Robinho mostrou que ainda tem futebol para mostrar. Com um toque de letra, o Rei do drible completou o cruzamento de Wesley e garantiu a liderança para do Campeonato Paulista para o Santos.

Fonte: lancenet.com
edgar.icfut@hotmail.com

POR A. TIAGO – GIRO PELO FUTEBOL 07/02/2010


FONTE: FUTEBOLINTERIOR.COM.BR

Palmeiras aposta na parceria ‘Diego e Cleiton’ em Bragança
Depois de três partidas, craques voltam a jogar juntos

Botafogo precisa do empate
no reencontro com o ResendeTime de Joel ainda não está garantido

Despreocupado, Fluminense pega Olaria de olho nas semis Cuca poupa vários jogadores no Engenhão
Vasco só cumpre tabela contra o Madureira em São JanuárioDodô é a esperança de gols no Cruzmaltino

Gaúcho – Grêmio busca entrosamento defensivo em Canoas
– Inter ‘ganha tudo’ enfrenta o ‘não vence nada’ Avenida

Paulista – Botafogo quer manter embalo contra o Mogi

Paranaense – Paraná e Furacão fazem 1º grande clássico

Mineiro – Estreia de Obina motiva o Galo contra Ipatinga
Ex-palmeirense deve sair jogando no Mineirão

Guarani empata e aumenta jejum de vitórias na Série A-2
Depois de ser derrotado nas últimas duas rodadas da Série A-2 do Campeonato Paulista, o Guarani só empatou com o Sorocaba por 1 a 1 neste sábado, em jogo disputado no Brinco de Ouro da Princesa.

Motivada por bater Corinthians, Ponte recebe Portuguesa
A vitória de virada sobre o Corinthians no meio de semana é a motivação da Ponte Preta para a partida deste domingo, contra a Portuguesa. A equipe campineira, que volta a jogar no Moisés Lucarelli, ainda tem a chance de chegar à ponta do Campeonato Paulista com uma combinação de resultados.

Com dois de Nadson, Sport bate a Cabense
Depois de ter sido rebaixado para o Campeonato Brasileiro da Série B em 2009, o ano de 2010 segue muito bom para o Sport. Neste sábado, a equipe entrou em campo pela oitava rodada do Campeonato Pernambucano e conseguiu sua sexta vitória, desta vez sobre a Cabense, por 2 a 0, na Ilha do Retiro. Desta maneira, o Rubro-negro segue invicto na competição, líder, com 20 pontos somados.

POR VANDER – BOTAFOGO JOGA O FUTURO!


FONTE: LANCENET.COM.BR

Botafogo joga seu futuro neste domingo
Alvinegro tenta confirmar classificação para as semifinais

LANCEPRESS!

Com apenas 23 dias de disputa do Campeonato Estadual, pode-se dizer que o Botafogo já não tem a mesma cara. E essa metamorfose ocorrida em tão pouco tempo, produziu vítimas e heróis no clube. Neste domingo, às 17h, contra o Resende, no Engenhão, com transmissão em tempo real pelo LANCENET!, o Botafogo tenta fechar a sua participação na primeira fase da Taça Guanabara com a confirmação da classificação para as semifinais.

Mais do que isso, o time do técnico Joel Santana quer apagar o início irregular para entrar na fase decisiva com muita moral. Entre apostas que ainda não vingaram totalmente, caso do atacante Loco Abreu, e de surpresas, como o jovem Caio, a equipe alvinegra procurar se moldar a tempo de entrar na briga pelo bicampeonato da Taça GB.

Protagonista da maior mudança até agora, Joel Santana ainda procura conhecer o elenco. Ciente de que ainda tem muito trabalho a fazer, o comandante alvinegro pediu paciência para a torcida:

– A avaliação até agora é positiva. Mas as coisas só vão ter valido à pena se chegarmos às semifinais. Esse é o objetivo. Agora estou começando a conhecer melhor os meus jogadores e tem muita gente boa aqui.

Ainda assim, o resultado final pode ser considerado positivo. Joel Santana admitiu que a goleada imposta pelo Vasco foi o divisor de águas para o Botafogo. O treinador destacou que o caos provocado pela derrota foi o responsável por uma rearrumação forçada no clube. E nessa nova organização surgiu a oportunidade para Caio, novo xodó da torcida:

– Ele agora terá uma grande oportunidade. Caio tem boa cabeça, já percebi isso. Sei que está lutando para ser titular, mas vou dizer a ele que o mais difícil é se manter na equipe. O Caio não pode ficar afoito.

POR JOSÉ REIS – DEFINIDO OS PACOTE DA LIBERTADORES PARA O MENGÃO !


FONTE: LANCENET.COM

Fla define pacote para a Libertadores nesta semana
Clube ainda não acertou preço dos ingressos para a competição

LANCEPRESS!

Ainda esta semana, diretores do Flamengo se reunirão para definir o preço dos ingressos para os jogos da Taça Libertadores. O clube também se reunirá com a BWA (empresa responsável pela confecção e distribuição dos bilhetes) para acertar os últimos detalhes do pacote promocional para competição continental.

Até agora, empresa e clube já definiram que os torcedores que optarem pela compra dos pacotes terão desconto. Entretanto o percentual será definido somente após a definição do preço dos ingressos, que serão mais altos que os do Carioca.

Também ainda está em estudo se os torcedores que adquirirem o pacote da primeira fase terão algum tipo de benefício na aquisição de bilhetes para as fases subsequentes.

A BWA planeja iniciar a pré-venda dos pacotes promocionais a partir do próximo dia 10.

POR CÉZAR ALVARENGA – TIMÃO GOLEIA SERTÃOZINHO !

FONTE: LANCENET.COM.BR

‘Veteranos’ dão goleada e liderança para o Corinthians
Chicão, Jorge e Marcelo Mattos, além de Edno, constroem o 4 a 0 sobre o Sertãozinho, neste sábado, no Pacaembu

Caio Carrieri

Nem Roberto Carlos, nem Iarley. Quem deu a vitória para o agora líder do Campeonato Paulista, Corinthians, sobre o Sertãozinho, neste sábado, foram velhos conhecidos dos 16.780 torcedores que compareceram ao Pacaembu, pela sétima rodada do Estadual. Chicão, Jorge Henrique e Marcelo Mattos, além de Edno, construíram a goleada de 4 a 0 e colocaram o Timão no topo da tabela, com 14 pontos. Já o Touro, que teve a estreia do técnico Paulo Comelli, segue sem triunfar e segura a lanterna do Estadual, com quatro pontos.

Ciente da fragilidade do adversário, o Alvinegro não se conteve e foi para cima do oponente assim que o árbitro Guilherme Cereta de Lima apitou o início da partida. Roberto Carlos, que voltava de suspensão, Elias e Tcheco foram os principais jogadores alvinegros na primeira etapa. Com boas jogadas pela lateral, o camisa 6 até chapelou Ricardo Lopes antes de arrematar por cima do gol de Luis Henrique.

O goleiro do Sertãozinho, aliás, mais falhou do que defendeu os arremates corintianos. Depois de fazer uma excelente defesa à queima roupa em chute de Iarley, Luis Henrique deu de presente o gol para Chicão, aos oito minutos de jogo. Tcheco cruzou da direita, e o arqueiro não segurou a bola molhada pela chuva. O zagueiro-artilheiro anotou seu primeiro gol no ano do centenário do clube.

Léo Mineiro, que substituiu Thiago Silvy, resfriado, foi o atleta mais acionado pela equipe Grená. Atuando na faixa do campo entre Alessandro e Chicão, o atacante atormentou o setor defensivo dos comandados de Mano Menezes. Mesmo impedido, acertou a trave direita de Felipe, que fez boas defesas na etapa inicial.

Antes do intervalo, Jorge Henrique aproveitou ótima jogada construída por Iarley e, após passe de Alessandro, chutou com categoria no canto esquerdo de Luis Henrique. Um belo gol: 2 a 0 para o Corinthians.

Na tentativa de desencantar no clube do Parque São Jorge desde seu retorno ao Brasil, Roberto Carlos seguiu atormentando a zaga do Sertãozinho, no segundo tempo. No primeiro minuto, arrancou pela ponta esquerda, fintou um defensor e, de direita, arrematou por cima da meta do Touro.

Com o ritmo de jogo muito mais calmo do que na primeira metade do confronto, o Corinthians cadenciava mais o jogo. Aos 15 minutos, Roberto Carlos rolou para Marcelo Mattos completar, da intermediária, sem chances para Luis Henrique, o primeiro tento do volante desde seu retorno ao Corinthians. A sete minutos do fim, Jorge Henrique deu passe açucarado para Edno tirar a zica e fechar a goleada.

Os times voltam a campo no sábado de Carnaval. O Timão enfrentará a Portuguesa, fora de casa, assim como o Sertãozinho, que pegará a Ponte Preta.

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 4 X 0 SERTÃOZINHO

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 6/2/2010 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Cereta de Lima (SP)
Auxiliares: Marcio Luiz Augusto e Danilo Ricardo Simon Manis
Renda/público: R$ 535.044,00 / 16.780 pagantes
Cartões amarelos: Pablo, Marcus Vinicius e Harison (SER) e William (COR)
Cartões vermelhos: não houve
GOLS: Chicão, 8’/1ºT (1-0), Jorge Henrique, 43’/1ºT (2-0), Marcelo Mattos, 15/2ºT (3-0) e Edno, 38’/2ºT (4-0)

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Marcelo Mattos, Elias e Tcheco (Jucilei, 20’/2ºT); Dentinho , Jorge Henrique (Morais, 24’/2ºT) e Iarley (Edno, 30’/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

SERTÃOZINHO: Luis Henrique; Ricardo Lopes, Erivélton, Pablo, João Paulo; Marcus Vinícius, Magal, Harison (Adoniran, 24’/1ºT) e Éverton; Léo Mineiro (Washington, 17’/2ºT) e Mendes (Valdir, 36’/2ºT). Técnico: Paulo Comelli.

POR CLEBER AGUIAR – ROBINHO PROVOCA TRICOLORES !!!


FONTE: LANCENET.COM.BR

Exclusivo: Robinho recebe ligação de Kaká!
Atacante conta ao LANCENET! como está a expectativa para a estreia no clássico

Robinho recebeu ligação do companheiro de Seleção, Kaká (Crédito: Ivan Storti)

Klaus Richmond
Pedro Antunes

Antes do clássico contra o São Paulo, que marca seu retorno ao Brasil, Robinho recebeu uma ligação internacional inesperada de um amigo, da Europa. Não, não era Diego, sua dupla inseparável nos tempos de Santos. Era o são-paulino Kaká, querendo provocá-lo antes do jogo.

– Alô, neguinho? Olha só, você sabe que sou são-paulino, mas acima disso, estou torcendo pelo seu sucesso – disse Kaká, como contou o Rei do Drible, na concentração, em entrevista exclusiva ao LANCENET! .

Quem vai vencer o clássico? Clique aqui e vote!

Kaká deu uma alfinetada que deixou Robinho com ainda mais vontade participar do San-São, seu 11º na carreira, neste domingo, às 17h, na Arena Barueri. O atacante, contudo, não começará jogando. Como garantiu seu técnico Dorival Júnior:

– Robinho saiu de um lugar em que estava quase abaixo de zero e chegou para encarar 40 graus em Santos. É natural uma queda física, é isso que ele vive nesse instante. Estamos tentando preservá-lo.

– Maluco, em Santos está 40 graus na sombra! – exclama Robinho, explicando a necessidade de adaptação, depois de deixar o frio inverno inglês.

No papo (leia na íntegra abaixo), ele deixa escapar que começará no banco, mas que entrará no segundo tempo. Com isso, a História do atacante, no Santos, se repetirá.

Era 7 de abril de 2002. Santos e São Paulo empatavam em 2 a 2 pela Liga Rio-São Paulo. Aos 35 minutos do segundo tempo, o então técnico santista Celso Roth o chamou:

– Vai lá, garoto! Mostra tudo o que você fez nos treinos – disse.

E ele fez. Era o segundo jogo de Robinho como profissional. Seu primeiro clássico. Em menos de 10 minutos, Robinho pedalou e sofreu a falta que originou o gol da vitória. Primeiro triunfo contra o Sampa.

Se vencer neste domingo, o Tricolor será o maior freguês de Robinho, com sete derrotas. Até essa partida, o camisa 7 enfrentou o Sampa 10 vezes, dendo ganhado seis, empatado uma e perdido três.

Com a vitória, o São Paulo passaria o Corinthians que também tem seis derrotas para o atacante.

E Robinho espera ser decisivo como da primeira vez, mas, é claro, jogando mais do que aqueles poucos 10 minutos de oito anos atrás.

Confira, agora, a entrevista exclusiva, na íntegra, com Robinho:

LANCENET!: Olá, Robinho. Tudo certo? Podemos falar?
ROBINHO: Tudo tranquilo, sim, velho. Podemos começar.

LNET!: Você se lembra do seu primeiro clássico? Foi exatamente contra o São Paulo, adversário da estreia…
R: Olha, e se eu falar para você que não me lembro direito, você vai ficar muito p… comigo?

LNET!: (Risos) Não, não. Vamos ver se consigo refrescar sua memória: era um jogo do Rio-São Paulo, seu segundo como profissional, primeiro clássico contra o São Paulo. Você entrou no finalzinho e sofreu a falta que resultou no gol da vitória… Lembra?
R: Nossa, eu lembro daquele jogo, sim! (Risos) Eu entrei no segundo tempo, dei uma pedalada e sofri a falta. O Diego bateu e o Pretinho (Preto, ex-zagueiro do Santos revelado nas categorias de base com Robinho) marcou o gol, né?

LNET!: O que guarda daquele jogo?
R: Guardo uma lembrança muito boa. Tomara que amanhã possamos ganhar, como daquela vez. Aliás, vou entrar no segundo tempo de novo! (risos).

LNET!: Por falar nisso, não incomoda ficar no banco no clássico?
R: Para mim não tem problema. Acho que vou ajudar mais jogando no segundo tempo. Vou mostrar qualidade e aprimorar a parte física. Não vejo problema, não. Quero ajudar o time.

LNET!: Se você vencer, o São Paulo será seu maior freguês. Esse clássico dá uma motivação a mais?
R: Para ser sincero, jogar pelo Santos já me motiva. Eu me preparo igual para jogar bem contra todos os times. Às vezes temos mais sorte jogando contra um clube.